RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

terça-feira, 31 de julho de 2018

CORONEL JOÃO PESSOA: RECOMENDAÇÃO DO MPRN VISA COMBATER NEPOTISMO.

Atual controlador interno do município deve ser exonerado em até 30 dias, já que é filho do prefeito.

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por intermédio da Promotoria de Justiça da comarca de São Miguel, expediu recomendação para que a Prefeitura de Coronel João Pessoa combata a prática de nepotismo na cidade. A recomendação prevê que o atual controlador interno do município seja exonerado em até 30 dias, já que é filho do prefeito.
O MPRN comprovou a irregularidade com base nas informações disponibilizadas no Portal da
Transparência da cidade. A recomendação destaca que “o Poder Executivo do Município de Coronel João Pessoa/RN está desrespeitando o entendimento sumulado pelo Supremo Tribunal Federal, especialmente no que se refere à nomeação de parentes de 2º grau do atual Prefeito Constitucional para o exercício de cargos de natureza não política”.
No mesmo prazo de 30 dias, a recomendação requer ainda que sejam exonerados todos os cargos que sejam identificados como casos de nepotismo. A partir da publicação da recomendação ministerial, a Prefeitura deverá exigir que o nomeado para cargo em comissão, de confiança ou o designado para função gratificada, antes da posse, declare por escrito não estar enquadrado em situação de nepotismo.
Após o prazo de exoneração dos servidores, o Poder Executivo Municipal terá o prazo de 10 dias para enviar documentos comprovando a exoneração dos servidores citados para o MPRN.
Confira AQUI a íntegra da recomendação.

Fonte: MPRN

UMARIZAL: VIATURA É ATINGIDA POR TIRO DURANTE ABORDAGEM.

Uma viatura da Polícia Militar foi atingida no tanque de combustível por um disparo de arma de fogo calibre 12. na cidade de Umarizal-RN, durante uma abordagem a um carro em atitude suspeita. A ocorrência foi por volta das 21h30 desta segunda-feira (30). Ninguém saiu ferido, a viatura ficou sem condições de deslocamento. Os malévolos que ocupavam o veículo suspeito fugiram com destino ignorado.
A viatura comandada pelo subtenente Azevedo retornava do abastecimento na cidade de Caraúbas pela RN 117 e no trajeto se aproximando de Umarizal o comandante após ultrapassar um veículo gol de cor branca, resolver averiguar a situação do carro e constatou alteração na placa, onde os militares resolveram aguardar o carro na entrada da cidade para fazer uma nova consulta e confirmada a alteração, o subtenente Azevedo e seu comandado saiu em acompanhamento tático ao veículo suspeito com intermitente e sirene ligada e seguiram por quase um 1 km quando os malévolos resolveram parar, quando parou no acostamento da rodovia os policiais perceberam que um dos ocupantes desceu do veículo com uma arma longa em punho, de imediato os PM’s abriram fogo contra o suspeito que saiu correndo, mesmo assim efetuo um disparo que atingiu o tanque da viatura deixando sem condições de deslocamento, momento que o carro suspeito no início do tiroteio saiu em alta velocidade, já o meliante que acertou a viatura também conseguiu escapar da ação policial aproveitando da escuridão e do matagal.
Os malévolos não foram reconhecidos pelos militares e de acordo com informações populares, após o carro da PM quebrar o veículo suspeito retornou e resgatou o bandido que atirou contra a PM.
Com ajuda da população a viatura foi rebocada para a sede do Pelotão de Polícia de Umarizal-RN.

Fonte: Nosso Paraná RN

MORRE HÉLIO BICUDO, EX-PETISTA QUE PEDIU IMPEACHMENT DE DILMA.

Ele entrou no PT nos anos 1980, mas se desfiliou da legenda em 2005 e passou a apoiar quadros tucanos como José Serra.

Ex-ministro interino de João Goulart e integrante do PT durante os anos 1980 e 1990, o jurista Hélio Bicudo morreu aos 96 anos. Após deixar a legenda em 2005, ele foi um dos autores do pedido de impeachment de Dilma Rousseff.
Em setembro de 2015, Bicudo apresentou à Câmara um documento assinado também por Miguel Reale Jr. e pela professora de direito da USP Janaína Paschoal contra a ex-presidenta. Em sua argumentação, ele afirmou que Dilma cometeu crime de responsabilidade por causa das chamadas "pedaladas fiscais".
Bicudo deixou o PT em 2005, em meio à crise do "mensalão", junto a nomes como Plínio de Arruda Sampaio, Ivan Valente e Chico Alencar, que se filiaram ao PSOL. Ele não ingressou em outra legenda, mas passou a apoiar abertamente adversários do PT. Nas eleições de 2010, apoiou o tucano José Serra no segundo turno, vencido por Dilma, e voltou a declarar voto no PSDB nas eleições municipais de São Paulo 2012.
Antes de se desfiliar do PT, Bicudo era um quadro importante do partido. Ele entrou na sigla em 1980. Dois anos depois, foi vice na chapa de Lula para o governo de São Paulo. Ambos foram derrotados por Franco Montoro. Em 1986, ele tentou uma vaga ao Senado pelo PT, sem sucesso. Assumiu três anos depois a secretaria municipal de Negócios Jurídicos em 1989. Em 1992, como deputado federal, votou a favor do impeachment de Fernando Collor.
Em 1996, Bicudo assumiu o posto de presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputado. Tornou-se uma espécie de porta-voz da Igreja Católica no PT ao rejeitar pautas como a descriminalização ou flexibilização do aborto.
Em 2000, ele elegeu-se vice-prefeito de São Paulo na chapa de Marta Suplicy. Ele ficaria no cargo pouco antes de se desfiliar do partido.
Chefe de gabinete de Carlos Alberto de Carvalho Pinto, ministro da Fazenda de João Goulart, ele assumiu interinamente a pasta entre 27 de setembro e 4 de outubro de 2013.
Durante a ditadura, ele investigou atividades criminosas do chamado "Esquadrão da Morte", uma organização parapolicial que matava criminosos tidos como perigosos para a sociedade.

Fonte: Carta Capital
Foto: Observador Político

BRETAS DEFENDE "PENA DE MORTE POLÍTICA" PARA CORRUPTOS.

O juiz Marcelo Bretas, responsável pela Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, disse, nesta sexta-feira (27), que administradores corruptos merecem uma “pena de morte política”.
“Políticos e administradores corruptos não podem ter segunda chance; se ficar provado, acabou”, disse Bretas, em palestra na Casa de Não Ficção Época & Vogue, durante a Flip.
Bretas respondeu a perguntas de Bernardo Mello Franco, colunista do jornal O Globo, Plínio Fraga, editor-chefe da revista Época, e da plateia. “Pra mim, aquela pessoa morreu, é como se fosse uma pena de morte política”.
Indagado se a legislação atual, que prevê oito anos de afastamento, não resolve esse problema, Bretas afirmou: “Isso é bom, mas não resolve”.
Segundo ele, se fosse adotada essa “pena de morte política”, no futuro, quando houver alguém interessado em ingressar na atividade política com más intenções, vai pensar um pouco mais.
O juiz disse temer que a eleição presidencial interfira com o andamento da Lava Jato. “O presidente da República indica os ministros do Supremo e, a depender das pessoas indicadas, agentes políticos envolvidos na investigação podem se sentir mais, ou menos tranquilos”, afirmou.
“Tirando uma decisão envolvendo a manutenção da prisão de um senador (Aécio Neves), a plenária do STF sempre apoiou a continuidade das investigações. Refirmo-me à plenária, não a casos julgados individualmente.”
LEIA MATÉRIA COMPLETA AQUI

Fonte: Folhapress/Paraíba On Line

SAÚDE LANÇA CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA POLIOMIELITE E SARAMPO.

Todas as crianças de um ano a menores de cinco devem se vacinar contra a pólio e sarampo, independente da situação vacinal. A nova Campanha Nacional de Vacinação Contra a poliomielite e sarampo começa na próxima segunda-feira, 6 de agosto, e vai até o dia 31/08.
No total, 11,2 milhões de crianças devem ser vacinadas. O dia D de mobilização nacional será sábado, 18 de agosto, quando os mais de 36 mil postos estarão abertos no país. A meta é vacinar, pelo menos, 95% das crianças para diminuir a possibilidade de retorno da pólio e reemergência do sarampo, doenças já eliminadas no Brasil. A madrinha da campanha deste ano é a Xuxa, eterna rainha dos baixinhos.
Na coletiva de lançamento da campanha, o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, enfatizou que saúde é responsabilidade de todos. “Não é uma responsabilidade exclusiva do Ministério da Saúde, nem das secretarias, dos profissionais ou dos médicos. Às vezes enfrentamos uma situação como essa, que nos traz um alerta, porque temos uma falsa impressão de que a doença foi eliminada do país. Mas é a cobertura vacinal elevada que faz a doença desaparecer. E é por isso que devemos continuar vacinando nossos filhos, para manter essas doenças longe do Brasil”, ressaltou Gilberto Occhi.
Para atender a esse público, que é mais suscetível às doenças e suas complicações, foram adquiridas 28,3 milhões doses das vacinas, um total de R$ 160,7 milhões. Todos os estados do país já estão abastecidos com 871,3 mil doses da Vacina Inativada Poliomielite (VIP), 14 milhões da Vacina Oral Poliomielite (VOP) e 13,4 milhões da Tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba.

Fonte: Calianne Celedônio/O Mossoroense

149º HOMICÍDIO EM MOSSORÓ 2018: POPULAR É MORTO A TIROS NO BAIRRO AEROPORTO.

Um homem foi morto a tiros em via pública agora a pouco por volta das 16h, no Bairro Aeroporto, no local a vítima ainda não foi identificada, a Polícia Militar se encontra no local fazendo o trabalho de isolamento.

Fonte: Fim de Linha

CIRURGIÃ-DENTISTA SERIDOENSE REPUDIA "FALATÓRIO" DE ROBINSON FARIA.

Uma dentista do Seridó potiguar, utilizou-se da sua página no twitter, para expor sua posição, em que questiona o falatório do governador Robinson Faria. Sandra Raíssa recebeu a concordância de muitos twitteiros.

OSVALDO CRUZ E RAFAEL GODEIRO SÃO CONDENADOS À PRISÃO E A DEVOLVER R$ 6 MILHÕES. PENA ULTRAPASSAM 22 ANOS.

Os ex-desembargadores Osvaldo Soares Cruz e Rafael Godeiro Sobrinho foram condenados pela Justiça potiguar por envolvimento em um esquema fraudulento que desviou R$ 14.195.702,82 do Setor de Precatórios do Tribunal de Justiça do RN, no período em que eram presidentes da instituição, segundo investigações do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) que resultaram na deflagração da operação Judas, em janeiro de 2012. Osvaldo Cruz foi condenado por peculato e lavagem de dinheiro com pena de 15 anos de prisão e Rafael Godeiro por peculato, com pena de 7 anos e seis meses de reclusão. Além da reclusão em regime fechado, os ex-desembargadores também foram condenados a repararem, cada um, o valor de R$ 3 milhões.
Em junho de 2013, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) já havia aplicado punição máxima a ambos em relação aos desvios de dinheiro praticados na Divisão de Precatório do Tribunal de Justiça do RN. Com a condenação, o desembargador Oswaldo Cruz foi aposentado compulsoriamente e Rafael Godeiro, que já estava aposentado, teve sua aposentadoria por idade convertida em compulsória, que é a punição máxima na esfera administrativa.
Agora, sob a ótica criminal, foi publicada a sentença do Juízo da 6ª vara Criminal de Natal, destacando que Osvaldo Soares da Cruz e Rafael Godeiro Sobrinho “militaram com absoluta violação de deveres para com a administração pública, desde que ostentando a condição privilegiada de Desembargador Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte, predicativos que lhes facilitou sobremaneira os desvios do dinheiro público destinado ao pagamento de precatórios”.
Peculato é o crime praticado por servidor público ao se apropriar de dinheiro ou bens, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio. Já o crime de lavagem de dinheiro se caracteriza por um conjunto de operações comerciais ou financeiras que buscam ocultar ou dissimular a origem ilícita de recursos.
Além deles, foram condenados em 2012, por sentença da 7ª vara Criminal da capital, a ex-diretora da Divisão de Precatórios do TJRN Carla de Paiva Ubarana Araújo Leal, e seu marido, George Luiz de Araújo Leal Costa.
O trabalho teve início com um pedido formal feito pela presidente do Tribunal de Justiça do RN, Judith Nunes, para que o Ministério Público tomasse parte na investigação que havia se iniciado dentro do Tribunal.

Fonte: Blog do BG

EMBRIAGADO, MOTORISTA DE CAMINHÃO ATROPELA 17 PESSOAS E MATA DUAS EM FORTALEZA.

No início da noite desta segunda, 30, um caminhão desgovernado atropelou 17 pessoas na Avenida Osório de Paiva, no bairro Siqueira, em Fortaleza. A princípio, a polícia suspeitou de mais uma ação criminosa do Comando Vermelho, que vem realizando ataques na capital e no Estado, mas as investigações mostraram que o motorista do caminhão estava embriagado e perdeu o controle do veículo, arrastando por 150 metros pessoas, motos e batendo em prédios que estavam pela frente. Duas pessoas morreram (uma mulher e um homem) e 15 pessoas foram levadas para o Instituto José Frota (IJF) com ferimentos graves os nomes dos mortos não foram divulgados. O motorista foi preso e confessou que havia ingerido bebida alcoólica.

Fonte: Lauriberto Braga - Estadão Conteúdo/UOL

POLÍCIA FEDERAL FAZ BUSCAS NA CASA DO EX-DEPUTADO JOÃO MAIA.

O presidente estadual do PR no Rio Grande do Norte, João Maia, foi alvo de busca e apreensão na Operação Via Trajana, deflagrada na manhã desta terça-feira (31) , pelo Ministério Público Federal e a Polícia Federal, que mira supostas irregularidades em obras de rodovias. Ele é pré-candidato a deputado federal.
Ao todo, 27 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos na Grande Natal e em outros sete estados.
“O trabalho é um desdobramento da Operação Via Ápia e o objetivo é reunir provas a respeito do envolvimento de outras pessoas em possíveis desvios de recursos públicos e lavagem de dinheiro no contrato de obras rodoviárias no Rio Grande do Norte”, afirma o MPF, por meio de nota.
A Via Ápia foi realizada em novembro de 2010 e resultou no ajuizamento de denúncias e ações de improbidade contra 25 envolvidos, dentre os quais o ex-chefe de engenharia do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit/RN), Gledson Golbery de Araújo Maia, e o ex-superintendente regional do Dnit, Fernando Rocha Silveira, além de integrantes de empresas como a Constran, Galvão, Construcap e ATP Engenharia.
As acusações incluem os supostos crimes de formação de quadrilha; peculato; corrupção ativa e passiva; lavagem de dinheiro; e fraudes a Lei de Licitações.
De acordo com a Procuradoria, a ‘nova operação é resultado da celebração de acordos de colaboração premiada do MPF com alguns dos já investigados, bem como da quebra de sigilos fiscais e bancários’. O nome remete à Via Trajana, também conhecida como Via Romana, que era a extensão da Via Ápia.
João Maia emitiu uma nota sobre operação que resultou em mandado de busca e apreensão em sua residência:
À minha família, aos amigos e a todos os conterrâneos do Rio Grande do Norte: Hoje, às seis da manhã, minha família foi acordada com mandado de busca e apreensão. Soube por terceiros, como sempre, que se trata de desdobramento de uma delação sobre um processo que se desenrola desde 2009. Espero que agora possa saber exatamente se sou acusado e, de que sou, para poder me defender na justiça, em quem acredito e sempre vou acreditar. Avisaram-me, muitas vezes, que a proximidade do processo eleitoral poderia ensejar esse tipo de ação, não quis acreditar, mas estranhamente aconteceu. Continuo tranquilo, firme nos meus propósitos, com fé em Deus e na Justiça.

Fonte: Caio Vale/Mossoró Notícias

segunda-feira, 30 de julho de 2018

PRESIDENTE DO PDT DE MOSSORÓ REVELA QUE NÃO VOTARÁ EM CARLOS EDUARDO.

Representante do partido informou que ainda não definiu em quem vai votar para o Governo. O ex-vereador é uma figura histórica no PDT.

A candidatura de Carlos Eduardo Alves (PDT) ao Governo do Estado não tem o apoio do presidente do diretório do partido em Mossoró, o ex-vereador Tomaz Neto, que reclama da falta de diálogo dentro da legenda.
Segundo informações do Blog do Barreto, Tomaz Neto reforçou que não votará no pré-candidato ao Governo. “A chapa majoritária foi formada sem ninguém falar conosco. Passaram por cima da gente. Poderíamos indicar a suplência de um dos candidatos ao Senado, por exemplo”, explicou o presidente do PDT mossoroense.
Tomaz Neto informou que ainda não definiu em quem vai votar para o Governo do Estado. O ex-vereador é uma figura histórica no PDT. Está no partido há mais de 30 anos.

Fonte Blog do Barreto/Agora RN

HENRIQUE ALVES NEGA CANDIDATURA E DESEJA SORTE AO MDB.

O ex-ministro Henrique Eduardo Alves (MDB) falou pela primeira vez após onze meses de prisão preventiva e um mês de prisão domiciliar. Em entrevista ao jornal Tribuna do Norte, publicada neste domingo (29), o político rechaçou a possibilidade de ser candidato nas próximas eleições.
Henrique Alves disse que, apesar de estar recebendo muitas demonstrações de apoio por parte de correligionários, “decidi que nesta eleição o meu papel será apenas de eleitor”. Em outro trecho, o ex-presidente da Câmara dos Deputados afirma que “este ano tenho zero articulação política, zero de qualquer ingerência. Apenas muita torcida para que meu MDB seja mais uma vez um partido vitorioso”.
Durante o período em que esteve preso, Henrique Alves desenvolveu quadro de depressão. Na entrevista, Alves conta que está sendo acompanhado duas vezes por semana por um psiquiatra e tomando “medicação bastante intensa”. O ex-parlamentar citou a “fé” como força que o conduziu durante momentos difíceis.
Preso em junho de 2017 por suspeita de envolvimento em desvios nas obras da Arena das Dunas, Henrique Alves classificou a denúncia como “absurda”. Para Alves, o Ministério Público, autor da denúncia, não agiu com má fé, “mas [com] desinformação”. Ele agradeceu às testemunhas do caso, que mesmo as “testemunhas de acusação – indicadas a dedo pelo Ministério Público – se transformaram em testemunhas de defesa”.
Na entrevista publicada pela Tribuna do Norte, Henrique Alves contou que está dedicando o período em liberdade para formular a sua defesa em outros processos pelo qual é investigado. O ex-deputado assume que fez uso de caixa 2 em campanhas e indaga que “atire a primeira pedra qual político nunca utilizou [caixa 2] no Brasil”. Ele ainda declarou que todas as doações de campanha que recebeu são legais. “A criminalização dessas doações é a criminalização da política”, analisou.
Sobre as próximas eleições, Henrique Alves dedicou apoio ao ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, candidato do MDB à presidência, e desejou sorte à legenda. O ex-deputado não fez considerações diretas sobre o cenário local, afirmando apenas que “Garibaldi é o melhor [candidato] de todos”.

Fonte? Blog do Skarlack

POPULAR É MORTO A TIROS DENTRO DE BAR, EM GROSSOS.

O crime aconteceu por volta das 23h20min deste domingo, 29 de julho de 2018, dentro de um bar, na cidade de Grossos, distante 47 Km de Mossoró, na região da Costa Branca no Oeste Potiguar.
De acordo com a Polícia Militar, a vítima identificada apenas como "Kaé",estava no interior do estabelecimento comercial, quando foi foi alvejado com cerca de cinco tiros, tendo morte instantânea.
A Polícia desconhece até o momento a motivação do crime. O assassino fugiu após o crime e não foi identificado. O local foi isolado pela Polícia Militar, até a chegada da equipe do ITEP de Mossoró.
Após os procedimentos o corpo da vítima foi recolhido e encaminhado ao setor de Medicina Legal na base do Instituto de Perícia em Mossoró, para ser necropsiado.
A Polícia não informou se a vítima tinha antecedentes criminais. 
O crime vai ser investigado pela Polícia Civil. Este foi o quinto homicídio registrado naquela cidade neste ano de 2018.

JOHNNY HOOKER CHAMA JESUS DE TRAVESTI EM FESTIVAL DE INVERNO.

O Festival de Inverno de Garanhuns, em Pernambuco, foi motivo de burburinhos na internet no último sábado (28). O cantor pernambucano Johnny Hooker, que puxou a grito "Ih ih ih, Jesus é travesti" elevou sua opinião ao se dirigir a Jesus Cristo como travesti, transsexual e "bicha" durante sua apresentação no Festival.
Após o vídeo ter viralizado nas redes, internautas dividem opinião sobre a declaração do artista. No vídeo, Johnny diz: "E eu estou aqui hoje pra dizer pra vocês que Jesus é travesti sim, Jesus é transsexual sim, Jesus é bicha sim, p****!
O Prefeito de Garanhuns emitiu uma nota de repúdio:
"Vimos a público manifestar nosso repúdio às apresentações ofensivas e desrespeitosas que aconteceram nesta cidade durante a realização do 28º Festival de Inverno de Garanhuns. Aceitar esse tipo de apresentação é compactuar com o desrespeito. Todos os anos assistimos apresentações belíssimas durante o Festival de Inverno, verdadeiras manifestações culturais, e que atraem turistas do Brasil inteiro. 
No entanto, determinados acontecimentos vivenciados durante o 28º Festival de Inverno de Garanhuns têm diminuído a grandeza do evento. Artistas sem postura, desrespeitando seus próprios fãs e os cidadãos de Garanhuns, proferindo todo tido de palavrões e hostilidade. 
Manifestações e importantes debates no que diz respeito aos direitos de liberdade de expressão e liberdade de crença foram enaltecidos em Garanhuns nos últimos dias. Para nossa tristeza, alguns artistas se utilizaram desses mesmos princípios para fazer apologia à violência e à segregação. 
Ontem, testemunhamos, perplexos, manifestações nocivas do cantor Johnny Hooker que proferiu palavrões, insultos e provocações contra símbolos religiosos. 
Reconhecemos que não se trata de um acontecimento isolado, infelizmente, durante a mesma semana, tivemos Daniela Mercury com o mesmo discurso de senso comum, simplista e arrogante. Cantores - pagos com dinheiro público - que se preocupam mais em ofender pessoas e a religião alheia do que com sua música (que é o que realmente importa), não merecem respeito e tão pouco admiração, mas desprezo. 
Não podemos compactuar com práticas discriminatórias, nem com ofensas, seja em relação a gênero, orientação sexual, etnia, religião, ou qualquer outro tipo. Tentar impor uma perspectiva como sendo absoluta é epistemologicamente impossível. Atentos a tal constatação, manifestamo-nos em completo repúdio a todo tipo de violência, seja direta, indireta, física, verbal, psicológica ou simbólica presenciadas durante o 28º Festival de Inverno de Garanhuns. Esperamos que esses episódios lamentáveis não caiam no esquecimento, mas que sirva para lembrar que nós garanhuenses estamos aqui, merecemos respeito e um festival de qualidade.
Izaias Régis Neto - Prefeito

Essa não é a primeira vez que Johnny faz esse tipo de declarações em seus espetáculos.
Confira o vídeo AQUI

Fonte Sete Segundos
Foto Divulgação

PREFEITO É FLAGRADO TENTANDO IMPEDIR APLICAÇÃO DA LEI SECA.

Prefeito de Iporá tenta impedir blitz da lei seca na cidade.
Questionado por um agente, o tucano chega a afirmar que a blitz afetaria até o governador. "Além de arrebentar o evento, vai arrebentar o governo. O governador perde a eleição, e aí?!”

Na semana em que um motorista alcoolizado provocou um acidente e matou um empresário em Luziânia, cidade goiana no entorno do Distrito Federal, o prefeito de Iporá, Naçoitam Leite (PSDB), foi filmado tentando impedir a fiscalização do projeto Balada Responsável na cidade.
O caso ocorreu nessa sexta-feira, 27.
Em vídeos que circulam pela internet, o tucano possivelmente telefona para autoridades do Detran, responsável por realizar a blitz, e exige o cancelamento da operação.
As blitz tem como objetivo reduzir acidentes e conscientizar os condutores sobre a importância do cumprimento à legislação de trânsito.
Naiçotam ao falar no telefone
“Vai tirar, né? Eu estou junto com eles aqui, vou chamar o Comando pra cá e não vou aceitar”, disse Naçoitam Leite sobre a ação fiscalizatória.
Segundo o prefeito, a operação poderia prejudicar o movimento de turistas na cidade, que nesta semana realiza a 33ª edição da Exposição Agropecuária, com shows de artistas sertanejos, desfile de animais e rodeio.
Questionado por um agente, o tucano chega a afirmar que a blitz afetaria até o governador.
“Eu não tenho nada contra (a fiscalização). Eu tenho contra em um dia de evento deste tamanho. Além de arrebentar o evento, vai arrebentar o governo. O governador perde a eleição, e aí?!”, acrescentou.
LEIA MATÉRIA COMPLETA AQUI

Fonte Folha Z
Foto Divulgação

IDOSO MORRE QUEIMADO AO ESQUENTAR LEITE ENROLADO EM LENÇOL.

Vítima de 96 anos não viu as chamas na manta, sentou no sofá e o fogo se espalhou pelo móvel; outras cinco pessoas ficaram feridas.

Um idoso de 96 anos morreu queimado no bairro Palmares, na região oeste de Belo Horizonte, na manhã deste domingo (29). O cobertor no qual o homem estava enrolado pegou fogo enquanto ele fervia um copo de leite com café no fogão.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima foi para o sofá da casa após esquentar a bebida. Ele não teria percebido as chamas, que se alastraram pelo móvel. Ele teria chamado pela filha e pelo neto. Quando eles chegaram, o cômodo já estava tomado de fumaça.
Outros cinco pessoas que estavam na casa também ficaram feridas. A filha da vítima, S. A. F. P. B., de 42 anos, teve queimaduras de segundo grau ao tentar apagar o incêndio com uma mangueira d’água. Uma outra filha do idoso, uma criança de oito anos, um adolescente e um homem de idade não identificada inalaram fumaça e precisaram ser atendidos pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).


Fonte Pablo Nascimento/R7
Foto Reprodução/Google Street View

MAIS DE UM TERÇO DOS DOMICÍLIOS BRASILEIROS NÃO TÊM ACESSO À INTERNET.

Mais de um terço (39%) dos domicílios brasileiros ainda não tem nenhuma forma de acesso à internet. Segundo a pesquisa TIC Domicílios 2017, divulgada nesta terça-feira (24) pelo Comitê Gestor da Internet (CGI.br), são cerca de 27 milhões de residências desconectadas, enquanto outras 42,1 milhões acessam a rede via banda larga ou dispositivos móveis.
O índice de residências sem acesso é ainda maior nas classes D e E: 70% estão afastados do mundo virtual. Na classe A, 99% dos domicílios têm alguma forma de acesso, na classe B, 93% e na classe C, 69%.
Redes móveis
Ao longo dos últimos quatro anos, o acesso à internet vem se expandindo especialmente através das redes móveis. No levantamento com dados de 2014, 43% dos domicílios não tinham nem computador, nem acesso à internet. Outros 43% tinham ambas tecnologias. Na pesquisa atual, com informações colhidas em 2017, o índice de residências sem computadores ou conexão caiu para 34%, enquanto o percentual das que têm ambos variou para 41%.
A principal diferença está em relação às residências que têm apenas internet, que subiu de 7% em 2014 para 19% em 2017. Na Região Norte, 51% dos domicílios com acesso à rede estão conectados com tecnologia móvel. No Sudeste, o percentual é de 24% e no Sul, 18%. Na classe A, o índice de acesso via tecnologia 3G ou 4G é de 8%. O percentual chega a 48% nas classes D e E.
Preço e falta de conhecimento
O preço das conexões de banda larga é um dos fatores que leva parte dos usuários a acessarem a internet somente a partir das redes móveis. A experiência, no entanto, é limitada, como destacou o gerente do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br), Alexandre Barbosa.
“Quando nós estamos falando de criação de conteúdo, seja um texto, uma planilha ou outros conteúdos mais sofisticados, neste particular o dispositivo móvel tem muitas dificuldades. Esse crescimento exclusivo acontece em classes sociais menos favorecidas, isso cria a longo praz o uma dificuldade de habilidades digitais que são fundamentais”, analisou durante a apresentação dos dados.
A falta de interesse e o não saber usar a rede também são pontos interrelacionados que, segundo Barbosa, merecem atenção. “Isso nos remete a uma problemática que o Brasil precisa enfrentar relativa a políticas públicas seja na área de inclusão digital de uma forma mais ampla, seja nas políticas educacionais para desenvolver essas habilidades digitais”, ressaltou.

Fonte Agëncia Brasil/Hoje em Dia
Foto Divulgação

A ARTICULAÇÃO PARA BARRAR A CANDIDATURA DE LULA.

Está sendo articulada no TSE uma solução para barrar a candidatura de Lula já para o dia 15 de agosto, quando ela for registrada.
O objetivo é não estender a dúvida sobre se Lula será candidato — que é o centro da estratégia petista — até às vésperas da eleição.

Fonte Lauro Jardim/O Globo
Fonte Leonardo Benassatto/Reuters

domingo, 29 de julho de 2018

AVANTE FAZ CONVENÇÃO. BERNARDO AMORIM E SEUS 25 ANOS DE SERVICOS PRESTADOS.

No dia de ontem, a capital de todos os potiguares vivenciou uma das maiores concentrações políticas já vista.
O AVANTE realizou sua convenção, para homologar seus postulantes ao pleito de 7 de outubro vindouro.           E, dentre inúmeros oradores, figuras políticas do mais alto quilate, um destacou-se e levou milhares de amigos e correligionários a fazer uma "viagem no tempo".
O médico e pré-candidato a deputado estadual, Bernardo Carlos de Amorim, mostrou que quando se fala com o coração, as palavras fluem com a naturalidade que somente os verdadeiros e puros de coração, possuem.
Em um breve discurso, Bernardo Amorim fez uma narrativa de sua trajetória desde os tempos em que habitou o ventre de sua genitora, até os dias atuais. E, depois de tantas dificuldades e obstáculos chegando a formar-se em medicina, conta nos dias atuais com 25 anos na mais briosa atividade em salvar vidas.
Bernardo Amorim retratou o momento em que vive, onde, apesar dos percalços tem seu nome apontado como um dos reais candidatos com possibilidades de alcançar uma cadeira do parlamento potiguar.
"Meu nome precisa passar pelo crivo de todos vocês, irmãos e amigos potiguares, por que o que me cabia fazer, tenho a consciência tranquila que já o fiz. E o que mais poderei fazer daqui pra frente, só depende de vocês, eleitores do Rio Grande do Norte ", finalizou o médico Bernardo Amorim, visivelmente emocionado.

APODI: MORRE CHICO PAULO.

Morreu Francisco Paulo Freire (Seu Chico Paulo).
Chico Paulo foi um homem bem a frente do seu tempo. Um grande empreendedor. Fez empreendimentos no ramo de lojas em diversos setores: Tecidos, peças automotivas, industrial no setor cerâmico, aguardente, combustível. Foi ainda agropecuarista criador de gado e grande líder político do município.
Chico Paulo foi, mas deixou um grande legado e seu nome grifado nas páginas da história desse município. Impossível um historiador falar em história do Apodi sem mencionar seu nome.

Fonte A hora da Educação
Título Nosso

PGR VAI COBRAR QUE CANDIDATO FICHA SUJA NÃO USE FUNDO ELEITORAL.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse hoje (27) que o Ministério Público Eleitoral (MPE) vai cobrar na Justiça recursos do fundo eleitoral que forem usados por candidatos inelegíveis para disputar as eleições de outubro.
A questão foi decidida nesta tarde durante uma reunião entre Dodge e um grupo de procuradores eleitorais que vão atuar nas eleições de outubro. No entendimento da procuradora, os recursos destinados a partidos não podem ser utilizados por candidatos que se enquadram em alguma restrição de inelegibilidade prevista na Lei da Ficha Limpa, como condenação por órgão colegiado da Justiça, por exemplo.
"Os recursos públicos só podem ser usados por candidatos elegíveis. Os inelegíveis que usarem recursos públicos nas campanhas terão que devolver",afirmou Dodge.
Dodge acertou com os procuradores eleitorais como será a atuação do MPE na fiscalização das eleições para garantir o cumprimento das regras de financiamento de campanha, o equilíbrio da disputa entre os candidatos e o combate às notícias falsas, as chamadas fake news.

Fonte André Richter\Agência Brasil
Foto Arquivo Agência Brasil

CACIQUES CONTINUAM TRATANDO ELEITOR COMO GADO.

Quase tudo na sucessão de 2018 se parece com eleições anteriores, menos o eleitor. Os caciques fazem política com os pés no mundo da Lua, onde não há corrupção nem desemprego. Promovem os mesmos cambalachos de sempre. O feitiço pode virar urucubaca, pois o brasileiro amarga uma descida pelos nove círculos do inferno. E acha que não merece a excursão. Agora, às vésperas de uma nova eleição, a cabine de votação se confunde com uma visão do purgatório. O voto parece instrumento de purificação. Em órbita, candidatos e dirigentes partidários não se deram conta de que um pedaço do eleitorado está desconfortável no papel de gado.
Geraldo Alckmin acredita que seu desempenho pífio como presidenciável mudará a partir de 31 de agosto, quando começa o horário eleitoral na televisão. Por isso, vendeu a prataria para juntar cerca de 40% da propaganda eletrônica. Parte da plutocracia torce para que ele alce voo. Mas não há ricos suficientes no Brasil para eleger um presidente. E o discurso de Alckmin, por ora, mal convence os crédulos. A plateia corre o risco de ouvir o candidato durante vários minutos para chegar à conclusão de que ele não tem nada a dizer. Ou pior: se o voo for artificial, o tucano será confundido com um drone guiado por controle remoto pela marquetagem.
Ao atrair todo o centrão para o seu colo, Alckmin impediu que seus rivais capturassem nacos do tempo de propaganda dos partidos que integram o grupo. Com isso, deu a Ciro Gomes e Jair Bolsonaro a oportunidade de cuspir no prato em que não conseguiram comer. De quebra, ofereceu aos cerca de 40% de eleitores que ainda se declaram sem candidato o direito continuar repetindo que “são todos farinha do mesmo pacote”. Sem perceber, os contendores podem estar jogando um jogo de soma zero, em que nenhum deles amplia sua base de eleitores.
A ruína de Dilma Rousseff e o fiasco de Michel Temer pareciam tornar as coisas mais fáceis. Tão fáceis que qualquer espertalhão poderia passar a campanha trombeteando que, eleito, restauraria a moralidade e traria de volta a prosperidade. O vaivém do centrão e o balé de elefantes em que se converteu a escolha dos vices estimulou na banda desconfiada do eleitorado a crença de que não se deve confundir muitos com pluralidade, adesão com habilidade, pernóstico com sumidade, pose com dignidade, lero-lero com honestidade…
Campeão do horário eleitoral, Alckmin é uma nulidade nas redes sociais —um território em que Ciro e, sobretudo, Bolsonaro utilizam para cavalgar o desalento do eleitor. O problema é que a dupla exagera na raiva. Se Deus oferecesse temperança a Ciro, o candidato se empenharia para provar que Deus não existe. Quanto a Bolsonaro, tornou-se líder de intenção de votos e de rejeição. Conquistou eleitores misturando Deus à defesa de teses esdrúxulas. E acabou convencendo o naco do eleitorado que o rejeita de que Deus não merece existir.
Uma campanha que começa com as marcas da polêmica e da ferocidade, poderia fazer muito bem à candidatura de Marina Silva. Ela exala serenidade, não precisa fingir que veio de baixo, abomina “as megaestruturas” e conserva a biografia longe dos pesticidas da Lava Jato. Entretanto, tomada pelo desempenho, Marina vai se consolidando como uma personagem admiravelmente indecifrável para a maioria da plateia. A liderança e as concepções “marineiras” já afugentam até os correligionários da Rede. Marina costuma dizer que prefere “perder ganhando a ganhar perdendo.” Pode voltar para casa com 20 milhões de votos pela terceira vez.
Na galeria dos vitoriosos perdedores, Marina só não conseguirá superar Lula. Preso em Curitiba, o pajé do PT leva sua candidatura cenográfica às fronteiras do paroxismo. Lidera as pesquisas. Mas sabe que a ficha suja levará a Justiça Eleitoral a excluir sua foto da urna. Se tudo correr como planejado, deflagrará o Plano B do PT em meados de setembro. É como pedisse aos brasileiros para esquecer que Dilma, seu último poste, resultou num inesquecível curto-circuito.
É grande o prestígio do presidiário do PT. Entretanto, segundo a mais recente pesquisa do Datafolha, divulgada no mês passado, 51% dos eleitores informam que não entregariam o seu voto a um candidato indicado por Lula. Impossível prever quem será o próximo presidente. Mas já é possível constatar que o curral diminuiu.

Fonte Josias de Souza - UOL/Blog do Magno

EM ITAÚ, PESQUISA MOSTRARÁ CENÁRIO ATUAL NA POLÍTICA.

Numa cidade onde se respira política 24 horas por dia, as especulações já começaram. Mas não para 2018, onde o quadro já está praticamente desenhado, no tocante as candidaturas.
O município já inicia a respirar 2020. O prefeito Ciro Bezerra,  em seu segundo mandato, terá que passar o bastão e deve ter alguns nomes em mente. Mas, no fundo, tem o seu preferido já na manga na camisa. Esperando somente o momento de anunciar. O que deve ocorrer somente no início do ano do pleito municipal.
Mas, aproveitando pesquisa de opinião visando o embate de outubro que vem, tomamos conhecimento que quesitos pertinentes a 2020 serão postos para a apreciação dos itauenses.
Hoje, os dois blocos políticos contam como líderes, o prefeito atual e o ex-prefeito, Edson Melo, o Baiba, como é conhecido.



TRIPLO HOMICÍDIO EM MOSSORÓ. 148 PESSOAS ASSASSINADAS EM 2018.


Duas mulheres, uma delas gravida, são mortas a tiros em Mossoró; médicos do SAMU salvam bebê.

Um duplo homicídio foi registrado na noite esta sexta-feira, 27, por volta das 23h25 na Rua Tiradentes no bairro Alto da Conceição, em Mossoró. As vítimas são duas irmãs identificadas como Samiramis Mendonça Bezerra e Sheyla Mendonça Bezerra, mortas a tiros. Sheyla estava grávida de oito meses.

O crime aconteceu em um apartamento localizado por trás da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição. A Polícia Militar foi acionada poucos minutos depois do crime. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) agiu rápido e, heroicamente, conseguiu retirar o bebê com vida. A criança recebeu os primeiros atendimentos na ambulância.
Uma terceira pessoa, mãe das duas garotas, foi baleada no atentado e socorrida para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM). As duas irmãs trabalhavam no Mercado do Alto da Conceição. A motivação do crime ainda é desconhecida.

Fonte Ismael Souza

CONVENÇÃO DO AVANTE OFICIALIZA O MÉDICO BERNARDO AMORIM COMO CANDIDATO A DEPUTADO ESTADUAL.

Amanhã, no seu blog favorito.

sexta-feira, 27 de julho de 2018

APOIO DA PREFEITA DE AREIA BRANCA MOVIMENTA CONVERSAS NA FEIRINHA DE SANTANA, EM CAICÓ.

Um dos assuntos mais comentados na tarde/noite de ontem, na famosa Feirinha de Santana, no município de Caicó, foi a declaração de apoio da prefeita de Areia Branca, Iraneide Rebouças e seu grupo político, ao projeto "O Dr. Vem Aí". Políticos de todas as siglas e populares, comentavam em rodas de conversas, o tema.
A feirinha de Santana, que data da década de 60, é tradição e lá, todos os gêneros se reúnem para prestigiar o evento. Mas a religiosidade foi deixada um pouco de lado, e o assunto política tomou conta por diversas vezes, do centro das atenções.
O Seridó está conhecendo mais de perto, a figura do médico e pré-candidato a deputado estadual, Bernardo Amorim. Além de Iraneide Rebouças e os demais líderes políticas e de movimentos sociais que a acompanham, a família Macaco, de Jardim de Piranhas, também abraçou o projeto, levando o nome de Bernardo Amorim, além das fronteiras oestanas. As terras seridoenses também começam a tomar ciência do "hit" do momento: "O Dr. Vem Aí".

A ARMA DO PT PARA TOCAR FOGO NO PAÍS.

O perigo do caos institucional.

Uma coisa é o PT, ante a possível decisão do Tribunal Superior Eleitoral de barrar a candidatura de Lula, lançar de imediato outro candidato a presidente para substituí-lo. Ou apoiar um nome de outro partido, o que parece improvável.
Outra, bem diferente, será o PT travar a partir daí uma batalha de recursos judiciais que poderá levar Lula a ser candidato, para que só depois das eleições se saiba se os votos colhidos por ele serão considerados válidos ou nulos.
O primeiro caminho é razoável, seja para dar conforto ao próprio Lula, condenado a 12 anos de prisão e encarcerado em Curitiba, seja para reforçar suas chances de transferir o maior número de votos para o candidato que venha a merecer sua benção.
O segundo caminho seria uma aposta no caos institucional. Imagine que Lula dispute a eleição e que se eleja. O que aconteceria mais tarde se a Justiça, em última instância, anulasse seus votos? Tomaria posse o candidato derrotado por ele. Que tal?
Há uma fatia grande do PT que investe no quanto pior, melhor. A prevalecer, é o que acontecerá. Salvo se a Justiça der um jeito de liquidar a situação no prazo mais curto possível. Por lenta e sujeita a injunções políticas, não será tão simples assim.
A estabilidade política do país – ou o risco de uma ruptura – está nas mãos do PT.

Fonte: Blog do Noblat/Veja
Foto: Antônio Lucena/Veja

JUSTIÇA SUSPENDE DIREITOS POLÍTICOS DE GAROTINHO POR 8 ANOS.

O desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, o Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), determinou a inclusão do nome do ex-governador Anthony Garotinho no cadastro de “condenados por ato de improbidade administrativa e por ato que implique inelegibilidade”. Garotinho é acusado de desviar R$ 234 milhões da Secretaria Estadual de Saúde entre 2005 e 2006, quando a sua mulher, Rosinha Matheus, era governadora do Rio, e ele pré-candidato a presidente da República. Parte do dinheiro, segundo o Ministério Público, abasteceu a sua pré-campanha.
A Justiça de 1º instância condenou o ex-governador e mais de 30 réus a devolver R$ 234 milhões, e ainda suspendeu seus direitos políticos por oito anos. Ele deverá pagar R$ 2 milhões por danos morais ao erário, além de multa de R$ 500 mil. A 15ª Câmara Cível do TJ negou a apelação de Garotinho, mantendo as punições. No último dia 16, o desembargador Cardozo incluiu o ex-governador no cadastro de condenados.
O ex-governador afirmou que a decisão não implica sua inelegibilidade, pois não houve condenação por enriquecimento ilícito, que o vetaria. Ele afirmou que a sessão de julgamento ocorreu sem a presença de seus advogados. A assessoria de Garotinho informou que a suspensão dos direitos políticos não será imediata.
— Acho estranho que uma ação de dez anos seja julgada agora na semana da convenção. Vamos pedir anulação de todo o processo — afirmou.
Responsável pela investigação, a promotora Gláucia Santana moveu a ação ainda em 2008. Ele explica que a Secretaria Estadual de Saúde contratou a ong Pro-cefet, que por sua subcontratou mais de 130 entidades, uma centena delas ligada a igrejas evangélicas, que deveriam prestar assistência médica em comunidades carentes do Rio de Janeiro. Boa parte do dinheiro desviado, segundo Santana, financiou a pré-campanha de Garotinho.

Fonte: Hudson Corrêa/Extra
Foto: Ailton de Freitas/Agência O Globo