RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

terça-feira, 25 de setembro de 2018

JORNALISTA VONÚVIO PRAXEDES DENUNCIA IRREGULARIDADES EM PANFLETOS.

Via twitter, o sempre atento jornalista Vonúvio Praxedes, caraubense da gema, radicado em Mossoró, denunciou a distribuição de panfletos eleitorais, cujo foto de lula está estampado ao lado da foto de Haddad, no espaço destinado a citação de candidato a presidente da República.
‏Vonúvio disse:
"Material gráfico distribuído pelas ruas de Mossoró na manhã desta terça, 25/09 mostra no espaço a presidente da república a foto de Lula e Haddad. O problema é que desde 11 de setembro o candidato oficial do PT é Fernando Haddad. A justiça eleitoral deverá recolher este conteúdo."

ASSEMBLEIA EXONERA UM ENVOLVIDO NA "CANASTRA REAL".

Diretor Geral da Presidência, Luiz Gonzaga Neto teria 51 procurações de servidores e ex-servidores.

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, por ato de sua Mesa Diretora, exonerou um dos envolvidos na “Operação Canastra Real”, caso de corrupção na Casa com produção de “servidores fantasmas”.
Foi exonerado do cargo em comissão de Diretor Geral da Presidência, Luiz Gonzaga Meira Bezerra Neto.
Ele aparece em investigação do Ministério Público do RN (MPRN), ao ser deflagrada essa operação no último dia 17. Houve pedido de busca e apreensão que o alcançou em endereço residencial no bairro Tirol, em Natal.
O nome de Luiz Gonzaga já tinha surgido em outro escândalo anterior, a “Operação Dama de Espadas”, também com uso de servidores fantasmas para desvio de recursos que passam de R$ 9,5 milhões em números atualizados.
Segundo o MPRN apurou em dados prospectados da Central Notária de Serviços Eletrônicos Compartilhados (CENSEC), o investigado teria pelo menos 51 procurações de servidores e ex-servidores da Assembleia Legislativa outorgadas em seu favor. Entre essas pessoas, até gente muito humilde – atendida por programas sociais como o “Bolsa Família” e residindo em outros municípios.
A princípio, o raciocínio é que ele recrutava e tinha responsabilidade de gerir outro núcleo de fantasmas, mas com salários menores do que o grupo comandado por Ana Augusta Simas Aranha Teixeira de Carvalho, chefe de Gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa, que está presa desde segunda-feira. O MPRN atesta, que sob o controle dela cerca de R$ 2,440 milhões teriam sido usurpados da AL.

Fonte: Carlos Santos

LARISSA SE ENVOLVE EM MAL-ESTAR NO SÍTIO CANTÓPOLIS.

A vereadora natalense Nina Souza (PDT) segue buscando ocupar espaços para tirar uma boa votação em Mossoró na tentativa de se eleger deputada estadual. Ontem ela esteve no Sítio Cantópolis, local marcante nas mobilizações do rosalbismo.
A presença dela cercada de apoiadores geral um grande mal-estar com a deputada estadual Larissa Rosado (PSDB). Ficou um clima pesado nos bastidores com a insatisfação da tucana.
No discurso Larissa reforçou a necessidade de se votar em candidatos da terra porque são eles quem conhecem os problemas de Mossoró aumentando ainda mais o mal-estar no Sítio Cantópolis.

Fonte: Blog do Barreto

DA CADEIA, CUNHA DIVULGA CARTA PEDINDO VOTO PARA À FILHA.

Cunha está preso desde 2016, condenado a 15 anos e 4 meses de prisão por lavagem de dinheiro, corrupção passiva e evasão de divisas.

O ex-deputado federal Eduardo Cunha (MDB-RJ), que está preso em um complexo médico penal na região metropolitana de Curitiba (PR), divulgou nesta segunda-feira, 24, uma carta em que pede votos à filha, Danielle, que tenta uma vaga na Câmara este ano.
"Peço com muita súplica o seu voto, como se fosse em mim. Ela, além de ter herdado a minha fé, é mais preparada do que eu e tem os mesmos compromissos de defender as nossas bandeiras e combater o aborto", diz Cunha no texto, que foi divulgado pelas redes sociais do candidato. Danielle disputa o cargo pelo mesmo partido do pai.
No documento, Cunha volta a dizer que passa um calvário "por ter sido o responsável pelo impeachment da Dilma e a retirada do PT do Governo" e relembra sua atuação parlamentar em defesa de causas conservadoras e de interesses ligados a grupos evangélicos, como a renovação da concessão da Rádio Melodia, no Rio de Janeiro.
Cunha também dispara contra um antigo aliado, o deputado estadual Fabio Silva (MDB). O parlamentar é filho de Francisco Silva, falecido no ano passado e considerado o padrinho político de Cunha. "Apesar da ingratidão, oro a DEUS para que continue abençoando Fabio Silva, filho de Francisco Silva, e que ele possa se reeleger deputado estadual. Certamente ele vai lhe enviar uma carta pedindo voto para outro deputado federal, que deve estar financiando a sua campanha, o que eu não poderia fazer pela minha situação atual."
Cunha está preso desde 2016, condenado a 15 anos e 4 meses de prisão por lavagem de dinheiro, corrupção passiva e evasão de divisas. Após apelação, em novembro de 2017, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) reduziu a pena do ex-deputado para 14 anos e 6 meses.

Fonte: Marcelo Osakabe/Terra
Foto: Reprodução/Facebook/BBC News Brasil

INSTITUTO DO BEM REALIZA AÇÕES DE CONSCIENTIZAÇÃO PELA DOAÇÃO DE ÓRGÃOS NOS PRINCIPAIS SHOPPINGS DE NATAL.

O Instituto do Bem (iBEM) estará nos principais shoppings de Natal, entre quinta (27) e domingo (30), com ações pela conscientização e esclarecimento da população a respeito de doação de órgãos e realização de transplantes. A iniciativa marca a última semana da campanha Setembro Verde, realizada em todo o país. No dia 27 de setembro, celebra-se o dia nacional da doação de órgãos.
As ações serão realizadas no Midway Mall e no Natal Shopping. Será distribuída a “carteirinha do doador”, que tem efeito simbólico, e ainda folders explicativos. Serão oferecidas também ações de saúde, como verificação da pressão arterial e glicemia. No Midway, o estande do Instituto do Bem ficará localizado ao lado do Café São Braz (em frente à livraria Saraiva), no terceiro piso; e no Natal Shopping, estará no piso superior, ao lado da cafeteria Mercatto (em frente à loja iTown).
Também na quinta-feira será lançada uma campanha nas redes sociais, para que os internautas declarem, em seus perfis, que são doadores de órgãos. As orientações para aderir à campanha nas mídias digitais estarão disponíveis no dia 27, nos perfis @institutodobem no Instagram, Facebook e Twitter.
Durante todo o mês, o Instituto do Bem vem promovendo ainda uma campanha de sensibilização sobre a importância de doar, em parceria com veículos de comunicação. A campanha apresenta histórias reais de pessoas que receberam órgãos, para destacar o valor não somente da doação, mas de declarar-se doador, tendo como tema “A melhor coisa que alguém pode herdar de você é uma nova vida”.
A presidente do Instituto do Bem, Raquel Macedo, explica que o iBEM intensifica as ações de conscientização durante o Setembro Verde, para levar à população a mensagem sobre “o quão generoso e importante é esse ato de doar, e mais importante ainda, de comunicar às suas famílias a intenção de doar”.
Ela explica que a carteirinha de doador que será distribuída nas ações não tem efeito jurídico, mas é importante para informar a parentes e amigos próximos sobre o desejo de ser doador. Com a mudança da legislação, não é mais permitido declarar-se doador na carteira de identidade. “A legislação atual remete a decisão à família, então se torna ainda mais importante que as pessoas declarem o seu desejo de serem doadores às suas famílias, pois são elas que vão decidir”, explica.
ação crescente da instituição junto aos pacientes.
LEIA A MATÉRIA COMPLETA AQUI

Fonte: Assessoria de Comunicação do Instituto do Bem:/Canindé Soares

ALUNAS RELATAM ASSÉDIO DE PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA EM TRADICIONAL COLÉGIO DE SP.

Polícia investiga o caso, e docente da rede estadual nega todas as acusações.

A Polícia Civil investiga um suposto caso de assédio cometido por um professor de educação física de 41 anos na Escola Estadual Professora Marina Cintra, na Consolação (região central), contra uma aluna de 11 anos.
Outras 16 garotas, entre 11 e 14 anos, relataram à direção do colégio também terem sido vítimas. Os depoimentos delas estão no livro de registros da escola, unidade tradicional da rede estadual. O professor nega as acusações.
Oficialmente, até esta segunda-feira (24), o delegado titular do 4º Distrito Policial havia instaurado inquérito para apurar o caso da aluna de 11 anos. Os pais dela registraram boletim de ocorrência na última sexta, após a filha relatar o que teria ocorrido. A escola orientou as famílias das outras estudantes a procurar a polícia.
Acompanhada dos pais, a menina contou à reportagem que, na aula, após brincar de queimada, pegou um livro para folhear enquanto descansava. Foi quando o professor se aproximou, segundo ela. Em seu relato, a estudante afirma que ele lhe perguntou sua idade, se era virgem e se perderia a virgindade com ele.
Diante disso, a aluna diz ter levantado e ligado para a mãe e procurado a diretoria. No boletim de ocorrência, ela afirma ainda que o professor perguntou se ela lhe mandaria “nudes” (fotos nua).Estudantes relataram que, na mesma manhã, o professor lamentou o fato de elas não poderem usar shorts.
Após a garota procurar a direção da escola, outras 16 alunas também disseram ter sido assediadas. Quando o professor foi embora, estudantes chutaram o carro dele e quebraram o retrovisor. Nesta segunda, eles não entraram nas salas de aula pela manhã e fizeram protesto no pátio.
Alunas dizem que os supostos assédios ocorriam há tempos, mas tinham medo de denunciar por ser ameaçadas.
As estudantes afirmam ainda que o professor as chamava de gostosas durante as aulas e teria tocado nas nádegas de pelo menos duas delas.
A Secretaria de Estado da Educação afirmou em nota que, após receber as denúncias de pais e alunos, o professor foi “imediatamente afastado” e que não voltará à unidade. A pasta diz que “repudia toda conduta desse tipo e considera o caso inadmissível”.
Segundo a legislação, o docente tem três dias para apresentar sua defesa, durante o processo interno de averiguação. Se comprovadas as denúncias, o contrato de trabalho será extinto e ele, demitido. Também são investigados os relatos de que ele teria assediado alunas em outra escola.
OUTRO LADO
O professor de educação física afirmou à polícia que as acusações são falsas e que estão causando transtorno familiar a ele. A declaração foi dada nesta segunda de manhã, ao registrar um boletim de ocorrência de ameaça.
O professor disse à polícia que está sendo acusado injustamente, inclusive pelas redes sociais, e registrou o ocorrido com o carro. Reportagem não localizou o profissional.

Fonte: Elaine Graconato/Folha de São Paulo
Foto: Ronny Santos/Folhapress

OLHO D'ÁGUA DO BORGES RECEBE A CARAVANA "O DR. CHEGOU".


PARTIDO DE BOLSONARO NO RN DESMENTE APOIO FORMAL A GERALDO MELO.

O comunicado do apoio do PSL(partido de Jair Bolsonaro), a candidatura do ex-senador Geraldo Melo partiu da própria assessoria do partido e não da assessoria do ex-senador. Fica feito o registro para a correção.
O comunicado que chegou a ser divulgado pela GRAPHOS Comunicação às 12:47 para o email do BlogdoBG de que o PSL, partido de Bolsonaro, apresentaria apoio a Geraldo Melo para o Senado no RN acabou terminando em nota de desmentido da própria empresa.
A arte repassada em grupos por assessores, auxiliares, amigos e familiares do ex-senador, segundo a assessoria também foi produzida pela assessoria do PSL.
Segue o esclarecimento do PSL sobre o apoio a candidatura do ex-senador, Geraldo Melo.
O presidente da legenda no RN, brigadeiro Carlos Eduardo Costa, esclareceu que o apoio não procede.
“O PSL não tem candidato ao Senado no RN e, como vínhamos sendo cobrados pelos nossos apoiadores de que indicássemos nomes, a Executiva do partido procurou identificar, entre os candidatos que estão postos, aqueles que tinham perfis alinhados com o que nós defendemos. Chegamos a estes nomes e os estamos indicando, mas sem nenhum compromisso direto. Ou seja, é uma forma de externar o pensamento do Diretório, só isso “, diz o Presidente.
Os nomes são de Geraldo Melo, Magnólia Figueiredo e Bispo Levi Costa. Não há, no entanto, indicação formal de voto para cada um deles.

Fonte: Blog do BG

LEI DA FICHA LIMPA RETIRA 173 CANDIDATOS DAS ELEIÇÕES DE OUTUBRO.

Justiça Eleitoral rejeitou 1.888 pedidos de registro.

Dos 29.101 candidatos que pediram registro, a Justiça Eleitoral rejeitou 1.888, o que representa 6,5% do total. Segundo dados disponíveis no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 173 candidatos foram julgados inaptos por causa da Lei da Ficha Limpa, entre eles o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que disputaria o Palácio do Planalto pelo PT.
A falta de requisitos para registro – como a não comprovação de pleno exercício dos direitos políticos, alistamento eleitoral e filiação partidária – foi o principal motivo para indeferimento de candidaturas – 75,46% do total de pedidos. Treze candidatos foram considerados inaptos a disputar as eleições por abuso de poder e outros cinco por gasto ilícito de recursos.
A Justiça Eleitoral confirmou 27.213 candidaturas, um crescimento de 4% em relação a 2014, quando 26.162 disputaram as eleições gerais – presidente, governador, senador, deputado federal, estadual e distrital. Até agora, 682 candidatos renunciaram e três morreram.
Embora a corrida presidencial seja a mais discutida no país, a eleição para a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) é a mais disputada: são 40,88 candidatos por vaga. A Câmara Legislativa tem 24 cadeiras e se apresentaram 981 concorrentes.
As 26 assembleias legislativas têm 1.035 cadeiras e 17.950 candidatos, o que dá em média 17,34 concorrentes por vaga. Para as 513 vagas na Câmara dos Deputados, são 8.595 postulantes (16,75 por vaga).
Do total de candidatos, 13 disputam a Presidência da República, 202 concorrem a governador dos 26 estados e do Distrito Federal e 358 postulam o Senado. Neste ano, estão em disputa duas cadeiras de senador por estado, totalizando 54 vagas.
O PSL foi o partido que lançou o maior número de candidatos país afora – 1.543, 5,3% do total. Além do presidenciável Jair Bolsonaro, 942 concorrem a deputado estadual, 488 a deputado federal, 24 a deputado distrital, 22 a senador, 14 a governador, 11 a vice-governador e 41 a suplente de senador.
Na sequência vêm o PSOL, com 1.347 concorrentes e o PT, com 1.309 candidatos. Além do presidenciável Guilherme Boulos, o PSOL lançou candidatos a governador em 25 estados. O PT tem candidato a presidente, Fernando Haddad, e disputa 16 governos estaduais.

Fonte: Luiza Damé - Agência Brasil/Portal No Ar
Foto: José Cruz/Agência Brasil

HADDAD CRESCEU MAIS NO SUL DO QUE NO NORDESTE, MOSTRA IBOPE.

Petista melhorou desempenho em todas as regiões; Bolsonaro compensa perda no Sul e fica estável.

A análise dos dados da pesquisa Ibope divulgada na noite desta segunda-feira mostra que o crescimento do candidato Fernando Haddad (PT) de 19% para 22% nas intenções de votos no país baseou-se numa melhora de desempenho em todas as regiões. Se o Nordeste é a região com maior potencial de transferência de votos que seriam dados ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, segundo as pesquisas, desta vez o crescimento de Haddad foi maior no Sul do país. Ele passou de 11% para 19% na região, enquanto no Nordeste ele foi de 31% para 34%.
No Sudeste, região que concentra 44% do eleitorado nacional, Haddad oscilou de 15% para 16%, enquanto nas regiões Norte e Centro-Oeste, somadas, pulou de 15% para 20%.
Em contraste com a melhor de Haddad no Sul, Jair Bolsonaro (PSL) perdeu oito pontos percentuais no conjunto formado por Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Ele caiu de 38% para 30% da preferência deste eleitorado. O candidato do PSL compensou esta baixa com oscilação positiva no Sudeste (de 29% para 31%), no Nordeste (de 16% para 17%) e no Norte e Centro-Oeste (de 32% para 33%).
Entre os outros candidatos, Ciro Gomes tem sua melhor performance no Nordeste, onde amealha a preferência de 18% dos eleitores, sete pontos a mais do que sua média nacional. Geraldo Alckmin (PSDB), ex-governador de São Paulo, vai melhor no Sudeste, com 10% das intenções de voto, dois pontos acima do seu resultado em todo o país. O ponto fraco do tucano é o Nordeste, onde foi citado por apenas 4% dos entrevistados.
Veja o corte por região da pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira:
EM TODO O PAÍS
Jair Bolsonaro (PSL) - 28%
Fernando Haddad (PT) - 22%
Ciro Gomes (PDT) - 11%
Geraldo Alckmin (PSDB) - 8%
Marina Silva (Rede) - 5%
NORDESTE (27% do eleitorado)
Jair Bolsonaro (PSL) - 17%
Fernando Haddad (PT) - 34%
Ciro Gomes (PDT) - 18%
Geraldo Alckmin (PSDB) - 4%
Marina Silva (Rede) - 5%
SUDESTE (43% do eleitorado)
Jair Bolsonaro (PSL) - 31%
Fernando Haddad (PT) - 16%
Ciro Gomes (PDT) - 10%
Geraldo Alckmin (PSDB) - 10%
Marina Silva (Rede) - 5%
SUL (15% do eleitorado)
Jair Bolsonaro (PSL) - 30%
Fernando Haddad (PT) - 19%
Ciro Gomes (PDT) - 9%
Geraldo Alckmin (PSDB) - 7%
Marina Silva (Rede) - 2%
NORTE E CENTRO-OESTE (15% do eleitorado)
Jair Bolsonaro (PSL) - 33%
Fernando Haddad (PT) - 20%
Ciro Gomes (PDT) - 8%
Geraldo Alckmin (PSDB) - 9%
Marina Silva (Rede) - 7%

Fonte: Marco Grillo e Miguel Caballero/Globo
Foto: Montagem Arquivo O Globo

PRODUTORES RURAIS TÊM ATÉ DEZEMBRO PARA REGULARIZAR DÍVIDAS COM BANCO DO NORDESTE.

Em dezembro, encerra-se o prazo para regularização de dívidas rurais no Banco do Nordeste. Produtores com operações enquadráveis nos dispositivos legais em vigor (Lei 13.340/2016 e Lei 13.606/2018) podem garantir descontos que vão até 95% sobre o saldo devedor. O benefício vale para liquidação de dívidas contratadas até 2011, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Já se o produtor quiser renegociar, o prazo para pagamento pode estender-se a 2030, iniciando as parcelas em 2021.
O total regularizado já supera os R$ 10,3 bilhões. Mais de 300 mil operações foram regularizadas com agricultores dos Estados nordestinos e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo. Dessas repactuações 137,5 mil foram realizadas com a opção de liquidação de toda a dívida. Ao todo, 92% das renegociações foram efetivadas com miniprodutores rurais, incluindo beneficiários do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Fonte: Robson Pires

POLICIAIS QUE ESCOLTARAM BOLSONARO FORAM ALVO DE FAKE NEWS E SOFRERAM AMEAÇAS.

Agentes apareceram em montagens como suspeitos de serem cúmplices do agressor.

Jair Bolsonaro acabara de ser internado quando se espalharam pelas redes sociais vídeos e fotos apontando pessoas como possíveis cúmplices de Adelio Bispo de Oliveira, autor da facada no abdômen do candidato à Presidência pelo PSL, no último dia 6, em Juiz de Fora (MG).
Uma junção de duas imagens apontava que um homem de barba, vestido de preto e com óculos escuros próximo de Bolsonaro na hora do atentado era o mesmo que posava para um retrato do lado da candidata à vice-presidente na chapa petista, Manuela D'Ávila (PC do B). Um indício, segundo a postagem, de que aquele era um criminoso infiltrado pelos partidos adversários na sucessão presidencial.
Outra fotografia indicava um homem com o punho fechado tocando o candidato ferido. A legenda incriminadora dizia que essa pessoa havia dado um soco quase no local da facada.
Nos dois casos os homens que aparecem nas imagens são agentes da Polícia Federal que participavam da escolta e que prestavam socorro ao candidato ferido. A Folha apurou que eles receberam ameaças de eleitores de Bolsonaro. A família de um deles, moradora de uma cidade do interior, também foi alvo de intimidação.
As notícias falsas contaram com a ajuda de autoridades ligadas ao candidato para se disseminarem com rapidez. O senador Magno Malta (PR-ES) ampliou a tese enganadora numa entrevista em frente ao hospital onde Bolsonaro estava internado, no sábado (8).
"Um cidadão de camisa marrom dá um soco nele por baixo e põe a outra mão em cima do lugar furado", diz Malta. "Um sujeito, na hora de colocá-lo no carro, vocês podem ver as imagens, ele fecha a mão e soca na última costela. A gente que é da luta sabe. A mão chega e entra batendo e em seguida ele abre a mão, estica e vai lá no local e você vê a hora que o Bolsonaro faz assim [se contrai] e sente uma dor diferente na hora de entrar no carro."
Malta ainda diz que aquele homem é tratado como suspeito pela Polícia Federal. "Todo mundo [da PF tem as imagens do homem de camiseta marrom]. A investigação está sendo bem feita pela PF e certamente o Brasil vai se surpreender com tanta canalhice, tanta sandice", diz o senador.
Coube ao deputado Eduardo (PSL-SP), filho de Bolsonaro e escrivão da Polícia Federal, eliminar as suspeitas. Ele publicou em sua rede social que o homem da foto era da PF e que não foi um soco. “Sua mão estava mole, ele estava direcionando o corpo de JB (Jair Bolsonaro) para entrar no carro. A mão está fechada, mas na hora foi desse jeito mesmo, sem querer mesmo, podem acreditar. Fiquem tranquilos”, escreveu.
Abalados com a repercussão, os sete policiais da escolta fixa da campanha de Jair Bolsonaro viajaram para Brasília em busca do apoio da Fenapef (Federação Nacional dos Policiais Federais), entidade que representa a categoria. Na terça-feira, por intermédio da federação, eles foram recebidos pela diretora executiva da Polícia Federal, Silvana Helena Borges. No dia seguinte, houve um encontro com um psicólogo, que avaliou o impacto dos acontecimentos nos policiais.
Procurado pela Folha, Magno Malta disse que não errou ao ter dado entrevistas apontando o dedo para um dos agentes.
"Eu realmente busquei informação, chamei a atenção, até que se apurou aquilo tudo. Você não pode esquecer que quem matou Indira Gandhi foi um segurança. Você tem que desconfiar. Achei que fosse um cidadão comum, depois me disseram que era um agente da PF. Mas eu disse que mesmo assim tinha que checar, e me lembrei desses grandes estadistas, atingidos por gente que estava nas costas deles: Indira Gandhi, Yitzhak Rabin", disse Malta.
O senador se dispôs a visitar o agente da PF que passou a ser ameaçado após a repercussão nas redes sociais.
"Não cometi nenhum erro, não quis prejudicá-lo, fui atrás do fato para descobrir se era verdade ou não. Não sabia do que você está me falando. Se tiver necessidade, gravo um vídeo, vou visitá-lo", completou.

Fonte: Wálter Nunes e Guilherme Seto
Foto: Reprodução

MANUELA DIZ QUE LULA TERÁ INFLUÊNCIA CASO HADDAD SEJA ELEITO.

Deu entrevista a Rádio Bandeirantes.

A candidata a vice-presidente Manuela D’Ávila (PC do B) comentou, nesta 2ª feira (24.set.2018), sobre qual seria a influência de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no governo federal caso Fernando Haddad (PT) seja eleito presidente.
“Eu espero que seja do tamanho dele. Ele é 1 grande brasileiro, 1 grande líder político. O Haddad tem essa característica de ter muita serenidade, de ouvir”, disse. A declaração foi dada em entrevista à Rádio Bandeirantes. Manuela é candidata à vice de Haddad.
A deputada estadual afirmou que os concorrentes na disputa presidencial também são influenciados por líderes de suas siglas. “É natural que se escute as referências do seu partido. Se Ustra estivesse vivo, Bolsonaro certamente o escutaria. Alckmin escuta Fernando Henrique”, disse.
Sobre o candidato Jair Bolsonaro (PSL), Manuela criticou a defesa que o político faz do comandante Carlos Alberto Brilhante Ustra, que comandou o DOI-CODI, órgão de repressão que realizava tortura contra opositores do regime militar. Ela afirmou que “preocupa candidatos que defendem torturadores como ídolos.”
A deputada estadual do Rio Grande do Sul questionou o processo que levou a prisão de Lula, que foi condenado em 2ª instância pelo TRF-4 (Tribunal Regional Eleitoral da 4ª Região) pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
“Me incomoda que o Brasil passe a integrar um seleto grupo de países que não seguem tratados internacionais [sobre a recomendação do comitê de direitos humanos da ONU que defendeu a candidatura de Lula]. Mais de 100 candidatas concorrem mesmo condenados em 2ª instância e Lula não concorre.”
Sobre a crise humanitária na Venezuela, a candidata do PC do B evitou tecer opiniões definidas sobre o governo de Nicolás Maduro, mas criticou interferência externas de outros países.
“Candidatos a presidente do nosso país se manifestam de maneira ideológica. Quando as pessoas estimulam debate com base na ideologia passam a defender inclusive intervenção militar de outro continente”, afirmou.
Manuela declarou que o papel do Ministério de Relações Exteriores é mediar conflitos. “Meu sonho é que o Brasil se torne 1 grande Brasil e medie conflitos, como fez com os governo Fernando Henrique e Lula”.
Assim como Haddad em diversas ocasiões, Manuela falou de uma entrevista dada pelo ex-presidente do PSDB Tasso Jereissati ao jornal Estado de São Paulo, na qual ele critica o comportamento do partido durante o processo que levou ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).
“Eu fiquei muito satisfeita quando o senador Tasso Jereissati deu uma entrevista muito sincera e didática. Ele disse que o PSDB errou muitas vezes, quando de forma irresponsável e eu acrescentaria infantil, questionou os resultados das eleições e quando passou a votar contra todas as medidas da Dilma contra a crise, apenas por serem do PT”, afirmou a candidata a vice.

Fonte: Lauriberto Brasil/Poder 360
Foto: Sérgio Lima/Poder 360

BOLSONARO DEFENDE ISENÇÃO DE IR PARA ATÉ 5 SALÁRIOS MÍNIMOS E DIZ QUE NÃO FARÁ INDICAÇÕES POLÍTICAS EM MINISTÉRIOS.

Pela proposta, quem hoje paga 7,5%, 15% ou 22,5% ficaria isento. Candidato do PSL à Presidência deu entrevista à rádio Jovem Pan no hospital onde está internado devido à facada que recebeu em atentado no último dia 6.

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, afirmou nesta segunda-feira (24) em entrevista à rádio Jovem Pan que, se eleito, "não haverá espaço" para indicações políticas em ministérios.
A entrevista foi gravada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde Bolsonaro está internado, em recuperação de um atentado no qual foi atingido por uma facada, durante evento de campanha no último dia 6 em Juiz de Fora (MG).
Questionado sobre críticas que o classificam como um "risco" à democracia, o presidenciável afirmou que é um "risco aos esquemas deles", citando indicações políticas.
"Essa maneira, de não aceitar indicação política, como eu tenho conversado com parlamentares, é uma maneira de resgatar, buscar o resgate da credibilidade do deputado. Não tem como aceitar", declarou.
Segundo ele, o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), um dos coordenadores da campanha, seria um "excelente" chefe da Casa Civil.
"Mas não é indicação partidária, é mérito dele. Ele vestiu essa camisa comigo. Ele passou por momento difícil, questão de saúde, é uma pessoa adequada. Não é que a gente vai dar as costas para o parlamento."
O candidato afirmou que fará um estudo "acurado" sobre privatizações de estatais, mas que privatizar empresas estratégicas, como o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, está "fora de cogitação".
"As estatais ociosas, com toda a certeza, serão privatizadas", disse.
Imposto de renda
Bolsonaro defendeu a proposta de seu principal assessor econômico, Paulo Guedes, que isenta do Imposto de Renda quem ganha até cinco salários mínimos. Pela proposta, para quem ganha acima disso, será cobrada uma alíquota única de 20%.
"A proposta do Paulo Guedes do Imposto de Renda, eu até falei: 'Você está sendo ousado'. A proposta dele é o seguinte: quem ganha até cinco salários mínimos não paga imposto de renda. E, dali para frente, uma alíquota única de 20%", disse o presidenciável.
LEIA MATÉRIA COMPLETA AQUI

Fonte: G1
Foto: Reprodução/Jovem Pan

NATAL: BURACO CAUSA LENTIDÃO BA SAÍDA DA ZONA NORTE PELA PONTE DE IGAPÓ.

STTU recomenda que o motorista utilize a Ponte Newton Navarro.

Um buraco na Avenida Felizardo Moura, na altura do Bairro Nordeste, causa lentidão no trânsito na saída da zona Norte de Natal desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (25).
De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU), o fluxo na avenida já está lento. Ainda segundo a pasta, o motorista deve utilizar a Ponte Newton Navarro para deixar a região.
O buraco causa problemas no trânsito desde o início da manhã de segunda-feira (24).

Fonte: Portal No Ar