RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

sábado, 30 de setembro de 2017

ITAÚ: VEREADOR GILDO PINHEIRO SOLICITA DIREITO DE RESPOSTA.

O vereador Francisco Gildo Pinheiro, solicitou ao blog o sacro direito de resposta, que, evidentemente é concedido. Esta solicitação dar-se, pelo fato de termos veiculado matéria postada pelo blog Lagoa Nova Destaque, cujo ter tornou público possível irregularidade pelo recebimento do benefício Bolsa Família, por parte de sua esposa, que, conforme nos afirmou o vereador, é um benefício destinado a um filho de sua cônjuge, fruto de relacionamento anterior.  
Gildo Pinheiro, anexo a esta carta, nos remeteu cópia do registro de nascimento da criança, porém, não entendemos justo e/ou necessário veicular.
À seguir, texto na íntegra enviado pelo vereador itauense, Francisco Gildo Pinheiro.

DIREITO DE RESPOSTA
O Bolsa Família é um programa muito importante em nosso País, que contribui bastante para redistribuição de renda e a melhoria da qualidade de vida dos mais necessitados. Sou um defensor deste programa, acredito que a população Brasileira deve ter os seus direitos garantidos, principalmente o direito a uma vida digna.
No entanto, como foi veiculado neste meio de comunicação, a minha esposa também é uma beneficiada deste programa, porém é preciso analisar o caso, antes de tomar conclusões precipitadas.
O meu casamento é recente, sendo que a minha esposa já recebia o benefício anteriormente, em virtude de ter um filho, fruto de outro casamento. Como sabemos o beneficiado é o filho dela, que não é meu dependente, inclusive no meu imposto de renda ele não conta como dependente.
Recentemente em Itaú, houve um recadastramento deste programa e foi declarado a certidão de casamento e os revisores não constataram irregularidade. Como sou vereador de oposição em Itaú, não tenho nenhum acesso aos cadastradores do bolsa família, pois são pessoas ligadas politicamente ao prefeito de Itaú.
Se existe alguma irregularidade, foi uma atitude de má fé, visando denegrir minha imagem, haja vista que jamais seria beneficiado de forma irregular, pois este programa é manipulado politicamente pelo prefeito de Itaú, que consente que seus partidários recebam esse benefício, mesmo sendo funcionário de primeiro escalão da prefeitura, como esposas: Tesoureiro, secretário, vice diretor de escola municipal, vereadores da base do prefeito, funcionários comissionados e contratados, para isto basta votar no prefeito, e não se observar as devidas regras do programa. O prefeito também permite que agropecuarista, aposentado, comerciante, pessoas que residem distantes de Itaú-RN, que recebam por serem apadrinhados politicamente pelo prefeito de Itaú -RN, pois, o mesmo é o grande manipulador deste programa em nossa cidade.
Portanto, não sou beneficiado deste programa. Já estive com o promotor de justiça, apresentei todos os documentos que foram exigidos a minha esposa pelo recadastrado e o mesmo adiantou que não se enquadra em crime de falsificação ideológica, corrupção, omissão de documentos, como foi erroneamente julgado por este blog.
Ao final da análise do caso, retornarei a este meio de comunicação, para divulgar a legalidade e a verdade dos fatos, esclarecida pela justiça.

Francisco Gildo Pinheiro
Vereador
Itaú - RN

NOTA PÚBLICA A FAVOR DA INDEPENDÊNCIA JUDICIAL.

A AJUFE – Associação dos Juízes Federais do Brasil, entidade de classe de âmbito nacional da magistratura federal, vem a público repudiar toda e qualquer forma de ataques pessoais aos magistrados e manifestar irrestrita defesa à independência judicial.
Por isso, são inadmissíveis os ataques à juíza federal Luzia Farias da Silva Mendonça, titular da 4ª Vara Federal de Roraima, unidade jurisdicional onde tramitam os autos da operação Anel de Giges, realizados gratuitamente, sem motivo, porque não foi a referida magistrada quem proferiu as decisões desencadeadoras das diligências ocorridas no dia 28 de setembro de 2017.
A sociedade brasileira deve contar com a garantia inarredável de que cada tentativa de intimidação não retirará dos juízes federais o compromisso de atuarem com seriedade e independência, sempre considerando as provas dos autos e aplicando a lei sem fazer acepção de pessoas pelo cargo, posição ou poder econômico que ostentem.
Os ataques contra os juízes federais por meio de afirmações desprovidas de fundamento e comprovação serão sempre repudiados.
Brasília, 29 de setembro de 2017.
ROBERTO CARVALHO VELOSO
Presidente da Ajufe

SEM LULA NO PÁREO, BOLSONARO LIDERA INTENÇÕES DE VOTOS PARA 2018.

Paraná Pesquisas mostra que Marina Silva é quem mais se beneficia com ausência de Lula nas eleições — mas número de brancos e nulos também cresce.

Faltando quase um ano para as eleições de 2018, a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue como a principal incógnita para a próxima corrida presidencial. Líder nas pesquisas de intenção de voto até aqui, o petista aguarda o julgamento do caso tríplex no Tribunal Regional Federal da 4ª região. Se sua condenação for confirmada na 2ª instância, ele vira ficha-suja e fica impedido de concorrer ao pleito.
A ausência de Lula no páreo embaralha o cenário eleitoral e, segundo nova sondagem do Instituto Paraná Pesquisas, abre espaço para a consolidação do deputado Jair Bolsonaro (PSC). Sem o ex-presidente na disputa, Bolsonaro lidera em todos os cenários com uma vantagem de até cinco pontos percentuais contra Marina Silva (Rede), que ficou em segundo.
O número de brancos, nulos e indecisos, por outro lado, estão empatados tecnicamente com os votos declarados para o ex-deputado federal — cujo desempenho permanece o mesmo com ou sem a presença de Lula. Fato que sugere um possível teto das intenções de voto para o candidato e uma janela de oportunidade para a ascensão de outros nomes conforme se aproxima o pleito.
Apesar da liderança do deputado federal, o estudo pondera que seis candidatos teriam reais chances de vitória, segundo texto da revista Isto é, que encomendou a pesquisa. Os números também confirmam, em certa medida, a hipótese levantada pelo economista Eduardo Gianetti da Fonseca, durante o último Encontro EXAME de CEOs, no início de agosto.
Segundo ele, se Lula for candidato à presidência, a tendência é de uma disputa polarizada entre esquerda e direita — a exemplo do que aconteceu nas eleições de 2014. Sem Lula, o que deve acontecer, na visão dele, é uma campanha pulverizada, mais parecida com a de 1989. Nesse cenário, facilmente, candidatos iriam para o segundo turno com 20% dos votos. O que significa, praticamente, uma nova eleição na segunda rodada de votos.
Herdeiros de Lula
A ex-senadora Marina Silva seria, segundo a pesquisa, a principal beneficiada pela saída de Lula da corrida eleitoral. Nos cenários em que o ex-colega de partido aparece, a candidata da Rede não passa dos 9,8% das intenções de voto. Sem Lula, seu desempenho sobe para 15,4% e ela fica na segunda posição.
Aspirante convicto dos votos de Lula, o pedetista Ciro Gomes cresce cerca de 3 pontos percentuais na pesquisa com a ausência de petista. O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), provável herdeiro oficial do ex-presidente, não passa dos 4% das intenções de voto.
Agora, sem Lula, o número de brancos e nulos (por ora) subiria até 8 pontos percentuais e alcançaria os 22% das intenções.
Doria x Alckmin
Protagonistas de uma espécie de guerra fria dentro do PSDB, o prefeito de São Paulo, João Doria, e o governador do estado, Geraldo Alckmin, também foram avaliados pela pesquisa. Em todos os cenários, Doria supera seu padrinho político. Com Lula, o prefeito paulistano aparece com 11,5% das intenções de voto contra 8,4% de Alckmin. Sem Lula, o desempenho é de 13,5% e 9,7%, respectivamente.
O prefeito de São Paulo também leva a melhor em outros aspectos sondados pelo Paraná Pesquisas. Quando questionados sobre qual dos dois candidatos do PSDB teria mais chance de ganhar o seu voto para presidir o País”, Doria aparece com 36,9% e Alckmin, com 28%.
Para 36,8% dos participantes, Doria tem mais chances de derrotar o PT contra 28,5% que apontaram Alckmin. O prefeito é visto por 55% como um representante do “novo na política”. O governador, por 17,7%.
Além disso, Alckmin só perde para Lula em rejeição. Segundo a pesquisa, 47,2% dos entrevistados não votariam nele de jeito nenhum. Contra Doria, 36,8% declararam o mesmo.
VEJA MATÉRIA COMPLETA AQUI

Fonte: Talita Abrantes/Exame

RAPIDINHAS DO RNPOLITICAEMDIA: 7º "DESTAQUES DA MÍDIA".

ANGICOS:
Na cidade que notabilizou-se pelas experiências pioneiras de Paulo Freire com seus métodos de alfabetização, vem um edil que tem uma participação mais que importante na economia daquele município. Dono de um carisma ímpar, foi eleito vereador em 2006, obtendo 9,70% dos votos válidos. O vereador no 7º Prêmio "DESTAQUES DA MÍDIA", por Angicos é Marcos Antônio de Macedo, o "Marcos de Loló".
CARNAÚBA DOS DANTAS:
Dois parlamentar foram indicados como mais atuantes na cidade de Carnaúba dos Dantas: o músico Fabiano de Araújo Medeiros, conhecido por "Fabiano Pacômio", vereador mais votado no pleito em 2016, com 11,77% dos votos validados e o empresário João Maria Luciano, o "João Maria da Oficina", eleito com 7,28% dos votos computados na disputa passada, sendo assim o 4º colocado.
FERNANDO PEDROSA:
Da pequenina e hospitaleira Fernando Pedroza, vem dois parlamentares que enaltecem o legislativo daquela cidade. Magnos Paulo do Nascimento, vereador por dois mandatos, sendo o mais votado no pleito de outubro passado, alcançando quase 7% de toda votação contabilizada. Pioneiro em diversos segmentos no município, ele dividirá a Comenda referente ao 7º Prêmio "DESTAQUES DA MÍDIA", com o colega de bancada, eleito na disputa municipal passada com 5,30% dos votos válidos, Karlos Magnos Nunes Gonçalves, "Pretinho". Também com dois mandatos, Pretinho tem usado com maestria a diplomacia para obter vitórias no parlamento pedrozense.
A secretária municipal é Eliane Santana, da pasta da educação, que tem feito um trabalho inovador e de grandes resultados no município de Fernando Pedroza.
LAGOA NOVA:
Leandro de Souza Costa, vem da cidade de Lagoa Nova, que no início de seu povoamento, teve como um dos primeiros habitantes, o Coronel Cipriano Lopes Galvão e sua esposa, Dona Adriana de Holanda e Vasconcelos. Ele está em seu segundo mandato. Jovem, de visão aguçada, muito tem feito pelo progresso do seu município. Primeiro lugar no pleito passado, com 7,19% dos votos validados, o vereador "DESTAQUE DA MÍDIA" de Lagoa Nova, é Leandro de Souza Costa, bi-campeão do prêmio e que estará no palco LOGOS em 25 de novembro. Seja muito bem vindo, edil.
LAJES:
Parlamentar de 1º mandato, Suely Soares, popularmente conhecida como "Suely da Farmácia", é a indicada para receber a Comenda pertinente ao 7º Prêmio "DESTAQUES DA MÍDIA", como vereadora mais atuante no ano de 2017.
A secretária municipal "DESTAQUE DA MÍDIA", pelo município de Lajes, é Francisca Irene Martins Gomes, titular da educação lajeadense.
PEDRO AVELINO:
Eleito com 4,94% dos votos contabilizados no município, o vereador "DESTAQUE DA MÍDIA" de Pedro Avelino é Francisco Agtônio Soares. Conhecido por sua seriedade, em dizer não ao que contraria seus princípios, tem ganho a cada dia a aceitabilidade da população de sua cidade.
SANTANA DO MATOS:
Da cidade que é conhecida como "Coração do Rio Grande do Norte", pois é nela que está o ponto exato que determina o centro do estado, vem o vereador tem efetivamente trabalhado com afinco em nome da população do município. Exercendo assim com esmero, o cargo para o qual foi eleito. De Santana do Matos, vem Edilson Lopes da Silva, reeleito em 2016 com 7,88% dos votos validados, sendo o 2º colocado no geral, nas eleições daquela cidade.
SEVERIANO MELO:
Do município conhecido como a Terra do Caju, vem a secretária de saúde, Myrthes Fabiane de Medeiros Freitas, como a secretária "DESTAQUE DA MÍDIA", nesta 7ª edição.
BOLSA FAMÍLIA:
O moído tá grande numa cidadezinha acolá. O blog soube que até tesoureiro estaria recebendo Bolsa Família... E, que um verdadeiro "dossiê" está sendo preparado para apresentar-se como denúncia ao Ministério Público. Será?





FERNANDO PEDROZA: VITÓRIA DO "BLOCO" JUNTOS E MISTURADOS PARA O BIÊNIO 2019/20.

O blog Antena Ligada, trouxe matéria mostrando o "angu de caroço" que culminou na eleição de uma chapa inteiramente plural, para o biênio 2019/20. A composição reúne parlamentares das duas correntes partidárias e elegeu o vereador Karlos Magnos Nunes Gonçalves, "Pretinho", do Solidariedade, para presidir o legislativo nos dois últimos anos desta legislatura.
O vice-presidente será José Sales da Silva, o "Galego da Padaria". A primeira secretária ficará com  Rivaldo Silva de Medeiros Cruz, "Vavá" e o segundo secretário Edijailson Lenir de Souza, conhecido "Novinho de Maria Crente".
Mesmo votando em branco, dos baluartes para que a sessão pudesse ser realizada, foi a presença do edil Edison Faustino Cavalcanti. Com a presença do vereador que foi o segundo mais votado no pleito de 2016, houve o quórum necessário para que a sessão tivesse legalidade.  


CONSELHEIRO DO TCE QUE VENDIA SENTENÇAS SE APOSENTA COM R$ 30 MIL.

Jonas Lopes, ex-presidente do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro, fez delação premiada e admitiu esquema de corrupção.

A presidente interina do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), Marianna Montebello Willeman, aposentou, “a pedido”, o conselheiro Jonas Lopes de Carvalho Júnior, acusado pelo Ministério Público Federal por venda de sentença. Delator na Operação Descontrole, desdobramento da Lava Jato, Jonas Lopes confessou o recebimento de propinas na Corte de contas. O ex-conselheiro e ex-presidente do TCE vai receber uma aposentadoria de 30.400 reais.
A decisão foi publicada no Diário Oficial de quinta-feira. Além de aposentar Jonas Lopes, a presidente do TCE dissolveu o gabinete do conselheiro “em função da perda de sua titularidade”. Estavam locados no gabinete 14 servidores. “Com a consequente exoneração dos servidores ocupantes de cargo comissionado, devolução dos servidores cedidos aos respectivos órgãos de origem e relotação dos servidores efetivos”, determinou Marianna Montebello Willeman.
A delação de Jonas Lopes levou à deflagração da Operação O Quinto do Ouro, em março deste ano. Na ocasião, conselheiros do TCE foram presos e o presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani (PMDB), foi levado coercitivamente para depor.
VOCÊ LER A MATÉRIA COMPLETA AQUI

Fonte: Veja.com

SÉRGIO MORO CANSOU: ELE QUER DEIXAR A LAVA JATO.

Novos desafios.

Sérgio Moro cansou. Ele confidenciou a um amigo que deseja deixar a 13ª Vara, onde tramita a Lava-Jato, e migrar para uma outra.
Quem o conhece aposta que o juiz sai logo depois de finalizar os processos contra Lula.

Fonte: Gabriel Mascarenhas - Radar/Veja

NO RN, MAIS UMA MULHER É ASSASSINADA. É O QUE DIZ O G1.

Manicure é morta a tiros durante festa na Zona Oeste de Natal.
Crime aconteceu na madrugada deste sábado (30) no bairro Felipe Camarão. Segundo a polícia, mulher havia sofrido ameaças de traficante do bairro.

Uma manicure de 27 anos foi morta a tiros no início da madrugada deste sábado (30) durante uma festa em um bar no bairro Felipe Camarão, na Zona Oeste de Natal. A polícia supeita que ela foi vítima de execução, pois já tinha sofrido ameaças de um traficante da região.
De acordo com a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o crime aconteceu por volta de 0h30 na rua Padre João Maria. Ana Cláudia de Oliveria Rocha participava da festa quando os executores chegaram dispararam dois tiros nas costas dela.
A manicure não teve tempo de reação e morreu no local. Os criminosos fugiram em seguida e nenhum suspeito foi encontrado pela polícia.
Pessoas que conheciam a vítima relataram à Polícia Civil que ela já havia sofrido ameaças de um traficante local. Segundo a DHPP, drogas foram encontradas junto com ela. O corpo foi recolhido pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep).
Ana Cláudia deixou dois filhos, sendo uma menina de 7 anos e um menino de 12 anos.
Zona Norte
Outras mortes também foram registradas entre a noite desta sexta-feira (29) e a madrugada deste sábado (30) na capital. Dois homicídios aconteceram no bairro Lagoa Azul. Um homem de 24 anos morreu vítima de tiros no Loteamento Nova Natal. No mesmo bairro, porém no conjunto Boa Esperança, um homem ainda não identificado também foi assassinado. Apesar de ainda não ter detalhes sobre o caso, a polícia acredita que os casos não têm relação entre si.

FÁTIMA BEZERRA E CLÁUDIO SANTOS RECEBEM TÍTULO DE CIDADÃO MOSSOROENSE.

Na noite desta sexta-feira (29), a Câmara Municipal de Mossoró realizou sessão solene para a entrega de título de cidadão mossoroense.
Entre os agraciados, estavam a senadora Fátima Bezerra (PT) e o desembargador Cláudio Santos.
Fátima, por proposição da vereadora Isolda (PT).
Cláudio Santos, por proposição da presidente da Câmara Municipal, vereadora Izabel Montenegro (PMDB).

Fonte: Heitor Gregório

ITAÚ: PORTAL DE LAGOA NOVA REPERCUTE NOTÍCIA DE VEREADOR CUJA ESPOSA SERIA BENEFICIÁRIA DO BOLSA FAMÍLIA.



SINAL DE ALERTA PARA O DEPUTADO BETO ROSADO.

O deputado federal mossoroense Beto Rosado (PP) que se cuide.
É crescente em suas redes sociais a recalcitrância de críticas a seu mandato, em particular pela postura em votações de temas como reforma trabalhista.
Esse comportamento virtual tem-se transferido para o cotidiano nos municípios, criando embaraços para aliados.
Sinal de alerta ligado.

Fonte: Carlos Santos

A CORRIDA PARA 2018.

Sem Lula no páreo, a disputa pela Presidência está em aberto, segundo levantamento do instituto Paraná Pesquisas. O melhor candidato do PSDB é Doria, que ganha de Alckmin em todos os quesitos, tanto por representar o “novo”, quanto por não ter o nome citado na Lava Jato.

A um ano da eleição, ao menos dez pré-candidatos já se insinuam à disputa pela cadeira de presidente do Brasil. Se Lula estiver fora do jogo, caso venha a ser condenado em segunda instância, o que o tornaria um ficha-suja, seis deles ficarão embolados nas primeiras colocações – todos com chances reais de vitória. Essa é a principal conclusão do levantamento realizado pelo instituto Paraná Pesquisas, feito com exclusividade a pedido de ISTOÉ. A pesquisa também consolida a candidatura do deputado Jair Bolsonaro (PSC) e atesta a vantagem do prefeito de São Paulo, João Doria, sobre o governador Geraldo Alckmin, ambos aspirantes a candidatos ao Planalto pelo PSDB. Em todos os quesitos em que são confrontados, o prefeito toma a dianteira sobre o concorrente.
No cenário em que Doria é o candidato tucano, o deputado Jair Bolsonaro (PSC) figura em primeiro com 19,6% e Marina Silva (Rede) em segundo, com 15,4%. Em seguida, aparece o prefeito de São Paulo com 13,5%, neste caso, em situação de empate técnico com a candidata da Rede, já que a margem de erro da pesquisa é de 2%. Em quarto, vem Joaquim Barbosa, com 8,9%, seguido por Ciro Gomes (7,4%), Álvaro Dias (4,4%), Fernando Haddad (3,4%) e Henrique Meirelles (2,3%). Nessa sondagem estimulada, 21,3% dos entrevistados disseram que não votariam em nenhum dos candidatos apresentados e 4% não souberam opinar. Quando o candidato do PSDB é o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, Bolsonaro permanece em primeiro, mas com desempenho ligeiramente melhor: pula de 19,6% para 20,9% das intenções de voto. Em segundo, de novo, aparece Marina com 15,3%, uma insignificante variação de 0,1% em relação ao quadro anterior, seguida por Alckmin, com 9,7% – 3,8 pontos percentuais a menos do que Doria. O quarto lugar é novamente do ex-ministro do STF e relator do mensalão Joaquim Barbosa, só que, desta vez, empatado com o candidato tucano: salta de 8,9% no cenário com Doria para 9,7% com Alckmin. Na sequência vêm Ciro Gomes (7,4%), Álvaro Dias (4,6), Fernando Haddad (4%) e Henrique Meirelles (2,2%). Nesse quadro, o número de entrevistados que dizem não votar em ninguém e que ainda não definiram o candidato sobe de 25,3% para 26,2% – o que confirma a natureza volátil do pleito. “Sem Lula na disputa, a eleição fica completamente indefinida”, afirma Murilo Hidalgo, diretor da Paraná Pesquisas. “Além disso, aumenta a chance de Bolsonaro chegar ao segundo turno e abre possibilidades para um candidato do PSDB. O levantamento também mostra que há espaço para crescimento de nomes como Joaquim Barbosa, Álvaro Dias e Henrique Meirelles. Os três juntos somam 12%. Hoje, o melhor tucano é Doria, por representar o novo e não ter contas a prestar na Lava Jato”, acrescentou.
VOCÊ LER TODA A MATÉRIA CLICANDO AQUI

Fonte: Germano Oliveira/Isto É

EDUARDO CUNHA: "MORO QUERIA DESTRUIR A ELITE POLÍTICA. CONSEGUIU".

Preso há quase um ano, o homem que derrubou Dilma fala pela primeira vez. Ele denuncia um mercado clandestino de delações – e diz estar pronto para contar o que sabe à nova procuradora-geral da República.

Trecho da entrevista de Eduardo Cunha, publicada em ÉPOCA desta semana:
Trezentos e quarenta e cinco dias no cárcere não quebraram Eduardo Cunha. O homem que derrubou Dilma Rousseff, encerrando abruptamente 13 anos do PT no poder, pária para boa parte dos brasileiros, herói para alguns poucos, o homem que se consagrou como o mais vistoso preso da Lava Jato, esse homem que segue gerando memes e açulando paixões – eis um homem que se recusa a aceitar o destino que se lhe impôs, da política como passado e das grades como futuro. Cunha não aceita ser o que esperam dele: um presidiário obsequioso, a cumprir sem muxoxos sua sentença. “Sou um preso político”, disse, num encontro recente em Brasília, aquele cuja delação o presidente Michel Temer mais teme. Na primeira entrevista desde que foi preso, Cunha, cujo corpo, fala e espírito não traem um dia submetido ao xilindró, foi, bem, puro Cunha: articulado, incisivo, bélico. Falou da vida na prisão, da negociação frustrada de delação com o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e do que considera uma clara perseguição judicial contra ele. Acusou a existência de um mercado de delações premiadas, revelando detalhes substantivos. Pôs-se à disposição da sucessora de Janot para voltar a negociar sua delação, talvez sua única saída viável para escapar da cadeia – ele foi condenado em primeira instância e responde a processos por corrupção em Curitiba, Brasília e no Rio de Janeiro. A seguir, trechos da entrevista.

ÉPOCA – O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot não aceitou sua proposta de delação premiada. O senhor ainda está disposto a colaborar, caso a nova procuradora-geral, Raquel Dodge, aceite negociar?
Eduardo Cunha – Estou pronto para revelar tudo o que sei, com provas, datas, fatos, testemunhas, indicações de meios para corroborar o que posso dizer. Assinei um acordo de confidencialidade com a Procuradoria-Geral da República, de negociação de colaboração, que ainda está válido. Estou disposto a conversar com a nova procuradora-geral. Tenho histórias quilométricas para contar, desde que haja boa-fé na negociação.
ÉPOCA – Não houve boa-fé na negociação com Janot?
Cunha – Claro que não. Nunca acreditei que minha delação daria certo com o Janot. Tanto que não deu.
ÉPOCA – Então, por que negociou com a equipe dele?
Cunha – Topei conversar para mostrar a todos que estou disposto a colaborar e a contar a verdade. Mas só uma criança acreditaria que Janot toparia uma delação comigo. E eu não sou uma criança. O Janot não queria a verdade; só queria me usar para derrubar o Michel Temer.
ÉPOCA – Como assim?
Cunha – Tenho muito a contar, mas não vou admitir o que não fiz. Não recebi qualquer pagamento do Joesley [Batista, dono da JBS] para manter silêncio sobre qualquer coisa. Em junho, quando fui depor à Polícia Federal sobre esse episódio, disse que tanto não mantinha silêncio algum que ninguém havia me chamado a colaborar, a quebrá-lo. Naquele momento, o Ministério Público e a Polícia Federal me procuraram para fazer colaboração. Autorizei meus advogados a negociar com o MP.
VEJA ENTREVISTA COMPLETA AQUI

Fonte: Diego Escosteguy/Época

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

MORRE, AOS 53 ANOS, A ATRIZ SOLANGE BADIM.

Artista estava internada com câncer em estado avançado.

Morreu, aos 53 anos, a atriz Solange Badim, no início da noite desta sexta-feira. Solange estava internada no Hospital Badim, na Tijuca, Zona Norte do Rio, tratando de um câncer em estado avançado e faleceu por volta das 18h40. A família não quis conversar com a imprensa. A informação foi confirmada pela assessoria do hospital, que pertence à família de Solange.
O velório da atriz será neste sábado partir das 9h, no Cemitério do Catumbi, na Zona Norte da cidade. O corpo será cremado às 16h. A atriz tratava o câncer há pelo menos 7 anos, que já havia se espalhado.
Segundo a coreógrafa Márcia Rubin, amiga de Solange há 33 anos, a atriz era positiva em relação ao tratamento da doença.
— Ela sempre foi muito determinada. Foi muito potente lidando com tudo isso. Vai fazer muita falta. É uma perda gigantesca — contou.
O último trabalho da atriz foi na peça teatral "A Reunificação das Duas Coreias", do dramaturgo francês Joë Pommerat. O primeiro papel de destaque de Solange foi na novela "Salve Jorge", de Glória Peres, em 2012, em que viveu Delzuite, mãe da personagem Lurdinha, de Bruna Marquezine, e esposa de Pescoço, vivido por Nando Cunha. Solange começou a trabalhar como atriz aos 21 anos.
Atriz era uma das produtoras da peça "Lifting, uma Comédia Cirúrgica”, com Ângela Rebello, Drica Moraes e Lorena da Silva.
Nas redes sociais, o ex-marido de Solange, Sérgio Marimba, pai de sua filha Sofia Badim, lamentou a morte da atriz: "Venho com muita tristeza e dor notificar a partida da grande atriz Solange Badim, amiga, mãe, parceira e tudo que é de especial que possa existir nesta vida!!!! Siga em paz guerreira, aqui ficamos com uma imensa saudade do seu sorriso e do seu amor. Que nossa Senhora da Conceição te cubra com seu manto de luz e te ampare na sua nova missão, Te Amo".
VEJA MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI

Fonte: Gabriela Viana e Rayanderson Guerra/O Globo


GRUPO DE MELIANTES SE UNIU A AUTORIDADES PARA ATACAR PRESIDENTE, DIZ PLANALTO.

Em nota sobre o vazamento de novos áudios dos delatores da J&F, Presidência afirma que Janot tinha 'ambição de comandar' o País.

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República divulgou nota na noite desta sexta-feira, 29, afirmando que a cada nova revelação das gravações acidentais dos delatores do grupo JBS “demonstra-se cabalmente a grande armação urdida desde 17 de maio contra o presidente Michel Temer”. O Planalto compara as acusações contra Temer como as feitas na época da inquisição, acusa o ex-procurador-geral de querer “comandar o País” e pede punição em “todas as esferas”.
No texto, o Planalto afirma que “de forma sórdida e torpe, um grupo de meliantes aliou-se a autoridades federais para atacar a honradez e dignidade pessoal do presidente, instabilizar o governo e tentar paralisar o processo de recuperação da economia do País”. “Agora, descobre-se que integrantes do Ministério Público Federal ficaram decepcionados com a gravação que usaram para embasar a primeira denúncia contra o presidente”, diz o trecho.
“Não se pode mais tolerar que investigadores atuem como integrantes da santa inquisição, acusando sem provas e permitindo a delatores usarem mecanismos da lei para fugir de seus crimes. Cabe agora, diante de tão grave revelação, ampla investigação para apurar esses fatos absurdos e a responsabilização de todos os envolvidos, em todas as esferas”, diz o texto.
Conversas gravadas logo após uma reunião entre os delatores da JBS e membros da Procuradoria-Geral da República reveladas nesta sexta pela revista Veja mostram mais detalhes da negociação do acordo de delação premiada que incluiu imunidade penal a Joesley Batista e Ricardo Saud. Segundo um dos áudios obtidos pela publicação, Batista, Saud e o diretor jurídico do grupo, Francisco de Assis e Silva, consideraram ter "ganhado" os procuradores com as revelações feitas sobre o presidente Michel Temer (PMDB) e o senador Aécio Neves (PSDB-MG). O único risco seria um eventual compromisso político do então procurador-geral Rodrigo Janot com o peemedebista. "Mas não tem risco com o Aécio (...). Nós temos as duas opções. Ele não pode ser dar bem com o PSDB e o PMDB (...)", diz Saud. "Eles (os procuradores) querem f... o PMDB", conclui.
Diferente do habitual, a nota divulgada pelo Planalto traz trechos da gravação revelados pela revista: ‘Eu acho, Fernanda, que precisam construir melhor a história do Temer. Não ficou muito claro. Eu acho que quando ouviram o Temer não gostaram muito. Tinham uma expectativa maior’. “E isso dito por Ricardo Saud, uma das vozes usada para atacar o presidente por dias, semanas, meses no noticiário nacional”, diz o documento.
AQUI VOCÊ LER A MATÉRIA COMPLETA

Fonte: Igor Gadelha/Estadão

MENINA DE 10 ANOS GRAVA SEU PRÓPRIO ESTUPRO PARA QUE ADULTOS ACREDITEM EM DENÚNCIA.

"É algo que deve envergonhar a todos nós", disse a promotora uruguaia Mariela Nuñez sobre um caso de abuso sexual que chocou seu país: o de uma menina de dez anos que gravou os estupros a que foi submetida pelo pai de uma amiga para que os adultos acreditassem nela.
A menina costumava brincar e escutar música na casa da amiga da mesma idade, na cidade de Artigas, norte do Uruguai.
Segundo Nuñez, o pai da amiga "aproveitava momentos em que a esposa estava trabalhando, mandava a filha ao mercado para ficar a sós com a menina e começava a tocar suas partes genitais".
O abuso se repetiu diversas vezes ao longo de um ano, tendo sido testemunhado pela filha do abusador em alguns momentos, de acordo com as investigações.
Tanto que as duas meninas articularam juntas o plano de gravar os estupros.
"(A filha) disse à amiguinha que sabia o que seu pai estava fazendo com ela, que tinha muito medo do pai e que ninguém acreditaria nelas, motivo pelo qual planejaram filmar tal situação, algo que conseguiram fazer depois de várias iniciativas", afirmou Nuñez, de acordo com a imprensa uruguaia.
Em comunicado, a promotora uruguaia pediu que o caso sirva de alerta para que as crianças sejam escutadas com mais atenção.
"Esse ato valente de uma menininha estuprada deveria servir não apenas para que se faça justiça, mas sim para que toda a sociedade tome consciência de que essas coisas acontecem com mais frequência do que acreditamos e que as crianças não mentem, não inventam", afirmou, segundo a imprensa local.
"É um caso extremamente doloroso que mostra a visão das crianças sobre o mundo adulto. Essa visão de que não acreditamos em sua palavra, a ponto de (a menina) submeter-se voluntariamente à violação para registrá-la. Não dá para separar o lado de promotora do de mãe e avó. (...) As consequências desse caso são imensuráveis. Arruinou a vida de duas meninas."
Nuñez disse também que o acusado era "uma pessoa respeitada, de classe média, de quem ninguém suspeitaria uma atitude semelhante. Ele só negava (o estupro), mesmo diante das provas. Custou muito até que admitisse e não deu uma explicação. Eu mesma tive de sair do interrogatório para conter minha própria ira e cumprir com a minha função".
Laptop escolar
As meninas, que não foram identificadas, gravaram os abusos com uma "ceibalita", como são chamados os notebooks que o governo uruguaio entrega a todos os estudantes do país.
O caso chegou à Justiça depois que a menina mostrou os vídeos à tia. Em seguida, o pai da vítima denunciou os abusos.
O acusado, identificado apenas pelas iniciais JCSB, é um homem de 62 anos, sem antecedentes criminais. Ele foi preso. Se condenado, sua pena pode variar de dois a seis anos de reclusão.
Sua mulher e outro filho também chegaram a ser detidos, mas foram libertados, segundo a Justiça, pela ausência de "elementos que demonstrassem que eles tinham conhecimento dos fatos".
Especialistas no tema explicam que casos de abuso infantil muitas vezes ocorrem dentro de casa - e muitas vezes não são denunciados. Há também os casos que, mesmo reportados, deixam de ser punidos por falta de provas.
Segundo Andrea Tuana, da associação uruguaia El Paso, que combate a violência doméstica e sexual, "a realidade é que conhecemos pouco da magnitude real do problema", já que existe uma subnotificação de casos.
"Há uma grande quantidade de adultos que admitem ter sofrido abusos na infância e conta que, na época da denúncia, não acreditaram neles", diz ela à BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC.
"O caso dessa menina demonstra que não acreditamos na palavra das crianças, não as escutamos. O problema é cultural: é não querer aceitar que o abuso sexual existe."

Fonte: BBC Brasil

STF ESTÁ SOBRECARREGADO E TAMBÉM COMETE ERROS, DIZ GILMAR MENDES.

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, afirmou nesta sexta-feira, 29, que o Tribunal vive um momento de “sobrecarga” e de “demanda exagerada”. “O Tribunal também comete erro”, afirmou, em palestra na Associação Comercial do Rio de Janeiro. Em sua opinião, “parte das mazelas do sistema político” se deve a decisões do STF, por vezes, em função de ideologia.
Mendes afirmou ainda que o STF “também tem tido atuação positiva quando controla abusos nas leis”. “A doença do populismo muitas vezes contamina o Legislativo e precisa ser corrigida”, afirmou.
Entre as decisões positivas, citou a criação de duas súmulas. Uma seria a súmula 11, que proibiu o uso indiscriminado de algemas, de exposição dos presos, que, em sua opinião, era parte de um projeto político. “O Tribunal deu contribuição decisiva para estabelecer limites”. A outra seria uma resposta a “um abuso” nos inquéritos que corriam sigilo. A súmula 14 estabeleceu que, ressalvadas operações em curso, os investigados tinham direito de acesso ao que já tinha sido consolidado.
“São constituições importantes que já estão naturalizadas. Mas que foram importantes conquistas. Aqui, o Tribunal contribuiu para a valoração de um princípio de Estado e de Direito, em que não há soberanos”, disse Mendes.

Fonte: Estadão Conteúdo/IstoÉ

SUSPEITO DE ASSASSINAR PM ESTÁ ENTRE OS PRESOS APÓS ACIDENTE COM MORTE NA VIA COSTEIRA.

Um dos homens presos após uma perseguição ocorrida na Via Costeira, Zona Sul de Natal, é suspeito de ter envolvimento na morte de um policial militar. Quatro foram presos na ação nesta sexta-feira (29). Durante a fuga, eles colidiram contra uma moto e o condutor morreu no local.
Segundo a PM, o homem apontado como um dos assassinos do policial é Felipe Domingos Camilo, de 27 anos de idade. O sargento Jackson Sidney Botelho Matos, de 42 anos foi morto em Ceará-Mirim, na Região Metropolitana em fevereiro.
Homens armados se aproximaram em um veículo e dispararam nas costas do policial, que estava em uma lanchonete. Ele morreu no local.
Ainda de acordo com a Polícia Militar, Felipe Camilo também é suspeito de participar de um assalto a uma farmácia na Avenida Ayrton Senna, em Parnamirim, Grande Natal, em setembro passado, do qual um cabo da PM saiu ferido.
Felipe Camilo está internado no Hospital Regional Deoclécio Marques, em Parnamirim, porque ficou ferido após o acidente. Ele era foragido da Penitenciária Estadual de Parnamirim. Camilo escapou da unidade junto com outros 18 detentos em dezembro de 2016. Ele estava detido por envolvimento em roubos a joalherias.
Os outros homens que estava no carro com ele nesta sexta (29) foram identificados como sendo Reverton Abath Pereira de Araújo, de 22 anos, Simoaldo Rodrigues Marques, de 21 anos, e Jonathan Medeiros de Moura, de 20 anos.

Fonte: Abelhinha.com

QUEM SÃO OS SEIS BRASILEIROS QUE POSSUEM A MESMA RIQUEZA QUE A METADE MAIS POBRE DO BRASIL.

Estudo da Oxfam divulgado nesta semana mostrou que os 5% mais ricos detêm mesma fatia de renda que outros 95%.

Ermírio Pereira de Moraes (Grupo Votorantim)
Ermírio de Pereira de Moraes, que na foto aparece à direita, ao lado dos irmãos José Ermírio de Moraes Filho e Antonio Ermírio de Moraes também está na lista dos que concentram as maiores riquezas do Brasil. Ele é filho de José Ermírio de Moraes e um dos donos do Grupo Votorantim, um dos maiores conglomerados industriais da América Latina. Sua fortuna é estimada em 3,1 bilhões de dólares (9,82 bilhões de reais).
Eduardo Saverin (Facebook)
O paulista Eduardo Saverin é um dos fundadores do Facebook, ao lado de seu colega de Harvard Mark Zuckerberg. Sua fortuna é estimada em 9,5 bilhões de dólares (30 bilhões de reais). Ele vive em Cingapura, onde investe em startups. Lá ele também aparece na lista dos homens mais ricos do país.
Carlos Alberto Sicupira (AB Inbev)
Na foto, Carlos Alberto da Veiga Sicupira, recebe uma homenagem no Senado. Ele também é um dos sócios da 3G Capital e sua fortuna atual é estimada pela Forbes em 13,1 bilhões de dólares (41,50 bilhões de reais). O quarto homem mais rico do Brasil é o presidente do conselho de administração da Lojas Americanas.
Marcel Herrmann Telles (AB Inbev)
O empresário carioca Marcel Herrmann Telles é um dos sócios da empresa de investimentos 3G Capital, ao lado de Jorge Paulo Lemann. O fundo é dono da AB Inbev e da rede de fast food Burger King, entre outros negócios. Sua fortuna, de acordo com a Forbes, é de 14,8 bilhões de dólares (cerca de 47 bilhões de reais). É um dos fundadores da Ismart, que oferece bolsas de estudos para alunos de destaque da rede pública em escolas privadas.
Joseph Safra (Banco Safra)
Joseph Safra é o segundo homem mais rico do Brasil e é apontado pela Forbes como o banqueiro mais rico do mundo. Sua fortuna é estimada atualmente em 22,4 bilhões de dólares (cerca de 71 bilhões de reais). Descendente de uma família de banqueiros da Síria, ele é o dono do Banco Safra.
Jorge Paulo Lemann (AB Inbev)
Empresário carioca de origem suíça, Jorge Paulo Lemann é o maior bilionário brasileiro, segundo o ranking da revista Forbes de 2017. Sua fortuna é estimada atualmente em 30 bilhões de dólares (pouco menos de 100 bilhões de reais). Ele é o dono da Ambev, a primeira multinacional brasileira, criada em 1999 pela união de quatro cervejarias, entre elas a Companhia Antarctica Paulista. Também é cofundador da Fundação Estudar e fundador da Fundação Lemann, que investem na melhoria da qualidade da educação no Brasil.

Fonte: Brasil.elpaís


RELATÓRIO DO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO ANALISA GASTOS DO GOVERNO.

Relatório de Políticas e Programas de Governo (RePP) passa a ser produzido anualmente e servirá para orientar os parlamentares na destinação dos recursos públicos.

De 2009 a 2016, o Brasil gastou mais de R$ 87 bilhões para manter o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), programa que financia a graduação de estudantes. Uma auditoria do TCU no ano passado identificou que o programa, além de não gerar aumento no crescimento das matrículas em cursos superiores, cresceu sem nenhum planejamento e com diversas falhas nos controles por parte de seu gestor, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).
O exemplo acima ilustra bem o que ocorre nos programas e políticas do governo federal. Análise do TCU em diversas fiscalizações ocorridas nos últimos anos concluiu que déficits de governança e de gestão da administração pública federal geram ineficiências generalizadas nos gastos. Essas ineficiências implicam consideráveis desperdícios e desvios sistêmicos na aplicação dos recursos públicos.
As conclusões dessa análise foram reunidas no Relatório de Políticas e Programas de Governo (RePP), que será editado anualmente pelo TCU para subsidiar a Comissão Mista de Orçamento do Congresso na alocação do dinheiro público. O relatório traz uma análise ampla e consolidada dos problemas que devem ser enfrentados e superados pelo Estado brasileiro no sentido de garantir efetividade na atuação governamental e melhores entregas aos cidadãos.
Entre os problemas estruturantes na Administração Pública Federal, verificou-se a existência de falhas na estratégia do Estado, como ausência de plano de longo prazo, inefetividade do Plano Plurianual (PPA), ausência generalizada de planos estratégicos institucionais e falta de uniformidade e padronização dos planos nacionais setoriais, que dificultam o desenvolvimento sustentável de políticas e programas públicos e prejudicam a eficiência das ações governamentais.
O relatório identificou que a baixa capacidade do Estado em planejar e coordenar as diversas políticas públicas tem levado ao aumento do risco de desperdício de recursos, do comprometimento de resultados e da baixa qualidade dos serviços à população. Ademais, existem impropriedades na governança orçamentária do país que comprometem a alocação eficiente do gasto público.
Outra questão importante apontada foi a ineficiência dos mecanismos de monitoramento e avaliação governamental e gestão de riscos, que, respectivamente, dificultam o acompanhamento e aferição de resultados e impedem o alcance dos objetivos definidos.
Com base nas informações individualizadas das ações e programas avaliados pelas fiscalizações realizadas, verificou-se que as deficiências que impactam a atuação estatal de forma sistêmica são similares às que afetam as políticas, programas e ações de forma isolada, impedindo maior alcance de resultados e comprometendo a capacidade do Estado de gerar melhores entregas à sociedade.
VEJA MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI

Fonte: TCU


MAIA SUGERE QUE TEMER E PMDB CONSPIRARAM CONTRA DILMA: "NÃO FIZ COM ELES O QUE ELES FIZERAM COM ELA".

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), revelou sua mágoa com o PMDB, o núcleo político do Palácio do Planalto e o presidente Michel Temer. Em entrevista ao Valor Econômico, Maia diz que os peemedebistas desconfiam de que ele esteja conspirando contra Temer porque tiveram esse comportamento em relação à ex-presidente Dilma Rousseff até levá-la ao impeachment. Segundo ele, os rumores de que foi picado pela “mosca azul”, do poder, nasceram nos gabinetes e cafezinhos do núcleo duro do governo e cresceram com a tensão entre DEM e PMDB.
“Não fiz com eles o que eles fizeram com a Dilma. Talvez por isso essas mentiras criadas, para tentar criar um ambiente em que eu era o que não prestava e eles eram os que prestavam”, disse. “Como eles fizeram desse jeito com a Dilma, talvez imaginassem que o padrão fosse esse. O meu padrão não é o mesmo daqueles que, em torno do presidente, comandaram o impeachment da presidente Dilma”, acrescentou.
Na entrevista aos repórteres Robinson Borges e Raphael Di Cunto, Maia não poupa seu sogro postiço, o ministro Moreira Franco, um dos auxiliares e amigos mais próximos de Temer. Também sugere que faltou fidelidade a ele e ao DEM por parte do próprio presidente, que lhe assegurou, em julho, que o PMDB não atravessaria as negociações de aliados de Maia pela filiação dos dissidentes do PSB que apoiam o governo.
“Desesperado, Michel pediu para jantar aqui comigo para esclarecer que era mentira (a tentativa de cooptação). O presidente do PMDB (Romero Jucá) ligou para o presidente do DEM (José Agripino Maia) para dizer que eles não tinham nenhum interesse nos parlamentares do PSB e o que estamos vendo é outra coisa. E o Romero (Jucá, presidente do PMDB e líder do governo no Senado), depois dessa denúncia, continuou fazendo a mesma coisa. A relação do PMDB com o DEM hoje é muito difícil”, afirmou.
“Como o presidente do PMDB e o próprio presidente da República falam uma coisa e o partido faz outra? E os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral) e Eliseu Padilha (Casa Civil) vão à filiação do Fernando Coelho (senador que trocou o PSB pelo PMDB) respaldar aquilo que é uma posição do governo? Eles são muito corajosos”, ironizou.
Moreira Franco é sogro postiço de Rodrigo Maia. Clara Torres, esposa de Maia, é filha do primeiro casamento da atual mulher de Moreira Franco. Mas a relação entre os dois políticos não é das mais pacíficas. “Quem aparece aqui desesperado quando eu tenho um problema com o governo é ele, tentando acalmar a relação. Acho muito ruim ele ter respaldado essa posição do PMDB. Na hora que ele vai no negócio (filiação) do Fernando (Bezerra), mostra que essa interlocução é para resolver um lado, o dele, e o do Michel. Não é para resolver os dois”, criticou.
Maia diz que atuará com neutralidade na condução do processo de análise do pedido de autorização para que o Supremo Tribunal Federal (STF) julgue nova denúncia contra o presidente, mas admite que o ânimo do DEM, que deu quase todos os seus votos em favor de Temer na votação da primeira denúncia, mudou em relação ao peemedebista.
Aos risos, segundo o Valor, o deputado contou que recebeu uma mensagem de sua mãe, a chilena Mariangeles Ibarra Maia, pedindo a ele que não conspirasse contra o Temer. Recado enviado em razão de notas, de acordo com ele infundadas”, de que poderia atuar para afastar o atual presidente: “Não sei o que aconteceu que ela gosta do presidente Michel Temer”. Ela estaria entre os 3,4% da população do país que aprovam o governo federal. “Mas como é chilena, então, coitada, nem pode contabilizar a favor”, provocou.

Fonte: Congresso em Foco
Foto: Marcos Corrêa/PR

APROVADO PROJETO QUE PROÍBE OPERADORAS DE LIGAR E ENVIAR MENSAGENS SEM AUTORIZAÇÃO.

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) aprovou esta semana um projeto de lei que proíbe o envio de mensagens de texto e as chamadas telefônicas com teor publicitário pelas operadoras de telefonia, sem autorização dos clientes. A proposta 4508/12 é de autoria do deputado Fábio Faria (PSD/RN).
O texto aprovado prevê autorização contratual clara, por escrito ou por gravação telefônica, sobre o envio de mensagens comerciais. “Contatos insistentes, em horários inadequados, incomoda e é desrespeitoso ao consumidor. O usuário deve ter a opção de não receber mensagem de texto, de voz, além de ligações dos serviços de telemarketing”, explica Faria.
O projeto de lei, que tramita apensado ao PL 585/11 e em caráter conclusivo, já foi aprovado em todas as comissões previstas na Câmara: além da CCJC, a de Defesa do Consumidor (CDC) e a de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI). Agora, o texto segue para o Senado.

Fonte: Blog do BG

GERENTE DO BANCO DO BRASIL EM NATAL É FEITO REFÉM EM TENTATIVA DE ASSALTO E ESTÁ AMARRADO COM EXPLOSIVOS.

Bandidos tentam assaltar uma agência do Banco do Brasil na Zona Norte de Natal, após renderem o gerente ainda na noite de ontem (28), em sua residência.
O gerente está feito refém e amarrado com explosivos.
A área foi evacuada devido ao risco de explosão. Lojas estão fechadas nos arredores e o trânsito bastante tumultuado.
ATUALIZANDO ÀS 11:30h:
A família do gerente do Banco do Brasil da Avenida Tomaz Landim foi encontrada pela Polícia Militar, por volta das 11h desta sexta-feira (29). Além disso, também foi confirmado que os explosivos amarrados no corpo do gerente eram simulacros. Nenhum bandido, no entanto, foi preso.

Fonte: Heitor Gregório

PROJETO FIXA MULTA PARA QUEM PAGAR SALÁRIO ATRASADO.

Em caso de atraso de pagamento, o Projeto de Lei do Senado 134/2015 estabelece multa de 5% do salário, acrescido de 1% por dia de atraso, para os trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O autor da proposta, senador Reguffe (PDT-DF), apresentou a proposta, por acreditar que a medida protege o empregado, que é a parte mais vulnerável de uma relação de trabalho. Atualmente, o projeto se encontra Comissão de Assuntos Sociais.
Dê sua opinião AQUI

Fonte: Senado Notícias

RAFAEL FERNANDES: NOME NOVO SURGE PARA DISPUTAR 2020.

A oposição de Rafael Fernandes começa a movimentar-se para criar vertentes para a disputa de 2020. Após apoiar a então candidata Murccia Carneiro em 2016, para prefeita do município, eis que Vandeilson Reinaldo começa a mover as peças do tabuleiro político, para ser candidato na cabeça de chapa da majoritária oposicionista.
O empresário está agilizando o Partido Humanista da Solidariedade - PHS, na cidade oestana, para firmar-se como postulante a cadeira central da política rafaelense.
Vandeilson fechou apoio ao deputado estadual Sousa, para seu projeto de reeleição ano que vem. E, terá pela frente o primeiro teste de popularidade no pleito de 2018. Apoiando um nome que não tem tanta tradição na cidade.


PERSEGUIÇÃO ACABA EM ACIDENTE GRAVE E INTERROMPE O TRÁFEGO NA VIA COSTEIRA SENTIDO AREIA BRANCA/PONTA NEGRA.

Uma perseguição da polícia acabou em um grave acidente envolvendo dois veículos aconteceu na Via Costeira no sentido Areia Preta/Ponta Negra. Quatro elementos em um HB 20 fugiam da polícia e no acidente foram presos. As primeiras informações que um motoqueiro foi atingido e o estado dele é grave.
O trânsito está interditado no local e muitos policias presentes.

Fonte: Blog do BG
Foto: Sérgio Azevedo

ESCOLHA DE TUCANO PARA RELATAR DENÚNCIA CAUSA "SURPRESA" E MAL-ESTAR NO PSDB.

Bonifácio de Andrada será o responsável por elaborar parecer a favor ou contra prosseguimento da acusação contra Temer. Líder pediu para que nenhum deputado tucano assumisse relatoria.

A escolha do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) para ser o relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da denúncia contra o presidente Michel Temer causou mal-estar e “surpresa” em parte da bancada tucana.
Temer é acusado de integrar uma organização criminosa e de obstrução à Justiça. Também são alvo da denúncia por organização criminosa os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral).
Com o agravamento da crise política e as acusações de corrupção envolvendo integrantes do Palácio do Planalto, uma ala do PSDB tem defendido o desembarque imediato do governo.
Atualmente, o PSDB detém o comando de quatro ministérios (Cidades, Relações Exteriores, Direitos Humanos e Secretaria de Governo).
Para não acirrar o racha na bancada, o líder do partido na Câmara, deputado Ricardo Trípoli (SP), havia feito um apelo para que a relatoria não fosse entregue a um tucano.
Isso porque caberá ao relator elaborar um parecer favorável ou contra o prosseguimento da denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) e, independentemente da posição que ele tomar, haverá desgaste: interno ou com o governo.
Desde o anúncio do nome do relator, o G1 tenta entrar em contato com Andrada, mas até a última atualização desta reportagem não havia conseguido.
Na análise da primeira denúncia contra Temer, desta vez por corrupção, um deputado do PSDB, Paulo Abi-Ackel (MG), foi o autor do parecer na CCJ para barrar a denúncia, gerando desconforto na ala pró-desembarque.
Surpresa
A indicação de Andrada foi recebida com “surpresa” pela bancada. Parlamentares afirmam que ele não consultou o partido antes de aceitar a função e que a decisão foi, portanto, pessoal.
"Todo mundo ficou surpreso, porque eu mesmo falei com o presidente da CCJ para não indicar ninguém do PSDB e ele tinha se comprometido a não indicar. Estamos conversando para tentar entender, estamos assimilando ainda. Ele aceitou sem fazer consulta ao partido", afirmou Betinho Gomes (PSDB-PE), vice-líder da legenda e coordenador tucano na comissão, onde é titular.
Segundo ele, o líder na Câmara vai discutir essa questão com a bancada na semana que vem.
A escolha causou surpresa até mesmo entre governistas. “Estou surpreso, tinham me falado ontem à noite que seria o Evandro Gussi (PV-SP), mas, provavelmente, ele não aceitou. [A decisão de aceitar] É uma coisa absolutamente pessoal”, afirmou o deputado Marcus Pestana (PSDB-MG), um dos que defendem a permanência da sigla no governo.
“Tem um impacto, sem dúvida, na bancada”, acrescentou.
O deputado Daniel Coelho (PSDB-PE), da ala que defende o desembarque do governo, afirmou que a escolha de Bonifácio para a relatoria deixa "a disputa interna mais acirrada e eleva o tom daqueles que têm posição a favor da abertura denúncia".
"É uma decisão provocativa do governo, que está evidentemente tentando dividir e bagunçar a bancada do PSDB", declarou.
De acordo com ele, a indicação terá reflexos negativos. "É uma estratégica equivocada, porque a situação, que era mais equilibrada, vai começar a pender para uma maioria cada vez mais distante do governo. Esse será o resultado", avaliou.

Fonte: Alessandra Modzeleski e Fernanda Calgaro/G1

ALECRIM VIVE NOITE DE ATAQUES CONTRA PM E AGENTE PENITENCIÁRIO.

Bandidos decidiram atacar no bairro popular da Zona Leste.

A noite que se passou foi de tiroteios contra agentes de segurança pública no bairro do Alecrim, na Zona Leste de Natal.
Policiais militares recuperaram uma caminhonete que foi roubada na última segunda-feira, 25, em Brasília Teimosa, também na Zona Leste. Para conseguir retirar o veículo dos criminosos, os PMs tiveram que revidar os tiros disparados contra a guarnição.
Ainda no Alecrim, bandidos tentaram roubar o carro de um agente penitenciário. Ele trocou tiros com os ladrões e se salvou do assalto. Em seguida, os criminosos tomaram a moto de uma mulher que trafegava por perto.
Ninguém foi preso.

Fonte: Portal No Ar

TRE-RN MANTÉM CASSAÇÃO DE PREFEITA E VICE DO MUNICÍPIO DE ÁGUA NOVA.

O colegiado de juízes que integram o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) decidiu, por unanimidade, na tarde desta quinta-feira (28), ratificar a cassação dos mandatos da prefeita e do vice-prefeito do município de Água Nova, Iomária Rafaela Lima de Souza e Elias Raimundo de Souza, respectivamente, por abuso de poder político, econômico e compra de votos.
A cassação da dupla havia sido promovida em primeira instância pela 65ª Zona Eleitoral. Em decorrência, novas eleições foi determinada nos eleições no município. Ainda cabe recurso da decisão no âmbito do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

TERCEIRA PARCELA DO FPM VEM COM AUMENTO DE 13,9% EM RELAÇÃO A 2016 E JÁ ESTÁ NAS CONTAS DAS PREFEITURAS.

Com aumento em relação a 2016, o terceiro e último repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de setembro entra nas contas nesta sexta-feira, dia 29. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) aponta que o repasse será de R$ 1.912.200.468,11, considerando o desconto do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).
Sem a retenção constitucional, a levantamento da CNM prevê a transferência de R$ 2.390.250.585,14 entre os 5.568 Municípios e o Distrito Federal. Mensalmente, a entidade municipalista divulga três estimativas de repasses do FPM. Os dados são calculados a partir de previsões da Secretaria do Tesouro Nacional (STN).
Para o chamado terceiro decêndio, a Confederação prevê montante 13,90% maior que o repassado no mesmo período de 2016, em termos nominais, quando foram transferidos R$ 2,098 bilhões. Até quando se considera os efeitos inflacionários, o último repasse do mês será maior que do ano anterior em 11,26%.
Dos três repasses feitos em setembro, apenas do segundo decêndio apresentou redução, conforme mostra cálculos da entidade. Assim, o Fundo fecha com o saldo positivo em 10% e com mais de R$ 5,1 bilhões repassados.
Período
Ao somar todos as transferências feitas, de janeiro até agora, o Fundo dos Municípios totaliza R$ 69,325 bilhões. Isso representa crescimento de 11,40%, em comparação com o montante acumulado no mesmo período de 2016, sem considerar os efeitos da inflação.
Mesmo com os valores maiores, a CNM se mostra compreensiva a queixas dos prefeitos com relação aos repasses do FPM. No entanto, ressalta-se que a estimativa da STN era de redução de 2% no montante do mês, e o valor foi 10% maior que o esperado. Em relação ao último decêndio, a cifra foi 34,32% maior que a previsão do governo. Para outubro, o órgão prevê crescimento de 18%, em relação a setembro.
Veja o levantamento completo AQUI


PREFEITO DE PARELHAS RESPONSABILIZA SEU ANTECESSOR E ALIADO FRANCISCO POR OBRAS INACABADAS.

O prefeito de Parelhas, Alexandre Petronilo garante não ter tido outra alternativa, e responsabilizou empresas que venceram licitações na gestão passada, e que não concluíram as obras contratadas. Até para seu aliado, o ex-prefeito Francisco Medeiros sobrou responsabilidade.
De acordo com Petronilo, a postura foi uma das condições para que o município pudesse liberar os recursos bloqueados, e retomar as obras inacabadas, dentre elas creches e quadras no município.
Alexandre disse que desde a transição de seu governo já tinha conhecimento destas situações envolvendo obras inacabadas, e reconhece que o ex-prefeito Francisco fez o pode para resolver a situação.
“Estamos muito preocupados com isso, principalmente com o caso da Creche-Modelo que está quase concluída, faltando apenas 7%, mas acabou entrando para o status de obra paralisada, e a nossa preocupação é que estamos buscando a consultoria de engenharia alimentar o sistema, mostrar o que já foi feito, pedir ao MEC que reconsidere o que foi feito na obra, dentro das condições que ela está hoje, e que os alunos estejam dentro da creche. Falta apenas uns 7% para conclusão, mas o MEC lançou como obra inacabada, e Parelhas está impedida de receber recursos federais”, explicou Alexandre ao Panorama 95 (Rural FM).

Fonte: Marcos Dantas/Blog JCN

PELA SEGUNDA VEZ NO ANO, BANDIDOS EXPLODEM CAIXA DE BANCO EM JAÇANÃ.

Bandidos explodiram um terminal bancário do Bradesco dentro de um posto de combustíveis na cidade de Jaçanã, na região Agreste potiguar. O crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira (28). Esta é a segunda vez no ano que a agência foi alvo de criminosos.
Segundo a Polícia Militar, a explosão aconteceu por volta das 2h45, e os criminosos chegaram à cidade em três veículos. Com a explosão, parte da parede da agência desabou e o terminal ficou totalmente destruído.
A PM acredita que o dinheiro não foi levado porque o dispositivo de segurança do caixa liberou uma tinta especial e manchou as cédulas. Muitas delas ficaram espalhadas pelo chão.
Ainda de acordo com a polícia, os suspeitos fugiram atirando em estabelecimentos, inclusive na base da PM. Grampos de ferro foram espalhados nas estrada que dão acesso à cidade. A polícia fez buscas, mas ninguém foi preso.

Fonte: G1 RN/Toscano Neto

PRAZO ESGOTADO.

Estados e municípios têm amanhã, para lançar no Sistema SuasWeb a prestação de contas dos recursos de gestão do Bolsa Família de 2016. Depois do envio, os conselhos municipais e estaduais de Assistência Social precisam validar as informações. Até o momento, sete Estados e 2.429 cidades brasileiras fizeram a prestação de contas.
Esse recurso é repassado pelo Ministério do Desenvolvimento Social para apoiar as ações voltadas à gestão e execução do Bolsa Família, como custos de internet, por exemplo, e até a aquisição de equipamentos. A prestação de contas é obrigatória.

Fonte: Robson Pires

DEFENSORES DO FUNDO DE CAMPANHA NÃO TEM CORAGEM DE DISPUTAR VOTO, DIZ MÁRLON REIS.

O ex-juiz de Direito e advogado Márlon Reis criticou nessa quarta-feira, 27, a aprovação, no Senado, do projeto de lei 206/2017, que cria o Fundo Especial de Financiamento de Campanha, com previsão de liberar R$ 1,7 bilhão para os partidos nas eleições de 2018. Um dos responsáveis pela Lei da Ficha Limpa e o primeiro magistrado no Brasil a determinar que candidatos informassem financiadores de sua campanha durante o pleito, Márlon Reis disse que os defensores da proposta recorrem a esta iniciativa porque não terão à disposição os bilhões de empreiteiras e outras empresas como nas últimas disputadas.
“A Câmara dos Deputados não pode referendar essa proposta. Na eleição passada eles poderiam usar o dinheiro desviado das grandes empreiteiras como Odebrecht, Friboi, etc… Agora que esse dinheiro foi proibido eles querem substituir por dinheiro público. Eles não têm coragem de botar o pé no chão e disputar o voto”, afirmou. Para ele, a aprovação do fundão é um absurdo. “É desespero. Esses políticos não sabem viver sem esse dinheiro”.
A proposta aprovada no Senado segue para a Câmara e precisa ser aprovada até 7 de outubro para valer nas eleições de 2018. As declarações de Márlon Reis foram dadas à imprensa de Guaraí (190 km de Palmas), onde Márlon Reis profere palestra nesta noite. Em entrevista à Rádio Ativa FM de Guaraí, ele destacou que o que era chamado de doação empresarial no passado, na verdade, era corrupção. “Não era doação empresarial. Era, na verdade, dinheiro público. O dinheiro chegava nas empreiteiras vindo do poder público, retirado da saúde, da educação, de obras.”
À TV Guara Canal 5, Márlon Reis abordou o tema corrupção eleitoral. Segundo ele, esse mal tem destruído o país: “Compra do voto está destruindo o país. É corrupção. Temos que escolher pessoas honradas. Elas existem na política, sim. Não devemos votar em corrupto. É corrupto? Não vote! É bonzinho em época de eleição, mas compra voto? Não vote”.
Segundo ele, nós, os cidadãos, temos precisamos mudar como eleitores. “Se nós mudarmos esses políticos corruptos acabam!”, disse. Pré-candidato ao governo do Tocantins, Márlon Reis afirmou que 2018 deve ser o ano “da virada na política do país”. “Em 2018 prenuncia ser o momento de uma grande virada no país… Sociedade está revoltada”, declarou, ao se referir a novos nomes que vão se colocar como candidatos a cargos públicos na próxima eleição.

Fonte: Surgiu.com
Foto: Divulgação

FORÇA-TAREFA DA LAVA JATO PERDE PRÊMIO SOBRE PRÁTICAS CONTRA CORRUPÇÃO.

A força-tarefa do MPF (Ministério Público Federal) na Operação Lava Jato perdeu, na noite desta quinta-feira (28, já madrugada de sexta no Brasil), o prêmio Allard, promovido pela University of British Columbia, do Canadá. A premiação reconhece "esforços no combate à corrupção e na promoção dos direitos humanos". A equipe ficou com a menção honrosa.
O prêmio foi para a repórter investigativa Khadija Ismayilova, do Azerbaijão. Ela também ganhou 100 mil dólares canadenses, o equivalente a cerca de R$ 256 mil. Também concorria ao prêmio a ativista de direitos humanos egípcia Azza Soliman. Nenhuma das duas pôde participar da cerimônia, em Vancouver, sendo representadas.
No Twitter, o coordenador da força-tarefa, Deltan Dallagnol, ressaltou que o trabalho da força-tarefa da Lava Jato ficou entre os três finalistas dentre 240 iniciativas de 70 países. Disse ainda que o prêmio em dinheiro que coube à equipe, 10 mil dólares canadenses, serão doados para promover ações de direitos humanos no Brasil. "Melhorar vidas é o objetivo da luta contra a corrupção."
O prêmio Allard é entregue a cada dois anos para grupos ou pessoas que promovam "ações contra a corrupção e fomento dos direitos humanos". Os primeiros vencedores foram o ativista indiano Anna Hazare, em 2013, por sua atuação em busca da transparência e contra a corrupção em seu país, e os jornalistas John Gitongo e Rafael Marques de Morais, em 2015, por expor casos de corrupção em seus países, o Quênia e Angola, respectivamente. Para a premiação deste ano, houve o registro de 244 candidaturas de 70 países.
VEJA MATÉRIA COMPLETA AQUI

Fonte: UOL

POPULARIDADE DE TEMER VOLTA A CAIR E 77% DESAPROVAM GOVERNO, MOSTRA PESQUISA CNI/IBOPE.

A popularidade do presidente Michel Temer piorou mais uma vez e chegou ao seu pior nível em setembro, mostrou pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta quinta-feira, apontando a quarta piora consecutiva da avaliação do governo nos levantamentos realizados pelo instituto.
A percepção da população sobre os casos de corrupção noticiados pela mídia e sobre a situação econômica --ainda que os dados estejam apontando uma retomada da atividade-- vinham afetando a já baixa popularidade de Temer e de seu governo. Mas para o gerente executivo de Pesquisa e Competitividade da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Renato da Fonseca, também pesou, na avaliação de setembro, a política do governo relacionada ao meio ambiente.
“Neste momento, essa popularidade muito baixa tem esses dois componentes fortes, a questão econômica e a questão da corrupção. E nessa mudança de julho para setembro, esse debate todo da Amazônia provavelmente afetou a variação dos números”, disse Fonseca, referindo-se à polêmica envolvendo decreto que extinguia a Reserva Nacional do Cobre e Seus Associados (Renca), revogado nesta semana.
A reprovação ao governo Temer subiu para 77 por cento em setembro, ante 70 por cento que consideravam o governo ruim ou péssimo em julho, enquanto a maneira de governar de Temer é desaprovada por 89 por cento dos entrevistados, ante 83 por cento no levantamento passado, mostrou a pesquisa.
A aprovação ao governo oscilou para 3 por cento, ante 5 por cento em julho, enquanto aqueles que consideram o governo regular somaram 16 por cento, contra 21 por cento, segundo o levantamento.
O percentual dos que não confiam em Temer também subiu, de acordo com a sondagem, para 92 por cento, ante 87 por cento em julho. Os que confiam no presidente somaram 6 por cento, contra 10 por cento na pesquisa anterior.
A sondagem apontou ainda que a atuação do governo na área de impostos continua sendo a pior avaliada, com 90 por cento de desaprovação, seguida da taxa de juros, desaprovada por 87 por cento dos entrevistados, e da saúde, que recebeu 86 por cento de avaliação negativa.
Dentre as notícias mais lembradas estão, de forma genérica, as relacionadas à corrupção no governo, citadas por 23 por cento dos entrevistados. Em segundo lugar, estão as notícias referentes à Lava Jato, lembradas por 11 por cento.
Dentre os entrevistados, 5 por cento citaram notícias relacionadas à liberação de exploração na Amazônia, ao passo que a atuação do governo na área ambiental foi desaprovada por 79 por cento.
“Claramente você tem uma parcela da população que levou isso em conta na avaliação... claramente isso dificulta o governo”, avaliou Fonseca.
A pesquisa ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios entre 15 e 20 de setembro, um dia após a Procuradoria-Geral da República apresentar nova denúncia criminal contra Temer. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.
A notícia sobre a apresentação da denúncia contra o presidente foi citada por 2 por cento dos entrevistados.

Fonte: Maria Carolina Marcello - Reuters/Extra
Foto: Darren Ornitz/Reuters