RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

sábado, 31 de março de 2018

TSE DEIXA FICAR MAIS RIGOROSO COM PROPAGANDA ELEITORAL ANTECIPADA.

A expectativa é de que a Corte Eleitoral endureça o entendimento de propaganda eleitoral antecipada.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve ficar mais rigoroso na análise de casos de suspeitas de propaganda antecipada. O tema está longe de ser um consenso, com a discussão envolvendo os limites à livre atividade partidária e os riscos de se colocar uma “mordaça” em pré-candidatos.
A expectativa é de que a Corte Eleitoral endureça o entendimento de propaganda eleitoral antecipada, considerando não apenas os casos em que há pedido explícito de voto, mas também fazendo uma interpretação mais subjetiva dentro do contexto em que as mensagens são veiculadas.
Para um magistrado ouvido reservadamente pela Agência Estado, a movimentação de ministros do governo Temer faz parte do uso legítimo da máquina pública, que não pode parar – o que deve ser vedado, avalia, é o abuso de conduta que visa à extração de dividendos eleitorais, o que só ficaria mais claro quando os políticos oficializarem suas candidaturas.
Uma outra autoridade que acompanha os desdobramentos na arena política ressalta que os eventos podem não configurar atos ilícitos em si, devendo ser necessário montar um mosaico completo a partir da coleta de mais evidências.
Composição
Em dezembro do ano passado, o TSE decidiu que vídeos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) veiculados na internet não configuram propaganda eleitoral antecipada.
Desde então, a composição da Corte passou por alterações, com a efetivação do ministro Luís Roberto Barroso. Em agosto, o ministro Edson Fachin também deixará o status de substituto e integrará a composição titular. Em setembro, será a vez de o ministro Og Fernandes deixar o “banco de reservas”. Todos os três já deram sinais de rigor na avaliação da matéria.
No início deste mês, por exemplo, Og determinou a retirada imediata de outdoor com a mensagem “o sertão de Pajeú com Bolsonaro e Joel da Harpa”.
“A utilização de artefato físico típico de campanha (inclusive vedado), em ano eleitoral, associada à menção expressa ao nome de pré-candidatos e ao pedido de apoio dos cidadãos da região, induz à prática de propaganda eleitoral extemporânea, devendo ser concedida a liminar para a sua retirada”, escreveu Og Fernandes.
O temor de advogados eleitorais que atuam no TSE é de que a Corte Eleitoral se transforme numa nova “câmara de gás”, em referência à fama da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), considerada mais rigorosa em julgamentos.

Fonte: Estadão Conteúdo/Extra

DODGE MANDA AMIGOS DE TEMER SEREM INTERROGADOS NOVAMENTE.

Os presos da Operação Skala voltaram a ser a ser ouvidos neste sábado, segundo reportagem de o jornal O Globo. Os novos depoimentos foram determinados pela procuradora-geral Raquel Dodge. A operação deflagrada na quinta-feira, 29, investiga supostos benefícios à empresa Rodrimar no Decreto dos Portos.
Os presos estão detidos na sede da Polícia Federal, em São Paulo. De acordo com a determinação de Dodge, os depoimentos devem ser tomados na presença de integrantes da PGR. A reportagem informa que a maioria dos depoimentos foi tomada na sexta, mas sem a presença dos procuradores, que chegaram a São Paulo no final do dia.
Um dos primeiros a falar foi o advogado e amigo do presidente Michel Temer José Yunes.
A arquiteta Maria Rita Fratezi, casada com o coronel da PM João Baptista Filho, o coronel Lima, depôs na sexta-feira à Polícia Federal. A mulher do amigo do presidente Temer havia sido intimada a prestar declarações na Operação Skala. O coronel Lima está preso.
“Gostaria de esclarecer apenas que não participa da gestão das empresas do marido João Batista, uma vez que se dedica exclusivamente às atividades do lar, motivo pelo qual, em relação aos demais questionamentos sobre o caso investigado, gostaria de utilizar do seu direito constitucional de permanecer em silêncio; que porém acrescenta somente que a declarante no passado exerceu atividades relacionadas a sua área de atuação profissional, sendo esta a Arquitetura”, afirmou.
A Skala suspeita que a empresa Argeplan, controlada pelo coronel Lima, “tem se capitalizado” com recursos de empresas interessadas na edição do Decreto dos Portos e distribuído tais recursos para os outros investigados.
À Polícia Federal, a mulher do coronel Lima afirmou que estava impossibilidade de comparecer a intimação na quinta-feira, “uma vez que na data de ontem encontrava-se acompanhando seu marido João Baptista Lima Filho, durante atendimento médico no Hospital Albert Einstein”, em São Paulo. “Por isso, solicitou remarcação para a data de hoje, o que foi prontamente deferido pela autoridade policial encarregada do caso, vindo a comparecer neste momento”, afirmou.
Um relatório da investigação aponta “crescimento exponencial da empresa Argeplan nos últimos 20 anos, inclusive no Setor nuclear, em parceria com a AF Consult do Brasil, o que se vê de um contrato no valor de R$ 160 milhões com a Eletronuclear para as obras da Usina Angra 3, cuja obtenção, segundo José Antunes Sobrinho, só teria ocorrido por ser a Argeplan ‘ligada a Temer e precisou subcontratar a Envegix porque não tinha capacidade para o serviço”.
O coronel Lima ainda não prestou depoimento. A Polícia Federal vem tentando ouvi-lo há nove meses. O amigo de Temer seria ouvido pela PF nesta sexta. O depoimento, no entanto, foi adiado. A defesa do coronel alegou que ele está “sem condições de saúde” para prestar depoimento.
Na sede da PF em São Paulo, onde se instalou a força-tarefa da Operação Skala, o coronel queixou-se que não tinha condições de depor. Disse que está com problemas severos de saúde. Alegou aos investigadores que “não tem condições físicas, nem psicológicas de depor nessas condições”.

Fonte: Fabiana Futema/Veja.com
Foto: Folhapress

STJ MANTÉM CONDENAÇÃO DE DEPUTADO LUIZ SEFER POR ESTUPRO.

Menina, trazida do interior do Pará para trabalhar como babá de uma filha de Sefer, em Belém, foi abusada sexualmente durante 4 anos pelo deputado.

Joel Ilan Parcionik, ministro da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), manteve a condenação do médico e deputado estadual paraense Luiz Sefer a 21 anos de prisão pelo crime de estupro contra uma menina de 9 anos. Em 2011, Sefer, que é dono de hospitais no Estado, havia sido absolvido por 2 votos a 1.
A menina, trazida do interior do Pará para trabalhar como babá de uma filha de Sefer, em Belém, foi abusada sexualmente durante 4 anos pelo deputado. O médico é atualmente candidato ao Senado.
Um filho dele, Gustavo Sefer, à época com 13 anos e hoje vereador em Belém – já lançado candidato a deputado estadual pelo pai -, também participava do estupro da criança, segundo relatado na denúncia do Ministério Público e confirmado pela vítima.
Parcionik acolheu a tese de valorização da palavra da vítima que denunciou o estupro, desfez a decisão do Tribunal do Pará (TJ-PA) e restaurou a condenação imposta pela juíza Maria das Graças Alfaia. O recurso contra a absolvição de Sefer foi impetrado pelo Ministério Público do Pará, por meio do procurador de Justiça Marcos Antonio das Neves.

Fonte: Estadão Conteúdo/Exame

TRÊS HOMENS SÃO PRESOS POR QUEIMAR COMERCIANTE VIVO PARA ASSALTÁ-LO.

Jean Souza de Seixas, de 29 anos, ainda teve os dentes arrancados antes de morrer.

Três homens foram presos suspeitos da morte de um comerciante em Resende, no Sul Fluminense. Jean Souza de Seixas, de 29 anos, foi espancado, queimado vivo e teve os dentes arrancados, na última terça-feira. Policiais da 89ª DP (Resende) localizaram os acusados do assassinato nesta quinta e sexta-feira.
Ronaldo Rodrigues de Oliveira, de 25 anos, é apontado como o mentor do crime. Ele foi preso em Mirantão, em Minas Gerais, para onde havia fugido, nesta sexta-feira. Os outros detidos são Maicon Wilson Coutinho da Silva e Luiz Felipe Souza Siqueira. Eles foram localizados entre a manhã e a noite desta quinta-feira, em Resende. Um adolescente suspeito de participação no assassinato ainda é procurado.
A investigação começou após Jean ser encontrado em um escritório no bairro Santa Isabel, com sinais de espancamento e com queimaduras pelo corpo. O comerciante ainda foi socorrido para o Hospital de Emergência, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com testemunhas, Jean estava negociando a venda de um carro com Ronaldo.
O acusado mandou um áudio para o comerciante marcando um encontro às 14h de terça-feira, no escritório da vítima, para concluir o negócio. Ronaldo chegou ao local com os demais acusados e todos renderam Jean, amarrando-o e o agredindo com uma barra de ferro. Depois, o bando ateou fogo no comerciante.
Os quatro fugiram do local deixando para trás o corpo da vítima ainda em chamas. Eles roubaram o carro veiculo, o celular, dinheiro e outros bens de Jean. Além disso, os suspeitos fizeram compras com cartões do comerciante. O carro foi encontrado queimado na Estrada da Represa do Funil, na Vila Odete, em Itatiaia.
Ronaldo, Maicon e Luiz Felipe tiveram as prisões decretadas pela Justiça. A polícia desconfia que o menor suspeito temnha fugido para Itatiaia, também no Sul Fluminense.

Fonte: Ana Carolina torres e Marco Nunes/O Globo
Foto: Divulgação

JUIZ É PRESO APÓS FURTAR CALCINHAS DA VIZINHA.

Um juiz de Long Island (Nova York, EUA) foi preso na última quinta-feira (29/3) após furtar calcinhas de uma vizinha.

Robert Cicale, de 49 anos, invadiu uma residência, ao lado da sua, localizada em East Islip (Nova York, EUA), e foi até a área de serviço. Uma jovem de 23 anos, que mora com os pais, ouviu barulho e ligou para a polícia. Os agentes da lei conseguiram prender o juiz Cicale a dois quarteirões da casa da vítima. No bolso do casado dele, contou afiliada da rede ABC, havia várias calcinhas.
"Cicale foi encontrado com roupas íntimas femininas sujas", disse Stuart Cameron, comissário da polícia local.
Cicale é casado e tem três filhos. O caso surpreendeu os vizinhos, que classificavam o juiz como "um homem sério e de família".
"Não acredito, ele é um homem de família. Está sempre jogando basquete com os filhos", declarou um vizinho.
Chris Brocato, presidente da Ordem dos Advogados Criminais de Suffolk, disse que Cicale é "amado por todos" e "uma pessoa bondosa e bastante solidária".
Mas a invasão da residência não foi um caso isolado. Em delegacia, Cicale disse ter cometido o crime outras vezes. Ele pagou fiança e foi liberado com tornozeleira eletrônica e impedido de fazer qualquer contato com a vítima.
"Ele disse em depoimento que tinha necessidade de furtar roupas íntimas femininas", comentou um promotor.
Cicale pode ser condenado a até 15 anos de prisão.

Fonte: Fernando Moreira/Extra
Foto: Reprodução/ABC

PRÉ-CANDIDATA AO SENADO FEDERAL ZENAIDE DEIXA DE USAR O SOBRENOME MAIA.

De olho em uma vaga no Senado Federal, a deputada federal Zenaide Maia decidiu abolir do eleitor, o seu sobrenome Maia que tanto utilizou na campanha passada, pelos municípios do Rio Grande do Norte. A constatação pode ser feita no seu perfil pessoal no Instagram.
Apenas Zenaide. É assim que a pré-candidata ao Senado deseja ser chamada, a partir de agora. Já para seus militantes também no Instagram sai o Maia e entra a Doutora. Lembrando que a parlamentar é médica com vários anos de atuação, antes mesmo de ingressar na vida pública.
O fato é que após o processo de impeachment de Dilma Rousseff, a postulante ao Senado Federal, tem externado uma postura política de esquerda, o que atraiu os olhares do PT e principalmente de Fátima Bezerra no Rio Grande do Norte.
Mas será que vale à pena renegar as suas origens em troca de um projeto político?

Fonte: Blog Seridó no Ar
NOTA DO RNPOLITICAEMDIA:
Ao meu ver, é mais que salutar a retirada do sobrenome Maia. Afinal, na eleição desde ano, os sobrenomes, Maia, Alves, Rosado e outras, é prejudicial a qualquer disputa nas urnas.

54 FURTOS E ROUBOS NA GRANDE NATAL EM MEIO-DIA. AINDA BEM QUE FALTAM 6.600 HORAS PARA ROBINSON SAIR DA CADEIRA CENTRAL.

Uma reportagem da InterTV Cabugi, assegurou que em menos de 12h a região da Grande Natal, registrou 54 furtos e roubos de veículos.
Ressaltar vale que está sendo levado em consideração, somente aqueles que foram registrados em delegacias. Agora, somemos aqueles que não foram comunicados as autoridades competentes...
É o RN, terra em que o governador disse que "é normal" roubo de veículo.
Faltam 6.600 horas para Robinson faria deixar de ocupar o cargo de governador do RN.

DEU NO BLOG NOSSO PARANÁ RN...

MESMO DEPOIS DE TANTA DESILUSÃO, É PRECISO ACREDITAR QUE NOVOS NOMES REPRESENTARÃO BEM A POPULAÇÃO.

Nos últimos dias, talvez acompanhando o pensamento que aportou no estado e no país, alguns vereadores do Oeste do RN, têm mostrado que em 2018, darão um "chega pra lá", em alguns nomes tidos como tradicionais. Termo que mais soa como que senhores feudais do estado do RN, que propriamente representantes de 167 cidades.
E dentre tantos que declaram-se apoiadores de A ou B, surgem aqueles que acreditam que o médico Bernardo Amorim pode ser um dos novos nomes na política estadual, com cara nova. Pré-candidato a deputado estadual pelo AVANTE, Doutor Bernardo, como é chamado, tem despontando na corrida para a assembleia legislativa.
Assim, ouvimos a posição de três parlamentares municipais que anunciaram sua adesão ao projeto do médico.
Veja o que disseram:
LEIA MATÉRIA COMPLETA AQUI 

Fonte: Nosso Paraná RN



DESAPARECIMENTO DE GAROTA DE 12 ANOS MOTIVA PROTESTO E BLOQUEIA TRÂNSITO NA PONTE DE TODOS.

Uma manifestação na altura da Ponte de Todos bloqueou o trecho no sentido Praia do Meio/Redinha, próximo à entrada da praia, no lado da Zona Norte.
A manifestação é em razão do desaparecimento de Yasmin Lorena, de 12 anos. Ela está desaparecida desde quarta-feira (28), quando saiu de casa para entregar dinheiro a amiga de uma mãe, na mesma rua em que mora, na comunidade da África, na Redinha.
Os manifestantes pedem ação dos órgãos de investigação.
Informações sobre a garota, cuja imagem segue abaixo, podem ser repassadas para o telefone 98725-7577.

Fonte: Blog do BG

A DIFÍCIL ARTE DE FAZER O POVO VOTAR.

Na coluna do Cláudio Humberto, no conceituado Diário do Poder, uma nota chamou a atenção de quem é aficionado por números. No pequeno texto, Cláudio cita uma enquete que há para presidente da República. Diz: "Com limite de um voto por computador (IP), o candidato “Nenhum” já é o quarto lugar (7%) na enquete do Diário do Poder. Atrás de Bolsonaro (16%), Álvaro Dias e Geraldo Alckmin (10%) e à frente de Lula (5%)".
Isso vem reafirmar o que as pesquisas em vários municípios do RN e em especial da microrregião Oeste e de municípios do sertão da Paraíba, onde a LOGOS trabalhou recentemente, aferiram.
E não é só para presidente da República. Seja para deputado estadual, federal, senador ou governador, a coisa tá feia.
E é muito bom lembrar, que a rejeição a antigos nomes é maior ainda. Tomara que o povo tenha criado senso de lógica e visto que faz muito tempo, que estes mandam e desmandam no estado e não enxergamos crescimento em absolutamente nada. Só no quesito corrupção.
Quero mesmo ver, qual o método que lideranças usaram, para pedir votos para integrantes destas famílias ditas tradicionais do Rio Grande do Norte. Acompanhá-los é querer a manutenção do retrocesso, do atraso e da estagnação.
É hora de dar oportunidade a outros nomes, novas ideias e acabar com essa continuidade que aí está.

UMA BOA DEFINIÇÃO DO PMDB DO RN PARA ESTE PLEITO.

O apresentador e comentarista Vonúvio Praxedes deu uma das mais exatas definições do PMDB do RN para este pleito:
E não será nenhuma surpresa, ao meu ver, se três ou quatro nomes aparecerem como representantes do povo potiguar na câmara dos deputados, a partir de 1º de janeiro de 2019.
Alguns arriscam dois. Eu insisto em 3 ou 4, diante do descrédito que rondam estes que aí estão.
E no senado, creio, seja fato consumado. Ou alguém acha que ventilar a ideia de Garibaldi Alves e José Agripino disputarem cargos menores é só brincadeira?
Aliás, são duas figurinhas que se não disputassem nem par ou ímpar fariam grande favor ao RN.

MARTINS: SE NÃO FOR BLEFE DE FULGÊNCIO TEIXEIRA, FRANÇOAR PODERÁ SER O PRÓXIMO PRESIDENTE EM CASO DE NOVA ELEIÇÃO.

Muito se falou na conturbada eleição para presidente da câmara de vereadores de Martins, nos últimos dias. Lembremos que o atual presidente é Clemente Gurgel, "Netinho". Houve uma nova eleição, onde alguns parlamentares se retiraram, porém, com quorum necessário, Erasmo Miranda foi eleito para o biênio 2019/2020.
O pleito em tela foi tão conturbado, que está para ser decidido na justiça. Espera-se promulgação do meritíssimo juiz da comarca. Este decidirá se haverá nova eleição ou se mantém a decisão da maioria dos vereadores.
Alguns edis entendem que a possibilidade de nova escolha, é grande. Se assim for, o nome que se ter sido ventilado, é vereador de primeiro mandato, o mais votado na eleição 2016 com 7,59% dos votos validados, José Françoar Ferreira da Silva. Porém, segundo o parlamentar disse ao blog, o grande entrave é Fulgêncio Teixeira Neto, ex-presidente da Casa por uma década ininterrupta.
Nas redes sociais, Fulgêncio deixou claro que não é problema para o colega Françoar. Veja o que expressou o ex-presidente do legislativo martinense, em um comentário sob o que disse Françoar:

PAI DA FICHA LIMPA ENTRA NA DISPUTA PELA CADEIRA DO GOVERNADOR CASSADO DO TOCANTINS.


Márlons Reis, ex-juiz eleitoral e mentor do texto da lei que barra políticos condenados em segundo grau judicial, lança neste sábado, 31, pré-candidatura pela Rede Sustentabilidade para a chefia do Executivo sem poder desde que o TSE cassou o emedebista Marcelo Miranda e sua vice.

O ex-juiz eleitoral Márlon Reis, pai da Lei da Ficha Limpa, decidiu entrar na disputa das eleições para governador do Tocantins. Neste sábado, 31, Márlon vai lançar sua pré-candidatura pela Rede Sustentabilidade. O pleito deverá ocorrer em junho, por ordem do Tribunal Superior Eleitoral que, na semana passada, cassou o governador Marcelo Miranda (MDB) e sua vice, Cláudia Lelis (PV), por abuso de poder político e econômico e arrecadação e gastos ilícitos de recursos na campanha de 2014.
Nos últimos sete anos, o Tocantins teve oito governadores. Uma sucessão de cassações e mandatos interrompidos pela lei de iniciativa popular que reorganizou as eleições no Brasil, a Ficha Limpa.
O lançamento da pré-candidatura de Márlon Reis vai ocorrer na sede da Associação Tocantinense de Municípios, em Palmas. A presidenciável Marina Silva, da Rede, é aguardada.
Jurista e advogado, idealizador da expressão ‘Ficha Limpa’, Márlon ganhou notoriedade como juiz eleitoral, carreira que seguiu até abril de 2016, e pelo combate à corrupção. Ele fundou, com lideranças sociais, o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE).
Autor dos livros ‘O nobre deputado’, “O gigante acordado’ e ‘República da Propina’ ele foi considerado pela Revista Época um dos 100 brasileiros mais influentes de 2009.
Em julho de 2012, foi o único brasileiro selecionado, entre 460 líderes, para representar o Brasil no “Draper Hills Summer Fellows”, encontro mundial sobre cidadania, direitos humanos e mobilização social, no estado da Califórnia, EUA, a convite da Universidade de Stanford.

Fonte: Julia Affonso e Fausto Macedo/Estadão 
Foto: Márcio Fernandes/AE


EMPRESÁRIO É ASSASSINADO A TIROS DENTRO DE CASA DURANTE A MADRUGADA EM GOVERNADOR DIX-SETP ROSADO.

A cidade de Governador Dix-Sept Rosado, distante 35 KM de Mossoró na região Oeste do Rio Grande do Norte, registrou na madruga deste sábado 31 de março de 2018, um homicídio por arma de fogo.
De acordo com as primeiras informações um empresário do ramo de produção de cal, bem sucedido, identificado como "José Rafael Pereira de Moura", 36 anos de idade", foi executado dentro de casa.
Os criminosos fortemente armados teriam invadido a casa e usando escopeta 12 atiraram na vítima, que segundo informações, ainda chegou a acordar e teria pedido para não morrer, mas mesmo assim foi assassinado com tiros a queima-roupa.
Até o momento não há informações sobre a motivação do crime. Segundo informações de populares, a vítima era uma pessoa de bem, sem inimizades e bem relacionada com a comunidade. Para a polícia o crime é um mistério e somente com as investigações da Polícia Civil é que se poderá chegar a causa desse crime de homicídio.
O que a polícia sabe até o momento é que os criminosos ainda chegaram a violar um cofre na casa do empresário, mas não sabe se foi levado dinheiro.
Os criminosos fugiram após o crime e até o momento não foram identificados. O corpo de Rafael, foi removido pela equipe da medicina legal para o ITEP em Mossoró, para ser necropsiado.

Fonte: Fim de Linha

TEMER ATINGIU O ESTÁGIO DA AMORALIDADE IMPERIAL.

Danem-se as evidências. Michel Temer ancorou sua biografia política no porto de Santos há duas décadas. Em 1999, ACM já o fustigava: “Se abrirem um inquérito sobre o porto de Santos, Temer ficará péssimo.” Finalmente, abriram o inquérito. Reuniram-se indícios para justificar a prisão provisória de 13 pessoas. Entre os presos há um “faz-tudo” de Temer. Tem nome de laranja: Coronel Lima. Esquiva-se há nove meses de prestar depoimento à PF. Há fundadas suspeitas de que recolheu propinas de empresas portuárias. Deixou digitais na reforma da casa de uma filha de Temer.
Diante do risco de amargar uma terceira denúncia criminal, Temer mandou soltar uma nota. Nela, justificou-se dizendo que “bastou a simples menção à possível candidatura para que forças obscuras surgissem para tecer novas tramas sobre velhos enredos maledicentes.” Falso. A candidatura à reeleição só existe na cabeça de Temer e de seus apologistas. A prisão dos amigos e empresários de estimação não é obra de desconhecidos obscuros. Nasceu de um pedido de Raquel Dodge, indicada pelo investigado para a chefia do Ministério Público Federal. Há na investigação interesse público, não maledicência.
Numa segunda linha de argumentação, a nota oficial disse que “tentam mais uma vez destruir a reputação do presidente Michel Temer. Usam métodos totalitários, com cerceamento dos direitos mais básicos para obter, forçadamente, testemunhos que possam ser usados em peças de acusação.” Engano. Depois do grampo do Jaburu, Temer tornou-se freguês de caderneta da Lava Jato. Coleciona duas denúncias e dois inquéritos por corrupção. Reputação é como virgindade. Não dá segunda safra. E a de Temer está sub judice. Quanto ao inquérito, segue o manual. De resto, não há delações forçadas, mas depoimentos sonegados.
Na nota, Temer deu-se ao luxo de fazer pose de icomodado: “Repetem o enredo de 2017, quando ofereceram os maiores benefícios aos irmãos Batista para criar falsa acusação que envolvesse o presidente. Não conseguiram e repetem a trama, que, no passado, pareceu tragédia, agora soa a farsa.” Lorota. A imunidade penal concedida ao bando da JBS foi para o beleléu. Os irmãos Batista puxam prisão domiciliar. As provas que forneceram estão de pé porque a lei manda que seja assim. O fio da meada não teria sido puxado se a voz de Temer não houvesse soado no grampo que captou seu diálogo vadio com um criminoso.
O avanço do inquérito dos portos sobrecarregou o processador de Temer. Quem esteve com o presidente nas últimas 48 horas notou que ele está impaciente. Foi assim também no ano passado, quando foi obrigado a trocar o triunfalismo reformista pelo fisiologismo que remunerou o congelamento de duas denúncias na Câmara. Engolfado pelo novo inquérito, Temer faz cara de nojo e escreve na nota que querem “impedi-lo de continuar a prestar relevantes serviços ao país.”
Temer atingiu o perigoso estágio da amoralidade imperial. Acha que não deve nada a ninguém. Muito menos explicações. E lamenta que não permitam que ele continue fazendo o favor de salvar o país. Décadas de depravação impregnaram no sistema político brasileiro um fascínio antroplógico pela cleptocracia. Mas Temer exagera no cinismo. A essa altura dos acontecimentos, trocar valores éticos por ajustes na economia equivaleria à atualização do velho ‘rouba, mas faz’. O Brasil merece um destino diferente.

Fonte: Josias de Souza/UOL

APERTA O CERCO A TEMER, DIA VEJA.

Veja já tinha concedido uma capa às perigosas conexões de Michel Temer.

Diz a revista, hoje, que com influência notória na área de portos desde a década de 90, o presidente Michel Temer (MDB) nega a acusação de recebimento de propina feita pelo Ministério Público Federal no caso do decreto dos portos e afirma que não beneficiou a Rodrimar, empresa-pivô da investigação.
Diz a reportagem:
Em linha com o Palácio do Planalto, a própria empresa diz que a medida não a favoreceu. “Quero saber os motivos da prisão. Tenho certeza de que, se isso não for tratado com sensacionalismo, não enfraquecerá o governo, porque o presidente Temer não tem nada a ver com isso. O decreto dos portos não beneficia a Rodrimar”, disse o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, o mesmo que ameaçou apresentar pedido de impeachment contra o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, que autorizou as prisões na quinta-feira, 29, de pessoas próximas ao presidente, como o coronel João Baptista de Lima Filho, o advogado José Yunes e o ex-ministro Wagner Rossi, que presidiu a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) com aval de Temer, além do empresário Antonio Celso Grecco, dono da Rodrimar.
VEJA, no entanto, teve acesso a uma mensagem de Grecco que desmente essas versões. Em e-mail enviado a funcionários e advogados da empresa em 16 de maio de 2017, seis dias depois da edição do texto sobre portos, ele comemora a medida.

Fonte: Tribuna da Justiça

BANDIDO CONHECIDO POR "PLAYBOY" É PRESO COM DOIS QUILOS DE COCAÍNA NA ZONA NORTE.

A Polícia Militar prendeu nesta sexta, 30, no bairro Potengi, um homem identificado como Rhafael Rodrigues da Silva Belmont, de 19 anos, com dois quilos e meio de cocaína, meio quilo de maconha e uma espingarda calibre 12 de fabricação artesanal. “Playboy”, como é mais conhecido foi abordado, na tarde desta sexta-feira.
Segundo a polícia o suspeito não reagiu a prisão. Rhafael foi conduzido para a delegacia de plantão e autuado.

Fonte: Blog do BG

"NÃO ACREDITAVAM QUE IRIA TERMINAR": IDOSA CONCLUI ENSINO MÉDIO AOS 91 ANOS.

Os cabelos brancos e as mãos um pouco trêmulas não atrapalharam o desejo da dona Maria Pereira da Silva, moradora do Recanto das Emas, região a 35 km de Brasilia. Aos 89 anos, ela decidiu que era hora de retomar os estudos e buscar o tão desejado "canudo": o diploma do ensino médio. Na quarta-feira (28), a idosa fez a última prova. Tirou nota 7,5 e se formou, com direito a comemoração em uma pizzaria. Agora, ela não pretende ficar parada não. Quer fazer faculdade e se formar em teologia. O UOL foi até a escola onde ela estudou por dois anos para saber mais sobre seus planos, sonhos e lutas.
UOL — Dona Maria, como foi a infância da senhora?
O seu gosto pelos estudos surgiu logo cedo? Maria Pereira da Silva — Olha, nasci em uma família bem humilde. Morava com meus pais e duas irmãs, no Rio Grande do Norte. Meu pai foi procurar trabalho, e ficou desaparecido por um ano, nesse tempo eu estudava. Inclusive, entrei muito tarde na escola: com 10 anos. Não tinha colégio por lá. Estudei até a terceira série. Aos 14, tive que parar. Fui dar aula na prefeitura da cidade para crianças mais novas.
LEIA ENTREVISTA COMPLETA COM ESSA SENHORA QUE É UM EXEMPLO

Fonte: Jéssica Nascimento/UOL
Foto: Arquivo Pessoal

NOVA ESTRATÉGIA PARA VACINA CONTRA O CÂNCER É TESTADA COM SUCESSO.

O desenvolvimento de uma vacina contra o câncer é um objetivo buscado por diversos grupos no mundo desde o início do século XX.

Ao combinar diferentes linhagens de células tumorais geneticamente modificadas, cientistas de Campinas (SP) conseguiram resultados promissores no tratamento de tumores em camundongos. O objetivo da pesquisa, apoiada pela FAPESP, é desenvolver uma vacina capaz de estimular o sistema imune a combater o câncer.
O trabalho vem sendo conduzido no Laboratório Nacional de Biociências (LNBio), do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), durante o doutorado de Andrea Johanna Manrique Rincón, sob a coordenação de Marcio Chaim Bajgelman.
“Testamos várias combinações de linhagens tumorais geneticamente modificadas e algumas foram capazes de impedir totalmente o tumor de crescer. Os resultados sugerem que a resposta antitumoral induzida pelo tratamento é duradoura, o que seria interessante na prevenção de recidivas”, disse Bajgelman à Agência FAPESP.
Como explicou o pesquisador, o desenvolvimento de uma vacina contra o câncer é um objetivo buscado por diversos grupos no mundo desde os experimentos do norte-americano William B. Coley (1862-1936), que usava vacinas antitumorais derivadas de microrganismos no início do século 20.
O modelo mais bem estabelecido é a GVAX, vacina composta de células tumorais autólogas (do próprio indivíduo a ser tratado) geneticamente modificadas para secretar a citocina GM-CSF (fator de estimulação de colônias de granulócitos e macrófagos, na sigla em inglês) e irradiadas para evitar que se proliferem descontroladamente no organismo.
“A GVAX foi testada em um modelo tumoral em camundongos, no qual as células de melanoma [sem modificação] são injetadas na veia da cauda. O tumor se instala no pulmão e causa a morte do animal em cerca de 28 dias. Com a GVAX [aplicada após a doença ter sido induzida], foi possível reverter o quadro e aumentar a expectativa de vida nos animais desafiados”, contou Bajgelman
Embora a GVAX tenha apresentado resultados animadores em roedores, não foi observado o mesmo desempenho nos ensaios com humanos.
A citocina GM-CSF usada na GVAX é considerada um imunomodulador, pois estimula a proliferação e a maturação de diferentes tipos de células de defesa. Em seu laboratório no LNBio, Bajgelman desenvolveu outras duas linhagens de melanoma capazes de secretar substâncias imunomoduladoras, como o ligante de 4-1BB e o ligante de OX40L.
As modificações genéticas foram feitas com auxílio de vírus recombinantes, que infectam as células tumorais e levam para seu interior o gene que codifica o imunomodulador. Depois de estabelecidas, as linhagens modificadas foram expostas à radiação.
LEIA AQUI MATÉRIA COMPLETA

Fonte: Karina Toledo - Agência Fapesp/Exame

CATOLÉ DO ROCHA E MAIS NOVE MUNICÍPIOS DA REGIÃO VÃO RECEBER R$ 2,3 MILHÕES PARA INVESTIR EM SAÚDE, EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA SOCIAL.

Catolé do Rocha e mais os nove municípios da região polarizada (Belém do Brejo do Cruz, Bom Sucesso, Brejo dos Santos, Jericó, Mato Grosso, Riacho dos Cavalos e São José do Brejo do Cruz), irão receber pouco mais de R$ 2.342.347,99 para investimentos em saúde e educação.
Os recursos são referentes aos repasses do Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM). Na área da saúde, educação e assistência social.
Veja quanto cada município vai receber
Catolé do Rocha – Coeficiente FPM 1.4
Saúde: R$ 199.984,70
Educação: R$ 119.990,82
Assistência Social: R$ 79.993,88
São Bento – Coeficiente FPM 1.6
Saúde: R$ 228.553,94
Educação: R$ 137.132,36
Assistência Social: R$ 91.421,58
Brejo do Cruz – Coeficiente FPM 1.0
Saúde: R$ 142.846,21
Educação: R$ 85.707,73
Assistência Social: R$ 57.138,48
Já os municípios de Belém do Brejo do Cruz, Bom Sucesso, Brejo dos Santos, Jericó, Mato Grosso, Riacho dos Cavalos e São José do Brejo do Cruz – Coeficiente FPM 0.6
Saúde: R$ 85.707,73
Educação: R$ 51.424,64
Assistência Social: R$ 34.283,09.

Fonte: Catolé News

SOLDADO MORTA NO RN É ENTERRADA EM CHAPECÓ COM HONRAS MILITARES FEITAS POR MULHERES.

O corpo da policial militar Caroline Plescht, de 32 anos, foi enterrado em Chapecó, no Oeste catarinense, na manhã desta sexta-feira (30). Na cerimônia, mulheres policiais executaram uma salva de tiros em homenagem à colega. Salva de tiros foi feita por policiais mulheres nesta sexta (30). Assassinato ocorreu na segunda-feira (26).
Caroline estava em férias com o marido em Natal (RN) quando o casal foi baleado em uma pizzaria, na última segunda-feira (26). O marido dela, o sargento da Polícia Militar Marcos Paulo da Cruz, de 43 anos, também foi baleado no mesmo roubo e está internado em Natal.
Soldado morta no RN é enterrada em Chapecó com com honras militares feitas por mulheres
No velório no Centro de Eventos e no enterro no cemitério Jardim do Éden, policias de várias corporações e amigos estiveram presentes. Foram muitas homenagens, inclusive de pessoas que não conheciam Caroline, mas vieram dar apoio à família.
O marido dela só soube da morte na quarta (28). Ele está internado no Hospital da Polícia Militar e teve um momento reservado na capela do hospital, em uma missa de corpo presente.
O voo que trouxe o corpo da soldado saiu de Natal às 3h desta quinta e chegou às 18h20. Vários carros da Polícia Militar fizeram um comboio para transportar o caixão até uma funerária, onde foi colocada a farda, já que era desejo de Caroline ser sepultada usando o uniforme de trabalho.
Crime
Caroline foi atingida no peito e morreu antes de chegar ao hospital. O crime ocorreu por volta das 21h de segunda-feira. “A pizzaria em que estavam foi assaltada por dois homens armados, que ao perceberem a presença dos policiais exigiram que os dois ficassem de joelhos e desferiram dois disparos de arma de fogo em cada um”, disse em nota o comandante-geral da PM de Santa Catarina, coronel Araújo Gomes. Ninguém foi preso até esta sexta.
Após atirarem nos dois, os criminosos fugiram levando a arma do sargento. Os policiais catarinenses foram levados ao pronto-socorro, ela em estado grave, mas não resistiu.
O casal trabalhava no 2º Batalhão de Polícia Militar da Fronteira (2ºBPM/Fron), no Oeste catarinense. Caroline nasceu em Campo Grande (MS), mas vivia em Chapecó desde criança. Ela entrou na corporação em 2013. Profissionais da polícia militar de Santa Catarina estão em Natal acompanhando a recuperação do sargento e as investigações do crime.

Fonte: Tribuna da Justiça

PR DE COSTA NETO MANDA SINAIS A BOLSONARO.

O PR, que manteve o controle dos Transportes após se comprometer a dar suporte à candidatura que for abraçada pelo Planalto, continua mandando sinais a Jair Bolsonaro (PSL-RJ).
Pessoas próximas dizem que o mandachuva do partido, Valdemar Costa Neto, está muito impressionado com o desempenho do presidenciável de extrema direita nas pesquisas.
Já aliados do ex-prefeito César Maia (DEM-RJ) começam a dizer que não seria mau negócio ele assumir a vaga de vice em uma chapa ao governo do Rio encabeçada por Eduardo Paes, que vai se filiar ao PP.

Fonte: Robson Pires

PF ENCONTRA DOCUMENTO COM REFERÊNCIA A TEMER NA RODRIMAR.

À PF, dono da empresa afirmou que pediu ajuda a Temer sobre assunto da área portuária.

A Polícia Federal apreendeu documento com referência ao presidente Michel Temer (PMDB) em uma das sedes da empresa Rodrimar, investigada sob suspeita de se beneficiar indevidamente de um decreto presidencial sobre o setor portuário. No laudo com descrição dos itens apreendidos, o item 20 descreve “uma folha de papel contendo o nome de várias empresas e pessoas físicas, incluindo Michel Temer”. No entanto, não havia no documento apreendido referência a que fatos as citações se referem.
O documento foi encontrado na sala de um dos gerentes da Rodrimar em um escritório da empresa em Santos (SP). Os policiais também encontraram documento sobre a Argeplan, empresa do coronel João Baptista Lima suspeita de ser usada para repassar propina a Michel Temer, amigo de longa data do coronel.
As apreensões fazem parte do material recolhido com os 20 mandados de busca expedidos pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, na Operação Skala. Além da Rodrimar, foram alvos a Argeplan e outros personagens investigados. A operação ainda teve 13 mandados de prisão temporária contra alvos como o coronel Lima e o dono da Rodrimar, Antonio Celso Grecco.
Em seu depoimento à PF, Grecco afirmou ter pedido ajuda ao presidente Michel Temer para resolver o embargo de uma obra de interesse da empresa no Porto de Santos. A operação investiga se a Rodrimar foi beneficiada pela edição no Decreto dos Portos feitos por Temer no ano passado.
“O declarante tinha como projeto realizar o processo de adensamento com a área vendida para a JBS (RISHIS), junto aos órgãos públicos, mas jamais disse para (o dono da JBS) Joesley ou (o ex-executivo da empresa) Saud que iria conseguir isso com o presidente Temer; que a resposta do presidente foi simplesmente ‘vou ver o que posso fazer’.” O empresário disse ainda que até o momento o presidente não fez nada em relação à obra que era de interesse da Rodrimar.
Grecco relatou que a Eldorado, companhia do grupo J&F, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, tinha interesse em comprar uma área da Rodrimar para montar um grande terminal para escoar celulose pelo Porto de Santos, mas que o governo não autorizou a aquisição. Ele negou que Temer ou que pessoas ligadas a ele, como seu amigo, o advogado e ex-assessor José Yunes, tenha tratado com ele sobre essa operação.
Em seu acordo de delação premiada, o ex-diretor de relações institucionais da J&F, detentora da JBS, Ricardo Saud, disse que foi falar com Temer sobre a área da Rodrimar adquirida pela J&F na época em que o peemedebista era vice-presidente. As obras da área da empresa comprada pela Eldorado estavam atrasadas e havia sido embargada pela Companhia de Docas de São Paulo (Codesp). Segundo Saud, o objetivo da conversa com Temer era resolver a questão.
Na delação, o ex-diretor da J&F também disse que Grecco tinha atuado para permitir a conclusão da obra ao vir "duas ou três ocasiões a Brasília para tratar com Michel Temer sobre a questão do adensamento das áreas de interesse no Porto de Santos".

Fonte: Bela Megale e Aguirre Talento/O Globo

sexta-feira, 30 de março de 2018

WELLINGTON DO SAMU, DE MOSSORÓ, JÁ FAZ PARTE DO TIME QUE APOIARÁ BERNARDO AMORIM.

Wellington Vieira da Rocha, técnico de enfermagem, popularmente conhecido por Wellington do Samu, é suplente de vereador na cidade de Mossoró. Wellington teve um número maior de votos, que seis vereadores eleitos, em virtude do coeficiente eleitoral, ficou na suplência. Ou seja, em termos numéricos, Wellington do Samu foi o 16º candidato a vereador mais votado no pleito de 2016 na capital do oeste potiguar. E ele vem para trabalhar pelo êxito no que pleiteia o médico Bernardo Amorim, que é pré-candidato a deputado estadual.
Wellington, na sua trajetória política, tem mostrado um crescimento desmesurado, em termos eleitorais. Em 2012, foi candidato a vereador, obtendo 1.044 votos. Na última campanha municipal, o servidor do Samu deu um salto e alcançou uma marca extraordinária. Um crescimento em sua votação de 52,58%. Em 2016, foram 1.593 mossoroenses que deram sim ao nome de Wellington do Samu, nas urnas e o técnico de enfermagem chega para engrandecer ainda mais, o rol de vereadores, suplentes, lideranças políticas e prefeitos que junto com a população potiguar, estarão alavancando o nome do ex-prefeito de Almino Afonso, rumo a uma vaga na assembleia legislativa do Estado do Rio Grande do Norte. Uma renovação necessária e que fatalmente tratar menores dias para a legislatura do RN.

PEN DECIDE LIBERAR NINA SOUZA PARA DEIXAR O PARTIDO.

O diretório estadual do Partido Ecológico Nacional decidiu liberar a vereadora Nina Souza para deixar a legenda sem punição por infidelidade partidária.
Nina Souza será candidata a deputada estadual.

Fonte: Política em Foco

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA EXONEROU SEIS SECRETÁRIOS DO PRIMEIRO ESCALÃO DA ADMINISTRAÇÃO ESTADUAL.

Os atos de exoneração assinados pelo governador Ricardo Coutinho foram publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (29).

Os secretários exonerados foram: Adriano Galdino (Secretaria de Estado de Articulação Política), Rubens Germano (Secretaria de Estado de Desenvolvimento e da Articulação Municipal) e Cida Ramos (Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano).
Maristela Oliveira, Yasnaia Pollyanna Feitosa e Ana Paula Almeida, respectivas secretárias executivas das três secretarias, também foram exoneradas.
Adriano e Rubens, ambos do PSB, voltam a ocupar suas cadeiras na Assembleia Legislativa. Com isso, deixam a Casa de Epitácio Pessoa os deputados Artur Filho, que está trocando o PRTB pelo PRP, e Raoni Mendes (DEM).

Fonte: G1

CORONEL LIMA ALEGA MOTIVOS DE SAÚDE E "FALTA DE CONDIÇÕES EMOCIONAIS" E NÃO DEPÕE À PF.

Defesa diz que coronel se comprometeu a prestar todos os esclarecimentos em uma data futura. Mulher dele depôs sobre reforma em casa da filha do Temer.

O ex-coronel da Polícia Militar, João Batista Lima Filho, amigo do presidente Michel Temer, não prestou depoimento na sede da Polícia Federal em São Paulo, nesta sexta-feira (30). Segundo o advogado de Lima, Cristiano Benzota, o coronel alegou que por motivos de saúde e "falta de condições emocionais" o coronel "se reservou ao direito de permanecer em silêncio".
O Coronel Lima vai ficar preso temporariamente na sede da PF em São Paulo. O advogado dele disse que o coronel se comprometeu a prestar todos os esclarecimentos em uma data futura a ser combinada. Ele foi preso pela Operação Skala na quinta-feira (29). Desde junho de 2017, o ex-coronel apresenta atestados de saúde como resposta às intimações da PF para esclarecimentos.
O advogado Benzota afirmou que, pela manhã, a PF fez “trabalho burocrático” e repetiu que o estado de saúde do coronel “é frágil”. O coronel, que tem 74 anos, já sofreu dois AVCs, um câncer e precisou retirar um rim em dezembro do ano passado. Além disso, Lima precisa tomar medicamentos.
Benzota disse que o Coronel Lima nega a suspeita de negociar propina ao presidente Temer.
Mais cedo, a arquiteta Maria Rita Fratezi, mulher e sócia do ex-coronel João Batista Lima Filho, prestou depoimento à Polícia Federal em São Paulo, segundo informou o procurador da República Hebert Mesquita. A PF quer saber detalhes sobre a reforma da casa de Maristela Temer, filha do presidente.
Um dos fornecedores que trabalharam na obra da casa de uma das filhas do presidente Michel Temer (PMDB) disse que recebeu R$ 100 mil em dinheiro vivo pelos serviços. O imóvel investigado pela Polícia Federal (PF) é uma casa de alto padrão no Alto de Pinheiros, bairro nobre de São Paulo. Em 2011, uma das filhas do então vice-presidente Michel Temer, Maristela Temer, comprou o imóvel de 350 metros quadrados. Em 2014, a casa passou por uma grande reforma.
LEIA MATÉRIA COMPLETA AQUI

Fonte: Patrícia Falcolsi/G1

EX-PREFEITO E TRÊS SERVIDORES SÃO PRESOS POR CORRUPÇÃO E FRAUDE EM LICITAÇÕES.

Outras cinco pessoas foram conduzidas coercitivamente para prestar esclarecimentos.


A Operação Schmutzige Hände ("Mãos sujas", em alemão) prendeu nesta quarta-feira (28) pelo menos quatro suspeitos pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção e fraude em licitações. Foram presos preventivamente o ex-prefeito de Teutônia Ricardo Bröenstrup, o chefe do setor de compras da prefeitura, Cassiano Kraul, o secretário de saúde, Alexandre Peters, e o procurador-geral do município, Gustavo Fregapani.
Oito mandados de busca e apreensão foram cumpridos, principalmente, na prefeitura da cidade. O promotor do Ministério Público Jair João Franz afirmou que a principal atuação do grupo envolvia fraude em licitações. Os valores supostamente desviados não foram informados.
Outras cinco pessoas foram conduzidas coercitivamente pelas autoridades para prestar esclarecimentos.
O ex-prefeito preso é Ricardo Bröenstrup, pai do atual prefeito, Jonathan Bröenstrup. A Prefeitura de Teutônia foi procurada pela reportagem para saber qual o posicionamento a respeito do caso. A assessoria de comunicação informou que deve se pronunciar nos próximos dias. A reportagem também aguarda retorno do chefe do gabinete do prefeito.

Fonte: Eduardo Paganella/Gaúcha ZN
Foto: Divulgação Ministério Público

EM JANDUÍS: PAIXÃO DE CRISTO É ENCENADA.

DEPUTADO POSTA VÍDEO NO MOMENTO QUE ESTAVA NA PRIVADA E TEM GRANDE ACESSO NA WEB.

O que esperar de um deputado federal que posta um vídeo no momento em que está utilizando a privada?
Tudo. Mas sendo Francisco Everardo Oliveira Silva, o popular "Tiririca", o autor, tudo mesmo é possível.
O deputado/comediante, veiculou o VÍDEO na web e já conta com um elevado número de acessos.
No momento em que usava o vaso sanitário, Tiririca o telefone celular para ouvir um áudio supostamente da esposa. 


73º HOMICÍDIO EM MOSSORÓ: CONDENADO A 14 ANOS E 8 MESES DE PRISÃO POR ROUBO É BRUTALMENTE ASSASSINADO.

Um crime de homicídio com requintes de crueldade, foi registrado na manhã desta sexta feira 30 de março de 2018, em Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte.
Um homem identificado como Elias Júnior da Silva “Júnior Barroada”, 39 anos de idade, morador da Rua Vicente Leite no bairro Planalto 13 de Maio, presidiário foragido da justiça com mandado de prisão em aberto, foi encontrado morto, em uma estrada de barro entre o Conjunto Geraldo Melo e o Dom Jaime Câmara.
A vítima, que estava com as mãos amarradas para trás, apresentava perfurações na cabeça provocadas por tiro e faca e teve as pernas cortadas e o pescoço degolado.
Vários curiosos compareceram no local, mas ninguém reconheceu a vítima, que não portava documentos de identificação. O Homem tem várias tatuagens pelo corpo, inclusive algumas com nomes de pessoas, como Moisés e Patrícia. Uma delas com a frase: Amor só de Mãe.
O corpo foi encontrado por volta das 07h30min. Populares que passavam no local ao avistar o homem no meio da estrada, acionaram a Polícia Militar através do 190. A VTR dos cabos Peixoto e Saldanha foram ao local e passaram a isolar o corpo até a chegada das equipes do ITEP e da Delegacia de Plantão.
O perito criminal Otávio Domingos, acredita que a vítima tenha sido morta durante a madrugada em outro local e desovada na estrada carroçável onde o corpo foi encontrado. No local, os criminosos escreveram na areia a sigla SDC e o código da facção criminosa Sindicato do Crime 1814.
Após os trabalhos da perícia criminal, o corpo de Elias Júnior da Silva foi encaminhado a sede da Unidade Regional do ITEP para ser necropsiado e será liberado após a família comparecer ao órgão com a documentação da vítima.
Com mais um crime de homicídio, registrado em Mossoró, a cidade passa a contabilizar 73 assassinatos no ano de 2018. O caso será investigado pela Divisão de Homicídios (DHPP)
Elias cumpria pena de 14 anos e 8 messes, por roubo na Penitenciária Mário Negócio, em Mossoró. Mas estava foragido da unidade e de acordo com o Banco Nacional de Mandados, ele estava com mandado de prisão em aberto, expedido pela juíza Cínthia Cibele Diniz De Medeiros, da Vara de Execução Penal da Comarca de Mossoró.

Fonte: Fim de Linha

POLÍCIA DE CAMPO GRANDE PRENDE HOMEM SUSPEITO DE DIVERSOS ASSALTOS NA REGIÃO OESTE. COM ELE, MAIS DE TRÊS DETIDOS.

Junto com eles também foram encontrados duas armas de fogo e uma motocicleta.

A Polícia Militar realizou nesta quarta-feira (28) a prisão de um suspeito de realiza diversos assaltos no município de Campo Grande, no Oeste do Rio Grande do Norte. Junto com ele, mais três foram presos e também foi encontrado duas armas de fogo e uma moto roubada.
Ao realizar patrulhamento pela zona rural do município, uma guarnição sob o comando de Sargento Tárcio Fernandes, com apoio do Soldado Amaro, localizou a pessoa de Francisco Rafael de Araújo Varela, de 19 anos, conhecido como “Rafael Caça Rato”. Ele estava no Assentamento Cajueiro na residência de seu padrasto e quando a polícia chegou, ele apreendeu fuga por dentro do Matagal.
Na casa, os polícias prenderam o padrasto de “Rafael Caça Rato”, identificado como Caetano Anselmo filho, de 44 anos, que estava com uma espingarda bate bucha. Quando a polícia ia saindo localizaram Rafael e deteve o elemento que estava com uma motocicleta roubada escondida no matagal.
Rafael Caça Rato responde por arrombamento ao Banco do Brasil da cidade de Campo Grande, furto de uma motocicleta Honda pop, assalto a mão armada na cidade de Triunfo Potiguar, onde, na ocasião, tomou uma Honda pop de cor preta, entre outros delitos, representando uma ameaça constante aos moradores da região.
Com o assaltante preso, a equipe do Sargento Tárcio de posse de mais informações repassadas pelo elemento, que disse onde estava a arma que ele utilizava para praticar assaltos. A polícia foi até a residência da pessoa de “João da Mata” que estava armado com o revólver cal. 38 na cintura e foi levado preso também.
Ao chegarem na cidade de Campo Grande a guarnição apreendeu um menor de idade que é comparsa de Rafael e um velho conhecido da Polícia Militar.
Todos foram conduzidos juntamente com todo o material apreendido para a Delegacia de polícia Civil. O menor de idade foi liberado, provavelmente para praticar novos delitos. Já o padrasto que estava com uma espingarda e o senhor que estava com um revólver cal 38, pagaram fiança e vão responder em liberdade. O único que ficou preso foi Rafael Caça Rato.

Fonte: Icém Caraúbas

O "DIA D" DE LULA. O QUE PODE OCORRER NA SESSÃO DO STF?

O adiamento da sessão de julgamento do habeas corpus preventivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no último dia 22 de março deu ares de ópera bufa ao Supremo Tribunal Federal. Depois de uma discussão preliminar para decidir se analisariam ou não o pedido, os ministros adiaram o julgamento da questão central: se o petista pode ou não recorrer em liberdade contra a condenação em segunda instância no caso do tríplex do Guarujá. , um dos processos decorrentes da Operação Lava Jato.
Devido ao adiantado da hora, os ministros Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello disseram que não poderiam seguir na sessão por motivos pessoais. Criminalista tarimbado, o advogado José Roberto Batochio, que defende Lula, argumentou, então, que seu cliente não poderia ser prejudicado com a falta de decisão de suas excelências e pediu uma liminar para impedir a prisão até que os trabalhos fossem retomados. Conseguiu.
Negando haver qualquer benefício a Lula, a presidente Cármen Lúcia disse que o julgamento foi suspenso por limite físico dos ministros. Se a possibilidade de prisão de Lula era só uma expectativa naquele momento, ela se tornou real com a rejeição dos embargos de declaração da defesa do petista pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) no último dia 26. Concluído o processo em segunda instância, Lula só não foi para a cadeia graças ao salvo-conduto do STF.
Paralelamente a isso, correm na Corte duas ações declaratórias de constitucionalidade (ADCs) em que os ministros podem rever o entendimento que autorizou a prisão antes da conclusão do processo em todas as instâncias — esse é o argumento central da defesa de Lula, o de que é inconstitucional a prisão antes de esgotados todos os recursos. Cármen Lúcia resiste em colocar em julgamento essas ações, nas quais se discute se deve prevalecer a tese de presunção de inocência até o trânsito em julgado. Ao pautar o HC de Lula, a ministra transferiu o debate para a figura do petista.
Forma-se no Supremo uma tendência de uma solução intermediária: a prisão só passar a valer com decisão do Superior Tribunal de Justiça. Mas com Lula no centro da questão, há maior pressão para que os ministros mantenham o entendimento da prisão antecipada.
O fiel da balança é a ministra Rosa Weber, que tende a alinhar-se à corrente favorável a esta revisão, mas em casos de habeas corpus tem aplicado o atual entendimento da Corte em detrimento de sua convicção pessoal.
Conhecidas por também absorverem um forte componente político, as decisões do Supremo são capazes de desafiar qualquer lógica cartesiana. A surpresa com a sessão do último dia 22 de março mostrou que um elemento extra pode entrar nesta equação: a improbabilidade. As reações indignadas e o desgaste que vieram na sequência podem afastar a chance de prosperar qualquer iniciativa que não seja julgar o HC de Lula. Mas, do Supremo, pode-se esperar tudo.
PARA LER A MATÉRIA COMPLETA, CLIQUE AQUI

Fonte: Veja
Foto: Reuters