RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

domingo, 24 de março de 2019

SE ALGUÉM QUISESSE ATENTAR CONTRA BOLSONARO, NÃO USARIA UMA FACA DE PÃO, DIZ WYLLYS.

Em entrevista à Época, Jean Wyllys foi questionado sobre como lidou com declarações que tentaram associar sua imagem ao atentado contra Jair Bolsonaro. Ele respondeu:
“Mas é óbvio que uma pessoa com dois neurônios, que faça uma sinapse, sabe que eu jamais poderia ser mandante de um crime, pois não sou assassino, criminoso, nem ligado à milícia. Quem é ligado à milícia é o presidente da República, não eu. Se alguém poderia encomendar uma morte era ele, não eu. E ademais esse atentado contra o Bolsonaro está para ser explicado. Se alguém quisesse de fato atentar contra a vida dele, usaria uma arma de fogo, um fuzil a longa distância e não uma faca de pão no meio de uma multidão.”
É óbvio que Jean Wyllys não faz sinapses.

Fonte: O Antagonista

TEMER ABRE MÃO DE BANHO DE SOL NOS 2 PRIMEIROS DIAS DE PRISÃO.

O ex-presidente está na sede da Superintendência da Polícia Federal no Rio.

O ex-presidente Michel Temer decidiu abrir mão do banho de sol a que tem direito em seus dois primeiros dias de prisão. O emedebista está na sede da Superintendência da Polícia Federal no Rio, por decisão do juiz federal Marcelo Bretas, que defendeu tratamento semelhante ao dado ao ex-presidente Lula, preso desde abril de 2018.
Temer foi um dos dez alvos da operação Descontaminação, deflagrada na última quinta-feira (21). De acordo com informações obtidas pela Folha, o político pediu a policiais para não sair para o banho de sol, tendo mencionado querer evitar exposição.Normalmente, o tempo concedido para o preso ver a luz do dia é de duas horas.
O ex-presidente Lula também ficou sem banho de sol nos primeiros dias da prisão, mas o que disse o advogado do petista para a imprensa à época era que havia uma pendência de organização da PF.
A Folha procurou a defesa de Temer, que informou que a recusa do banho de sol foi apenas uma "decisão pessoal" do ex-presidente.
A sala especial preparada de última hora ao emedebista era usada pelo corregedor da PF e tem banheiro privativo, janela e ar-condicionado. Tem ainda uma cama de solteiro, sofá, mesa de reunião, frigobar e TV.
O ex-ministro Carlos Marun, um dos primeiros a visitar a Superintendência da Polícia Federal no Rio, disse que Temer está escrevendo um romance que já teria umas 30 páginas.
Na sexta-feira (22), o ex-presidente silenciou em seu depoimento.
AQUI VOCÊ LER A MATÉRIA COMPLETA

Fonte: Camila Mattoso/Folha de São Paulo
Foto: Ricardo Moraes/Reuters

DIXSEPTIENSE DETONA EX-PREFEITO E PUBLICA EM REDE SOCIAL TEXTO INTITULADO "A TRAJETÓRIA DE UM TRAIDOR"

Ernesto Neto, cidadão que ocupa um cargo no governo municipal de Governador Dix Sept Rosado, veiculou postagem em sua página pessoal de facebook, onde denota o ex-prefeito Gilberto Martins e o rótula de traidor.
O texto teve grande número de visualizações e comentários. Este é tão somente o primeiro de muitos capítulos da política 2020, que se aproxima.
Leiam abaixo em todo seu teor, a visão de Ernesto Neto, sobre o tema:


A trajetória de um traidor
Após ganhar a primeira eleição para prefeito em Dix-sept Rosado, apoiado por Chico Carlos, o então prefeito Gilberto Martins cometeu um dos seus atos de traição mais marcantes na história política de nossa cidade. Naquele momento, o ex-prefeito foi afastado da gestão e bombardeado de processos pelo então prefeito Gilberto Martins, o que mais tarde lhe tiraria o direito de exercer suas funções políticas.
Seguindo seu trajeto, o então prefeito, já no decorrer de seu segundo mandato, e sabendo que necessitaria de um sucessor, iniciou seu processo de escolha colocando como principal nome o então vereador Zé Carlos Honorato, um de seus fiéis apoiadores desde a primeira campanha para prefeito. Zé Carlos se fortaleceu e despontava como sucessor, porém ele não contava com a sede do amigo e prefeito Gilberto, que mais uma vez executaria outro ato de traição que também marcou a história política de nossa cidade, Zé Carlos deixava de ser o sucessor de Gilberto para ser derrotado pela estrutura do poder! Como se não bastasse, o então prefeito, também bombardeou o seu principal aliado de campanha com processos e mais uma vez inviabilizaria a vida política de seu algoz.
Seguindo seu rumo, já não sendo mais prefeito, Gilberto não se deu por satisfeito e mais tarde faria mais um ato de covardia ao negar o direito da então prefeita Lanice Ferreira de indicar um vice na chapa encabeçada por Gilberto na pessoa da esposa. Não obteve êxito no seu intento, mas não foi suficiente para diminuir sua sede de traição, na campanha seguinte a próxima vítima seria o atual prefeito Antonio Bolota, que cedo se lançava a candidato a prefeito, e Gilberto alimentava firmemente o desejo de Bolota. Já na reta decisiva, e que implicaria no seu apoio a Antônio, Gilberto comete mais um ato de traição, ao boicotar a candidatura de Bolota pelo PMDB, com a justificativa de se decidir através de pesquisas o nome para a disputa pelo referido partido. Traição consumada, o que Gilberto não imaginava era que Bolota conseguiria apoio externo para viabilizar sua candidatura, e que mais tarde o próprio Gilberto teria que engolir o próprio engodo. Não podemos deixar de dizer que durante esse processo, Gilberto acabou por trair Nicélia de Bonifácio e Zé Emídio, que articulavam uma candidatura solo pelo PMDB, onde teria como candidato a prefeito o então vice prefeito, Sanimarcos.
Continuamos a caminhada e chegamos a esse momento, o hoje, e Gilberto mais uma vez entra no jogo. Dessa vez aliando-se a seu principal rival político, o ex-prefeito Anax, que hoje não pode ser candidato por já ter sido vítima do alcance da artilharia de Gilberto. Essa união é um tanto inusitada, embora o mesmo afirme ser natural, o tratamento sempre foi muito hostil, ao ponto de seus apelidos serem lobo mau e filhote de hiena, dados por ambos um ao outro. Com essa união, já se pode perceber o cheiro de traição no ar, visto que uma das estratégias usada para somar aliados é usar da velha e decadente escolha particular e impositiva do nome para a candidatura majoritária.
Vamos aguardar os próximos capítulos desse longa-metragem da política Dixseptiense, pois o TRAIDOR estar em ação!

sábado, 23 de março de 2019

DIONÍZIO: O CÉU GANHOU MAIS UM PRÍNCIPE.

Semanas no aguardo, na torcida e todos em oração, lendo e vendo postagens da luta desenfreada que os pais, Ítalo Linhares e Dalyana Barros, para salvar seu filho Dionízio.
Agora, visualizo com muita tristeza, que DEUS resolveu tê-lo pertinho Dele. Cabe a cada amigo, seja presencial e/ou virtual, acolher os pais e familiares, na compreensão que nossa vontade não é a vontade soberana do SENHOR.
Dionízio perdeu a batalha terrena, mas com certeza ganho o reino celestial.
Um menino da pequena Paulista, no sertão paraibano, que mobilizou outras tantas cidades, em busca da cura.
Somos testemunhas que Ítalo e Dalyana, junto com amigos de longe e de perto, fizeram o que humanamente era possível. 
Mas chegou o momento e nos resta guarda a lembrança do pequeno príncipe, no fundo do coração.

TENENTE ANANIAS: OPERAÇÃO VARREDURA FOI REALIZADA HOJE.

A Policia Civil, juntamente com a Policia Militar realizou na manhã de hoje (23), na cidade de Tenente Ananias, a Operação Varredura, com o objetivo de combater o tráfico de drogas, capturar foragidos da justiça, além de inibir a ocorrência de outros crimes na cidade.
Na ocasião foram cumpridos mandados de busca e apreensão, realizadas abordagens, além de outras diligências na busca de foragidos da justiça. 
A operação contou com o apoio do canil do Bope de Cajazeiras/PB e resultou na apreensão de Loló e aves silvestres.
A pessoa de João Ferreira Neto foi preso em flagrante pelo crime previsto no art. 278 do Código Penal (ter em depósito para venda substância nociva à saúde), tendo sido liberado após o pagamento da fiança arbitrada pela autoridade policial.
Já as pessoas de José Fabio de Oliveira Filho (Mimoso), Juvenal Ferreira de Lima e Sinval Júnior de Oliveira responderam a um Termo Circunstanciado de Ocorrência pelo cometimento de crime ambiental.
Sobre a operação, o delegado Paulo Cesário disse: "A atuação conjunta das forças de segurança pública tem resultado num trabalho mais eficaz no combate a criminalidade na região, trazendo uma maior sensação de segurança à sociedade".

DEPUTADO BERNARDO AMORIM APRESENTOU PAUTA AO CHEFE DO LEGISLATIVO ESTADUAL EM PROL DE PREFEITOS.

As ações do deputado do AVANTE, Bernardo Amorim não param. Trabalhando em prol de vários segmentos, como verdadeiramente deve atuar um legítimo representante do povo, o deputado apresentou na última quarta-feira, ao presidente da assembleia legislativa, Ezequiel Ferreira, uma pauta recheada de itens voltados aos prefeitos potiguares. Em especial, aos gestores oestanos.
E colheu frutos promissores. Entre eles, audiência marcada com o membros do Tribunal de Contas do estado, Federação dos Municípios (FEMURN) e a Comissão da assembleia legislativa.
O intento dos administradores municipais, é sensibilizar o TCE no tocante a cobranças inoportunas, além de valores abusivos que são estipulados em multas definidas pelo Tribunal de Justiça do estado (TJRN). Uma das maiores alegações para solicitação da suspensão destas multas, dar-se pela situação caótica que atravessa os municípios, e ver-se etas cidades em sua maioria, com os gastos acima do limite prudencial, pelo excesso de demandas do governo federal, onde se faz necessário a contratação de pessoal através dos programas sociais. Isso, altera o limite e incorre na possibilidade do município ser multado.
Outra reivindicação a ser estudada refere-se à ordem cronológica determinada para pagamentos e restrições de compras.
“Sou um deputado municipalista. Fui prefeito por oito anos e reconheço que os mesmos limites regulatórios às vezes inviabilizam uma gestão, principalmente em municípios com recursos ainda mais limitados. É oportuno um diálogo onde os prefeitos possam expor aos conselheiros as suas dificuldades”, disse Bernardo Amorim.
A reunião foi marcada para a próxima segunda-feira, às 9h na sede do Tribunal de Contas. Já confirmada a presença dos presidentes Poti Júnior (TCE), Ezequiel Ferreira (Assembleia Legislativa), membros da FEMURN, comissões de parlamentares e conselheiros.

"O GOVERNO É UM DESERTO DE IDEIAS", AFIRMA MAIA.

Presidente da Câmara fez várias críticas e advertiu que o presidente precisa deixar o Twitter de lado.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ao jornal O Estado de S. Paulo que o governo não tem projeto para o País além da reforma da Previdência. Um dia após ameaçar deixar a articulação política para a aprovação das mudanças na aposentadoria, por causa dos ataques recebidos nas redes sociais pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), Maia calibrou o discurso e assegurou a continuidade do trabalho. Fez, porém, várias críticas e advertiu que o presidente precisa deixar o Twitter de lado, além da “disputa do mal contra o bem”, e se empenhar para melhorar a vida da população.
“O governo é um deserto de ideias”, declarou Maia. “Se tem propostas, eu não as conheço. Qual é o projeto do governo Bolsonaro fora a Previdência? Não se sabe”. Na avaliação do presidente da Câmara, o ministro da Economia, Paulo Guedes, é “uma ilha” dentro do Executivo.
Por que o sr. decidiu abandonar a articulação da reforma da Previdência?
Apenas entendo que o governo eleito não pode terceirizar sua responsabilidade. O presidente precisa assumir a liderança, ser mais proativo. O discurso dele é: sou contra a reforma, mas fui obrigado a mandá-la ou o Brasil quebra. Ele dá sinalização de insegurança ao Parlamento. Ele tem que assumir o discurso que faz o ministro Paulo Guedes. Hoje, o governo não tem base. Não sou eu que vou organizar a base. O presidente da Câmara sozinho, em uma matéria como a reforma da Previdência, não tem capacidade de conseguir 308 votos.

Mas o sr. continua à frente da articulação?
Dentro do meu quadrado, sim. Agora, acho que quanto mais eles tentam trazer para mim a responsabilidade do governo, mais está piorando a relação do governo com o Parlamento. O governo precisa vir a público de forma mais objetiva, com mais clareza, com mais energia na votação da reforma.

O que o presidente Bolsonaro precisa fazer?
Ele precisa construir um diálogo com o Parlamento, com os líderes, com os partidos. Não pode ficar a informação de que o meu diálogo é pelo toma lá, dá cá. A gente tem que parar com essa conversa. Como o presidente vê a política? O que é a nova política para ele? Ele precisa colocar em prática a nova política. Tanto é verdade que ele não colocou que tem (apenas) 50 deputados na base. Faço o alerta: se o governo não organizar sua base, se não construir o diálogo com os deputados, vai ser muito difícil aprovar a reforma da Previdência. O ciclo dos últimos 30 anos acabou e agora se abre um novo ciclo. Ele precisa saber o que colocar no lugar. O Executivo precisa ser um ator ativo nesse processo político.
VOCÊ LER A MATÉRIA COMPLETA AQUI

Fonte: Estadão Conteúdo/Portal no Ar

EX-CANDIDATO A PREFEITO DEFENDE UNIFICAÇÃO DA DIREITA E ESQUERDA EM MOSSORÓ PARA DERROTAR ROSALBA.

Candidato a prefeito em Mossoró em 2016, ex-presidente do PCdoB em Mossoró, e atual secretário de organização do partido, Gutemberg Dias afirma que se a oposição tem interesse em administrar o município, "tem que ter unificação".
O político deu sua opinião no programa Cenário Político (TCM Telecom) desta quarta-feira (20).
"Rosalba ainda é muito forte. Mesmo com as deficiências administrativas, ela tem uma força politica que ainda move parte da cidade. Mas na eleição passada se parte do eleitorado tivesse ido votar talvez ela tivesse sido derrotada. Se Rosalba disputar eleição com mais de dois candidatos na oposição, ela ganha com muita tranquilidade, porque tem pelo menos 30% do eleitorado. Ela só perde com um candidato tete-a-tete com a prefeita, trazendo uma disputa como se fosse um segundo turno", diz.
Gutemberg acredita que para alcançar esse objetivo seria necessário unir a direita e a esquerda. Exemplificou com o caso do Maranhão, onde o governador Flávio Dino (PCdoB) "unificou direita, esquerda e centro, derrotou a família Sarney e está no segundo mandato fazendo um governo modelo no Brasil.

Fonte: Blog da Carol Ribeiro
Foto: Reprodução

MORRE A PROFESSORA QUE ELABOROU OS PROJETOS EM EDUCAÇÃO DO RN SUSTENTÁVEL/GOVERNO CIDADÃO.

A ex-titular da Secretaria Estadual de Educação, Professora Betânia Ramalho, consternada, informou ao blog sobre o falecimento da professora Madalena Santos, responsável pelos projetos na área de Educação do RN Sustentável/Governo Cidadão.
O falecimento ocorre após complicações surgidas depois de uma cirurgia para a retirada da vesícula.
O velório (08h) e cremação (12h) ocorrerão no Cemitério Morada da Paz, em Paulista (PE), neste domingo (24).


Fonte: Heitor Gregório

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA PROMULGA LEI QUE GARANTE 13º DE FÉRIAS RETROATIVOS A DEPUTADOS DO RN.

Norma foi publicada na edição deste sábado (23) do Diário Oficial da Casa.

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira (PSDB), promulgou a lei que garante adicional de férias e pagamento de 13º salários para os deputados potiguares - retroativos a 2015. A norma foi publicada na edição deste sábado (23) do Diário Oficial da Casa.
A governadora Fátima Bezerra (PT) tinha até a quarta-feira (20) para decidir se ia sancionar ou vetar o projeto de lei que assegura os benefícios. Entretanto, não se posicionou.
De iniciativa da própria Mesa Diretora do Legislativo, o projeto foi votado no dia 26 de fevereiro e enviado para o gabinete civil da governadora, onde aguardava a análise. Como Fátima Bezerra não vetou e nem sancionou a norma dentro do prazo definido, a Assembleia tem o poder de promulgá-la sem a necessidade de sanção, como fez.
Segundo o texto publicado no Diário Oficial da Assembleia, o benefício se estende, inclusive, aos suplentes de deputados. Só podem solicitar o adicional de férias e o 13º salário parlamentares que tiverem exercido o mandato de Deputado Estadual por, no mínimo, 12 meses.
Os valores eram pagos anteriormente aos deputados, de acordo com a própria Casa. Apesar disso, foram suspensos e estão sendo contingenciados desde 2015, após questionamento do Tribunal de Contas do Estado.
Auditoria de decisão do Supremo
Em 2016, o TCE abriu uma auditoria na Assembleia para investigar vários pontos, como folha de pagamento, número de servidores comissionados na casa, entre outras despesas. Alguns processos foram desmembrados do principal - um deles, apenas para tratar sobre os adicionais de férias pagos aos parlamentares.
O Tribunal de Contas questionava, por exemplo, se havia previsão em lei para esse tipo de pagamento.
No decorrer do processo, entretanto, o Supremo Tribunal Federal (STF) tomou decisão em 2017 e considerou constitucional uma lei de um município do Rio Grande do Sul que prevê os benefícios para prefeitos e vice-prefeitos. A decisão passou a ter repercussão geral, portanto a constitucionalidade também é garantida para deputados. Com esse argumento, a Mesa Diretora da Assembleia apresentou o projeto de lei para garantir o direito aos parlamentares.
LEIA MATÉRIA COMPLETA AQUI

Fonte: Igor Jácome e Rafael Barbosa/G1
Foto: ALRN/Divulgação

INCÔMODO DE MAIA COM MORO COMEÇOU EM CHURRASCO.

Gênese da discórdia.

Rodrigo Maia começou a se chatear com Moro no churrasco dos poderes em sua casa. Na ocasião, o ministro perguntou quem seria o relator de seu projeto na Câmara. Maia se sentiu pressionado e desconversou.








Fonte: Maurício Lima - Radar/Veja
Foto: Evaristo Sá/AFP - Cristiano Mariz/VEJA


LIVRO DE POSSE SAI DA ALERJ PELA 1º VEZ, E DESTINO É CADEIA DE BANGU ONDE DEPUTADOS ESTÃO PRESOS.

Ministério Público do Rio de Janeiro diz que vai analisar a posse dos deputados. Deputados pretendem recorrer dessa decisão.

A mesa diretora da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) deu posse, nesta quinta-feira (21), a 5 deputados eleitos que estão presos. Esta foi a primeira vez que o livro histórico de posse saiu de dentro da Alerj. E o primeiro destino foi justamente o Complexo Penitenciário de Bangu, na Zona Oeste.
No presídio estão presos os eleitos André Corrêa (DEM), Luiz Martins (PDT), Marcus Abraão (Avante) e Marcus Vinícius Neskau (PTB). Depois seguiu para posse de Chiquinho da Mangueira (PSC), que está em prisão domiciliar. Segundo o comentarista Otávio Guedes, o Ministério Público do Rio de Janeiro vai analisar a decisão de empossar os eleitos.
A medida pegou os deputados de surpresa ao ser anunciada pelo presidente da casa André Ceciliano (PT), na abertura da sessão no plenário, na tarde de quinta-feira (21). Os deputados presos estavam sendo empossados na mesma hora do anúncio no plenário.
Os deputados Chicão Bulhões (Novo) e Renan Ferreirinha pretendem recorrer dessa decisão de dar posse aos deputados. O entendimento de vários parlamentares da Casa é que os cinco deputados não poderiam, pelo regimento, ter tomado posse fora da Alerj. O deputado Luis Paulo (PSDB) disse que concorda, mas acredita que não há mais nada a fazer. Os partidos PSOL e PSB querem uma sessão extraordinária para discutir a posse dos deputados presos.
Os eleitos foram presos em novembro de 2018, na Operação Furna da Onça, acusados de receber vantagens no esquema chefiado pelo então governador Sérgio Cabral em troca de votos favoráveis ao governo, na Alerj.
Os deputados foram empossados, mas não vão receber salário nem terão direito a gabinete. A Alerj divulgou nota dizendo que tomou essa decisão para atender o Tribunal Regional Federal da 2ª Região que teria conferido à casa a responsabilidade de empossar os eleitos e assegurar o cumprimento da Constituição Federal, que fixa a quantidade de 70 deputados para o pleno funcionamento da Alerj.
Logo após a divulgação desta nota, o TRF-2 lançou outra nota desmentindo essa versão. A nota dizia que “em momento algum autorizou ou determinou que a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro desse posse aos deputados presos durante a Operação Furna da Onça e que a nota veiculada pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro referente à posse desses deputados não corresponde aos fatos”.

Fonte: Pedro Figueiredo - Bom Dia Rio/G1
Foto: Reprodução Bom Dia Rio




4º DPRE REALIZA OPERAÇÃO ZERO ÁLCOOL.


A polícia militar, por meio do DPRE, realizou na noite de ontem, a operação Zero Álcool, onde os policiais do 4º Distrito de Polícia Rodoviário Estadual fizeram barreiras na RN-177, no trecho que compreende a cidade de Pau dos Ferros, com o intento de prevenir acidentes e proporcionar uma maior segurança aos motoristas e passageiros.
Tais cuidados, como bem sabedores, são redutores de acidentes automobilísticos e diminuem consideravelmente o número de acidentes e por consequência, de vítimas.
Foram vistoriados 23 (vinte e três) veículos de pequeno porte, 25 (vinte e cinco) motocicletas e abordagem em 60 pessoas que ocupavam estes transportes. A ação resultou em 07 (sete) autos de Infração, realizados 27 (vinte sete) Testes de Etilômetro, sendo flagrado 03 (três) condutores sob o efeito de Álcool (Art.165 do CTB), dentre eles 02 (dois) foram conduzidos à DP para procedimentos criminais (Art.306 do CTB) e um outro para pena medida administrativa. Também foram recolhidas 03 (três) CNHs.
A operação durou entre às 19h e 1h da manhã
Participaram da operação as viaturas DRE 405 e 406, que teve a coordenação do Major Brilhante Filho.


JUSTIÇA SÓ VAI JULGAR SOLTURA DE TEMER E MOREIRA DAQUI A CINCO DIAS.

Previsão inicial era que ambos os habeas corpus fossem analisados ainda nesta sexta-feira; decisão será colegiada.

O pedido de habeas corpus enviado pela defesa de Michel Temer ao TRF2 (Tribunal Federal da 2ª Região) só será julgado na próxima quarta-feira 27. A previsão inicial era que tanto a soltura dele quanto a de Moreira Franco fossem analisadas ainda nesta sexta-feira 22.
Os pedidos estavam a cargo do desembargador federal Antonio Ivan Athié, que decidiria sozinho o caso. Mas agora, será decidida em plenário pela primeira turma do TRF2. Além de Athié, compõem o grupo Abel Gomes e o juiz federal convocado Vlamir Costa, que está cobrindo as férias do desembargador Paulo Espírito Santo. A sessão está marcada para começar às 13 horas.
HC rejeitado
Enquanto não decide sobre o destino de Temer, Athié negou outro pedido de habeas corpus, assinado por um ex-aluno de Temer. O pedido foi rejeitado de ofício, já que Eduardo Silveira Arruda não integra a defesa do emedebista.

Fonte: Thais Reis Oliveira/Carta Capital

CARA DE PAU: BRINCANDO COM O DINHEIRO PÚBLICO.

Recebemos um e-mail um tanto curioso. E, claro, não tem como deixar de veicular.
Uma certa figura de livre trânsito e poder amplo numa prefeitura, pagou um determinado serviço pessoal, com dinheiro público.
E pasmem, fez uma transferência bancária de uma das contas da prefeitura, para uma empresa que não realizou nenhum serviço para a instituição pública...
Ressalta o e-mail, que após receber parte via transação bancária supracitada, o proprietário da empresa ligou para a figura de poder amplo e ao reclamar, o restante foi pago de imediato, por transferência entre conta de terceiros.
Segundo o reclamante, já se tentou por três vezes, a entrega de um ofício da citada empresa, para saber o que e por que deu-se a transação desta forma, porém em nenhuma das tentativas, recebeu-se o ofício.
Constitui essa prática em Corrupção Ativa.