RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

EDMILSON FERNANDES DIZ QUE ANTÔNIO MARTINS VOLTARÁ A CRESCER.

O PREFEITO DE ANTÔNIO MARTINS, EDMILSON FERNANDES, FOI ELEITO COMO CANDIDATO ÚNICO EM 2008. EM 2012 DEVE ENFRENTAR NAS URNAS SEU EX-ALIADO, ZÉ JÚLIO.

Seu mandato tem sido seriamente criticado por vários setores do município. Como você ver este momento da sua administração?
As dificuldades existem. Nos últimos meses o FMP caiu consideravelmente. Inclusive as primeiras parcelas de agosto e setembro vinheram zeradas. Não houve receita, por causa do bloqueio de INSS e precatórios. Os atrasos no pagamento do funcionalismo público e COSERN foram motivos de muitos comentários, realmente. Os salários atrasados deu-se em virtude da queda do FPM. Se cai o FMP, obrigatoriamente cai o repasse do FUNDEB. A data de pagamento está sendo conforme o que é possível, mas não há e nunca houve atraso de 20 dias do funcionalismo em geral. Mas estamos normalizando a administração, quitando todos os débitos e digo-lhes que a grandiosa parte dos débitos foram sanados. Em poucos dias haveremos de está zerado os débitos restantes.

Comentários ocorrem de toda espécie. Alguns até mesmo pondo em dúvidas sua autoridade de prefeito. Finalmente, quem manda e quem obedece no executivo municipal de Antônio Martins?
A população nunca teve dúvidas que quem administra é o prefeito Edmilson Fernandes. Não sei por que esta dúvida sobre nossa gestão. Meu governo não é o mesmo do meu antecessor, onde outros é que ordenavam.
Inclusive, gostaria de deixar claro, que em uma entrevista que o ex-prefeito deu ao seu blog, foi dito que havia por minha parte perseguição. Não tenho como característica pronunciar-me por outro; não tenho blog fantasma, como há em Antônio Martins. E este blog é claramente contrário à mim e a nossa gestão. Só fala mal do governo. Assim devemos ter uma clara ideia de quem está por trás deste blog anônimo. Também, nunca soltei cartas anônimas na cidade, falando mal de minha pessoa; do secretário Chagas e do vereador Biô. Uma pergunta que faço: quando um professor ou outra pessoa qualquer foi surrado com mangueira, por ter feito críticas a minha administração? Isso durante a gestão passada, ocorreu.
Voltando ao pagamento do funcionalismo, é bom lembrar também, que o ex-prefeito deixou o mês de dezembro de 2008 à ser pago, pagou o décimo terceiro, mas exceto os professores, não quitou o salário do último mês do seu mandato. E as dívidas? Lembro-me bem que de Fortalece no Ceará até Catolé do Rocha, na Paraíba, recebemos cobranças de débitos que a gestão passada contraiu.
Por último, as obras inacabadas, que segundo ele não concluí, explico: foram executados os pagamentos de acordo com as medições que foram realizadas e que já foi solicitado em Brasília o restante do recurso que foi destinado para as obras. Como um bom administrador, devemos ter consciência que a execução das obras devem ser conforme o aporte destes recursos. A Escola a qual o ex-prefeito citou, ele mesmo mandou um projeto de lei e foi sancionado, onde o nome deste estabelecimento escolar será JOSÉ JÚLIO FERNANDES NETO, o que sabemos que é contra a lei, já que não pode haver nome de pessoas vivas em órgão públicos. O projeto orçado em R$ 750.000,00 à época, a contra partida do município era de R$ 7.000,00, mas o FNDE não aceitou, entendendo que era irrisória. E esse mesmo ex-prefeito sugeriu que eu não aceitasse receber este recurso por não dar para realizar esta obra. Eu enviei ofício ao FNDE com uma contra partida de R$ 123.000,00 conforme solicitado e hoje a obra está com mais de 90% concluída, e eu serei o prefeito que a inaugurarei neste meu primeiro mandato. E já que este valor não deu para constrir a obra, foi solicitado um ativo de R$ 250.000,00 para sua conclusão. E garanto-lhe que caso o FNDE não aceite a solicitação, o município terminará com recursos próprios.
Este é um compromisso que assumo aqui, nesta entrevista, com a população de Antônio Martins.

José Júlio citou uma suposta traição sua para com ele. Como você se ver, diante do rótulo de traidor?
O município de Antonio Martins é um município novo e nunca na historia dos políticos que passaram por Antonio Martins houve tanta traição como as patrocinada por Dr. Jose Júlio. Isso caracteriza que o mesmo não tem nenhuma moral para questionar isso. Como exemplo, em 1996 iniciou um processo de traição dele para com Dr. Francisco Jácome que perdurou até 2000. Em 2004, traiu Dr. Francisco Fernandes e Dr. Kerginlado. Não sou eu que tomei uma decisão em prol do município que mereço ser chamado de traidor. Venho neste momento informar a população de meu município que ninguém em todo o tempo, ajudou mais o ex-prefeito José Júlio como eu. Traido é como me sinto, se não lembremos o que foi feito pelo mesmo, quando o diretório do PT estava sem validade, caduco, em 2010.
O mesmo tentou uma manobra com o intuito de deixar-me sem partido e eu somente iria perceber ao final do prazo legal. Ele mesmo apresentaria uma comisão provisória e eu ficaria sem partido por conseguinte ficaria sem ter como ser candidato a absolutamente nada. Diante de tal atitude procurei me resguardar e ver qual a solução jurídica mais viável. A que encontrei foi apoiar um candidato a deputado federal para forçar a minha saída do PT. O fato de meus candidatos terem vencido o do ex-prefeito deu-se pela maneira humilhante como ele narrava no município que só quem tinha voto era ele. A prova foi em 03 de outubro, quando vencemos bem os candidatos que ele apoiou.

A retirada de 49 árvores na entrada da cidade, foi um ponto muito questionado por políticos e população. Por que se fez necessário este “sacrifício” que pode até culminar com ação na justiça, por segundo comentários se tratar de crime ecológico?
A retirada desta árvores deu-se para que facilitar a entrada e saída de carros ao conjunto habitacional. E já estamos preparando o plantio de árvores frutíferas no mesmo local.

Sendo primo de Zé Júlio e tendo recebido o apoio dele, você se sentiu em algum instante obrigado a solicitar opiniões do mesmo?
De início eu lhe digo que não fui candidato do bolso de Zé Júlio. O emsmo nunca falava em público que eu era o candidato dele para 2008. Ele mesmo já tinha feito promessas a vários outros nomes. A partir de 2005, após o rompimento político dele com Dr. Francisco Fernandes, eu vim para Antonio Martins e iniciei um trabalho junto a população mais carente, que era esquecida por muitos. O ex-prefeito chegou a tramar a sua renúncia, chegando a consultar o vice-prefeito Davi, para que seu irmão fosse o candidato a prefeito de Antônio Martins. E vendo que não tinha respaldo jurídico, o mesmo resolveu apoiar-me. Até abril de 2008, eu não era o candidato do prefeito. E como ele diz, não tenho arrogância, nem ciumeira política e isso não foi o motivo do distanciamento. Durante os dezoito meses de participação do ex-prefeito na minha gestão, o mesmo esteve dentro do nosso governo, já que à época tinha como sua indicação o secretário de esportes, seu irmão Hamilton Fernandes; o secretário de finanças, Jovito, que também tinha agregado uma caçamba e uma F4000 prestando serviços a prefeitura; a irmã do ex-prefeito Zé Júlio administrava o terminal turístico e o Mirante, assim como ele próprio era médico, trabalhando um dia meio em Antônio Martins, sendo pago como o melhor profissional na região. Como diz que não teve participação e oportunidade na minha administração? Claro que tinha participação, mas o prefeito que eleito foi Edmilson Fernandes, então é Edmilson Fernandes quem determina o que fazer ou não.

Por que nos últimos dias você esteve tão ausente do município?
Nos últimos dias, necessitei viajar para Natal e Brasília, devido a aproximação do período das emnedas parlamentares. Sempre acompanhando engenheiros; arquitetos e projetista, trabalhando em prol de Antônio Martins. Com estas articulações, é que conseguimos trazer melhorias para a população. Estive ausente por está trabalhando para o progressso da minha cidade.

Alguns funcionários receberam cheques sem fundos dias atrás. Você como jurista, isso não é uma atitude que pode ser caracterizada como estelionato?
Não. Em virtude das dificuldades e as previsões de arrecadação que o governo federal informa aos municípios, não baterem com os valores que foram recebidos, é que aconteceu isso, como já citei anteriormente. Por isso, alguns cheques voltaram, mas de pronto procurei quitá-los. Não foi uma atitude criminosa ou mal-intencionada como quiseram fazer como verdade. Foi um problema puramente administrativo. Assim, por não ter dolo, não caracteriza como crime ou má-fé. Se tal atitude fosse crime, o ex-prefeito já estaria na cadeia, tendo em vista que foi o maior emitidor de cheques sem fundos de Antônio Martins.

Seu governo pode ser considerado como, por você?
Como já disse, em virtude das dificuldades, teve seus baixos e altos. Mas a partir de agora o município já tem outra cara. Haveremos de colocar todas as pendências em dia, até dezembro e a partir de então poderemos desenvolver ações mais eficazes em benefício da comunidade.

Qual a comparação que você faz da atual com a anterior?
Não tem como comparar uma administração de 8 anos, que pegou um governo federal voltado para atender os pleitos dos municípios e quando não se falava em crise mundial, com um governo federal que se encontra em crise financeira. Durante a primeira gestão do ex-prefeito, o mesmo não fez quase nada no município e o que constriu foi projetos da gestão de Francisco Jácome. Como exemplo das casas populares; banheiros; poços turbulares; sistema de abastecimento d’água do Tamanduá e do Latão. Tudo isso foi obra que ficou da gestão de Francisco Jácome. Zé Júlio apenas executou. No segundo mandato, o ex-prefeito Zé Júlio iniciou a construção das obras estruturantes de Antônio Martins, isso é verdade. Em nosso mandato, já foram construídos inúmeras melhorias, com recursos federais; estaduais e municipais e o que está empenhado, garantido para ser iniciado já no começo do ano que vem, é muito mais do que se espera. São várias obras que vão beneficiar a população mais carente do nosso município, como 5 praças, sendo no Alto da Ema; Pico Branco; Serrinha do Major; Maniçoba e Pinhão; calçamento da comunidade Raposa; 2 quadras esportivas nas comunidades Trincheiras/Latão e Maniçoba; passagens molhadas na Timbaúba; Pico Branco; Vira Mundo e outra na zona urbana, que liga o Alto São José a pista; convênio para recuperação nas estradas vicinais, onde há vários trechos críticos na zona rural; convênio com a FUNASA para construção de 268 banheiros; construção de uma usina de resíduos sólidos (reciclagem do lixo); convênio para equipar o hospital e os centros de saúde da zona rural e urbana e convênios assinados para construção de mais de 100 casas populares.

Muitas reclamações são feitas pertinentes ao excesso de poder que o secretário de cultura, Chagas Cristovão, tem. É Chagas o “primeiro-ministro” de Antônio Martins?
Nenhum secretário tem status de primeiro ministro. Até por que vivemos um regime presidencialista e não parlamentarista. Somos um grupo e todos, sem exceção são ouvidos e na medida do possível são atendidos seus pleitos. Chagas é um dos meus assessores que mais tem trabalhado junto a população. É mais um dos remanescentes do governo de Zé Júlio que soube separar o joio do trigo. Não adianta ninguém querer criar arestas entre nossos secretários, por que todos têm a consciência de que trabalhamos com um só intuito: o bem estar da nossa população.

O que a população pode esperar dos últimos 13 meses deste mandato de Edmilson Fernandes?
Trabalho. Muito trabalho, como disse anteriormente. Quero deixar a população ciente, que nunca os abandonarei e que boatos sempre haverão de surgir, porém eu como e quando prefeito de Antônio Martins, não irei medir esforços para desempenhar o papel que a mim foi confiado. Esperemos 2012 e veremos o por que quantas vezes me ausentei do município.

Existem rumores que você tentou entregar o cargo a vice-prefeita, porém não foi aceito pela mesma. Há verdade nisso?
Sob hipótese nenhuma. Fui eleito para dirigir meu município por 4 anos. É por quatro anos que serei o prefeito constitucional. Se o povo sentir que mereço a prorrogação deste cargo, estou pronto para tal. E mais: sou candidato a reeleição, queiram ou não aqueles que procuram criar contendas entre nós. Por que fui vitorioso em 2008 e muito mais em 2010, quando mostrei que os votos que havia recebidos quando candidato a prefeito, cresceram em 2010 e o reflexo foi visto ao abrir as urnas da qual meus candidatos venceram com boa vantagem os candidatos plantados pelo meu agora, opositor.

Em análise rápida, quem é, politicamente:
Ciriaco: Político de respeito, que trabalhou a vida toda para a população de Antônio Martins. Que na política foi e vem sempre sendo beneficiado. Filiou-se ao PMDB e hoje ocupa a secretaria de obras. Seu filho, vereador Novo, filiou-se ao PC do B, partido que merece respeito, como seu presidente. Tem um filho o qual goza de minha admiração que é o Pitica que hoje engrandece as fileira do PR e que no PSD, partido dirijido por Zé Júlio, tem outro filho filiado que é o Júnior. Diante deste quadro, merece que haja uma reflexão por parte do cabeça da família, meu amigo Ciriaco.
Edmilson de Venir: Vereador de vários mandatos, que tem um grande serviço prestado ao nosso povo. Quando tomou sua decisão, levou consigo toda a família. Família esta que tem minha admiração, independente de qualquer posição política.
Francisco Fernandes: Político que foi vítima de grande injustiça, patrocinada pelo ex-prefeito Zé Júlio. Serviços prestado é o que muito tem e é fundamental para qualquer grupo que pense em vencer um pleito.
José Júlio: A minha maior decepção, não só na política, como em toda minha vida. É o que tenho a dizer.

Qual a mensagem que você deixa para a população?
Hoje, vivo um momento de grande instabilidade, devido a boatos plantados por aqueles que verdadeiramente não querem o bem do nosso povo. Mas que a população, meus irmãos antoniomartinenses saibam que estarei pronto para dividir com eles as decisões pertinentes ao rumo que nossa cidade deve tomar. Meus desejos que nossa Antônio Martins cresça sem deixar os cofres públicos comprometidos. Que todos tenham a consciência que o modelo de administração implantado no passado não condiz com o futuro de nossa cidade. Vamos esperar que o ano vindouro comece e nós então possamos criticar e elogiar a quem realmente merecer.

Foto: Emídio Sena

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIO SUJEITO A APROVAÇÃO DO MEDIADOR.