RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

quinta-feira, 15 de junho de 2017

JANDUÍS: A CELEUMA ENTRE POVO E AUXILIARES.

A "Torre de Babel" que aparentemente teimam em criar no governo José Bezerra, em Janduís.

Na segunda-feira, dia 5 de junho, a senhora Magally Matias, ligou para a secretária de saúde de Janduís, Karla Daiane Freitas, com o intento de conseguir um veículo para que seu filho fosse atendido numa clínica em Caicó, no dia seguinte. Consulta essa, ressalta-se, "foi doada por um amigo". Conforme Magally, ao solicitar o carro da saúde para o translado, a secretária de saúde teria explicado que todos os dois carros da secretaria a qual responde, estariam ocupados com outras atividades pertinentes a área e que não seria possível a disponibilização.
Ocorre, que a secretária sugeriu que se falasse com o prefeito José Bezerra. O que retrucou a senhora Magally, para que a própria secretaria de saúde providenciasse esse contato. Não sendo afirmado ou negado tal entendimento.
Ao ver-se na eminência de perder a consulta, a mãe ligou ao gestor, José Bezerra, que de pronto resolveu a questão.
Mas o tormento da cidadã janduiense não terminou por aí.
Já na última segunda-feria, dia 12, a família voltou a necessitar de atendimento médico para a genitora da Magally, uma senhora de idade, o que foi cumprido com todas as formalidades legais, para que o veículo da saúde transportasse a senhora, como se faz usualmente, que salientemos, é dever do município. A saúde de todos os municípios recebem recursos para essas necessidades.
Ainda com base nas informações da reclamante, a secretária de saúde Karla Daiane, teria feito ligação para um ente familiar desta, com humilhações, alegando que os serviços eram prestados, tanto é que já tinha sido disponibilizado por vezes a essa família. Isso, repito, conforme narrativa de Magally Matias.
Magally também frisou, que a secretária Karla Daiane tem como prática responder com "ponta-pés" aqueles que a procuram e que a saúde de Janduís tem sido tratada como uma extensão pessoal da titular da pasta, Karla Daiane Freitas. O que não deveria, nem de longe, ocorrer.
Agindo assim, caso a explanação da senhora Magally Matias tenha veracidade, medidas têm que ser adotadas em todos os campos. O que, sob nenhuma hipótese seria ético, humano e/ou necessário a intervenção de nenhum auxiliar de gestões públicas em telefonar para alguém, para reivindicar o que foi feito ou não por outrem.
É visível o clima de rivalidade entre alguns secretários municipais de Janduís. E isso em muito prejudica qualquer administração. O que deve ser posto em 1º, 2º e 3º plano é o bem comum, o bem da população. Aqueles que ocupam cargos públicos, sejam eletivos ou não, são na verdade, servidores do povo. Agindo por impulso, por "extensão do próprio lar", como citou a senhora Magally, auxiliares propiciam que o município corra sério risco de se colocar em "precipício administrativo", um governo que venceu tudo e todos e que veio para corrigir erros e diretrizes que teriam sido mal geridas na gestão anterior, conforme alegou-se no período eleitoral. O que não pode-se é permitir, também, é que, por laços familiares, outros ocupantes de cargos públicos tomem as dores e partam para o revide, atrapalhando ainda mais as ações do governo municipal. Se crucial que se possa separar a parte política do dever com o povo.
O blog está aberto, caso desejem, para a explanação da secretária, do gestor municipal, da parte reclamante e/ou os citados nominalmente na postagem.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIO SUJEITO A APROVAÇÃO DO MEDIADOR.