RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

sábado, 31 de março de 2012

SEMINÁRIO DE MARKETING POLÍTICO E ELEITORAL.


Maiores informações: seminariomarketingpoliticoeleitoral@hotmail.com
Fones: 84 99685012

KASSAB SINALIZA QUE APÓIA EDUARDO PARA PRESIDENTE.

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, fez um discurso, há pouco, no encontro regional do PSD que está sendo realizado no Clube Líbano, jogando confetes no governador Eduardo Campos, de quem recebeu apoio integral para consolidar a criação do PSD. Disse que o País passa por um momento de renovação de suas lideranças e que Eduardo seria um dos mais promissores quadros nacionais.
"O Brasil passa por uma transição e muitas lideranças estão contribuindo para os avanços conquistados. Esses novos líderes, como o governador Eduardo Campos, têm muito o que oferecer ao País", disse Kassab, insinuando que, num voo nacional do presidente do PSB, o seu partido estaria ao seu lado.
Boa parte da sua fala foi recheada de elogios ao Governo de Eduardo, a sua trajetória política e ao papel que vem desempenhando em nível nacional. Só faltou afirmar que o governador seria o seu candidato preferido à Presidência da República.
"Eduardo é, hoje, uma das maiores lideranças nacionais", destacou. Antes de falar, numa conversa com jornalistas, Kassab reafirmou que seu partido apoiará o candidato do PSDB a prefeito de São Paulo, José Serra.

Fonte: Magno Martins

LÍDER DO PSDB QUER INVESTIGAÇÃO DE CONTRATO DA PESCA.

Oposição quer apurar denúncia de reportagem que indica favorecimento de empresa que fez doação à campanha de Ideli Salvatti.

O líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), afirmou nesta sexta que pedirá à Comissão de Ética Pública da Presidência da República que investigue se houve uso indevido da máquina pública pelo Ministério da Pesca na compra de lanchas das empresa Intech Boating. Conforme informa reportagem publicada na edição de hoje do jornal O Estado de S. Paulo, após ser contratada para construir lanchas-patrulha de mais de R$ 1 milhão cada para o Ministério da Pesca, a empresa foi procurada para doar R$ 150 mil ao comitê financeiro do PT de Santa Catarina.
O comitê, detalha a reportagem, arcou com 81% dos custos da campanha a governador em 2010, cuja candidata era a petista Ideli Salvatti, atual ministra das Relações Institucionais. Na quarta-feira, o TCU considerou irregular a compra das 28 lanchas, no valor total de R$ 31 milhões, por entender que o Ministério da Pesca não tem o que fazer com as embarcações. Segundo o tribunal, o ministério não tem competência para usá-las no patrulhamento marítimo.
Um ex-militante petista, atual dono da empresa, admitiu em entrevista ter sido procurado a contribuir com o PT. "É uma confissão de favorecimento ilícito mediante corrupção ativa e passiva", afirmou Alvaro Dias. Ele classificou a denúncia como "grave" e "séria".
Para o tucano, a Comissão de Ética tem de adotar procedimentos para esclarecer se houve desonestidade na operação. Ele não descarta pedir, futuramente, a convocação de Ideli Salvatti para ir ao Congresso esclarecer o caso. "Pode-se estar diante do uso da máquina pública para extorquir em favor de arcar supostamente com campanhas eleitorais", afirmou.

Fonte: Último Segundo/Agência Estado

DENÚNCIA CONTRA EX-ASSESSOR É "EXTREMAMENTE GRAVE", DIZ MINISTRO.

Reportagem da revista Veja revela que ex-assessor de Alexandre Padilha teria recebido R$ 200 mil de empresários.

Um ex-assessor do ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), teria recebido R$ 200 mil para manter um suposto esquema de corrupção dentro do Ministério da Saúde envolvendo os seis hospitais federais do Rio de Janeiro. As revelações são da revista "Veja" desta semana. Em entrevista coletiva na manhã deste sábado, o ministro classificou o episódio como “extremamente grave” e revelou que o ex-assessor já é alvo de procedimentos investigatórios da Controladoria Geral da União (CGU) e da Polícia Federal (PF). “Eu estou indignado”, afirmou Padilha.
De acordo com a reportagem, em junho de 2011, Edson Pereira de Oliveira recebeu quatro depósitos que totalizaram R$ 200 mil de empresários suspeitos de integrarem um esquema milionário de desvio de recursos no Rio. Uma das empresas depositárias teve contratos da ordem de R$ 3,8 milhões para uma empresa farmacêutica graças a contratos com um hospital universitário carioca. O assessor trabalhava junto ao Ministério desde janeiro de 2011.
Segundo a publicação, esse dinheiro seria para cobrir dívidas de campanha que o ex-assessor contraiu durante a campanha municipal de 2008, quando ele disputou a prefeitura de Ibititá (BA). Edson Oliveira também trabalhou com Padilha na Secretaria de Assuntos Federativos em 2005. O ministro conhecia Oliveira há aproximadamente 20 anos, mas negou qualquer relação pessoal com ele.
“Não tenho motivo para ter encontro pessoal com ele”. Pela reportagem da revista, Oliveira deixou o ministério no final do ano passado. O ministro afirmou que ele foi exonerado após se afastar das funções por um “longo período”.
Auditoria da Controladoria Geral da União (CGU) revelou que no período houve indícios de desvio de recursos da ordem de R$ 124 milhões, de R$ 887 milhões contratados pelo Ministério da Saúde. “São novos fatos extremamente graves e se associam a outros fatos graves que estamos detectando”, afirmou Padilha em coletiva neste sábado..
O ministro Alexandre Padilha informou que pediu uma investigação contra o assessor junto à Polícia Federal e também à Controladoria Geral da União (CGU) após ter conhecimento das denúncias da Veja. O novo procedimento administrativo contra Oliveira, conforme Padilha, faz parte de uma ação de reestruturação administrativa iniciada no primeiro trimestre do ano passado. Uma reestruturação que já detectou ações como formação de cartel ou indícios de direcionamento de procedimentos licitatórios.
Padilha informou que essa reestruturação já resultou em uma economia de R$ 50 milhões nos seis hospitais federais do Rio de Janeiro e em substituições de contratos que resultaram em uma redução de 43% em locações de equipamentos e de 49% em contratos com empresas terceirizadas. Um total 37 contratos já foram suspensos por indícios de irregularidades.

Fonte: Último Segundo/Wilson Lima/iG
Foto: Agência Estado

UM VICE SOB MEDIDA.

José Serra e Gilberto Kassab já bateram o martelo: o vice na chapa de Serra será o secretário de Educação de São Paulo, Alexandre Schneider. É o mesmo nome que Kassab tinha em mente quando ainda namorava o PT de Lula para uma aliança na capital paulista.
Por Lauro Jardim

MOTOSERRA PETISTA.

O presidente do Ibama, Curt Trennephol, pedirá licença para tratar da saúde e já avisou ao governo que não pretende retornar ao posto. Foi o suficiente para ouriçar o PT. A legenda quer não apenas o cargo de Trennephol, um procurador aposentado do Ibama, como também o da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira. As alas mais à esquerda do PT alegam que ambos não têm filiação partidária e acusam a dupla de ter sido “flexível” ao negociar o texto do novo Código Florestal com a bancada ruralista.

Fonte: Leonel Rocha

VENDA DE LANCHAS AO GOVERNO NÃO SEGUIU EXIGÊNCIAS, DIZ TCU.

Empresa que ganhou concorrência do Ministério da Pesca em 2008 havia construído só 1 embarcação; mínimo eram 3

Uma empresa que vendeu, em 2008 e 2009, um total de 28 lanchas ao Ministério da Pesca, no valor de R$ 31 milhões, havia feito apenas uma lancha e estava construindo a segunda quando venceu a primeira licitação para fornecer as embarcações.
Segundo as regras da concorrência de 2008, a Intech Boating precisaria ter produzido pelo menos três barcos para participar da disputa.
O TCU (Tribunal da Contas da União) apontou irregularidade na avaliação da qualificação técnica da empresa.
No segundo pregão, em 2009, outra empresa havia apresentado o menor lance, mas foi desclassificada mesmo tendo comprovado a fabricação de três lanchas.
Além disso, auditoria aprovada na quarta-feira pelo tribunal apontou "falhas graves de planejamento" na aquisição das lanchas, porque o ministério não tem competência legal para atuar na fiscalização da pesca.
Até hoje, 23 das 28 embarcações estão fora de uso. O custo de operação para cada lancha é de R$ 346 mil por ano, incluindo combustível, tripulação e outros gastos.
Em reportagem publicada ontem pelo "O Estado de S. Paulo", o dono da empresa disse que doou R$ 150 mil ao comitê financeiro do PT de Santa Catarina em 2010 a pedido do Ministério da Pesca.
A relação entre a empresa e o partido havia sido revelada pela "IstoÉ" em outubro.
A ministra das Relações Instituicionais, Ideli Salvatti, candidata petista a governadora na época, teve 80% dos recursos da sua campanha bancados pelo partido.
Derrotada na eleição, Ideli foi empossada ministra da Pesca em janeiro de 2011.
Substituiu Altemir Gregolin, também do PT catarinense, que foi responsável pela compra das 28 lanchas. A ordem para a compra das últimas cinco lanchas foi assinada em seu último dia.
O dono da Intech, José Antônio Galizio, afirmou à Folha que a doação foi pedida por um representante do comitê de campanha do PT.
"O partido me procurou, como procura todos. Ninguém vai meter a mão no bolso se não for procurado." Mas acrescentou que tem "simpatia" pelo PT há 30 anos. "O partido merece", afirmou.
Questionado se não pensou que isso poderia lhe trazer constrangimento, respondeu: "Pensei. Mas a advogada da empresa disse que era legal. Nós não estaríamos ganhando nada. O contrato já estava assinado e não havia motivo para comprar favor".
O dono da Intech afirmou que a empresa foi criada em 2006 e confirmou que apenas um barco estava concluído no momento da primeira licitação, em 2008. "Os barcos estavam em desenvolvimento. Usei a plataforma desse barco para fazer as lanchas."
O ministério diz que disponibilizou as lanchas para órgãos de inspeção e fiscalização da atividade pesqueira.

Fonte: jusBrasil

130 CIDADES BRASILEIRAS APAGAM AS LUZES NESTE SÁBADO.

O Parque do Arpoador, no Rio de Janeiro, sedia neste sábado, 31, a celebração brasileira da Hora do Planeta, movimento que levou mais de 1 bilhão de pessoas a apagarem as luzes em todo o mundo no ano passado. Ícones da paisagem carioca estarão às escuras entre 20h30 e 21h30, como o Cristo Redentor, a igreja da Penha, o Monumento dos Pracinhas, a orla de Copacabana e o Arpoador. Além do Rio, outras 25 capitais e 130 cidades brasileiras participam do ato simbólico, apagando 580 monumentos. No ano passado, 123 municípios, entre eles 20 capitais, aderiram à campanha.
Agora em 2012, estão confirmadas a participação dos paulistanos Obelisco do Ibirapuera, Ponte Estaiada Octávio Frias de Oliveira, Monumento às Bandeiras, Theatro Municipal, Biblioteca Mário de Andrade, Arcos do Anhangabaú (baixos do Viaduto do Chá), Mercado Municipal e Estádio do Pacaembu, além do Hospital Israelita Albert Einstein. Pelo País, também terão suas luzes apagadas o Farol da Barra e o Elevador Lacerda, em Salvador, o Monumento a Bento Gonçalves, em Porto Alegre, o Mercado Central de Porto Velho, em Rondônia, e o Horto Florestal de Rio Branco, no Acre.
"O País será anfitrião da conferência da Organização das Nações Unidas que debaterá o desenvolvimento sustentável, a Rio+20. O ato de apagar as luzes hoje será mais uma forma de mostrar ao mundo que os brasileiros querem um futuro com desenvolvimento econômico que respeite os limites do planeta e gere inclusão social", diz a superintendente de Engajamento do WWF-Brasil, Regina Cavini.
A primeira Hora do Planeta ocorreu em março de 2007, apenas na cidade australiana de Sidney.
Entre os monumentos mundiais que já participaram da iniciativa e apagaram suas luzes estão as pirâmides do Egito, a Torre Eiffel, em Paris, a Acrópole, em Atenas e a cidade de Las Vegas.

Fonte: Estadão.com.br

PORTA FECHA...

Um certo município caminha à passos largos para candidatura única no pleito e 07 de outubro de 2012. Reunião neste sentido ocorreu no dia de ontem, sexta-feira entre os dois cabeças da oposição e situação. Uma outra conversa está reservada para a sexta-feira vindoura. O anúncio, só depois de devidamente consultadas as bases. Mas que está por um fio, tal união... isso está.

ALIADOS DE OUTRORA. ADVERSÁRIO EM 2012.

A disputa em Riacho de Santana está definida. O candidato do prefeito Raimundo Nonato enfrentará nas urnas o indicado pelo grupo do ex-prefeito Wellington Soares. Provavelmente deve ser o vereador Chaerton, eleito no pleito de 2008 com 420 votos.
A situação ao que tudo leva à crer, terá como postulante o atual diretor da Unidade de Saúde do município, Jessé. Dois jovens que enfrentarão as urnas para uma disputa de cabeça de chapa, pela primeira vez. Um deles, caso sejam candidatos, terá pela frente a obrigação de governar um município que politicamente separa uma só família, em duas vertentes políticas.
E pelo visto, para sempre...

PRESIDENTE DO TSE SERÁ HOMENAGEADO HOJE PELA CORTE ELEITORAL POTIGUAR.

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte promoverá hoje sessão solene para entregar a Medalha de Mérito Eleitoral Tavares de Lyra ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Ricardo Lewandowski.
A programação desse sábado encerra o encontro 56º Reunião do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais, que começou na última quinta-feira, em Natal.

Fonte: Panorama Político

ITAÚ: MAYANE MELO DECLARA-SE PRÉ-CANDIDATA AO EXECUTIVO MUNICIPAL.

A farmacêutica Mayane Melo, sobrinha de Edson Melo, atual prefeito itauense, conversou à pouco com nosso blog e deixou claríssima sua pretensão de ser a candidata situacionista neste pleito de 2012. Mayane assegurou que durante o período que exerceu o cargo de secretária de saúde do município, sentiu o desejo de parte da população em vê-la suceder seu tio e que isso a encoraja em galgar os degraus da disputa. Mayane Melo também citou o fato de ser filha natural de Itaú e que isso também à leva a realizar o sonho de governar sua terra natal.
Convicta de que enfrentará obstáculos dentro do grupo, a jovem farmacêutica disse saber da existência de nomes que como ela, anseiam ser o candidato do partido, mas crer que o consenso prevalecerá e que os diálogos com os correligionários e a habilidade de Edson Melo serão cruciais para a unanimidade em torno do seu nome.
Um pool de blogs deverá entrevistar Mayane Melo nos próximos dias, assim como fará em outras cidades, como parte da rodada de entrevistas com pré-candidatos ao pleito 2012 que o rnpoliticaemdia2012 e os blogs parceiros pretendem realizar.

Foto: Atualidades

UNIÃO INESPERADA: OS OPOSTOS PODEM ANDAR JUNTOS.

A política é uma ciência dinâmica. Isso já cansamos de ouvir. porém, a cada nova união tida como impossível, nos surpreendemos.
Antes de qualquer comentário, analisemos:
Faltam 190 dias para as eleições de 2012. 91 dias para as convenções.

Perguntas rondam as cabeças dos alexandrienses:
Quem é o candidato que será apoiado pelo prefeito Alberto Patrício? Não sei. Essa é a resposta.
Quem será o candidato da oposição? Não sei. Eis a resposta.





Vamos para as especulações:

OPOSIÇÃO:
Nei Moacir Rossato é o nome de peso da ala contrária. Mas já citou-se outros. Um nome do bloco político que engloba o médico Napoleão Véras, por exemplo.
NA SITUAÇÃO:

Jânia Fernandes, filha do ex-prefeito Janduir.
Edilberto Oliveira, vereador eleito com 898 votos.
Antônio Pires, dirigente da empresa de abastecimento d'água municipal.
Estes seriam os três principais nomes da situação. Dias atrás, iniciou-se os comentários à cerca do nome de Janduir Maia como sendo uma outra opção para o grupo governista. Contudo, até o momento, nenhuma definição. Ao menos indicações dos escolhidos para as convenções. Ou partiram todos?

O QUE PODERÁ OCORRER NA OPOSIÇÃO:
Aos 45 minutos do segundo tempo, a oposição lança o candidato, já sabendo quem será seu opositor.

O QUE PODERÁ OCORRER NA SITUAÇÃO:
O problema é a falta de consenso dentro da cúpula governista.
Antônio Pires apoiaria a vice-prefeita Jânia Fernandes?
Jânia Fernandes apoiaria o vereador Edilberto Oliveira?
Edilberto Oliveira apoiaria Antônio Pires?
Os três apoiariam o nome de Janduir Maia?
Difícil ter certeza qual a resposta de uma destas perguntas. Se houvesse consenso, o nome já estaria nas ruas. E seria muito mais fácil de trabalhá-lo. Conscientizar a população que tal nome é o melhor para a ocasião, faltando 4.560 horas para a eleição, não é muito fácil. E imagine quanto lembrar-mos que 1/3 deste tempo, o ser humano, geralmente passa dormindo...

Toda essa história, serve para ilustrar e advertir que uma união está no embrião. E tem tudo para decolar.
Por ser dinâmica, é que a política nos surpreende a cada dia. E caso ocorra esta união, a culpa é da demora nas definições...













Vamos aguardar.

OS PASSOS DE MARINA.

Marina Silva voltou a conversar com parlamentares sobre a sua vontade de fundar um partido depois das eleições. Em outubro, decidiu fazer campanha para seus candidatos no Rio de Janeiro, Fortaleza e São Paulo.



Fonte: Lauro Jardim

PR DE CARAÚBAS CONFIRMA PRÉ-CANDIDATURA DE PAULO BRASIL À PREFEITURA.

Com a presença de várias lideranças políticas de Caraúbas e região Oeste, o deputado federal João Maia, prestigiou na condição de presidente estadual da legenda, o encontro do PR de Caraúbas. O encontro serviu também para reafirmar o projeto do partido que passa pela disputa da prefeitura, com a pré-candidatura do vereador Paulo Brasil. O evento ainda contou com as presenças do deputado estadual Getúlio Rego (DEM), dos prefeitos Leonardo Rego (Pau dos Ferros) e Antônio Peixoto (Ceará-Mirim), ex-prefeitos, vices-prefeitos, vereadores e lideranças.
Paulo Brasil é vereador e sua pré-candidatura, além de contar com a simpatia do diretório caraubense do PR, goza de todo o aval do deputado João Maia, que em suas palavras no evento, destacou a importância de que as eleições municipais sejam feitas com toda transparência. “A vida é um fato local. Nós precisamos respeitar os nossos cidadãos, não trocando seu voto por qualquer coisa. É um ato de subjugar, de acabar com a soberania do povo. Nós não podemos por comodismo ou medo, abrir mão de definir o nosso destino. Não depende de ninguém, nem dos poderosos. Se eles pudessem, Lula não teria sido presidente do Brasil”, destacou.

Fonte: Robson Pires

NOTA DO BLOG RNPOLITICAEMDIA2012: De Marcelino Vieira, tinha político neste encontro. Quem? Isso é outra história.

PREFEITO DE ALTO DO RODRIGUES VAI TORRAR MAIS DE R$ 610 MIL COM A CONSTRUÇÃO DE TRÊS PÓRTICOS.

Depois que passou a receber mensalmente quase R$ 3 milhões referente ao repasse de royalties feitos pela Petrobrás, o prefeito de Alto do Rodrigues, Eider Medeiros (PMDB), começa a torrar o dinheiro público com obras espalhafatosas que nada contribui para melhorar a infraestrutura da cidade ou a qualidade de vida da população.
O prefeito fechou contrato no valor de R$ 610.288,31 com a empresa Garra Construções Ltda, para construir até o final de junho deste ano, três pórticos e implantação de meio-fio no canteiro central de trecho da avenida Ângelo Varela que fica em frente à sede do Poder Executivo municipal.

Fonte: Robson Pires

PREFEITOS E EX-PREFEITOS DESVIAM MAIS DE R$ 7 MILHÕES DO FUNDEF.

Os desvios foram constatados pela Primeira Câmara do TCE, que encaminhou os processos ao MP.

Mais de R$ 7 milhões do Fundo de Manutenção do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério - Fundef foram desviados de sua finalidade pelos prefeitos e ex-prefeitos de Jandaíra, Silvano Pinheiro da Câmara; Lagoa Salgada, Francisco Canindé Freire; Ouro Branco, Nilton Medeiros; Riacho da Cruz, Maria Bernadete Nunes Rego Gomes; Monte das Gameleiras, Macaíba; Fernando Cunha Lima Bezerra; Ielmo Marinho, Hostilio José de Lara Medina; Lajes, Benes Leocádio; e Goianinha, Wilton Gomes Machado.
Os desvios dos recursos do Fundef foram constatados pela Primeira Câmara de Contas do TCE que, além de condenar os gestores ao ressarcimentos dos recuros desviados, encaminhou os processos ao Ministério Público Estadual para que tome as medidas penais cabíveis. Só um dos conselheiros, Carlos Thompson, julgou quatro processos.
O ex-prefeitos de Jandaíra, por exemplo, terá de ressarcir integralmente R$ 520.846,19 aos cofres públicos. Outro gestor, o da prefeitura de Lagoa Salgada, Francisco Canindé Freire, foi condenado a ressarcir o erário em R$ 684.522,37.
Ao atual gestor de Macaíba o voto dos conselheiros foi pelo "remanejamento, no prazo de 30 dias, de R$ 338.889,83, correspondente a soma da quantia paga aos professores não vinculados ao ensino fundamental e das despesas de exercícios anteriores e restos a pagar e apresentação, no prazo de 30 dias, do plano de aplicação do valor não utilizado na remuneração do magistério, totalizando R$ 713.100,47, referente aos exercícios de 2001 a 2003 e cujo pagamento deve ser efetuado aos professores em trinta dias." Os outros gestores também foram condenados a devolver dinheiro aos cofres públicos.

Fonte: Gardênia Oliveia/DN/O Cidadão

ALEXANDRIA: UNIÃO INESPERADA.

AGUARDEM.

JUÍZES FEDERAIS SEGUEM FORA DA JUSTIÇA ELEITORAL.

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indeferiram, por maioria, pedido de cinco associações ligadas a juízes federais que pretendiam incluir essa categoria no exercício da jurisdição eleitoral de primeiro grau nas zonas eleitorais. As associações pediam a alteração da Resolução do TSE 21.009/2002, segundo a qual "a jurisdição em cada uma das zonas eleitorais em que houver mais de uma vara será exercida, pelo período de dois anos, por juiz de Direito da respectiva Comarca, em efetivo exercício".
As associações argumentaram que a Justiça Eleitoral é um segmento especializado da Justiça da União e os juízes eleitorais de primeiro grau são recrutados entre os juízes de Direito da Justiça Comum dos Estados, de acordo com o que determina o Código Eleitoral. No entanto, segundo elas, a Constituição não contemplaria em nenhum momento essa referência, de modo a reservar, em caráter exclusivo, a função eleitoral aos juízes de direito estaduais.
"Ao contrário, o regime constitucional superveniente ao Código Eleitoral tanto dispôs que a Justiça Eleitoral integra o Poder Judiciário da União quanto a expressão juízes de Direito, em razão dessa circunstância, pode e deve ser relida como referente a juízes eleitorais", afirmam.
Voto
Relator do processo, o ministro Gilson Dipp afirmou, no voto condutor, que é respeitável o argumento do pedido de que a Justiça Eleitoral integra e exerce jurisdição federal própria, sendo seus servidores, sua organização, recursos, bens e serviços tipicamente federais.
"Também pareceria indisputável a todos os títulos, como sustentam as requerentes e o reafirma a manifestação da Procuradoria-Geral Eleitoral, que a interpretação a que se submetem as instituições e normativos referentes ao regime e funcionamento da Justiça Eleitoral é predominantemente o interesse e os princípios do Poder Judiciário Federal", disse.
A controvérsia, no entender do relator, estaria limitada ao sentido e alcance da expressão "juízes de direito" constante do artigo 32 do Código Eleitoral, de 1965. No entanto, afirmou, "ocorre que o texto constitucional em vigor, a despeito disso, expõe regra que menciona explicitamente juízes de Direito como representativos da Justiça Estadual Comum".
Sustentou que o constituinte de 1988 estabeleceu claramente serem os juízes de Direito da Justiça Estadual Comum aqueles que deveriam integrar os Tribunais Regionais Eleitorais, ou seja, "a jurisdição eleitoral de segundo grau, fosse porque tinha o constituinte a informação de que eram os juízes estaduais que efetivamente a desempenhavam em primeiro grau, fosse porque lhe parecera conveniente valer-se da capilarização da sua experiência até então".
Sustentou o ministro que a Constituição Federal , ao mencionar, no artigo 121, que uma nova lei complementar deveria estabelecer a competência "dos Tribunais, dos juízes de Direito e das juntas eleitorais", "pareceu ter dito, ainda uma vez, que os tais juízes de Direito (do primeiro grau da Justiça Eleitoral) seriam logicamente os juízes de Direito escolhidos pelo Tribunal de Justiça".
"É que os Tribunais de Justiça, que são estaduais, não poderiam escolher ou indicar juízes federais, pois isso escapa de sua atribuição administrativa. E quando a Constituição relaciona sistematicamente os Tribunais de Justiça com juízes de Direito, logicamente se refere a juízes estaduais, reforçando a concepção constitucional de que juízes de direito são obviamente os juízes estaduais. Não se pode negar, portanto, que a expressão dos citados artigos 120 e 121 da Constituição Federal constitui robusto fundamento para a tese contrária à defendida pelas Associações ora requerentes", afirmou o relator.
Por fim, ressaltou o ministro Gilson Dipp, quando a Constituição relaciona os juízes eleitorais aos juízes de direito estaduais, "não está praticando uma exorbitância constitucional, mas acomodando, nos órgãos da Justiça Nacional Eleitoral (embora organizada como ramo do Poder Judiciário da União), juízes de Direito estaduais no primeiro grau e juízes estaduais e federais no segundo grau de jurisdição sem quebrar os valores federativos e nacionais".
Ministro Marco Aurélio Melo entende que a Justiça Eleitoral é por natureza federal.
O ministro Marco Aurélio, no entanto, votou de modo divergente do relator. Segundo ele, a Justiça Eleitoral é, por natureza, uma Justiça Federal. "Por que não podemos a um só tempo dizer que não há participação do segmento federal na primeira instância, mas há na segunda instância", disse.
O ministro Marco Aurélio afirmou que a participação da Justiça Federal na primeira instância da Justiça Eleitoral seria salutar: "creio que tudo recomenda - a proporcionalidade, a razoabilidade - uma participação da Justiça Federal na Justiça Eleitoral nos três patamares, na primeira instância, na segunda instância e também no Tribunal Superior Eleitoral. Penso que a colocação é muito apropriada e se harmoniza com o tratamento previsto na Carta quanto à atuação da Justiça Comum".
O pedido indeferido foi feito pela Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Associação dos Juízes Federais da 1ª Região (Ajufer), Associação dos Juízes Federais da 5ª Região (Rejufe), Associação dos Juízes Federais de Minas Gerais (AjufeMG) e Associação dos Juízes Federais do Rio Grande do Sul (Ajufergs).

Fonte: O Mossooense

ELEIÇÕES 2012: O ANFITRIÃO.

José Serra e Paulo Maluf jantarão juntos neste fim de semana. O prato principal será o apoio do PP à eleição do tucano a prefeito de São Paulo. O encontro acontecerá na casa de Maluf, nos Jardins. Há dez dias, com a mesma finalidade, foram à mansão o vice-presidente da República, Michel Temer, e Gabriel Chalita, candidato do PMDB. O PP tem 2m42s no horário gratuito da propaganda eleitoral e um acordo com Geraldo Alckmin para a eleição de 2014. Se Serra for bom de papo, meio caminho está andado.

Fonte: Ricardo Boechat

OPERAÇÃO MONTE CARLO: ZONA CINZENTA.

Promete ser movimentada a reunião do Conselho Nacional do Ministério Público, nos dias 17 e 18 de abril, em Brasília. O colegiado se defronta com uma questão crucial: um procurador licenciado do MP está sujeito ao código de conduta da classe? Ou seja, o senador Demóstenes Torres, afastado do Ministério Público de Goiás e investigado no STF, a pedido do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que chefia o CNMP, por ter afrontado a Lei Orgânica do MP?

Fonte: Ricardo Boechat

DESTINO TRAÇADO.

A declaração do advogado Antonio Carlos de Almeida Castro de que do ponto de vista jurídico “o jogo começa agora” denota que do ponto de vista político o destino do senador Demóstenes Torres já está traçado: a vida pública do senador eleito por Goiás está muito perto do fim.
Se não interromper o processo – com um pedido de licença ou renúncia, por exemplo – o julgamento político de Demóstenes tem destino traçado. Para o Senado, por exemplo, ele já é passível de perda do mandato porque, da Tribuna, há três semanas, ele disse que não conhecia de perto os negócios de Cachoeira. Mas, os diálogos captados pela Polícia Federal revelam o contrário: que Demóstenes conhecia e até tentava ajudar o amigo em seus negócios. Ou seja, ele teria mentido perante a Casa, o que já é razão para a perda do mandato pelas regras do parlamento.
O caso surpreende porque , ao longo dos últimos anos, Demóstenes foi uma espécie de xerife da Casa. Foi quem inquiriu Renan Calheiros e cobrou explicações de José Sarney em escândalos recentes. Em seu partido, o DEM, foi ao lado de Ronaldo Caiado quem defendeu a expulsão sumária de José Roberto Arruda. Agora, ele foi obrigado a ouvir do mesmo Ronaldo Caiado o conselho para deixar o partido porque não teria como se defender diante das evidências de seu envolvimento com um empresário de jogos ilegais.
O fim de semana será de decisão para Demóstenes Torres. Ele terá de tomar adotar uma estratégia política antes de terça-feira porque seu partido, o DEM, vai se reunir no começo da semana que vem para tomar uma providência: se não pedir para sair, ele poderá ser expulso. Na hipótese, cada vez mais remota, de ele conseguir preservar o mandato de um julgamento político (ele ainda tem quase sete anos de mandato) Demóstenes jamais será o mesmo. Na política, será um “morto-vivo”.

Fonte: Cristina Lobo

NOME DO NOVO MINISTRO DO TRABALHO DEVE SAIR SEGUNDA.

O PDT tem uma única convergência: o futuro ministro do Trabalho deve ser anunciado na próxima segunda-feira. A confusão aparece quando se tenta descobrir quem será o titular. O grupo do ex-ministro Carlos Lupi diz que a presidente se decidiu por Manoel Dias. Evidentemente, Dias é o preferido de Lupi. Já a turma do deputado Paulinho da Força (SP) diz que será o deputado Brizola Neto (RS). Ele teria a seu favor o fato de ter aceitado uma proposta de transferir o poder de criar novos sindicatos para uma comissão tripartite das centrais sindicais. Hoje, essa é uma prerrogativa da Secretaria de Relações do Trabalho e do ministro. A fórmula foi criada no governo Fernando Henrique Cardoso, mas nunca implantada.

Fonte: Felipe Patury

MICARLA (NATAL) E LUCIANO (JOÃO PESSOA) BATEM RECORDES DE REJEIÇÃO.

Os prefeitos de João Pessoa, Luciano Agra (PSB), e de Natal, Micarla Sousa (PV), enfrentam obstáculos em seus partidos para disputar a própria reeleição. Ambos batem recordes de rejeição dos munícipes.

Fonte: Robson Pires/Cláudio Humberto

PORTAL UOL: EMPREITEIRO DIZ QUE PRESIDENTE DO DEM RECEBEU DINHEIRO PARA CAMPANHA.

A notícia de que o senador José Agripino Maia recebeu recursos no valor de R$ 1 milhão para campanha eleitoral, dinheiro esse vindo do esquema de corrupção operacionalizado no Detran potiguar, ganhou repercussão nacional.
O portal Uol traz nesta noite matéria onde destaca que o Ministério Público do Rio Grande do Norte encaminhou à Procuradoria Geral da República um depoimento do empreiteiro potiguar José Gilmar de Carvalho Lopes, no qual ele afirma que o senador e presidente nacional do DEM, José Agripino Maia, teria recebido R$ 1 milhão em dinheiro “vivo” para a campanha de 2010 no Estado.
O depoimento do empresário –que é dono da construtora Montana, uma das maiores do Rio Grande do Norte– foi dado em novembro de 2011, durante as investigações de um suposto esquema montado para manter o monopólio indevido nas inspeções ambientais veiculares no Estado, que poderia render R$ 1 bilhão aos acusados.
No depoimento, Gilmar afirmou que o repasse do R$ 1 milhão –que seria fruto do desvio de recursos públicos do Detran-RN– teria sido feito pelo advogado George Olímpio, que foi preso e denunciado na operação Sinal Fechado. Além do declarante, uma advogada e dois promotores assinam o documento.

Fonte: Panorama Político

JUSTIÇA RESTITUI DIREITOS POLÍTICOS DE EX-PREFEITO.

A juíza Andrea Cabral Antas Câmara, da Comarca de Macau, concedeu antecipação de tutela com efeito suspensivo para suspender de forma imediata os efeitos do Decreto n° 037/2010, expedido pela Câmara Municipal de Guamaré. A decisão restitui os direitos políticos do ex-prefeito de Guamaré, Mozaniel de Melo Rodrigues, que estavam suspensos por força do decreto legislativo. A decisão de 2010 do Legislativo de Guamaré tornava Mozanael inelegível, por oito anos. Além da inelegibilidade, o ex-prefeito estava impedido de contratar ou se vincular a ente público. Mozaniel ficou no cargo de prefeito por quatro meses, entre 1º de janeiro a 23 de abril de 2009. Teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral.
Para seis dos sete membros da Corte, a decretação de insanabilidade das contas de João Pedro Filho e o consequente indeferimento do registro de sua candidatura contaminou Mozaniel. A justificativa está no entendimento que os membros da Corte fizeram da Lei Eleitoral, em que as chapas são unas e indivisíveis. João Pedro era vice-prefeito de Mozaniel.
Com essa cassação, segundo explicou o advogado do ex-prefeito, Felipe Cortez, a Câmara Municipal de Guamaré resolveu levar a julgamento, em 2010, as contas referentes aos quatro meses da gestão de Mozaniel, sem qualquer parecer prévio do Tribunal de Contas do Estado. Na época, por cinco votos a quatro, a Câmara não só reprovou as contas, no dia 22 de março de 2010, como aprovou a decretação de inelegibilidade.
"Pelo artigo 31 da Constituição Federal, cabe ao TCE dar parecer e fazer o julgamento. A Câmara pode julgar depois, dizendo se o TCE acertou ou errou. Esse trâmite não foi obedecido", argumentou Felipe Cortez. Com a publicação do decreto da inelegibilidade, o ex-prefeito levou o caso à Justiça, ingressando com Ação Ordinária contra a Câmara Municipal.
"Ao analisar a ação", explicou o advogado Felipe Cortez, "a juíza considerou que houve uma iniciativa dolosa, que fere a Constituição Federal". O advogado completou dizendo que "a manobra política, absurdamente ilegal, dos vereadores teve uma única intenção, a de prejudicar Mozaniel, arrumando argumento para retirar sua elegibilidade". O Poder Legislativo pode recorrer da decisão.

Fonte: Tribuna do Norte
Foto: Luciana Brasil

sexta-feira, 30 de março de 2012

DEU NO SERRA NEGRA EM FOCO...

Flávio Bezerra alfinetou Rogério Mariz.

Durante a Sessão dos Vereadores, na Câmara Municipal dos Vereadores de Serra Negra do Norte, o Vereador Flávio Bezerra(DEM), não "atacou" o Prefeito Rogério Mariz.
O vereador do Democratas falou: "Rogério não se importa com os Vereadores da cidade. Para ele, nós(vereadores) somos um bando lixo que deveria ser jogado na privada".
Flávio repetiu isso e em vários momentos e também alertava e pedia que Rogério desse mais atenção aos Vereadores da cidade, que segundo ele também são figuras importantes na cidade.

DEM PODE ABRIR PROCESSO DE EXPULSÃO DE DEMÓSTENES NA PRÓXIMA TERÇA.

O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), afirmou nesta sexta-feira, 30, que a situação política do ex-líder da bancada no Senado Demóstenes Torres (GO) se 'agravou' desde a quinta-feira, com a divulgação de novos grampos telefônicos feitos pela Polícia Federal que revelam uma relação do parlamentar com o empresário do ramo de jogos de azar Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. 'A situação de Demóstenes se agravou', disse ACM Neto.
Para o deputado baiano, se Demóstenes não apresentar explicações 'contundentes' e 'convincentes' até terça-feira, 3, o partido abrirá um processo de expulsão de Demóstenes. 'Se ele não for contundente e convincente, torna-se insustentável a permanência dele no partido', afirmou.
O líder da bancada da Câmara disse que não pedirá a Demóstenes que deixe o DEM por causa das denúncias, no caso de ele não as esclarecer. 'Desfiliar-se ou não do partido é uma iniciativa que cabe a ele', afirmou ACM Neto.
Nos bastidores, porém, a cúpula partidária tem pressionado Demóstenes a deixar a legenda por conta própria. Querem evitar que as denúncias afetem a legenda. Acreditam que o senador não tem mais condições de esclarecer o relacionamento que teve com Cachoeira.
Na quinta-feira pela manhã, Neto e outros integrantes da cúpula encontraram-se com o ex-líder do Senado. Na conversa, Demóstenes disse que não sabia o que havia contra ele no inquérito em curso no Supremo Tribunal Federal (STF). Pediu o final de semana para analisar a investigação e só depois dar uma resposta definitiva.
O advogado do senador, Antonio Carlos de Almeida Castro, conseguiu nesta tarde cópia dos autos principal da investigação contra Demóstenes no STF. Ainda aguardava receber os apensos do inquérito, onde estão os grampos telefônicos que envolvem o senador. Ele afirmou que, nas conversas que teve com seu cliente por telefone ao longo desta sexta, o parlamentar não disse se vai deixar o DEM.

Fonte: Ricardo Brito/Agência Estado/Estadao.com.br

DEM E PMDB FECHAM CHAPA DE OPOSIÇÃO EM CARNAUBAIS.

DEM e PMDB vão seguir juntos no município de Carnaubais.
Reunião agora à tarde em Natal, com os Democratas senador José Agripino e deputado Felipe Maia, foi fechada a chapa que vai disputar a Prefeitura em oposição ao atual prefeito Luizinho (PSB), que vai tentar reeleição.
O candidato a prefeito será Dinarte Diniz (DEM) e a vice Alzenir Bezerra (PMDB), mulher do ex-prefeito Zenilton.

Fonte: Thaísa Galvão

TUCANOS ESTÃO COM DIÁLOGO ABERTO E EM FRANCO ANDAMENTO COM O PR PAULISTA PARA REFORÇAR SERRA.

Embora incipiente, as conversas do PSDB com o PR deram seus primeiros passos. O deputado estadual André do Prado, presidente estadual do Conselho Político do PR, esteve com coordenadores da campanha de Serra para tratar da costura.
O PSDB quer aproveitar o momento para fechar logo a parceria, já que o PR recentemente se declarou fora da base do governo na Câmara do Deputados.
Mas ainda há muito caminho pela frente, tanto que o vereador Aurélio Miguel, líder do PR na Câmara Municipal, disse sequer estar a par da conversa e afirmou achar ser muito cedo para que se feche questão sobre o tema alianças.
Miguel foi mais longe e acrescentou que o PR, pelo menos no âmbito municipal, tem estado mais próximo de PMDB e PT.

Fonte: Poder Online

DEPUTADO GUSTAVO FERNANDES NEGA CANDIDATURA DO SEU PAI A PREFEITO DE PAU DOS FERROS.

Quem conversou com o blogue no início da noite de hoje foi o deputado estadual Gustavo Fernandes (PMDB). Ele disse que não procede a informação de que o seu pai e ex-deputado estadual Elias Fernandes (PMDB) esteja disposto a disputar a prefeitura de Pau dos Ferros conforme foi noticiado nesta página.
- Meu pai não vai disputar a prefeitura de Pau do Ferros. O nosso candidato será Nilton Figueiredo com quem temos compromisso. Quem faz oposição ao nosso grupo está tentando fazer intriga. Não vai conseguir. Além disso, o nosso interesse é o de fortalecer cada vez mais o PMDB na região, disse Gustavo.

Fonte: Robson Pires

CANDIDATOS A PREFEITO DO DEM QUEREM AFASTAMENTO IMEDIATO DE DEMÓSTENES.

Nos início els se solidarizaram com o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) contra as denúncias de seu envolvimento com o banqueiro do bicho Carlinhos Cachoeira.
Agora os deputados do Partido Democratas Rodrigo Maia (RJ) e ACM Neto (BA) estão com raiva do senador.
Isso: raiva.
Os dois pretendem concorrer a prefeitos, do Rio e de Salvador, e acham que Demóstenes está atrapalhando uma enormidade as suas campanhas.
Rodrigo Maia e ACM Neto, assim como outros candidatos a prefeito pelo DEM, não aguentam mais esperar o resultado de CPIs, processos, etc. Cobram do presidente do partido, senador José Agripino Maia (RN), uma saída mais rápida.

Fonte: Poder Online

FUNDO DE VERDADE.

Dilma podia viajar mais

Na festa organizada pelos sindicatos policiais em comemoração aos 68 anos da Polícia Federal, Valdir Raupp fez piada com coisa séria. Junto de outros líderes do PMDB, disse:
- Viu como a semana andou bem? A Dilma devia viajar a cada 15 dias. Para ficar melhor, podia levar junto a Ideli.
Depois de algumas risadas, emendou:
- É tudo brincadeira, viu. Tudo brincadeira…

Fonte: Radar Online

DEPOIS DE RECEBE ALTA, MICARLA DE SOUSA REPOUSA EM CASA.

A prefeita de Natal Micarla de Sousa recebeu alta do hospital Promater, onde se encontrava desde a manhã de ontem depois de passar mal. A gestora da capital potiguar repousa em sua residência, no bairro de Candelária.
Segundo a Assessoria da prefeita ela está em “repouso absoluto” e aina não há data para o retorno ao trabalho. A prefeita foi internada com um “pico hipertensivo”, onde a pressão arterial estava 19 por 10.

Fonte: Panorama Político

DEU NO BLOG O MURAL DE RIACHO DA CRUZ...

Ex-prefeita, Bernadete Rêgo foi condenada pelo TCE a devolver recursos supostamente desviados do FUNDEF.

A sessão desta quinta-feira (29), da Primeira Câmara de Contas do TCE, foi marcada pelo relato de processos relacionados a aplicação dos recursos do Fundo de Manutenção do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério (FUNDEF), cujo objetivo é melhorar a qualidade da educação.
Os processos com votos pela irregularidade representaram quantias que superam os R$ 7 milhões, recursos que deveriam ter sido utilizados na função da educação e foram desviados para outras áreas, ou simplesmente não prestaram contas do recurso.
Da prefeitura de Riacho da Cruz, documentação comprobatória de despesas durante o exercício de 2003, responsável: Maria Bernadete Nunes Rêgo Gomes.
O voto foi pela irregularidade das contas, impondo o dever de ressarcir integralmente a quantia de R$ 15.994,52, referente a gastos efetuados com aquisição de medicamentos, desacompanhados de documentos públicos e considerados imprescindíveis à comprovação de sua destinação especifica.
O voto foi ainda pela representação ao Ministério Público Estadual em virtude da possível existência de atos de improbidade administrativa.

DEU NO BLOG DO XERIFE...

EX-DIRETOR DO DNOCS PODERÁ DISPUTAR A PREFEITURA DE PAU DOS FERROS.

O ex-diretor do Dnocs, Elias Fernandes acusado de irregularidades no orgão, poderá disputar a prefeitura de Pau dos Ferros sob as bençãos do deputado federal Henrique Eduardo(PMDB).
Mas a possibilidade de Elias ser o pré-candidato já começou a ser motivo de “intriga” política dentro do grupo, principalmente daqueles que defendem o nome de Nilton Figueiredo para a cabeça da chapa.

"SER GOVERNO É UMA COISA DIFÍCIL", DIZ MINISTRO GILBETO CARVALHO.

Ministro falou da "frustração" e dos "abacaxis" que tem de "descascar".
Ele fez declaração ao assinar parceria com a Fundação Banco do Brasil.


"Ser governo é uma coisa difícil”, afirmou nesta quinta (29) o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, durante assinatura de parceria entre o governo e a Fundação Banco do Brasil. O objetivo da parceria é a construção de 60 mil cisternas no semiárido brasileiro, obras previstas no programa Brasil sem Miséria.
O ministro discursou durante o evento e falou das frustrações e dos “abacaxis” que tem de "descascar", mas afirmou que há momentos – como o da construção das cisternas – em que é "gratificante" fazer parte do governo.
“Ser governo é uma coisa difícil, muita angústia, muita frustração - entre o sonho e a realidade, entre a distância do que gostaríamos de fazer e aquilo que acontece. Em geral, são muitos abacaxis e outras hortaliças difíceis de descascar, mas tem momentos que a gente fica cheio de alegrias, e esse é um dele”, afirmou o ministro.
O ministro não se referiu a um episódio específico ao fazer a declaração. Nas últimas semanas, o governo vive uma relação turbulenta com a base aliada no Congresso. No início do mês, o próprio Gilberto Carvalho afirmou que o governo vivia um "momento tenso" na relação com com a base aliada.
A declaração foi dada um dia após o Congresso ter aprovado dois projetos de interesse do governo. No Senado, o Funpresp - fundo de previdência complementar dos servidores civis da União – e, na Câmara, a Lei Geral da Copa - que estabelece regras para a realização do Mundial de 2014 no Brasil. Os dois projetos enfrentaram resistência da própria base aliada até serem aprovados.
Após a aprovação, a ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, passou a receber líderes partidários nesta quinta, a fim de negociar liberação de emendas parlamentares.

Fonte: Priscilla Mendes/G1
Foto: Wilson Dias/ABr

EM CAMPANHA ELEITORAL, DEPUTADO ROGÉRIO MARINHO PROMOVE REUNIÃO NA ZONA NORTE.

Pré-candidato a prefeito de Natal pelo PSDB, o deputado federal Rogério Marinho, está promovendo reuniões com comunidades. Ontem a noite ele foi a zona Norte, no conjunto Panatis. Rogério Marinho abriu o evento apresentando a realidade da capital potiguar constatada até agora pelo projeto Pensar Natal, do qual estes debates também fazem parte. O parlamentar criticou a situação do sistema público de ensino e da saúde, além de listar dificuldades em mobilidade urbana e regularização fundiária.
Em seu discurso, o deputado relembrou que Natal ocupa há vários anos o título de pior capital em qualidade do ensino. Além disso, Rogério respondeu a vários questionamentos levantados pelos presentes no evento, apresentando alguns dos projetos defendidos pelo PSDB.

Fonte: Panorama Político

GRAVAÇÕES REVELAM FAVORES E APROXIMAÇÃO COM PMDB.

A revista Veja apurou que novos trechos de conversas gravadas pela Polícia Federal durante a Operação Monte Carlo, que investigou um esquema de exploração ilegal de jogos com sede em Goiás e negócios em Brasília e outros estados da federação, dão mostras da intimidade entre o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) e o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, acusado de ser o chefe da quadrilha.
Numa das conversas gravadas, Cachoeira fala com a mulher de Demóstenes, Flávia, que comemora a obtenção de sua carteira da Ordem dos Advogados do Brasil e trata com o contraventor da possibilidade de o senador se transferir para o PMDB. Cachoeira se mostra favorável à mudança de partido – e também confiante de que um dia seu amigo Demóstenes possa se tornar ministro da Suprema Corte.

Fonte: Robson Pires

SOU PRÉ-CANDIDATO E DESEJO MUDANÇA EM MAJOR SALES.

José Eronilson da Silva, conhecido no município de major Sales como "Mascote", foi entrevistado pelo rnpolitcaemdia2012. Filiado ao PSC, Partido Social Cristão, Mascote pretende disputar o executivo majorsalense.

EM UM MUNICÍPIO EM QUE O EXECUTIVO TEM COMO TITULAR A ESPOSA DE UM NOME FORTE DA POLÍTICA OESTANA, QUAL SUA EXPECTATIVA PARA 2012?
Ninguém consegui vencer se não tentar. O PSC terá candidato a prefeito e vamos enfrentar um bloco forte. Mas quem decide é o povo, não os líderes. Isso é o que nos faz ter esperanças de sucesso. Independente do nome que seja escolhido, vamos trabalhar com afinco e decidido.

ASSIM É IRREDUTÍVEL SUA POSIÇÃO?
Não é só minha. A do partido que sonha acabar com a hegemonia de uma só família governar. Major sales é de todos. Não é popriedade particular. É por isso, por este sonho e por ser a esperança de muitos, que apresentaremos um nome. A posição do PSC municipal esta tomada. vamos aguardar a convenção e escolher o candidato.

COMO VOCÊ VER A ADMINISTRAÇÃO DA PREFEITA MARIA ELCE?
Não posso ser injusto e dizer que é merecedora de uma nota baixa. Avalio de forma sincera. Tem seus pontos positivos, porém, a área da saúde é que deve ser melhorada. Temos um atendimento deficitário, ruim. Vamos observar a colocação do município no levantamento feito pelo índice de desempenho do SUS (IDSUS): o estado tem 167 cidades. Major Sales é só a 127ª. Pior que o nosso município, só existem 40 outras cidades. O que dizer disso? Esse é o principal ponto de desgaste da administração.

ESTE ANO, AO REGISTRAR A CANDIDATURA, TERÁ QUE APRESENTAR E JUNTAMENTE REGISTRAR O PROGRAMA DE GOVERNO. O PSC JÁ ESTÁ TRABALHANDO NESTE SENTIDO?
Eu acho que o PSC de Major Sales é um dos primeiros partidos da região que já está com este programa pronto. Seja quem for o candidato, apresentaremos o programa que elaboramos cuidadosamente. Não é difícil fazer um programa de governo. Basta ouvir o povo e saber quais as prioridades que a cidade e zona rural necessita. na verdade, o PSC se comporta em Major Sales, como um porta-voz da população.

A QUESTÃO DA DESISTÊNCIA DE DEDEZINHO EM DISPUTAR AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS FOI VISTA COMO PELO PSC?
O ex-prefeito Dedezinho foi incompreendido pelo grupo situacionista. Merecia ser ouvido. É uma liderança e como tal tem que ser consultada e opinar.

QUAIS OS PRINCIPAIS AVANÇADOS QUE O PSC PRETENDE APRESENTAR NO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO EM 2012?
Existem vários. A saúde, repito, será um dos focos principais de propostas e responsabilidades que o PSC assumirá com a população majorsalense. Outro item de extrema relevância é a questão da quantidade de funcionários contratados pela prefeitura, quando estas vagas deveriam ser destinadas aos concursados. Vamos aguardar o tempo certo e não só nosso programa, como as propostas de todos os candidatos ao executivo municipal, serão conhecidas.

AINDA HOJE, ENTREVISTA COM O PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO DE MAJOR SALES, MASCOTE.

O pré-candidato a prefeito de Major Sales pelo PSC, Mascote, foi entrevistado pelo blog no dia de ontem. A oposição majorsalense se diz pronta para o embate e tem como certo assento no legislativo municipal.
Ainda hoje, entrevista na íntegra.

TSE QUER NOVO TESTE COM UnB EM URNAS QUE APRESENTARAM BRECHAS.

Acadêmicos conseguiram ordenar votos, que deveriam estar embaralhados.
Eles serão chamados novamente para testar aperfeiçoamento no sistema.


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) afirmou nesta quinta-feira (29) que pretende chamar o grupo de acadêmicos da Universidade de Brasília (UnB) para realizar os próximos testes em urnas eletrônicas.
"Nesse caso, onde houve sucesso na tentativa implementada pela equipe da UnB, nós pretendemos chamá-los novamente para testar as correções que nós vamos implementar", afirmou o secretário de Tecnologia da Informação do tribunal, Giuseppe Tutrajanino.
O evento de testes de urnas eletrônicas brasileiras, que aconteceu em meados de março, reuniu especialistas de todo o país, divididos em nove equipes, que simulam ataques para avaliar a segurança do sistema eletrônico de votação.
O secretário reafirmou que dos 20 testes apresentados, "só um obteve sucesso definitivo, que foi o da Universidade de Brasília".
O professor da faculdade de Ciência da Computação da UnB que coordenou o grupo de testes da universidade, Diego Aranha, explicou de maneira simples o que foi descoberto pelos investigadores. "Encontramos uma fragilidade que permite reverter o embaralhamento dos votos, como em uma urna física, com votos de papel. Encontramos uma maneira de ordenar os votos", afirmou.
Segundo ele, o embaralhamento que era realizado pelas urnas eletrônicas era "fraco" e, a partir das sugestões feitas pela equipe, se implementadas pelo tribunal, será possível que o "embaralhamento fique mais forte". Sugestões foram propostas pela equipe da UnB à Secretaria de Tecnologia de Informação do TSE.
Certificados
Foram entregues nesta quarta , na sede do TSE em Brasília, certificados aos grupos de investigadores que, mesmo não quebrando o sigilo do voto, contribuíram para os testes das barreiras de segurança das urnas eletrônicas.
"Em outros grupos não houve êxito na quebra de sigilo, mas o material e a estratégia apresentada nesses testes já nos serve muito para sugestões preventivas. Já é material suficiente para termos oportunidade de melhorar", disse o secretário de TI do tribunal, Giuseppe Tutrajanino.
O presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, afirmou no último dia 22 que não houve violação da urna eletrônica durante o teste, porque os especialistas tiveram acesso a um código que ajudou a testar o sistema de votação. Segundo ele, o objetivo foi buscar formas de aperfeiçoamento.
Segundo o TSE, a equipe da UnB conseguiu refazer o sequenciamento dos votos apresentados pelo Registro Digital do Voto (RDV), "que é uma lista emitida após o processo de votação e apuração dos votos, que permite aos partidos políticos e outros interessados realizarem uma recontagem dos votos caso seja necessário". O TSE afirma que o RDV é um processo posterior, "totalmente apartado do sistema de totalização dos votos".
O tribunal afirma que os votos digitados na urna são gravados de forma aleatória, a partir de um algoritmo computacional, o que impede seu sequenciamento, uma vez que são embaralhados digitalmente na hora em que são gravados. "O teste da equipe da UnB conseguiu, a partir do RDV, refazer a ordem com que os votos foram digitados, mas não conseguiu identificar os eleitores que efetivamente digitaram os votos no equipamento."
Brecha em 2009
É a segunda vez que o TSE promove esse tipo de teste com a urna eletrônica. O primeiro foi realizado em 2009 e, segundo o tribunal, nenhum participante foi capaz de manipular votos. Porém, na ocasião, o especialista em tecnologia da informação Sérgio Freitas conseguiu capturar ondas eletromagnéticas que, em tese, permitiriam detectar o voto do eleitor, pois, segundo Freitas, cada tecla tem um som específico.
Na época, ele classificou como muito improvável a possibilidade de violação do sigilo do voto do eleitor no dia de uma eleição, pois seria inviável captar interferências nas seções eleitorais.
Pela descoberta, Freitas ganhou um prêmio de R$ 5 mil. O segundo lugar foi para a equipe da Controladoria-Geral da União (CGU), que recebeu R$ 3 mil, e o terceiro, para o grupo da Cáritas Informática, empresa privada de auditoria, que levou R$ 2 mil. A equipe conseguiu lacrar o envelope que guarda a “flash memory” da urna eletrônica sem deixar qualquer vestígio. A sugestão serviria, segundo o TSE, para aprimorar o lacre.

Fonte: G1

POR VOTAÇÃO, LÍDER DO GOVERNO E VICE DA CÂMARA BATEM BOCA.

Rose de Freitas tentou votar projeto que cria juizados especiais.
Chinaglia acusou vice-presidente de não respeitar o regimento.


O líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), bateu boca com a vice-presidente da Casa, Rose de Freitas (PMDB-ES), durante sessão presidida por ela. A discussão se deu quando Chinaglia protestou, no plenário, contra a intenção da deputada de colocar em votação o projeto de lei 1597/2011, que cria a estrutura permanente para as turmas recursais dos Juizados Especiais Federais e os respectivos cargos de juízes.
"A senhora pode ter o método que quiser, mas não queira usar da sua régua para dar a metragem para outros parlamentares. Desta cadeira Vossa Excelência só tem o direito de respeitar o regimento. Se quiser entrar no debate, Vossa Excelência tem que descer dessa cadeira que a senhora ocupa na condição de vice-presidente da Câmara para fazer o debate aqui", afirmou o deputado.
Ele argumentou que não participou da reunião de líderes em que teria sido decidido colocar o projeto em votação. Segundo Chinaglia, o governo não concordou em apreciar a proposta. "Vossa Excelência insinuou ou afirmou que havia um acordo. Vossa Excelência sabe que não havia um acordo. [...] Peço que não atribua às lideranças do governo supostos absurdos", declarou.
O deputado destacou ainda que a criação da estrutura permanente para as turmas recursais traria impacto negativo aos gastos públicos. "Eu queria que Vossa Excelência [...] dissesse quanto é que custa ao país a criação de novas varas. Peço cautela, porque desta cadeira Vossa Excelência sabe que tem muito poder, mas aqui embaixo somos todos iguais", afirmou.
A vice-presidente da Câmara rebateu as críticas e se disse "desrespeitada". "Vossa Excelência faltou com o respeito a sua colega, não à presidente sentada nesta cadeira. Cargos são passageiros, a honra não é. A dignidade não é", retrucou.
A deputada também questionou se Chinaglia havia agido com "rispidez" porque ela é mulher. "Eu quero perguntar se isso é uma questão que mereça Vossa Excelência invadir o plenário com tanta rigidez. Espero que não seja pelo fato de eu ser mulher", disse.
"Acho apelativo dizer que é porque Vossa Excelência é mulher", respondeu Chinaglia. Rose de Freitas encerrou a discussão pedindo que o líder do governo lesse as notas taquigráficas da reunião de líderes para verificar que houve concordância em votar o projeto. Ela acabou não colocando a proposta em votação.

Fonte: Nathalia Passarinho/G1

MARINA E SEU NOVO PARTIDO, LOGO DEPOIS DAS ELEIÇOES MUNICIPAIS.

A ex-senadora Marina Silva acredita que seu novo partido — a ser criado logo após as eleições — deverá ter quatro deputados: Antônio Reguffe (PDT-DF), Walter Feldman (PSDB-SP), Alfredo Syrkis (PV-RJ) e Alessandro Molon (PT-RJ).

Fonte: Poder Online

MAIS QUATRO ANOS.

O deputado Mario de Oliveira, que VEJA revelou ser acusado de mandar matar desafetos, se reelegeu para ficar mais quatro anos à frente da Igreja do Evangelho Quadrangular em Camboriu (SC).
Doze mil eleitores participaram da inusitada eleição evangélica que teve três candidatos. Lá se vão mais de 16 anos de Mario de Oliveira à frente da igreja.

Fonte: Lauro Jardim

GURGEL: CASO DEMÓSTENES É PONTA DO ICEBERG.

O procurador geral da República, Roberto Gurgel, confidenciou aos deputados que foram ao seu gabinete pedir a abertura de inquérito para investigar o envolvimento do senador Demóstenes Torres (DEM-GO) com o bicheiro Carlinhos Cachoeira que as investigações da Polícia Federal neste caso só revelaram até agora a ponta do iceberg da relação da turma do jogo ilegal com o Congresso.

Fonte: Felipe Patury/Leonel Rocha

"NÃO TEM O MENOR FUNDAMENTO", DIZ AGRIPINO MAIA.

O presidente nacional do DEM, senador José Agripino Maia (RN), afirma que as denúncias de que teria recebido R$ 1 milhão em doações para sua campanha eleitoral são infundadas. “É um despautério. Nego peremptoriamente que haja ocorrido algo desse tipo. Não tem o menor fundamento”, esclarece. A denúncia realizada pelo empreiteiro José Gilmar de Carvalho Lopes de que o senador José Agripino Maia (DEM-RN) teria recebido R$ 1 milhão em doações para sua campanha eleitoral, oriundas de um esquema de corrupção do Detran do Rio Grande do Norte, foi remetida para o Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel. A investigação, realizada pelo Ministério Público potiguar, esbarrou no parlamentar em um depoimento de Lopes, feito em novembro passado. Nele, Lopes afirma que um de seus sócios no suposto esquema de corrupção, o advogado George Olímpio, foi o responsável por encaminhar as doações. Proprietário da Montana Construções, Lopes é acusado de participar de uma organização criminosa que desviou R$ 20 bilhões do Detran potiguar.

Fonte: Felipe Patury/Igor Paulin

ADVOGADO CHAMA ATENÇÃO PARA OS "SEMI-BARRADOS" PELA FICHA LIMPA.

Especialista em Direito Eleitoral, o advogado Felipe Cortez foi entrevistado ontem, 29, no “Repórter 98”, para comentar alguns aspectos da Lei da Ficha Limpa nas eleições deste ano.
Cortez lembrou que “os condenados em colegiado estão barrados de serem candidatos e tem também os ‘semi-barrados’, que são aqueles que foram condenados em primeira Instância e aguardam julgamento no Tribunal”.
Segundo ele, mesmo após as convenções, sendo condenados esses “semi-barrados” terão registro de candidato suspensos. E ainda elegendo-se, serão afastados dos cargos.

Fonte: Robson Pires

SENADORES RECEBERAM COMO NORMAL A QUEBRA DO SIGILO BANCÁIO DE DEMÓSTENES TORRES.

A abertura de inquérito e a quebra de sigilo bancário de Demóstenes Torres (DEM-GO) já eram procedimentos esperados pelos colegas do senador goiano no Senado. Para o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), a decisão do Supremo Tribunal Federal é consequência dos indícios apresentados pela Procuradoria-Geral da República.
"Pedir a quebra de sigilo é uma consequência já esperada. O fato de a Procuradoria-Geral pedir a abertura de inquérito e de o Supremo aceitar o pedido é sinal de que há indícios fortes [contra o senador]. Afinal, não é algo rotineiro uma investigação de membros do Congresso Nacional", afirmou Rodrigues à Agência Brasil.
Para ele, a situação política do senador está se deteriorando. Randolfe não acredita que o esvaziamento do Congresso na próxima semana, em decorrência dos feriados da Semana Santa, beneficie Demóstenes Torres. "Complicado já estava, a situação está agora se tornando insustentável. Há muito fogo para ser apagado para que esse caso esfrie", analisou.
Demóstenes irá responder a inquérito em razão de suas relações com o empresário que controla jogos ilegais em Goiás, Carlos Augusto de Almeida Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira.
O presidente do partido de Demóstenes, senador Agripino Maia (DEM-RN), também viu como natural a autorização para quebra de sigilo bancário do senador goiano. Segundo ele, "quebrar sigilo fiscal, bancário e telefônico é o curso normal do processo".
Agripino também disse que é cedo para definir se o procedimento do STF pode complicar a situação de Demóstenes dentro do partido. Segundo ele, ainda não se sabe o que será descoberto nos dados bancários do ex-líder do DEM no Senado. "O partido tem que acompanhar os fatos, não tem que achar bom nem ruim", declarou Agripino.
Esta semana, no entanto, o presidente do DEM declarou que o partido já foi severo quando se deparou com uma situação de corrupção de um de seus integrantes e não hesitará em agir da mesma forma novamente. O caso anterior foi o do ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, expulso do DEM quando não conseguiu se defender das acusações de corrupção.

Fonte: Agência Brasil

PT DE GOVERNADOR TEM NOME POSTO À PREFEITURA.

Depois de várias reuniões entre os filiados, o Partido dos Trabalhadores (PT), em Governador Dix-sept Rosado, resolveu lançar a pré-candidatura do contabilista e bancário Eduardo Rego à Prefeitura Municipal.
O PT não tem conseguido votação expressiva em eleições municipais, o que se atribui – entre outros fatores – ao acirramento dos grupos mais tradicionais da oposição e da situação, que polarizam as disputas.
Apesar de apresentar um pré-candidato, o PT não fechou portas à conversa com outros partidos, incluindo as forças que costumam se digladiar nas campanhas municipais.
O PT admite até mesmo aliança com uma das postulações à prefeitura, do governismo à oposição, que pode resultar em sua entrada na chapa majoritária. Do contrário, sairá mesmo com candidatura própria.

Fonte: Carlos Santos

HENRIQUE EDUARDO: QUERO O PMDB POR INTEIRO APOIANDO O GOVERNO ROSALBA CIARLINI.

Na noite desta quinta-feira (29), a governadora Rosalba Ciarlini recebeu no Centro Administrativo, na Governadoria, prefeitos de 16 municípios do Rio Grande do Norte e mais três deputados estaduais, todos do PMDB. O encontro foi intermediado pelo deputado federal Henrique Eduardo Alves e teve o objetivo de fortalecer o apoio do partido a atual gestão estadual.
Henrique Eduardo Alves, ao apresentar os prefeitos à governadora Rosalba Ciarlini, lembrou que o ministro Garibaldi Alves já era aliado e que agora o partido vem por inteiro para o projeto do atual governo. “Estes prefeitos não votaram em Rosalba. Mas agora participam do projeto do governo. Estamos por inteiro, sem querer nada em troca, somente respeito”, disse o deputado repetindo o que afirmou na Câmara dos Deputados, em pronunciamento na noite de quarta-feira (28): “O partido não faz toma lá, dá cá”.
Para a governadora Rosalba Ciarlini a reunião administrativa e política é essencial. “É importante para que nós possamos trabalhar de mãos dadas e, independente de qualquer questão, trabalhar em conjunto para engrandecer ainda mais o Rio Grande do Norte”, disse.
Participaram da reunião o secretário Extraordinário de Relações Institucionais, Esdras Alves, prefeitos Iliene Maria, de Água Nova; Marília Dias, Macaíba; Flávio Veras, Macau; José de Nicodemo, de Rafael Fernandes; Maria Aparecida, de Ruy Barbosa; José Andrade Dantas, de São Bento do Trairi; Kerginaldo Medeiros de Araújo , de Senador Elói de Souza; Jessé Gomes da Silva, de Serra Caiada; Francisco Edson Barbosa, de Caiçara do Rio do Vento; Cláudio Marques de Macedo, de Coronel Ezequiel; Fabiano Henrique, de Serrinha; Pedro Augusto, de Passa e Fica; Maria Eliete, de Montanhas; Francisco das Chagas, de Pilões; Maria Elce , de Major Sales, e os deputados estaduais Poti Júnior, Hermano Morais e Gustavo Fernandes. Além deles, os prefeitos de Lajes e Alto do Rodrigues não puderam comparecer a reunião.

Fonte: Robson Pires

QUEM MANDA.

Às turras com a presidenta Dilma Rousseff já há algum tempo, o presidente da Câmara, Marco Maia, tenta mostrar quem manda na Casa ao fixar em abril a votação do novo Código Florestal, contrariando a ordem do Planalto. Com apoio dos ruralistas e de maioria na base aliada, inclusive de grupos descontentes, Maia acredita estar blindado em caso de uma 'reação negativa' da presidenta.
Em campanha
Maia fechou acordo afinado com o líder do PMDB, Henrique Alves, e a vice-presidente Rose de Freitas, candidatíssimos a sua sucessão.
Escafedeu-se
O líder do PSDB, Bruno Araújo, ironiza sobre o desaparecimento da ministra Ideli Salvatti durante o acordo: "Deve ter viajado com Dilma".

Fonte: Cláudio Humberto

QUASE 2.000 EDUCADORES NÃO RESPONDEM AO CENSO INTERNO E TÊM SALÁRIOS SUSPENSOS.

1.755 servidores da Educação do Estado terminam o mês sem receber seus salários de março.
São os funcionários do Estado que não responderam ao censo interno realizado pela Educação em todas as unidades escolares, Direds e órgão central. A implantação dos servidores foi feita pelos gestores dos setores.
Os servidores que não apareceram são considerados pela Secretaria de Educação, como ‘em locais não sabidos’, daí a decisão de segurar o salário para que estes possam aparecer e comprovar que estão cedidos.
O servidor que comprovar que está afastado por licenças ou cessões devidamente comprovadas, ou seja,quem tiver atos oficiais autorizando esses procedimentos, terá o pagamento restabelecido na folha suplementar que será paga entre os dias 10 e 15 de abril.
Com a apresentação e comprovação, os servidores terão suas situações normalizadas no quadro de servidores da SEEC.
A medida da Educação é mais do que necessária, pois enquanto as salas de aulas estão vazias, e os estudantes da rede pública passam, muitas vezes, o ano inteiro sem algumas disciplinas por falta de professores, os educadores cumprem expediente – às vezes nem isso – em gabinetes por aí afora…

Fonte: Thaísa Galvâo

PT DE UMARIZAL CONFIRMA APOIO A CANDIDATURA DO DEM EM UMARIZAL.

A notícia estaria perfeita se não fosse o fato da articulação ter sido definida um dia antes. Em encontro realizado no sábado, o PT umarizalense confirmou apoio ao vice-prefeito Carlindson Onofre, o Mano, que é pré-candidato a prefeito com o apoio da base governista.
Atualmente o prefeito da cidade é filiado ao PSB, mas diante da atual conjuntura o nome a representar o governismo será do DEM o que levou ao apoio esdrúxulo.
Segundo o membro do partido, Nathan Iatagan, a decisão respeita um contexto de coerência local.
“Este grupo existe antes mesmo da existência do PT em Umarizal. A decisão foi tomada em conjunto e a cúpula estadual conhece esta realidade”, destaca. Segundo Nathan, a cúpula estadual do partido convocou o PT de Umarizal para uma reunião onde o assunto deverá ser tratado.
“Vamos buscar uma solução em comum acordo com a direção estadual do partido”, conclui.
Resta saber, qual será a posição adotada pelo PT estadual que tem sido energético no cumprimento de uma meta prioritária do partido em todo o país: derrotar o arquiinimigo Democratas.

Fonte: Patu em Foco/blog do Campelo/Giro pelo estado

quinta-feira, 29 de março de 2012

DECLARAÇÕES DE CARLOS EDUARDO REPERCUTEM MAL ENTRE NATALENSES.

Líder de todas as pesquisas de opinião para o pleito de 2012 em Natal, o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) tem dado entrevistas polêmicas, que repercutem mal entre os eleitores.
Primeiro, numa emissora de rádio de Natal, o ex-prefeito supostamente indicou quem seriam os primeiros nomes de um possível futuro secretariado, em caso de vitória nas urnas neste ano. Soou como arrogância.
A segunda foi quando, em entrevista a uma revista, o pedetista disse que carisma é “veadagem”. Essa provocou revolta dos movimentos sociais ligados à defesa das minorias.
Carlos Eduardo se coloca como um candidato de esquerda. O termo preconceituoso atingiu diretamente uma das parcelas do eleitorado mais ligadas à sua tendência política: a dos homossexuais.
As declarações polêmicas de Carlos Eduardo podem custar caro durante o processo eleitoral, que promete ser bastante acirrado.

Fonte: Robson Pires

PSDB QUER REPETIR PRÉVIAS PARA PRESIDENTE E GOVERNADORES.

O PSDB está tão satisfeito com o resultado das prévias feitas para a escolha de seu candidato a prefeito de São Paulo que cogita estender o processo para o resto do país. O assunto foi debatido ontem pelo presidente do partido, deputado Sérgio Guerra (PE), com o deputado Ricardo Tripoli (SP), derrotado por José Serra nas prévias paulistanas. Eles avaliaram não só a possibilidade de implantar o modelo na escolha do candidato presidencial de 2014 como também nas dos pretendentes a governos estaduais. Tripoli foi o precursor e um dos maiores defensores das prévias paulistanas.

Fonte: Felipe Patury

A BONDADE DE RENAN COM DEMÓSTENES TEM MOTIVO.

Tem peeemdebista dizendo que não foi por bondade que Renan Calheiros resolveu usar a bancada para blindar Demóstenes Torres no Conselho de Ética do Senado. Renan teria muitos motivos para dispensar a Demóstenes o mesmo tratamento rigoroso recebido quando teve de renunciar à presidência do Senado em 2007.
Por que então Renan quer deixar o caso “apenas na esfera jurídica”? Por que ele e Demóstenes conversaram muito por telefone no período em que a Polícia Federal interceptava as ligações do senador goiano. Renan queria levar Demóstenes para o PMDB e ainda não se sabe se os termos dessas conversas foram relatados no inquérito entregue ao STF.

Fonte: Lauro Jardim

REAJUSTE DOS PROFESSORES APROVADO À UNANIMIDADE NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA.

Acaba de ser aprovado (29) na Assembleia Legislativa, o projeto de lei do governo que reajusta os vencimentos do magistério. O PL teve voto favorável de todos os participantes da sessão. O deputado Fernando Mineiro (PT) mesmo votando a favor, questionou dois pontos da mensagem: a data de implementação do reajuste – implantado a partir de março, mas que na sua opinião deveria vigorar desde janeiro passado.
O outro ponto diz respeito ao pessoal inativo. Mineiro sugeriu que o parcelamento em quatro meses fosse reduzido. O deputado George Soares (PR) também questionou a data de implantação e lembrou da questão das promoções no magistério, que também precisam ser implantadas com agilidade.
O líder governista, deputado Getúlio Rego, frisou o esforço da governadora Rosalba Ciarlini para tornar concreta essa reivindicação: “É uma satisfação para nossa Casa ver essa valorização do professor, mesmo num momento em que o Estado ainda enfrenta dificuldades financeiras”, disse.

Fonte: Robson Pires

PREFEITA MICARLA DE SOUSA PASSA MAL E É INTERNADA COM URGÊNCIA.

A prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), foi internada na manhã desta quinta-feira (29) após passar mal em sua residência. A informação foi confirmada pelo secretário municipal de Comunicação, Gerson de Castro.

Leia a íntegra da nota emitida pela Prefeitura do Natal:

Comunicamos que a Senhora prefeita de Natal, jornalista Micarla de Sousa, apresentou, na manhã de hoje, quando se encontrava em sua residência na companhia de assessores, um mal súbito. Foi socorrida para o Hospital Promater onde foi prontamente atendida. De acordo com os médicos que a atenderam, Micarla de Sousa apresentava sintomas de uma crise de labirintite e queda de pressão arterial. Neste momento a prefeita está medicada e em repouso. Seu estado clínico é bom. A indicação médica é de repouso absoluto.

Fonte: Tribuna do Norte

MÉDICOS DO RN PARAM DIA 25 DE ABRIL.

Em assembleia realizada ontem (27), no Sinmed, os médicos do Estado definiram realizar uma paralisação de advertência no próximo dia 25 de abril, como forma de chamar atenção do governo quanto às reivindicações da classe. Durante 24h devem ser paralisadas todas as atividades eletivas, como consultas, exames e cirurgias, além de se reduzir em 30% os atendimentos de urgência de toda a rede de saúde do Rio Grande do Norte.
Após o dia de paralisação os médicos do Estado se reúnem em assembleia no Sinmed para definir o encaminhamento da campanha salarial, pois será a data limite para as negociações com Governo do Estado. Segundo o presidente do Sinmed, Geraldo Ferreira, os médicos precisam participar de todo o dia paralisação, além de comparecer na assembleia que será decisiva e poderá desencadear uma greve. O dia 25 de abril será marcado também pela paralisação nacional dos médicos que atendem por planos de saúde. Os médicos de Natal, que se reúnem em assembleia dia 28, também devem aderir à paralisação.

Fonte: Canguaretama em Chamas

VEREADOR EDSON BARBOSA E O PASSADO DE LUTA.

SEM MANDATO JÁ FAZIA PARTE DAS LUTAS DE BARAÚNA.
Para calar a boca de muitos aproveito a deixa do colega blogueiro Daniel Pereira que tão bem destaca um ponto alto das lutas memoráveis deste municipio. E quero dizer com orgulho: FAÇO PARTE DESSA HISTÓRIA. (veja o final do último paragrafo).
Essa é uma prova viva de que Edson Barbosa, hoje vereador dessa terra, tem sua marca em todos os quadrantes desse municipio.

DEU NO BLOG DA ABELHINHA.COM...

Jr. Queiroz lançará candidato à sua sucessão em Jucurutu.

Em conversa, o primeiro-cavalheiro-ravengar Carlos Augusto Rosado (DEM) garantiu ao prefeito Júnior Queiroz, de Jucurutu: a governadora Rosalba participará do palanque do seu candidato no município.
Prego batido, o prefeito terá candidato à sua sucessão.
Para definir o nome, encomendará pesquisa com três nomes: o advogado Julinho Queiroz (PMDB), o vice-prefeito Márcio Soares (PP) e o médico Jares Queiroz (PMN).
Ficou acertado que se Julinho vencer, inclusive superando George Queiroz, filho do deputado Nélter, o PMDB terá que optar entre os dois.
Como Nélter tem o controle do partido na região, caso não aceite a decisão, o prefeito caminhará com Márcio Soares ou Dr. Jares.
Viiixeee…

CHINAGLIA NA MIRA.

Aliados do ex-líder Cândido Vaccarezza estão jogando a culpa pela convocação de ministros e aprovação de projetos contrários aos interesses do governo nas comissões da Câmara em Arlindo Chinaglia. Argumentam que Chinaglia não tem a mesma humildade de Vaccarezza, que gastava sola de sapato percorrendo as comissões nos dias de votação para evitar derrotas do Planalto.
Um graúdo líder governista diz que Chinaglia “está bem mais fácil de lidar”, mas ainda não conseguiu adotar a mesma dinâmica de trabalho de Vaccarezza, que todo começo de semana realizava reuniões com os líderes para acertar a pauta e a orientação da base nas votações.

Fonte: Lauro Jardim

PASTOR TIRIRICA.

Inimigos imaginários.

Depois da mulher com uma bomba fictícia, o gabinete de Tiririca foi cenário de novo episódio inusitado na semana passada. Desta vez, Tiririca foi procurado por uma senhorinha aflita, que se dizia perseguida por inimigos imaginários. Diante da aflição da mulher, Tiririca formou uma roda com dois assessores, colocou a mão na cabeça da mulher e disse:
– Eu vou orar para eles pararem de perseguir a senhora.
Impostando a voz como se fosse pastor, Tiririca passou a gritar: sai, sai, sai desse corpo…
Tiririca jura que a mulher saiu tranquilona do gabinete.

Fonte: Lauro Jardim

PT SAI RACHADO DAS PRÉVIAS NO RECIFE. APOSTA ARMANDO MONTEIRO.

Chefe político do PTB em Pernambuco e aliado do governador Eduardo Campos, o senador Armando Monteiro não aposta que o lançamento da candidatura de Maurício Rands a prefeito do recife pelo PT, contra o atual prefeito e também petista João da Costa, vá dar em boa coisa.

NOTA DO BLOG: Entrevitsa completa no site http://colunistas.ig.com.br/poderonline/

MAIS UMA CIDADE OESTANA, COM POSSÍVEL UNIÃO.

Depois de Riacho de Santana, onde o prefeito Raimundo Nonato uniu-se a oposição, outro município oestano está à horas de decretar a união de toda a situação com a oposição. Assim, candidatua única seria uma realidade.
Hoje ou até amanhã, dois líderes devem reunir-se para tomar esta decisão.
Vamos aguardar.

DEPOIS DE GRITAR NO PLENÁRIO, LÍDER DO PR SEÁ RECEBIDO NO PLANALTO.

O líder do PR na Câmara, Lincoln Portela (MG), soltou o verbo no plenário da Casa durante a discussão sobre a Lei Geral da Copa.
Portela criticou a demora do Planalto para liberar emendas parlamentares, referentes ao ano de 2009, para o seu estado.
Depois da bronca, a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, arrumou um encaixe em sua agenda para ouvir as mágoas de Portela.
No Senado, o partido já disse que migrou para a oposição, mas na Câmara, é Portela quem tem feito maior esforço para manter a bancada na independência e impedir que o PR seja oposição nas duas casas.

Fonte: Poder Online

TRE's SE REÚNEM EM NATAL.

Os presidentes dos TREs participam a partir de hoje, em Natal, de um encontro durante o qual vão discutir assuntos relacionados ao pleito deste ano e outros temas que envolvem a legislação eleitoral. A abertura da 56ª Reunião do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais está programada para as 8h30, no Hotel Pestana. A primeira palestra vai ser do juiz federal Marco Bruno Miranda Clementino sobre "O Controle Judicial da Arrecadação e da Aplicação de Recursos nas Campanhas Eleitorais como Instrumento de Governabilidade e de Governança"
As discussões científicas prosseguem até amanhã. No sábado (31), em sessão solene do TRE-RN, será entregue ao ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, a Medalha de Mérito Eleitoral Tavares de Lyra.
A programação do evento abrange a discussão de temas como a Lei da Ficha Limpa, propaganda eleitoral, recuperação de recursos da União com eleições suplementares e uma série de outras assuntos relacionados às resoluções que vão nortear os tribunais nas eleições municipais deste ano.
Entre os palestrantes, estão os ministros Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, e Henrique Neves, do TSE, além do subprocurador-geral da República Edilson França, do desembargador Federal Marcelo Navarro, do juiz federal Marco Bruno Miranda Clementino, e do advogado Walber de Moura Agra.
De acordo com a assessoria do TRE, o evento conta com apoio de entidades como a Petrobras, Caixa Econômica Federal, Governo do Estado, Cosern, Câmara Municipal de Natal, Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte, Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal.
A diretora-geral do TRE-RN, Lígia Limeira, afirmou que o apoio dessas empresas e instituições é logístico. Ela explicou que não há transferências financeiras. Segundo a diretora do Tribunal, este tipo de apoio é necessário, porque a Justiça Eleitoral não dispõe de recursos para cobrir despesas com reunião dos juízes, sendo indispensável a ajuda de outras instituições.
A diretora do TRE acrescentou ainda que o encontro terá caráter científico, além da discussão sobre procedimentos comuns para o pleito deste ano.

Fonte: Tribuna do Norte

HENRIQUE NA TRIBUNA: DEFENDE O PARLAMENTO, A IMPRENSA E O VOTO.

O líder do PMDB na Câmara dos Deputados, deputado Henrique Eduardo Alves (RN), ocupou a tribuna do plenário. Sob aplausos, Henrique Alves considerou as críticas endereçadas a ele e aos colegadas do PMDB e de outras bancadas “injustas, grosseiras, descabidas e inaceitáveis”.
O líder ressaltou que no 11º mandato e com 42 anos de atividade parlamentar conhece, como ninguém, as entranhas do parlamento com seus defeitos e virtudes e, por isso, não poderia ficar calado diante das acusações feitas ao suposto fisiologismo dos deputados.
“Esse filme eu Já vi”, lembrou Henrique Alves, referindo-se a ditadura que proibia a liberdade de expressão, hoje garantida pelo Congresso Nacional. E, referindo-se a imprensa, lembrou que jornalistas “não escreviam nem falavam”.
O deputado também reconheceu os erros e defeitos da atividade parlamentar. “Não somos todos perfeitos”, disse, mas lembrou também, os erros do executivo, do judiciário e até na iniciativa privada. O diferencial do parlamento, segundo o líder, está na forma de escolha dos deputados. “Aqui todos estão pelo voto popular”, declarou. “O povo bota e tira”, continuou.

Fonte: Robson Pires

SECRETÁRIO DE TURISMO PEDIU EXONERAÇÃO PORQUE FOI DESPRESTIGIADO PELO GOVERNO.

Oficialmente o empresário Ramzi Elali justificou o pedido de exoneração do Governo afirmando “incompatibilidade de tempo”. Mas, na prática, a saída do auxiliar de primeiro escalão foi motivada por um “desprestígio” a que foi submetido pela própria governadora Rosalba Ciarlini.
Há quinze dias os secretários de Planejamento, Obery Rodrigues, e de Desenvolvimento Econômico, Benito Gama, embarcaram para os Estados Unidos em uma viagem que teria como “missão” fomentar investimentos e divulgação do turismo potiguar. No entanto, embora a “missão” fosse afim da pasta de Ramzi o titular do Turismo foi deixado de fora. Ele não foi convidado nem mesmo para audiência com a governadora onde os secretários apresentaram os “resultados” da viagem.

Fonte: Panorama Político

DEU NO JORNAL DE HOJE E NO BLOG DO XERIFE...

Prefeitura de Macau pagou por mais de 2 mil quentinhas e 2 mil refrigerantes em um só dia.

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP/RN) recebeu mais uma denuncia contra o atual prefeito de Macau, Flavio Veras (PMDB). De acordo com a queixa levada também a Promotoria de Justiça da cidade, os gastos com alimentação são astronômicos, segundo matéria divulgada ontem no vespertino natalense Jornal de Hoje.
Em um só dia, a Prefeitura de Macau chegou a pagar por mais de 2.100 quentinhas no restaurante Paçoca de Ouro, localizado no Centro da cidade. No dia 16 de março de 2006, a Prefeitura comprou exatamente 2.150 quentinhas. Cada uma custando R$ 6, e com os mais 2.149 refrigerantes (R$1,50 cada um), oficialmente pagos na nota fiscal de numero 000168.
O numero se destaca com relação aos outros, ate mesmo porque antes disso, o Maximo de compra registrado pelo Poder Executivo municipal no restaurante havia sido de “apenas” 400 quentinhas e 300 refrigerantes. Ao longo dos 213 dias contados de janeiro a julho de 2006, visto que a ultima nota registrada é datada de 21 de julho, a Prefeitura de Macau pagou um montante de R$ 52.829,50 ao restaurante Paçoca de Ouro.
Foram 6.274 quentinhas, 5.978 refrigerantes e 270 Buffets completos. Se dividir o valor por dias, incluindo finais de semana e feriados, a Prefeitura pagou cerca de R$ 250 por dia a Paçoca de Ouro. Com esse valor, daria para comprar, por dia, 41 quentinhas ou 166 refrigerantes.

PSOL QUER A CASSAÇÃO.

A situação do senador Demóstenes Torres (DEM-GO) se agravou, com a decisão do PSOL de entrar no Conselho de Ética do Senado com uma representação pedindo a cassação de seu mandato, pela quebra do decoro parlamentar. O partido alega que as denúncias veiculadas na imprensa contra o parlamentar, "além de constituírem indícios da prática de atividades ilícitas", desprestigiam o Senado e a seus integrantes, "em flagrante prejuízo da já péssima imagem do Poder Legislativo". Se renunciar depois de aberto o processo no Conselho, Demóstenes se enquadraria como ficha suja.
Vice-presidente do Conselho de Ética, o senador Jayme Campos (DEM-MT), disse que não se sentirá constrangido se tiver de presidir o processo contra o colega de partido. Ele lembrou que, pelo Regimento, na ausência do presidente, cabe aos demais membros escolher o substituto. "Se eu vier a ser escolhido, me sentirei com autoridade para fazer o trabalho", informou. Responsável pela indicação de três titulares do conselho, o líder do PMDB, Renan Calheiros, não quis dizer se o partido reivindicará o direito de eleger o novo presidente.
Visivelmente constrangido, Demóstenes não participou da reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), onde era um dos mais atuantes, e nem das votações no plenário. Nos bastidores, colegas de partido disseram ser graves as notícias sobre o envolvimento do parlamentar com o bicheiro Carlos Eduardo Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Oficialmente, no entanto, ao contrário dos integrantes do PSOL, os demais parlamentares preferem conhecer o teor do inquérito da Operação Monte Carlo, que investigou as atividades chefiadas por Cachoeira em Goiás, antes de apoiarem a iniciativa de denunciar o colega no conselho.
Da parte da oposição, há a expectativa de o inquérito mostrar o envolvimento no esquema de parlamentares da base aliada ao Palácio do Planalto. Já os governistas, mostram-se cautelosos diante dessa possibilidade. A representação do PSOL relaciona as denúncias contra o senador do DEM divulgadas até agora pela imprensa. Entre elas a de que Demóstenes se comunicaria com Cachoeira por meio de aparelhos Nextel, habilitados nos EUA.

Fonte: Agência Estado

EX-GOVERNADORA PARTICIPARÁ DE EVENTO NACIONAL DO PSB.

A presidente do PSB-RN, ex-governadora Wilma de Faria, participará do seminário preparatório para as eleições 2012 realizado pelo PSB Nacional, em Brasília.
Denominado “Compartilhando Experiências”, o evento será nos próximos dias 30 e 31 quando vai reunir os pré-candidatos da legenda às prefeituras municipais.
A solenidade de abertura, às 9 horas do dia 30, será realizada pelo presidente Nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos. O evento acontecerá no Centro de Convenções de Brasília.

Fonte: Carlos Santos

MARCO MAIA MOSTRA A DILMA QUEM MANDA NA CÃMARA E FECHA ACORDO COM HENRIQUE ALVES.

A coluna de Cláudio Humebrto destaca que o presidente da Câmara, Marco Maia, tenta mostrar quem manda na Casa ao fixar em abril a votação do novo Código Florestal, contrariando a ordem do Planalto. Com apoio dos ruralistas e de maioria na base aliada, inclusive de grupos descontentes, Maia acredita estar blindado em caso de uma ‘reação negativa’ da presidenta.
Maia fechou acordo afinado com o líder do PMDB, Henrique Alves, e a vice-presidente Rose de Freitas, candidatíssimos a sua sucessão.

Fonte: Robson Pires

CONVITE.


Fonte: Patu em Foco

quarta-feira, 28 de março de 2012

VEREADORA É SONDADA, VISANDO O PLEITO DE 2012.

Vereadora mais votada da história política de Marcelino Vieira, com 668 votos, Verônica Rodrigues é o que podemos chamar de "ou me ama, ou me odeia", no âmbito político. Segundo uma fonte, a vereadora foi sondada a mando de uma das alas políticas vieirense. Ligamos para Verônica e a mesma nos explicou que houve esta sondagem, porém, nem ela mesma sabe, ainda, se pleiteará algum cargo público.