RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

quinta-feira, 21 de maio de 2015

COMEÇAM AS TRANSFORMAÇÕES.

Diante do pessimismo que toma conta de muitos, continuo sendo um otimista, embora as vezes uma espécie de neura queira me tragar esse senso que reputo extremamente positivo para fazer face às decepções. Mas, se as vitórias pífias no mais das vezes até nos decepcionam, imaginem as derrotas. Contudo, a estratégia para derrotar o pessimismo é a reflexão que faço do que fomos e do que somos. A partir disto, muitas vantagens se verificaram, embora as muitas desvantagens tenham marcado presença. Mesmo nos tempos em que nasci, nos anos cinquenta, posso asseverar que as vantagens já superavam as desvantagens.
Fazendo um paralelo, por exemplo, vislumbro como desvantagem uma economia agrária improdutiva, mas como vantagem uma natureza exuberante, com rios e lagos oxigenados, sem poluição, cheios de peixe e uma Amazônia cheia de vida animal e vegetal, cartão postal do mundo. Como vantagem, o início da transformação do nosso modo social de produção, com o advento das chamadas indústrias de base e o despontar do capital financeiro, hoje com uma estrutura operacional das mais modernos do mundo. Como desvantagem uma acumulação desenfreada, a injustiça social e o êxodo rural. Ainda, como vantagem nosso processo político redemocratizado, mas como desvantagem o nosso sistema político frágil e vulnerável ensejou uma nova ditadura, desta feita militar. E por aí vai!
O fato é que hoje vivemos uma das maiores economias do mundo. Estamos com a faca e o queijo para nos transformarmos num dos países mais interessantes do planeta. As bases estão lançadas. Precisamos apenas vencer algumas barreiras que são óbices naturais nesse processo do desenvolvimento, como os que impedem a educação, a saúde, a segurança e a infraestrutura de se afirmarem em níveis compatíveis. Precisamos destravar as amarras do nosso processo produtivo, sobretudo no plano da produtividade. Precisamos de eficiência no desempenho de nossa economia, sem nos descurarmos que no plano da questão agrária despertamos maravilhosamente com um crescimento vertiginoso. Louvável o advento da nossa democracia, aliando os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e as nossas relações civis, deslocando o eixo dos princípios básicos que comandam o nosso Direito Civil para o âmbito constitucional, significando dizer que a pessoa humana assumiu a centralidade dos valores democráticos.
Por fim, aproveito o ensejo para dizer que me alenta também a afirmação de nossas instituições de um modo geral, quando vejo que se abre a possibilidade para compor o Supremo Tribunal Federal o ainda colega, e ex colega de procuradoria do Estado (sendo ele PGE Paraná) Luiz Edson Fachin. Jurista escolhido para atualizar a obra de um dos monstros sagrados do Direito Civil Brasileiro, o prof. Orlando Gomes, Doutor e Pós doutor, professor da Universidade Federal do Paraná, e de tantas outras, jurista dos mais festejados nacionalmente, Fachin é hoje um dos expoentes do Direito Civil pátrio e um dos raros civilistas do mundo a dominar com maestria, a um só tempo, o Direito Civil e o Direito Agrário. Lamentavelmente, por sua indicação advir da Presidente Dilma, e estando ela fragilizada, alguns senadores da oposição, insensatos, que não dignificam o mandado que exercem, preferiram instalar seus palanques políticos ao sabatiná-lo. Mas, fatos isolados assim não inibem a luz no fim do túnel que surge, e nossa pátria, pelas transformações constatadas, triunfará espelhando a sua grandeza.

Fonte: Francisco de Sales Matos - Procurador do Estado, prof. da UFRN, membro da Academia de Letras Jurídicas do RN/http://tribunadonorte.com.br/

PROCURADORA DA REPÚBLICA É CONDENADA PELO STJ POR CALUNIAR JUIZ EM BLOG.

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça condenou uma procuradora da República a oito meses de prisão por ter publicado comentários contra um juiz, durante investigações ligadas à operação satiagraha. Para os ministros, a procuradora regional da 3ª Região Janice Agostinho Ascari cometeu o crime de calúnia ao acusar o juiz federal Ali Mazloum de “exorbitar suas funções”, “blindar e apartar os verdadeiros criminosos e denegrir a imagem dos investigadores”.
Ela também foi condenada a pagar 30 dias-multa (no valor de um salário mínimo vigente à época do fato) e teve direitos políticos suspensos. A pena de prisão foi substituída por restritiva de direitos, com prestação de serviços à comunidade. Por oito votos a cinco, a corte entendeu que houve dolo direto da procuradora no comentário, com intenção consciente de denegrir e atacar a figura do juiz.
Procuradora publicou comentário dizendo
 que decisão do juiz foi "pró-Dantas".
O caso ocorreu em 2009, quando Mazloum era responsável por analisar vazamentos de informações de um inquérito que apurava se a operação satiagraha, comandada pelo então delegado da Polícia Federal Protógenes Queirós contra o banqueiro Daniel Dantas, foi arquitetada por iniciativa de particulares. O juiz determinou que fossem enviadas cópias dos autos a pessoas citadas, como o empresário Luiz Roberto Demarco, ex-sócio de Dantas.
Em seu blog, Luis Nassif publicou texto sobre o tema, e a procuradora usou o espaço de comentários para fazer críticas ao despacho. Ela escreveu que “o juiz, exorbitando de suas funções, abre uma linha paralela de investigação pró-Dantas, sob o argumento de 'interesses comerciais’”.
“Curioso observar que mesmo Demarco não sendo suspeito ou investigado, o juiz franqueou, a ele e a 6 advogados, acesso a todos os dados do processo, incluindo os dados das ligações telefônicas dos policiais investigados. No Código Penal isso está lá no artigo 325: é mais uma violação de sigilo perpetrada pelo juiz no mesmo processo”, declarou Janice, em outro trecho.
Em queixa-crime, Mazloum disse que que a procuradora ofendeu sua dignidade de magistrado e sua honra de cidadão. Ele afirmou ter sido caluniado com as acusações de abuso de poder, prevaricação e violação de sigilo funcional.
Declaração inaceitável
Para o relator do caso, ministro Og Fernandes, não há como considerar essas palavras como simples comentário, como sustentou a defesa. “O ato de atribuir o comentário de um crime a alguém tem de estar marcado pela seriedade, com aparelhamento probatório, sob pena de incorrer em dolo eventual. É inaceitável que alguém alegue estar de boa-fé quando se abstém de formular contra outrem uma grave acusação”, afirmou.
Mazloum também alegou ter ocorrido difamação e injúria. Mas os ministros absolveram a ré do primeiro crime, por atipicidade, e consideraram extinta a punibilidade por injúria.
Em 2012, o comentário já havia criado um revés para Janice: ela foi condenada na esfera cível a indenizar o juiz em R$ 50 mil por danos morais. O Tribunal de Justiça de São Paulo negou pedido dela e impediu que fosse apresentado Recurso Especial ao STJ. A procuradora chegou a apresentar representação criminal contra o mesmo juiz, mas a solicitação foi negada no ano passado pelo Órgão Especial do Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

Fonte: Felipe Luchete/http://www.conjur.com.br/

RAPIDINHAS DO RNPOLITICAEMDIA...

Se você estava com saudades, as rapidinhas estarão hoje no nosso blog.
Aguarde...

FRUSTAÇÃO COM REPASSE AO ESTADO EM 2015 JÁ SOMA R$ 92 MILHÕES.

A frustração de receita do Fundo de Participação dos Estados para o Rio Grande do Norte foi de R$ 92,2 milhões nos quatro primeiros meses de 2015. O valor representa a projeção feita no Orçamento Geral do Estado para o período e não chegou de fato aos cofres públicos.
O secretário estadual de Planejamento, Gustavo Nogueira, afirmou através da Assessoria de Imprensa que “apesar do Governo Federal ter alterado a política de redução de impostos em 2015, o FPE deste ano já sofreu uma frustração de R$ 92.201.535,57, no período de 1º de janeiro a 20 de maio, se comparado ao orçado no mesmo período de 2014”.
O auxiliar de primeiro escalão observou que esse fato ocorreu, em grande parte, devido ao desaquecimento da economia. A frustração de receita já se tornou um fato comum para os governos estaduais. Em 2014 a estimativa dos auxiliares da então governadora Rosalba Ciarlini foi de uma frustração chegando a quase R$ 2 bilhões.

Fonte: http://blog.tribunadonorte.com.br/politicaemfoco

PF DEFLAGRA A 13ª FASE DA LAVA JATO E CUMPRE SEIS MANDATOS JUDICIAIS.


Operação é realizada nesta quinta-feira (21) em MG, RJ e São Paulo. 
Lava Jato começou em 2014 e investiga esquema de lavagem de dinheiro.


A Polícia Federal (PF) cumpre, desde a madrugada desta quinta-feira (21), a 13ª fase da Operação Lava Jato em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Serão cumpridos seis mandados judiciais, sendo quatro de busca e apreensão, um de de condução coercitiva, quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento, e um de prisão preventiva.
Dos quatro mandados de busca, um será cumprido em Itanhandu (MG), outro no Rio de Janeiro e dois em São Paulo. Os mandados de condução e de prisão serão cumpridos em São Paulo.
De acordo com a PF, esta fase tem por objetivo apurar fatos criminosos atribuídos a dois operadores financeiros que atuavam juntos a contratos firmados por empreireiras com a Petrobras. Dezesseis policiais participam da ação.
A Operação Lava Jato foi deflagrada em março de 2014 e investiga um esquema bilionário de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Dezenas de pessoas já foram presas, entre elas estão o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa – que cumpre prisão domiciliar no Rio de Janeiro e Alberto Youssef, que está preso na carceragem da PF em Curitiba e é acusado de ser o líder do esquema.
A operação desmontou um esquema que, segundo as autoridades policiais, movimentou cerca de R$ 10 bilhões. A investigação resultou na descoberta de um esquema de desvio de recursos da Petrobras. Segundo a PF e o Ministério Público Federal (MPF), dirigentes da estatal estão envolvidos no pagamento de propina a políticos e executivos de empresas que firmaram contratos com a petroleira. Mais recentemente, as investigações descobriram irregularidades também em contratos do Ministério da Saúde e da Caixa Econômica Federal.
As primeiras 12 fases
Nas primeiras 12 fases, a PF cumpriu quase 400 mandados judiciais, que incluem prisões preventivas, temporárias, busca e apreensão e condução coercitiva (quando o suspeito é levado a depor). As investigações policiais e do MPF podem resultar ou não na abertura de ações na Justiça. Ao todo, 19 ações penais e 5 ações civis públicas foram instauradas na Justiça Federal.
O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância do Judiciário, aceitou denúncia contra 82 pessoas. São alvo de ações as empreiteiras Camargo Corrêa, Sanko-Sider, Mendes Júnior, OAS, Galvão Engenharia e Engevix.
A última fase da operação culminou com a prisão do tesoureiro afastado do PT, João Vaccari Neto. Ele é investigado por suspeita de receber propina no esquema de corrupção na Petrobras.
A esposa do petista, Giselda Rousie de Lima, teve um mandado de condução coercitiva e foi ouvida em casa.
Para a polícia, a fala dela não acrescentou nada à investigação. A cunhada do tesoureiro, Marice Corrêa de Lima, também foi presa, mas ganhou a liberdade dias depois.
Desde que surgiram as denúncias, no ano passado, Vaccari tem negado participação no esquema.

Fonte: Adriana Justi/http://g1.globo.com/

RNPOLITICAEMDIA VOLTA A NORMALIDADE.

Devido muito trabalho nos últimos dias, não estávamos atualizando o blog normalmente.
A partir de hoje, voltamos com nossas postagens diárias.
Pedimos desculpas aos nossos leitores e agradecemos a fidelidade.
Bom dia.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

ELEITORES DE TRÊS MUNICÍPIOS VOLTAM ÀS URNAS NESTE DOMINGO.

Três municípios terão novas eleições para prefeito e vice-prefeito no próximo domingo (17). Os eleitores de Natividade (RJ), Bituruna (PR) e Igarapé-Miri (PA) voltarão às urnas porque seus respectivos prefeitos foram cassados pela Justiça Eleitoral e obtiveram mais de 50% dos votos válidos nas eleições de 2012. Nesses casos, ocorrem novas eleições, de acordo com a legislação eleitoral.
Em Natividade, no noroeste do Rio de Janeiro, foram cassados o prefeito Marco Antonio da Silva Toledo, o Taninho (PSD), e seu vice, Welington Nacif de Mendonça, (PSB). Eles perderam os diplomas por abuso de poder econômico e gastos ilícitos de recursos na campanha.
Em Bituruna, no sul do Paraná, a Justiça Eleitoral indeferiu o pedido de registro de candidatura de Catiane Andrioli Nhoatto Rossoni (PSDB) e, por consequência, da chapa composta por Adair Camana, eleitos prefeita e vice do município.
Em Igarapé-Miri, no nordeste do Pará, o prefeito Ailson Santa Maria (DEM) e seu vice Edir Correa foram cassados por abuso de poder econômico e compra de votos.

Fonte: http://www.tse.jus.br/

quinta-feira, 14 de maio de 2015

COMOVIDOS, POLICIAIS PAGAM FIANÇA DE LADRÃO E FAZEM COMPRA PARA ELE NO DF.

O eletricista Mário Ferreira Lima (camiseta cinza)
e os policiais que o ajudaram
Comovidos com a história de um homem que havia sido preso em Santa Maria (DF) por roubar carne de um supermercado, policiais civis da 20ª Delegacia de Polícia (Gama Oeste) resolveram pagar a fiança e comprar alimentos e produtos de higiene pessoal para ele e sua família.
Desempregado há três meses, o eletricista Mário Ferreira Lima, que mora com o filho de 12 anos, tentou furtar 2 quilos de carne por volta das 16h de quarta-feira (13) em um supermercado, quando foi preso em flagrante.
Segundo Lima, sua única renda atual são os R$ 70 mensais que recebe do programa Bolsa Família. O recurso ainda não tinha sido depositado na conta dele e, segundo seu relato, só havia R$ 20 dentro da carteira.
"Coloquei as carnes dentro da bolsa e passei no caixa queijo, mortadela e pães. Porém funcionários do local perceberam e chamaram a polícia. Fiz isso em um momento de desespero. Estava há dois dias sem comer", conta.
Segundo o policial Ricardo Machado, ao chegar à delegacia, o eletricista passou mal e desmaiou. "Ele contou que há um ano a mulher foi atropelada e passou oito meses no hospital. Por ter de cuidar dela diariamente, acabou perdendo o emprego. Quando ela se recuperou, foi morar com um filho de outro relacionamento, pois Lima não tinha dinheiro para os cuidados necessários de que ela precisava."
O policial contou que a todo o momento Lima se desesperava por conta do filho, que estava sozinho em casa. A preocupação emocionou uma agente, que pagou a fiança de R$ 270. "Fizemos também uma vaquinha de R$ 300 com quase todos os policiais."
A agente Kelen Cristina disse que, para ter certeza de que a história era verídica, os policiais foram até a casa de Lima e constataram que a situação era de extrema pobreza.
"Não havia nada na geladeira nem produtos de higiene pessoal, como pasta de dente e sabonete. Também não havia gás", afirmou.
Os policiais levaram Lima ontem mesmo para um supermercado e pediram para que ele escolhesse os mantimentos. "Ele chorou demais e agradecia a toda hora. Não queria nada caro. Percebemos de longe a humildade dele", disse Machado.
Apesar da boa vontade dos agentes, Lima pode ser condenado, já que foi preso em flagrante. A pena pode ser de um a quatro anos de prisão em regime fechado.
Supermercado conta outra história
Apesar das informações repassadas pela Polícia Civil, um funcionário do supermercado onde aconteceu o incidente disse que a quantidade de carne roubada foi outra.
"Na verdade, ele roubou 7,5 quilos, o que dá em torno de R$ 121,20. Se fossem apenas 2 quilos, não teríamos chamado a polícia", conta o homem que preferiu não se identificar.
Segundo ele, o roubo foi monitorado pelas câmeras de segurança do local. "Ele entrou com uma bolsa vazia e aberta. Ao passar pelo caixa, ela estava bastante cheia."
Questionado pela reportagem, o policial Machado reafirmou a quantidade de carne roubada. "A bolsa que Mário estava segurando era pequena. Não caberiam 7,5 quilos de carne nela", diz.

Fonte: Jéssica Nascimento/http://noticias.uol.com.br/

OAS SE RECUSA A ENTREGAR DOCUMENTOS À JUSTIÇA SOBRE MEGÓCIOS COM EX-MINISTRO JOSÉ DIRCEU.

Para empreiteira, juiz Sérgio Moro já ‘enganou’ empresa ao usar documentos fornecidos por ela para prender executivo.

A Construtora OAS se recusou a apresentar à Justiça Federal do Paraná documentos sobre seus negócios com a empresa de consultoria do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, a JD Consultoria. A empreiteira alega que o juiz Sérgio Moro poderia se utilizar das explicações para decretar a prisão de algum executivo da empresa. Os advogados da OAS dizem que foram "enganados" pelo juiz quando a empresa apresentou documentos sobre os contratos com a consultoria prestada pelo doleiro Alberto Youssef e esses dados foram usados pelo juiz para mandar prender Léo Pinheiro, o presidente da companhia, diante do argumento de que os comprovantes da prestação de serviços eram falsos.
Na petição encaminhada ao juiz Moro, a OAS diz que não apresentaria os documentos com a empresa de José Dirceu. Usa para isso até mesmo decisões da Justiça de Portugal e da Alemanha para tentar sustentar suas alegações. No Brasil, porém, elas não são válidas. "Tendo em vista a atitude pretérita desse juízo de determinar a apresentação delas e as utilizar para decretação injusta de prisão de particulares, conforme prevê o STJ Português e pelo Código de Processo Penal Alemão, que consideram as provas obtidas por meios enganosos como nulas, a empresa se reserva o direito de não as apresentar a esse juízo, resguardado, sempre, o respeito que se devota ao Poder Judiciário e eventual garantia de Vossa Excelência no sentido de que tais atitudes pretéritas em desfavor de terceiros não se repitam e a apresentação não acarrete medidas cautelares pessoais injustas", argumenta a defesa.
A defesa dos executivos da OAS considera ser legal não entregar os documentos pedidos pelo juiz por considerarem que os suspeitos não são obrigados a produzirem prova contra si mesmos. Com isso, os advogados não esperam ser punidos pelo juiz Moro.
O juiz Moro determinou que a OAS entregasse os documentos da JD Consultoria depois de pedido da força-tarefa do Ministério Público Federal que comanda a Operação Lava-Jato, sobretudo porque a JD Consultoria recebeu R$ 1,6 milhão da empreiteira de fevereiro de 2009 a dezembro de 2013. Para justificar a prestação de serviços desses recursos, o MPF pediu que a OAS apresentassem atas de reuniões, e-mails, cópias de relatórios de trabalho da consultoria e documentos que constatassem a efetiva prestação dos serviços. Moro pediu que os documentos fossem entregues, em despacho do dia 24 de março, mas em petição entregue à Justiça na última segunda-feira a empreiteira negou-se a atender a determinação do juiz.
Segundo os advogados da OAS, os "documentos em questão já se encontram com esse juízo porque foram apresentados por terceiros". Ou seja, a própria JD Consultoria apresentou os contratos à Justiça. Além disso, dizem os advogados da empreiteira, as "informações fiscais e o sigilo bancário da requerente já se encontram quebrados por esse juízo", dizem os advogados Roberto Telhada, Jacinto Nelson de Miranda Coutinho e Edward Rocha de Carvalho.
Léo Pinheiro foi preso no dia 14 de novembro do ano passado, mas foi solto por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) no último dia 28 de abril, que estabeleceu prisão domiciliar para o empresário. Ele cumpre prisão domiciliar em sua casa em São Paulo com o uso de tornozeleiras.

Fonte: Germano Oliveira e Renato Onofre/http://oglobo.globo.com/

quarta-feira, 13 de maio de 2015

TRIUNFO POTIGUAR: UM CANDIDATO PARA CADA RUA.

Amanhã, no blog.
Aguarde e tome 300 comprimidos de Lexotan. Talvez durma.

VENCIDO RECEBE VENCEDOR, EM BRASÍLIA.

O ministro Henrique Alves, recebeu hoje o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria em Brasília. O tema da audiência: melhorias para o estado.
Salientar vale que Robinson venceu Henrique no embate de outubro passado. Deputados federais do RN também participaram do encontro.

AO VIVO, POLÍCIA AMERICANA INTERROMPE LINK E EXPULSA EQUIPE DA GLOBO.

A polícia americana expulsou uma equipe da Globo, que estava em um local não permitido para fazer a cobertura do acidente de trem na Filadélfia, no qual matou ao menos seis pessoas na noite desta terça-feira (12).
O correspondente Alan Severiano falava ao vivo durante o "Jornal Hoje", quando foi interrompido por um policial, que solicitava a equipe para sair imediatamente da região. Constrangido, Severiano atendeu o pedido do policial, saiu do local e, mesmo no ao vivo, continuou com as informações sobre o ocorrido.
"A gente veio de carro porque de trem é impossível. Essa linha está interditada desde ontem à noite", dizia o repórter, ao ser interrompido pela sirene e pelo policial americano,. "Aqui, do nosso lado, tem um policial que está pedindo para se retirar nesse momento, que estamos ao lado da rodovia", explicou Severiano.
A equipe da Globo foi até a Filadélfia para relatar o trágico acidente de um trem de passageiros da Amtrak, empresa federal norte-americana de transporte ferroviário. Segundo a agência Reuters, o acidente deixou 6 pessoas mortas e pelo menos 180 feridas, muitas delas em estado grave. Sobreviventes descreveram cenas de horror e caos, à medida que passageiros e bagagens foram jogados pelo trem.

VOCÊ ASSISTE O VÍDEO AQUI

Fonte: http://televisao.uol.com.br/

FUZIL DISPARA SOZINHO EM SALA FECHADA E CHEIA DE JORNALISTAS EM MOSSORÓ.

Durante a apresentação dos presos Wesley Nascimento de Paula, 18, Antônio Jubinson Araújo do Vale, 21, e Júlio César do Vale, 23, investigados por homicídios em Mossoró/RN, um fuzil da Delegacia de Homicídios, que estava em cima de uma mesa, disparou sozinho.
O tiro aconteceu numa sala grande, onde os delegados geralmente concedem entrevistas coletivas, na presença de vários jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas. A arma estava num canto da sala e os jornalistas no outro canto, trocando informações entre si.
Os delegados Liana Aragão e Rafael Arraes já haviam se retirado para suas salas. Os presos estavam em pé próximo ao local que a arma disparou. O policial civil que estava vigiando os presos, pegou a arma e observou que a arma estava travada.
Mostrou ao jornalista Renato Severiano. Observou que o tiro não acertou ninguém na sala. E o que é mais estranho: não havia capsulas e nem muito menos qualquer marca da bala na sala, que é fechada com paredes de alvenaria, janelas de vidro e divisórias de compensado.
“Esta arma deve está com problema”, explica o agente civil. O caso não deve ser apurado. Tirando o susto enorme dos jornalistas, policiais e três presos, não houve qualquer dano.

Fonte: http://mossorohoje.com.br/coluna/retratodooeste

RAPIDINHAS DO RNPOLITICAEMDIA...

TRIUNFO POTIGUAR:
A mesma moradora que denunciou o esgoto a céu aberto meses atrás, hoje está decidida a retirar os canos que passam por seu terreno. Motivo: a secretaria de obras prometeu aterrar tais canos, mas segundo a moradora, não o fez.

SEVERIANO MELO:
Em conversa com um vereador no dia de hoje, por telefone, ouvi dele que em Severiano Melo não está tendo médico para atender ao povo. Atenção secretaria. Saúde é prioridade.
Com a palavra o secretário titular da pasta ou autoridade competente.

EM ALGUM LUGAR DO VELHO OESTE:
O prefeito foi atender algumas pessoas em um povoado. Segundo informações, teria dito algo semelhante: "vou fazer uma caridade ao povo". Cara de pau...

SECRETÁRIO PREFERE OS CACHORROS:
Um determinado secretário municipal foi procurado em sua residência, em um final de semana, por um legítimo representante do povo, para que lhe cedesse um equipamento pertencente a secretaria a qual é titular da pasta. A resposta ouvida foi: "Estou dando banho nos meus cachorros. Só posso lhe atender depois que terminar o que estou fazendo..." Ou seja: os tais cachorros são mais importantes que a solicitação da autoridade.
É mole???

FRUTUOSO GOMES: VAGA DE VICE É A BOLA DA VEZ:
A fortes indícios que a situação está bem perto de perder um integrante de peso. Com a candidatura praticamente decidida de Janda Jácome como opção do atual prefeito para a disputa majoritária de 2016, uma só vaga está em jogo. E a de vice está mais cobiçada que tudo.
Aguardemos...

CAMPO GRANDE:
A presidente do legislativo municipal mostrou que quer deixar sua marca como gestora. Depois de sediar o 11º SEMINÁRIO LEGISLATIVO, realizado no último sábado, já pensa em nova investida, para conceder melhores condições de aperfeiçoamento aos seus pares. Branquinha de Nelson disse que seu mandato de presidente será marcado por constante novidades.
Veremos...

VENHA-VER:
O "sucesso" do momento na "terra da tríplice fronteira potiguar", é assistir os embates da câmara. Na última sessão, os protagonistas foram a vereadora Edilza e seu colega de parlamento, Moisés. Miguel, como apaziguador, só assiste.

POSTES QUE SUMIRAM:
Ninguém mais comentou ou sabe onde andam os postes que sumiram de uma vila numa cidadezinha oestana. Uma vergonha para o gestor e para quem se apropriou destes.

MARCELINO VIEIRA:
Um perigo para quem trafega na estrada que dar acesso ao sítio Juazeiro, em Marcelino Vieira. A secretaria de obras deveria, antes que algo de mais grave ocorra, solucionar o problema. Dias atrás, um veículo fiat uno quebrou o eixo ao tentar atravessa entre os buracos, causando um grande prejuízo ao proprietário.

LEI SANCIONADA ANTES DA VOTAÇÃO:
Um vereador entrou em contato com o blog, pára noticiar uma interessante falha ocorrida em sua cidade. Acreditem: uma lei foi sancionada, antes de ser aprovada pelo legislativo. Segundo o edil, na próxima sexta-feira nos enviará cópias de todo o emaranhado para publicação. Registrado aqui o combinado, vereador. Amarele não...

PAU DOS FERROS: IRRESPONSABILIDADE E DESRESPEITO PELO CLIENTE.

No último dia 05 de maio, nos deslocamos até uma determinada loja em Pau dos Ferros e entregamos um CPU. Após análise, foi detectado pelo profissional, a necessidade de troca do HD. Imediatamente, diante dos argumentos do atendente, concordamos com o conserto e recebemos uma nota de serviço. O funcionário nos garantiu que no sábado, 09 de maio, estaria pronto. Comunicamos que, diante da necessidade de viagem nossa, haveríamos de buscar na segunda-feira seguinte, o equipamento. Tamanho não foi nossa surpresa, quando ligamos ontem (terça-feira) pela manhã para a empresa, afirmando que iríamos resgatar a CPU, recebemos a notícia por telefone, que a pessoa que nos atendeu no momento da entrega da CPU, não estava no local. Tais informações aqui citadas, podem facilmente ser identificadas com a quebra do sigilo telefônico. Se assim desejarem. Além de que, me garantiram que em alguns minutos eu receberia uma ligação de volta desta empresa, com uma posição. Chegou o período da tarde e nada de ligação. Destarte, ligamos novamente para a loja e para outra surpresa, fui comunicado que só poderiam consertar a CPU quando chegasse a peça na loja.
Ou seja: de forma maliciosa, aparentemente tentaram "segurar" o equipamento para quando chegasse peças para reposição, solucionar o problema. Se a empresa deu a palavra que entregaria no sábado e mesmo assim tinham até a segunda-feira para entregar, há nítido e transparente dolo. Coisas que podem ser rotineira, mas é nociva ao relacionamento empresa/cliente.
Caso, no dia 05 de maio soubéssemos que não havia a peça, evidente, haveríamos de procurar outra loja do ramo.
Haveremos de resgatar o equipamento amanhã e procuraremos reparo por tão postura, para que outras vezes não ocorra.