RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

FACEBOOK DO GOVERNADOR DIZ QUE PAGAMENTO DE JANEIRO ESTÁ NAS CONTAS. MAS...

Veiculado em postagem supostamente do governador do Estado do Rio Grande do Norte, expresso foi, de forma vangloriosa, que o pagamento de janeiro acabou de ser finalizado, em sua plenitude, no dia de hoje. Porém, muitos facebookianos questionam e até chegam a afirmar que o "deles" não está na conta.
 
 

Quem estaria com a razão?


BENS DE R$ 11 MILHÕES DE DIRCEU VÃO A LEILÃO EM ABRIL.

Quatro imóveis, no valor global de R$ 11.050.375,00, do ex-ministro José Dirceu (Casa Civil/Governo Lula), vão a leilão no dia 26 de abril. Segundo o edital, os bens serão vendidos ‘no estado em que se encontram, de forma individual’ e os lances poderão ser ofertados pela internet.
“O leilão será realizado no dia 26 de abril de 2018, a partir das 14 horas e, caso não haja arrematação do(s) bem(ns), haverá uma segunda praça, no dia 4 de maio de 2018, a partir das 14 horas”, informa o edital.
O juiz Sérgio Moro mandou alienar os imóveis para leilão em janeiro. Na ocasião, o magistrado apontou que ‘nenhum dos imóveis é utilizado atualmente como moradia’ por Dirceu e que havia ‘inequívoco risco de esvaziamento do confisco’.
Serão leiloados o imóvel sede da JD Assessoria, empresa de consultoria do ex-ministro, em São Paulo, no valor de R$ 6 milhões, um imóvel em nome da filha de Dirceu, também na capital paulista, avaliado em R$ 750.375,00, uma chácara em Vinhedo, interior paulista, de R$ 1,8 milhão, e uma casa em Passa Quatro – cidade onde morava a mãe do petista -, em Minas Gerais, de R$ 2,5 milhões.
Não primeiro leilão o valor mínimo de cada unidade será o da avaliação judicial. Caso haja um novo leilão, o valor mínimo para a venda ‘corresponderá a 80% do valor da avaliação judicial’.
“Não será de responsabilidade do arrematante o pagamento de débitos fiscais e tributários incidentes sobre o(s) imóvel(is) arrematado(s) (art. 130, CTN), lançados até a data da arrematação. Fica, todavia, responsável pelo pagamento dos débitos de outra natureza, tais como condomínio, fornecimento, energia elétrica e gás, cujos valores serão apurados e juntados aos autos pelo leiloeiro para ciência do(s) arrematante(s)”, determina o edital.
Em novembro do ano passado, a defesa de Dirceu informou dois imóveis tinham dívidas de IPTU e condomínio em atraso. Os advogados relataram à Justiça que as dívidas da casa de Passa Quatro estavam ‘longe de comprometer os imóveis’ e afirmaram que o petista usaria a aposentadoria da Câmara – de R$ 10 mil – para quitar as dívidas ‘o quanto antes’.
O petista foi preso em agosto de 2015 na Operação Pixuleco, 17.ª fase da Lava Jato. O ex-ministro ganhou liberdade em maio do ano passado, por decisão do Supremo Tribunal Federal.
Dirceu foi condenado por Moro em duas ações penais a 32 anos e 1 mês de prisão – 20 anos e 10 meses em um processo e 11 anos e 3 meses em outro. Em setembro do ano passado, o Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4) – a Corte de apelação da Lava Jato – julgou a primeira ação que condenou Dirceu e aumentou a pena de 20 anos e 10 meses para 30 anos, 9 meses e 10 dias por corrupção passiva, pertinência a organização criminosa e lavagem de dinheiro.
Após a decisão da 2.ª instância, o ex-ministro entrou com embargos de declaração. O recurso foi negado em novembro. O Tribunal da Lava Jato está analisando embargos infringentes do petista.

Fonte: Estadão Conteúdo/IstoÉ

TEMER LANÇA VACINA CONTRA APETITE ELEITORAL DE SEUS MINISTROS.

Presidente promete vetar candidatos a ministros dispostos a favorecer seus padrinhos - possíveis adversários do emedebista.

Com os olhos virados para a eleição, Michel Temer anda dizendo que cortará a boquinha de seus ministros.
O presidente avisou a deputados da base que não vai tolerar futuros integrantes do governo trabalhando para seus antecessores – e padrinhos.
Via de regra, eles indicam ao Palácio do Planalto nomes para sucedê-los e, claro, usarem a estrutura da pasta em favor de quem os colocou lá. É justamente o que Temer não quer.
Até porque nem todos os seus auxiliares estarão no mesmo palanque que o chefe.
Em conversas recentes, o presidente foi enfático ao afirmar que pode acolher sugestões de candidatos a ministros, desde que saibam exatamente a quem devem servir.

Fonte: Gabriel Mascarenhas - Radar/Veja

TRAFICANTE PRESO EM IPANEMA É TIDO COMO SANGUINÁRIO E SERIA "FREELANCER" DE FACÇÃO DE SÃO PAULO.

Conhecido como Galã, ele tem lista de homicídios e vinganças na fronteira com Paraguai.

Considerado um dos principais traficantes na fronteira do Brasil com o Paraguai, Elton Leonel Rumich da Silva, o Galã, de 34 anos, é conhecido entre investigadores dos dois países pelos seus métodos violentos, considerados "sujos" até mesmo no mundo do crime e tem uma lista de assassinatos e vinganças atribuídos a ele no país vizinho. Galã foi surpreendido e preso por agentes da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme) enquanto fazia uma tatuagem em Ipanema, na Zona Sul, na noite desta terça-feira.
Investigadores ouvidos pelo GLOBO afirmaram que o criminoso é sanguinário e que suas ações geralmente causam "danos colaterais", como a morte de inocentes. Armamentos de alto calibre, como metralhadoras antiaéreas e fuzis são usados nas ações planejadas, geralmente na rua. Galã tem duas ordens de prisão no país vizinho, uma pela morte de Jorge Rafaat Toumani, considerado um dos chefes do tráfico no país até 2016, e outra pelo assassinato de Willian Giménez Bernal, como vingança a uma tentativa de assassinato que sofreu. O filho de 5 anos de Willian morreu com o pai ao ser atingido por balas de fuzil. As mortes dos dois traficantes são relacionadas à disputa por território no tráfico de drogas entre os dois países.
De acordo com os investigadores, Galã tinha uma relação estreita com uma das principais facções brasileiras, o Primeiro Comando da Capital (PCC), embora existam informações conflitantes sobre se o traficante seria ou não um membro efetivo da facção. A princípio, agentes que atuam na fronteira acreditam que ele atuava como uma espécie de "freelancer" com autorização do PCC para atuar na fronteira. Além disso, também teria ligações antigas com outra facção, o Comando Vermelho. O foco de sua atuação era a venda de drogas para o Rio e o interior de São Paulo, sobretudo a região de Taubaté.
Segundo o Ministério do Interior do Paraguai, Galã era o narcotraficante mais procurado no país vizinho. Ele entrou no radar das autoridades paraguaias em junho de 2016, quando foi apontado como o mandante do assassinato de Rafaat. As investigações mostram que, para esse crime, Galã se aliou a outro barão das drogas do Paraguai, Jarvis Chimenes Pavão.
Cerca de seguranças e dentro de um carro blindado, Raffat foi assassinado em 15 de junho de 2016 com tiros de uma metralhadora antiaérea, calibre .50, de uso exclusivo das Forças Armadas. A emboscada foi armada na rua, depois que a vítima deixou sua loja de pneus em Pedro Juan Caballero.
A parceria entre Galã e Pavão não durou muito tempo. Um dos principais funcionários de Pavão, William Bernal, é suspeito de ter organizado o ataque a uma casa noturna de Pedro Juan Caballero em 24 de julho de 2017 que teria Galã como alvo. O traficante brasileiro conseguiu fugir, mas o ataque deixou um saldo de quatro mortos e 11 feridos.
Bernal morreu em outubro, em um atentado que, segundo promotores paraguaios, foi feito a mando de Galã. Assim como aconteceu com Rafaat, os criminosos fizeram uma emboscada e cercaram o carro de Willian, em Assunção, usando fuzis para atingi-lo. Os disparos também mataram o filho de 5 anos da vítima.
Galã divide o tráfico no Paraguai com os grupos de outros dois traficantes de grande escala. Além de Pavão, que foi extraditado para o Brasil em dezembro do ano passado e enviado para o presídio federal de Mossoró, outro chefe do tráfico na fronteira é Luiz Carlos da Rocha, o "Cabeça Branca", preso em julho do ano passado pela Polícia Federal e atualmente custodiado em Sorriso, no Mato Grosso.
O próprio PCC também é um importante ator do tráfico na fronteira. Segundo investigadores, enquanto organização, a facção é a que possui a maior estrutura e volume no tráfico de maconha e cocaína. Agora, busca hegemonia na fronteira. A relação entre essas lideranças, no entanto, é bastante delicada.

Fonte: Dimitrius Dantas/O Globo
Foto: Divulgação Polícia Civil

TCE CAPACITA JURISDICIONADOS PARA USO CORRETO DE FERRAMENTAS ELETRÔNICAS.

"Ou a administração pública se empodera da tecnologia a seu favor, ou será atropelada pelo que está apresentado na modernidade". O discurso do presidente do TCE, conselheiro Gilberto Jales, na abertura do Simpósio de Ferramentas Eletrônicas, resume bem o propósito do encontro que lotou o auditório da Escola de Governo, nesta quarta-feira, (28), no centro administrativo . "Estamos fazendo um grande esforço para atuarmos de forma preventiva e concomitante", enfatizou.
O simpósio teve como objetivo atualizar os jurisdicionados, logo no início do ano, sobre as mudanças efetuadas no SIAI - Sistema de Auditoria Informatizada, atendendo a demandas do Controle Externo. A proposta foi estabelecer um diálogo, buscando fazer adequações e ajustes no sentido de otimizar a prestação de contas do Governo do Estado, das prefeituras e câmaras municipais e, do outro lado, do exercício do controle externo, que é de responsabilidade do TCE.
Para ter ideia da importância do evento, a equipe técnica do Tribunal apresentou dados importantes, tais como o fato de 54 prefeituras não terem informado sobre a realização de contratos em 2017. Outra situação apresentada destacou que no quesito obras e serviços de engenharia informam sobre o início das obras mas não dão prosseguimento respondendo os anexos sobre o desenvolvimento do serviço.
Na abertura do encontro foi feito o lançamento oficial do projeto para Ouvir, que pretende estimular a criação das ouvidorias públicas municipais, de acordo com a Lei 13.469/2017. "As ouvidorias são instrumentos de participação e exercício de cidadania", destacou o conselheiro ouvidor, Renato Costa Dias.
Projeto Rota para Ouvir
Coordenador da Escola de Contas, o conselheiro Paulo Roberto Chaves Alves lembrou que o simpósio marcava o início do ano letivo da escola do TCE. O presidente da Federação dos Municípios do RN, Benes Leocádio, destacou a importância da capacitação para que os jurisdicionados possam atender às exigências dos órgãos de controle. Representando a Federação das Câmaras Municipais, a vereadora Verônica Sena enfatizou que estas adequações são fundamentais. "Sempre há mudanças na forma de conduzir estes processos", disse.
Durante todo o dia foram prestadas informações sobre a situação das entregas dos documentos em 2017, alterações das resoluções, contas do governo eletrônica, Sispatri, fluxo operacional do envio de processos, ordem cronológica e outros temas. As palestras foram ministradas pelos técnicos Marcelo Santos Araújo, presidente da comissão do SIAI; Lindemberg Pereira, gerente do projeto SIAI; Vinícius Brito Filho, coordenador das contas anuais de governo e André Gustavo, coordenador de Desenvolvimento de Sistemas.

Fonte: TCE/RN

RIACHO DA CRUZ: PRESIDENTE NEGA TRUCULÊNCIA E DIZ QUE SÓ MANTEVE A ORDEM.

Em contato com o blog, o presidente da Câmara de Vereadores de Riacho da Cruz, Cláudio Uberlane de Sás, disse que não agiu com truculência nenhuma, conforme citou em texto veiculado por este blog, o vereador Rillen Rocha. Borracheiro afirmou que o objetivo de ter encerrado a sessão, deu-se diante do fato dos vereadores Rillen e Iranilda, estarem conturbando a referida sessão e que o Regimento Interno da Casa, concede ao presidente terminar os trabalhos, diante de qualquer ato, que coloque a ordem e o bom andamento dos trabalhos legislativos, em risco.
Borracheiro também expressou, que solicitou aos vereadores em tela, que os pronunciamentos fossem referente ao grupo de alunos, não especificamente a um aluno, somente.


FPM: MUNICÍPIOS RECEBEM MAIS DE R$ 1,8 BILHÃO NESTA QUARTA-FEIRA.

Os municípios recebem nesta quarta-feira, 28 de fevereiro, R$ 1.821.177.357,13 referente ao 3º decêndio deste mês do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O montante a ser creditado nas contas das prefeituras já está descontado a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).
Em valores brutos, ou seja, incluindo o Fundeb, o valor é de R$ 2.276.471.696,41. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa que, de acordo com os dados do Tesouro Nacional, o 3º decêndio de fevereiro de 2018, comparado com mesmo decêndio de 2017, apresentou um aumento de 6,06% em termos nominais, ou seja, comparando os valores sem considerar os efeitos da inflação.
Esse repasse é 9,1% maior do que o previsto pela Secretaria do Tesouro Nacional para o decêndio. O valor deflacionado do repasse do 3º decêndio de fevereiro em relação ao mesmo decêndio de 2017 apontou crescimento de 3,45% levando em conta as consequências da inflação.
Acumulado
A CNM também destaca que o acumulado deste mês, em comparação com o mesmo período do ano anterior, indica crescimento de 9,89%. Já em relação ao acumulado do ano, o valor total repassado aos Municípios em janeiro até o 3º decêndio de fevereiro de 2018 teve aumento de 8,19% em termos nominais quando comparado com o mesmo período de 2017.
Acumulado
A CNM também destaca que o acumulado deste mês, em comparação com o mesmo período do ano anterior, indica crescimento de 9,89%. Já em relação ao acumulado do ano, o valor total repassado aos Municípios em janeiro até o 3º decêndio de fevereiro de 2018 teve aumento de 8,19% em termos nominais quando comparado com o mesmo período de 2017.
Ao considerar o comportamento da inflação, o FPM acumulado do mês de fevereiro apresentou aumento de 7,19% e o acumulado de 2018 cresceu 5,38% em relação ao mesmo período do ano passado. Os sinais de melhora da economia impactaram positivamente no repasse acumulado deste mês, que foi 30,73% maior do que o total de janeiro de 2018.
Entretanto, a CNM reitera que os gestores devem se planejar para cumprirem suas obrigações orçamentárias, pois a previsão divulgada pela Secretaria do Tesouro Nacional estimou uma queda de 39% do FPM em março de 2018 em comparação a fevereiro de 2018. Confira aqui a íntegra da nota do FPM com os valores por Estado.

Fonte: CNM/Blog do Cobra

ALEXANDRIA: ESTACIONAR MOTO EM CALÇADA É COMUM. MAS É INFRAÇÃO.

É muito comum se ver motos e até carro estacionados nas calçadas de várias cidades. Não é um caso isolado. Até mesmo "faz parte do costume" de muitos.
Mas está errado. Calçada existe para circulação de pessoas, pedestres e não de veículos que possam obstruir a passagem destes.
Tenho visto na cidade de Alexandria, quase que diariamente, o cometimento desta infração. E, essa prática deve sim ser coibida.
Estacionar motos em calçadas, ocasiona multa, pois o veículo está atrapalhando o livre fluxo de pedestres no local destinado a eles.
É a pista de rolamento, calçamento ou similar destinada ao trânsito de veículos automotores, e pela calçada, onde só pode circular quem está a pé.
Igualmente, se uma pessoa não pode parar no meio da rua, um veículo não pode obstruir a passagem das pessoas nas calçadas.
A cobrança do valor da multa por estacionar na calçada serve, portanto, para garantir os direitos dos pedestres.
Seria muito bom que houve inicialmente uma conscientização desta problemática.
Pode ser este texto entendido como desnecessário. Porém, asseguro que não o é.
Hoje, flagramos esta cena, numa calçada da cidade. Um verdadeiro abuso.

MARCELINO VIEIRA: DELEGACIA DA CIVIL SERÁ INAUGURADA NA SEXTA-FEIRA.


BOLSONARO SE FILIA.

Jair Bolsonaro deixa de ser um sem-partido na quarta-feira que vem. Em Brasília, vai se filiar ao PSL.
O partido já está se preparando para recebê-lo: o advogado carioca Gustavo Bebiano, um dos seus mais próximos assessores, já assumiu a presidência (interinamente) do PSL.

Fonte: Lauro Jardim/O Globo

JOVEM UIRAUNENSE MORRE DE EMBOLIA PULMONAR APÓS PARTO. BEBÊ PASSA BEM.

Uma jovem de apenas 19 anos de idade, identificada como Ellen Arislane, natural da cidade de Uiraúna, morreu na manhã da última segunda-feira (26).
De acordo com informações, Ellen Arislane passou por uma cesariana na maternidade do Hospital Regional de Cajazeiras (HRC), na noite do domingo (25), onde deu à luz a um menino saudável que recebeu o nome de Victor Gabriel.
Após o parto, a jovem sofreu algumas complicações e o seu quadro foi piorando desde então. Segundo informações extraoficiais, ela teria morrido devida uma embolia pulmonar.
O corpo de Allen foi transladado para cidade de Uiraúna, onde foi velado e sepultado nesta terça-feira (27), no Cemitério Campo Santo Jesus, Maria e José.
Ellen Arislane era esposa de Ewerton Gonçalves, tecladista da Banda Molleke Play e residiam no bairro Mutirão Ananias Figueiredo, próximo AABB de Uiraúna.
VER MATÉRIA COMPLETA AQUI

Fonte: Uiraúna.net

RIACHO DA CRUZ: TRUCULÊNCIA E BRUTALIDADE NA SESSÃO DA CÂMARA MUNICIPAL. POR RILLEN ROCHA.

Os trabalhos legislativos na Câmara de Riacho da Cruz, encerraram-se imediatamente após o início dos discursos.
O Presidente da Câmara, Cláudio Uberlane (DEM), não permitiu que a Vereadora, Maria Iranilda Oliveira (PSD), citasse nomes de cidadãos durante seu pronunciamento, quando falava sobre a problemática do transporte escolar. A vereadora se referiu ao estudante Igor Sabino que foi barrado pela secretaria de Educação para não ir a Pau dos Ferros e o presidente da Casa tentou proibir os vereadores de oposição de mencionar quaisquer cidadãos riachocruzenses.
Pela ordem, o Líder da Oposição, vereador Rillen Rocha, contraditou o presidente sobre a vedação a citar nomes. "O presidente da Câmara é totalmente descontrolado e um completo ignorante. É um menino mimado que quando é contraditado perde perde a razão."
Após o bate boca, Uberlane declarou a sessão encerrada, sem que os vereadores fizessem uso da tribuna.
Na imagem, o Vereador Edmilson Cavalcante (MDB), que já conversou com o Procurador jurídico da Câmara, Dr. Cláudio Rocha, criticou a forma absurda de encerrar a sessão: "Foi um ato de total despreparo do presidente, que não aceita ser contrariado e não entende do Regimento Interno da Casa. Fico indignado, porque eu também iria fazer uso da palavra para relatar a situação desses alunos que precisam de cursinho."

Fonte: Rillen Rocha via whatsapp

NOTA DO RNPOLITICAEMDIA: 
Entramos em contato com o presidente da Casa, Cláudio Uberlane, que desmentiu parcialmente a nota acima e nos explicou o ocorrido, segundo sua versão. Ainda hoje, postaremos matéria pautada no nosso diálogo com o chefe do legislativo riachocruzense.

PREFEITO DE ASSU CONTRATA POR R$ 168 MIL MÉDICO E EX-PREFEITO DE MACAU QUE APOIA GEORGE SOARES.

O médico e ex-prefeito de Macau, José Antônio Meneses, que anunciou apoio ao projeto de reeleição do deputado estadual do PR, George Soares, foi contratado por R$ 168 mil pelo irmão do parlamentar e prefeito do Assú Gustavo Soares, para prestar serviços no hospital regional.
Nos bastidores da política do Vale do Açu, a contratação do ex-prefeito de Macau, é apontada como no mínimo estranha, já que o anúncio de apoio a reeleição do deputado George Soares, foi divulgada após a assinatura do contrato entre o médico e a Prefeitura do Assú.

Fonte: Blog do VT

UM DOS QUEIMADOS E BALEADO DURANTE ATENTADO EM CARAÚBAS, MORRE NO HWG, EM NATAL.

Kaio Albenis Fernandes,34 anos, morreu nesta terça feira 27 de fevereiro,na Ala de queimados do Hospital Walfredo Gurgel em Natal, vítima de queimaduras de 1º, 2º e 3º graus.
Kaio sofreu um atentado na última segunda feira (26) no Bairro Leandro Bezerra em Caraúbas na região Oeste do RN. Os criminosos atiraram contra ele e um amigo e ainda atearam fogo na casa com os dois dentro.
Além de ser queimado ele também foi ferido a bala, assim como o amigo dele, identificado como Francisco Joanasson Alves, 29 anos.
Os dois foram socorridos para o Hospital Tarcísio Maia e depois transferidos para o HWG na capital do estado. Kaio Albênis, não resistiu e morreu naquela unidade hospitalar.
Francisco Joanasson, segundo familiares continua internado. A polícia civil de Caraúbas que vai investigar o caso, ainda não informou qual teria sido a motivação do atentado criminoso.

Fonte: Fim de Linha

TRE/RN PUBLICA NORMA SOBRE PODER DE POLÍCIA NAS ELEIÇÕES 2018.

Na tarde da segunda-feira (26), durante a sessão plenária, a Corte Eleitoral Potiguar referendou a Portaria Conjunta nº 3/2018 expedida pela Presidência da Casa em conjunto com a Corregedoria Regional Eleitoral que trata da designação de juízes eleitorais para o exercício do poder de polícia sobre a propaganda, durante as Eleições Gerais 2018.
A norma disciplina que o poder de polícia sobre a propaganda eleitoral será exercido pelos Juízes Eleitorais no âmbito de toda a jurisdição das respectivas Zonas Eleitorais.
Nos municípios de Natal e Mossoró, o poder de polícia sobre a propaganda eleitoral será exercido, com exclusividade e em todo o território do município, pelos Juízes da 3ª e 33ª Zonas, respectivamente.

Fonte: Blog de Assis/Cláudio Oliveira

ALMINO AFONSO: O EFEITO DE UMA PRÉ-CANDIDATURA.

Que a política de Almino Afonso encontra-se uma verdadeira Torre de Babel, isso ninguém questiona. Todos falam e ninguém ainda escuta com nitidez, o que alguns querem ou desejam fazer.
Ao certo, absolutamente nada está decidido. E há um só responsável por isso: a incerteza de quem terá o apoio do prefeito Waldênio Amorim.
Não que seja ele o grande líder do município. Longe estamos disso. Waldênio é somente o prefeito.
A grande questão, também não é o número de nomes postos para apreciação popular, no pleito de outubro que vem, visando uma cadeira no parlamento estadual.
O imbróglio maior é quem está apoiando quem. Aí, sim, entra a figura do gestor. Ou melhor, entrar o poder que exerce a senhora primeira-dama do município, na opinião do chefe do executivo.
Maninha Leite, que por bom tempo nesta gestão, foi (ou ainda é) a figura central da administração, com poder amplo e pleno, encontrou em Laura Helena, sua preferida para apoiar para deputada estadual. Seria a autoafirmação do nome da primeira-dama, caso Laura Helena conseguisse ser majoritária no município. Trazer uma ilustre desconhecida e torná-la a mais votada, deixaria todos pra trás. Tornaria-se o ápice da eleição.
Naquele tempo, todos os caminhos levariam para que o médico e ex-prefeito Bernardo Amorim e sua família, possivelmente ficassem com o projeto de Carlos Augusto Maia, em renovar o mandato. 
Contudo, a entrada de novos nomes no cenário político de Almino Afonso, culminou com o "fatiamento" de um grupo, que possibilitou o surgimento de novas células, onde cada um sonhou em ser líder, chefe político ou outros adjetivo qualquer.
O médico retira seu título de eleitor, causando outro frisson no município. Na verdade, na nossa visão, seria a "jogada de toalha", deixando o campo aberto para o crescimento da ideia da primeira-dama.
Porém, o que é Garry Kasparov, grande campeão e mestre é para o xadrex, Bernardo é para a política da antiga Caieira. E assim veio a jogada de mestre, o xeque-mate que "matou" qualquer pretensão de ascensão de quem quer que seja. Bernardo lança sua pré-candidatura ao cargo de deputado estadual.
Hoje, na aconchegante cidadezinha de Almino Afonso, ficou difícil sonhar em ser êxito no pleito que vem, pelo menos para parlamentar estadual, quando se contrariar os "ensinamentos" de que labuta com política, como quem joga xadrez.
E olha que nem de longe, a postulante a deputada, com o devido respeito, se parece com Judit Polgar.



BNDES DEVOLVERÁ AO TESOURO MAIS DE R$ 30 BILHÕES ATÉ ABRIL.

Data foi definida com base razões estritamente financeiras e operacionais do banco.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai devolver, até 2 de abril, cerca de R$ 30 bilhões ao Tesouro Nacional. O valor refere-se a mais uma devolução antecipada de recursos recebidos do Tesouro para aplicar em projetos de desenvolvimento.
A informação foi divulgada nessa terça-feira (27) em nota à imprensa, na qual o BNDES diz que será a primeira de duas parcelas que serão devolvidas neste ano e que totalizam R$ 130 bilhões.
Segundo a nota, a data da devolução foi definida com base razões estritamente financeiras e operacionais do banco. “Os R$ 100 bilhões restantes serão devolvidos no início do segundo semestre de 2018, uma vez que se confirmem, ainda no primeiro semestre, as projeções de recuperação econômica e todas as suas consequências positivas. Caberá ao Tesouro arbitrar como vai dar destino aos recursos ora devolvidos.”
O BNDES destacou que, nos últimos três anos, recursos foram devolvidos de recursos ao Tesouro. A primeira devolução, no valor de R$ 30 bilhões, foi em 2015. No ano seguinte, o banco devolveu R$ 100 bilhões e, em 2017, R$ 50 bilhões. Somando tais valores às devoluções programadas para este ano, os resgates antecipados ao Tesouro alcançarão R$ 310 bilhões.
O banco informou, ainda, que nos últimos 11 anos, repassou ao Tesouro, em função de dividendos pagos e tributos diversos recolhidos, mais R$ 172 bilhões em valores correntes.

Fonte: Alana Gandra - Agência Brasil/Portal No Ar

RJ: DEPUTADOS PRESOS MANTÊM OS SALÁRIOS.

Gastos com parlamentares ausentes chega a R$ 1,7 milhões. Pagamentos a conselheiros R$ 2,2 milhões.

Focos de duas das principais fases da Lava Jato do Rio, a Assembleia Legislativa e o Tribunal de Contas do Estado permanecem pagando salários para deputados que estão presos e a conselheiros mantidos afastados em consequência da operação. Indicados deles também continuam ocupando cargos nas instituições.
Detidos desde novembro, os deputados do MDB Jorge Picciani (presidente da Assembleia), Edson Albertassi (ex-líder governista) e Paulo Melo recebem salário de R$ 25,3 mil, segundo o Portal da Transparência da Casa. Cada deputado da Assembleia tem ainda direito a 20 assessores, com vencimentos que, somados, podem chegar a R$ 160 mil a cada mês, além de benefícios, como carro oficial.
Isso representa gasto de R$ 1,7 milhão dos cofres públicos com os gabinetes e os salários dos três deputados nos três meses de prisão.
No site e no "Diário Oficial" o nome de Picciani, também presidente estadual do MDB, segue aparecendo como o de presidente da Casa. O responsável interinamente pela Assembleia é André Ceciliano (PT), já que o primeiro vice-presidente, Wagner Montes (PRB), está em licença por motivos de saúde.
No painel de votações, os três presos são considerados ausentes, mas, segundo a Casa, não estão sendo computadas faltas porque eles estão afastados do mandato. Um processo no Conselho de Ética que pode resultar nas cassações foi aberto no fim de 2017, mas teve pouco andamento.
Os três foram detidos na Operação Cadeia Velha sob suspeita de elaborar leis a favor de empresas de transporte em troca de pagamentos. Eles foram denunciados pelo Ministério Público Federal em dezembro.

Fonte: Blog do Magno


EM VÁRIOS SETORES, ESSA FRASE CAI COMO UMA LUVA...

"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto". 
Rui Barbosa, 1914

ALEXANDRIA: ENTERRO DE PAI MORTO PELO FILHO COMOVE POPULAÇÃO.

No dia de ontem, foi sepultado o senhor Raimundo Alves de Oliveira, de 78 anos de idade, morto pelo próprio filho, na manhã da última segunda-feira, no bairro Cascalho, em Alexandria.
Em um dos momentos emocionantes, viu-se crianças conduzindo faixas e coroas de flores, visivelmente consternadas.
O autor e réu confesso, José Marco Gomes de Oliveira, de 35 anos, chegou na residência do pai, por volta de 6h, já portando uma faca do tipo peixeira, no bolso, no momento em que o seu genitor estava tomando o café da manhã e após uma breve discussão, desferiu vários golpes contra seu Raimundo Alves e em seguida, saiu do local.
Após comunicação por meio do disk-denúncia, a polícia esteve na residência onde ocorrerá o fato e constando a veracidade, tendo o corpo já sido retirado do interior da casa por populares, no anseio de salvar a vida da vítima. O assassino já havia empreendeu fuga, tendo sido alcançado pela polícia na altura da Avenida Patrício Neto.
O mesmo não esboçou nenhuma reação, confirmou a autoria e no instante ainda porta a faca do tipo peixeira, que utilizou para consumar o crime.
Após ser levado a delegacia de polícia civil, José Marco foi inquerido pela delegado titular, Aroldo Chaves, que ouviu atentamente a confissão do assassinato, homologando a voz de prisão dada pela polícia militar, no momento da abordagem. A autoridade policial o flagranteou, o denunciando por homicídio qualificado, nos incisos 2 e 3, que refere-se a motivo fútil, impossibilidade de defesa e meio cruel utilizado para ceifar a vida do próprio pai.
Foram ouvidas ainda testemunhas e familiares, que confirmaram a narrativa do acusado, no que pese a ser portador de problemas mentais.
Familiares esteve na delegacia para as oitivas e confirmaram que o homicida tem problemas mentais e já havia sido internado anteriormente.

DEPUTADO NILTON CAPIXABA É CONDENADO A SEIS ANOS DE PRISÃO.

Capixaba foi julgado no STF pelo recebimento de propina na destinação de emendas para a compra de ambulâncias. Cabe recurso contra condenação.

Nilton Capixada, deputado federal (PTB-RO), foi condenado nesta terça-feira (27) a seis anos e 10 meses de prisão em regime semiaberto pelo crime de corrupção, em decisão da Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) Cabe recurso contra a condenação.
Por unanimidade, os ministros entenderam que o deputado participou do desvio de verbas de emendas parlamentares para compra de ambulâncias para municípios de Rondônia em 2003.
Segundo a denúncia do MPF (Ministério Público Federal), Capixaba destinou emendas para compra de ambulâncias que beneficiaram a empresa Planam, investigada na Operação Navalha, deflagrada pela Polícia Federal em 2007. De acordo com a acusação, em troca dos benefícios, o parlamentar recebia uma porcentagem dos repasses em propina.
Durante o julgamento, a defesa de Nilton Capixada disse que o deputado limitou-se a apresentar as emendas, não podendo ser responsabilizado por eventuais desvios. Os advogados também alegaram que um dos responsáveis pela empresa retificou suas declarações ao Ministério Público e disse que nunca fez depósitos e repasses para o parlamentar.

Fonte: R7, com Agência Brasil

FACHIN SUSPENDE JULGAMENTO DE DENÚNCIA CONTRA POLÍTICOS DO PP.

O ministro Edson Fachin, relator dos processos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu reexaminar o voto que apresentou no julgamento, na Segunda Turma, de uma denúncia da Procuradoria-Geral da República contra políticos do Partido Progressista por supostos recebimentos de propina de contratos da Diretoria de Abastecimento da Petrobras.
O pedido de vista, que motivou o adiamento do julgamento, foi feito após a apresentação do voto do ministro Gilmar Mendes, que divergiu do relator e propôs o recebimento da denúncia em menor extensão. Com quatro votos até agora, todos são no sentido de tornar réus na Lava Jato o ex-deputado João Pizzolatti Jr. (PP-SC) e o conselheiro Mário Silva Negromonte, do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia, pelo crime de corrupção passiva.
Para Edson Fachin e Ricardo Lewandowski, os dois pepistas também cometeram os crimes de lavagem de dinheiro. Para Gilmar Mendes e Dias Toffoli, não se poderia caracterizar como crime de lavagem de dinheiro o recebimento de doações oficiais. Há uma o outra divergência também quanto aos políticos que devem se tornados réus no caso.
Fachin e Lewandowski votaram pelo recebimento da denúncia também contra os deputados federais Luiz Fernando Faria (PP-MG) e José Otávio Germano (PP-RS). Mas Toffoli e Gilmar Mendes entendem rejeitam a acusação contra os dois, sob o entendimento de que as acusações que lhe foram feitas pelo doleiro Alberto Youssef em delação premiada não foram corroboradas por outros elementos de prova. O voto decisivo será o do ministro Celso de Mello.
"Em vista dos elementos de relevo em relação a provas que dizem respeito Luiz Fernando Faria (deputado federal pelo PP-MG", vou reexaminar essa matéria de fato", disse Fachin, indicando o adiamento. Os quatro ministros até o momento se posicionaram pela rejeição da denúncia em relação aos deputados federais Arthur de Lira (PP-AL), Roberto Pereira de Britto (PP-BA) e Mário Negromonte Junior (PP-BA), filho do conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia.
A denúncia da PGR original atribui aos sete políticos do PP os supostos recebimentos de vantagem indevida decorrente da cobrança de percentuais sobre os valores dos contratos firmados pela Diretoria de Abastecimento da Petrobras entre 2006 e 2014.

Fonte: Breno Pires e Amanda Pupo/Estadão
Foto: André Dusek/Estadão

MOVIMENTO DE HUCK FECHA ACORDO COM A REDE DE MARINA SILVA.

A Rede, de Marina Silva, fechou nesta terça-feira, 27, um acordo político com o Agora!, apoiado pelo apresentador Luciano Huck. A ideia é que integrantes do movimento sejam candidatos pela legenda nas eleições de outubro.
Pelo menos cinco nomes do Agora! devem disputar cargos pela Rede, como o ex-juiz Márlon Reis, idealizador do Ficha Limpa, pré-candidato ao governo do Tocantins.
Batizada de "coligação cidadã", a aliança com o movimento foi celebrado em Brasília, e contou com a presença de Marina e do coordenador nacional do Agora!, Leandro Machado.
O acordo, no entanto, não significa apoio à candidatura de Marina à Presidência. Segundo a assessoria do movimento, após Huck anunciar que não iria disputar o Palácio do Planalto, o grupo ainda irá discutir quem apoiar.
Para o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), apesar de a Rede estar conversando com outras legendas, a parceria com o Agora! é a que mais "dá gosto" ao partido, porque representa um movimento de renovação da política.
"Se tem um conjunto de movimentos que está superando o atual modelo, são movimentos como o Agora!. Essa é aliança que mais dá gosto para nós, porque é uma aliança com os atores vivos e movimentos vivos da sociedade brasileira", afirmou.
Baixas.
O anúncio da aliança com o movimento aconteceuno mesmo dia que a Rede perde dois dos quatro deputados federais do partido. Alessandro Molon (RJ) e Aliel Machado (PR) se filiaram ao PSB nesta terça-feira.
Com as desfiliações, Marina corre o risco de ficar de fora dos debates durante a eleição. As novas regras determinam que as emissoras devem chamar para participar dos eventos candidatos de partidos que tiverem pelo menos cinco parlamentares. Se não filiar novos nomes durante a janela partidária, que começa dia 7 de março, a Rede ficará com apenas três: um senador, Randolfe Rodrigues, e dois deputados, Miro Teixeira (RJ) e João Derly (RS).
Apesar do revés, Marina afirmou que não é porque Molon e Aliel saíram do partido que deixam de ser bons parlamentares. "Nós os admiramos e desejamos boa sorte. A Rede tem ex-filiados, que continuam amigos, não viram nossos inimigos", disse Marina.
Outros partidos. Além da Rede, o Agora! também já assinou uma carta-compromisso com o PPS, para filiar integrantes à sigla e lançar candidatados. Integrantes do movimento também analisam se candidatar por outros partidos, como o Podemos o PSB.
O Agora! ganhou destaque nacional depois de Huck se unir ao movimento. Em janeiro, o apresentador falou sobre o grupo no Domingão de Faustão, e gerou uma avalanche de pedidos de inscrição. Por enquanto, o grupo reúne cerca de 90 pessoas.

Fonte: Isadora Peron/Estadão
Foto: Werther Santana/Estadão

NA POSSE, JUNGMANN CRITICA CLASSE MÉDIA QUE FINANCIA CRIME CONSUMINDO DROGAS.

Ministro da Segurança Pública defende papel maior da União, e chama a atenção para a ausência de um piso de gastos com segurança.

Em seu discurso de posse no cargo, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, criticou a classe média que pede segurança, mas, ao mesmo tempo, consome as drogas ilícitas que financiam o crime organizado. Ele também defendeu um papel maior do governo federal na segurança, cuja responsabilidade hoje recai principalmente sobre os estados, embora o crime organizado tenha atuação nacional e internacional. Jungmann chamou ainda a atenção para o fato de a segurança, diferentemente da educação e da saúde, não ter um piso de gastos públicos.
- Pela frouxidão dos costumes, pela ausência de valores, pela ausência de capacidade de entender o que é lícito e ilícito, passam a consumir drogas Me impressiona no Rio de Janeiro, onde vejo as pessoas durante o dia clamarem pela segurança, contra o crime. E estão corretas. E à noite financiarem esse crime pelo consumo de drogas. Não é possível! São pontas que muitas vezes se ligam e precisam de estratégias diversas para serem devidamente combatidas - disse Jungmann.
Ele destacou que a maior parte dos gastos está com os estados.
- Dos R$ 81 bilhões gastos com segurança em 2016, o esforço maior ficou com os estados: R$ 68 bilhões. A União com R$ 9 bilhões e os municípios com R$ 5 bilhões. Os três grandes centros de gastos que temos nos estados na área social são: saúde, educação e segurança. Saúde e educação conquistaram pisos: 15% e 25%. Segurança não. Não estou aqui a defender uma revinculação de receitas. Estou apenas a mostra que, na medida em que a crise fiscal que recebemos mergulhava a União e o estados, a segurança acompanhou sem piso algum - disse o ministro.
CLIQUE AQUI E VOCÊ VAI LEVAR TODA A MATÉRIA

Fonte: André de Souza, Karla Gamba, Letícia Fernandes e Jailton de Carvalho/O Globo
Foto: Jorge William/Agência O Globo

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

JUNGMANN DEMITE SEGOVIA DO COMANDO DA POLÍCIA FEDERAL.

Rogério Galloro, atualmente na Secretaria Nacional de Justiça, irá assumir o cargo.

O novo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, decidiu trocar o comando da Polícia Federal (PF), que foi transferida do Ministério da Justiça para a nova pasta. Fernando Segovia será substituído pelo delegado Rogério Galloro.
Galloro era o preferido do ministro da Justiça, Torquato Jardim, para assumir a PF no momento em que Segovia foi nomeado, em novembro. Em troca, Torquato o escolheu para comandar a Secretaria Nacional de Justiça.
Jungmann considetava a situação de Segovia insustentável após ele afirmarm, em entrevista à agência Reuters, que o inquérito que investiga o presidente Michel Temer podeia ser arquivado e que o delegado responsável pelo caso poderia ser punido.
Também contribuiu para a demissão a pressão que ele estaria fazendo para permanecer no cargo. Até governadores defenderam sua permanência, o que acabou gerando incômodo em alguns ministros.
Segovia foi intimado pelo ministro Luís Roberto Barroso, relator da investigação no Supremo Tribunal Federal (STF), a se explicar sobre a entrevista. Em um encontro com o ministro, disse que suas declarações foram distorcidas e garantiu que não iria interferir no inquérito.
Na segunda-feira, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu para Barroso emitir uma ordem judicial para proibir Segovia de comentar a investigação. Nesta terça-feira, em um despacho, o ministro afirmou considerar que o diretor-geral estava "devidamente ciente de que deve se abster de qualquer pronunciamento" sobre o processo.
DECLARAÇÕES POLÊMICAS
As falas de Segovia foram feitas em entrevista à agência internacional de notícias "Reuters". Na conversa, o diretor-geral da PF disse que era possível "concluir que não havia crime" da parte de Temer.
— Porque ali, em tese, o que a gente tem visto, nos depoimentos, as pessoas têm reiteradamente confirmado que não houve nenhum tipo de corrupção, não há indícios realmente de qualquer tipo de recurso ou dinheiro envolvidos. Há muitas conversas e poucas afirmações que levem realmente a que haja um crime — disse Segovia.
Além do comentário sobre o resultado do inquérito, Segovia também fez ressalvas ao trabalho do delegado Cleyber Malta Lopes, responsável pelas 50 perguntas feitas ao presidente.
— Ele pode ser repreendido, pode até ser suspenso dependendo da conduta que ele tomou em relação ao presidente — disse o diretor-geral, ao abrir a possibilidade em caso de pedido da Presidência.

Fonte: Jailton de Carvalho/O Globo
Foto: Jorge William/Agência

VENEZUELANOS SÃO ABUSADOS, PROSTITUÍDOS E ESCRAVIZADOS EM RORAIMA, DIZ DENÚNCIA.

Denúncias sobre as violações dos direitos humanos foram feitas nesta terça-feira, por uma procuradora do Trabalho da 11ª Região no Estado de Roraima.

Como resultado da crise no governo chavista de Nicolás Maduro, no país vizinho, mais de 40 mil cidadãos venezuelanos vieram para o Brasil, em busca de condições de vida melhores. Porém, ao invés disso, o que eles têm encontrado no nosso País é uma sequência de violações de direitos humanos.
Trabalho análogo ao de escravo, discriminação salarial em função da origem, mendicância de crianças em semáforos, relatos de abuso sexual de mulheres contratadas para trabalhar como domésticas e prostituição são apenas alguns dos problemas pelos quais os venezuelanos estão passando em Roraima.
De acordo com os cálculos da Prefeitura de Boa Vista, a cidade já abriga mais de 40 mil imigrantes do país, número que representa cerca de 10% da população local, que totaliza cerca de 330 mil habitantes.
A denúncia sobre as violações dos direitos humanos foram feitas nesta terça-feira (27), pela procuradora do Trabalho da 11ª Região no Estado de Roraima, Priscila Moreto, em uma audiência pública na Comissão de Direitos Humanos do Senado.
Priscila defendeu em seu pronunciamento a busca por soluções para a crise migratória no estado, destacando que a saída não pode ser o bloqueio à entrada dos cidadãos no País, já que isso contraria a nossa Constituição.
“É impossível o fechamento da fronteira. É constatado que o ingresso desses migrantes não traz só prejuízos, mas méritos à economia local, com o acréscimo de mão de obra. Mais de 70% dos migrantes vivem em casas alugadas, essas pessoas consomem alimentos e pagam seus aluguéis”, ponderou.
AQUI VOCÊ LER A MATÉRIA COMPLETA

Fonte: Último Segundo - iG, com informações da Agência Brasil

STF CONDENA SENADOR A 4 ANOS DE PRISÃO NO SEMIABERTO.

A Primeira Turma do STF acaba de decidir pela condenação do senador Acir Gurgacz, do PDT de Rondônia, por crimes contra o sistema financeiro.
Ele pegou 4 anos e 6 meses de prisão no regime semiaberto.
O cumprimento da pena depende ainda do julgamento dos segundos embargos de declaração. O senador terá os direitos políticos suspensos. O Senado terá de decidir sobre a perda do mandato.

Fonte: Robson Pires

PARNAMIRIM: AUDIÊNCIA PÚBLICA SERÁ REALIZADA NA PRÓXIMA QUINTA-FEIRA.

O tema será iluminação pública. E a propositura é da vereadora tucana, Fativan Alves, que tem mostrado ampla sensibilidade com os problemas da população de Parnamirim.
A audiência deverá unir em um só debate, secretários municipais, Procon, representante do Ministério Público e evidentemente o principal interesse: o povo.
A participação popular é decisiva para que os legítimos representante do povo possa sentir o clamor no tocante a iluminação pública na cidade de Parnamirim.
São inúmeras postes sem lâmpadas, culminando em ruas e avenidas em total escuridão e a ausência de empresa que realize este serviços e manutenção.
A parlamentar disse o que caracterizou ao seu ver, a necessidade da audiência pública: "Parnamirim está sofrendo por não ter um projeto de iluminação pública e as consequências estão aí: ruas escuras, postes apagados, o que potencializa o aumento da criminalidade. Então, vamos reunir as autoridades para discutirmos as soluções”, concluiu Fativan Alves.
O evento ocorrerá no plenário da câmara de vereadores, a partir das 9h.

ACESSO À ÁGUA MANTÉM FAMÍLIAS NO CAMPO NO OESTE POTIGUAR.

Escassez de água quase acabou até casamento no interior do estado.

A escassez de água quase acabou com a união de dois casais no sítio Bamburral, em Apodi. Geilma Paiva, 44, quase deixou o marido Francinildo Gama pelas dificuldades enfrentadas para manter a casa funcionando sem água. Para lavar roupa, por exemplo, tinha que percorrer 3 km até o rio mais próximo. “Eu disse a ele que se não chegasse água, eu ia embora. Mas graças a Deus chegou”, comemora.
A comunidade foi beneficiada pelo pelo Edital de Acesso à Água do Governo do RN, Governo Cidadão, Sethas e Banco Mundial com a instalação de um poço amazonas para ampliar o abastecimento, construção de nova caixa d’água elevada e redimensionamento das linhas de distribuição, visando garantir o fornecimento às 72 famílias da localidade.
Assim como Geilma, Rita Gomes, 54, estava cansada da rotina no sítio. “Sem água você não é nada. Gosto de plantar e ver tudo nascendo. Eu ia embora e ia deixar meu marido”, conta. Ela também enfrentava a dura realidade de ir até o rio para lavar roupa: saía às 4h da madrugada, lavava a roupa, esperava secar na varanda da vizinha e só voltava pra casa a tarde. “Foi o melhor presente de fim de ano que recebemos”, completa. A água jorrou pela primeira vez em Bamburral no dia 31 de dezembro de 2017.
O agricultor Francisco Rosemberg Lima, 47, está cheio de planos. Quer voltar a plantar hortaliças como alface, pimentão e cheiro-verde, além de capim para alimentar os animais. Morador do sítio desde menino, diz que ver água jorrando na torneira de casa é uma dádiva de Deus. Os irmãos Aldimar e Agnaldo Fernandes lembram que as pessoas faziam fila em frente ao poço da comunidade em busca de água. Agora vão poder usá-la à vontade em suas casas, além de plantar feijão, milho e sorgo para o gado. O projeto em Bamburral inclui ainda instalação de kits de reuso de águas cinza e reflorestamento com árvores frutíferas. O investimento total é de R$ 390 mil.
Para titular da Sethas e coordenador do projeto Governo Cidadão, Vagner Araújo, os investimentos em acesso à água estão evitando que o homem saia do campo e dando a ele possibilidades de subsistência. “Nosso objetivo é proporcionar a essas pessoas maneiras de permanecerem com dignidade onde elas nasceram, cresceram e reconhecem como seu lar, que é a zona rural”, emenda.
Em Governador Dix-Sept Rosado, no assentamento Terra da Esperança, 116 famílias estão sendo beneficiadas com a construção de uma miniadutora, caixa d’água elevada e revitalização de um poço antigo. “Eu moro aqui há 10 anos e esse projeto foi a melhor coisa que aconteceu pra gente”, diz Raimundo Felizardo da Silva, 55.
Já para Raimundo Freitas, 54, que desde 2002 carregava galões de água em cima de uma carroça para abastecer a casa, tudo melhorou 100%. O mesmo aconteceu para Antônia Rosineide, 31, que costumava acumular pilhas de roupas para lavar e agora não precisa mais escolher entre usar água para limpar a roupa, a louça ou a casa. Ela também plantou hortaliças em seu quintal produtivo e hoje cuida com prazer das plantas. “É uma terapia”, diz.
O agricultor Antônio Martins, 49, realizou o desejo de tomar banho de chuveiro. “Já tínhamos tentado de muitas maneiras trazer água pra cá, mas só agora deu certo. É a grande obra da nossa comunidade”, destaca o assentado, que está plantando árvores frutíferas em contrapartida ambiental ao projeto de acesso à água.
Em Campo Grande e Felipe Guerra, os moradores de Ronaldo Valência e Filhos de Fernando vivem novos dias graças à chegada da água às suas casas. No primeiro assentamento, uma passagem molhada com barragem subterrânea foi construída para evitar o isolamento dos moradores em época de enchente, além de captar água para aumentar o volume de produção agrícola e garantir água para os animais, totalizando um investimento de R$ 211 mil. Como contrapartida, os habitantes estão realizando a coleta seletiva dos resíduos sólidos.
No assentamento Filhos de Fernando em Felipe Guerra, foi construída uma miniadutora, uma caixa d’água elevada de 10 mil litros e quatro quintais produtivos, beneficiando nove casas. A contrapartida ambiental é o reflorestamento da comunidade com cajueiros. “Onde tem água tem riqueza e fartura”, diz o agricultor Arnandes Max, 33, que também cria 70 cabras, 50 ovelhas e 21 cabeças de gado.

Fonte: Portal No Ar

VIÚVA "VICIADA" EM CASADOS DIZ QUE TRAIÇÃO É CULPA DAS ESPOSAS.

Quatorze anos atrás, Louise Van Der Velde perdeu o marido de forma inesperada. A morte de Stephen foi o gatilho para o que iria se tornar um "vício" para a inglesa. Ela só se relaciona com homens casados. Desde o início da viuvez já foram mais de 80 relacionamentos com casados.
Na maior parte, os homens com quem Louise se relaciona são empresários bem-sucedidos ou funcionários de alto escalão de grandes empresas. Segundo ela, a culpa da traição é das esposas deles.
"As mulheres perdem o interesse pelo sexo e abandonam os maridos na cama. Todos os esforços delas vão para os filhos e para as atividade domésticas. Não é mistério por que os homens traem", comentou em reportagem do "Sun" a moradora de Harrogate (Inglaterra), que já realizou festas sexuais em avião nas alturas para "salvar muitos casamentos".
Os amantes de Louise, de 43 anos, são oriundos de um site dedicado a casados - dos dois sexos - que desejam pular a cerca "com segurança".
Sob a alcunha de Professora do Prazer, Louise, que tem dois filhos (de 12 e 17 anos), dá palestras sobre sexo para casais e solteiros.
Uma dica recorrente que ela dá aos seus clientes que desejam superar o que consideram monotonia sexual do casamento: vivam relações abertas.
"Não quero um novo marido e não tenho interesse em relação monogâmica", declarou.



Fonte: Fernando Moreira/Extra
Foto: Reprodução/Twitter(Pleasure Professor)

MARINA SILVA: PRÉ-CANDIDATA A PRESIDÊNCIA.

A ex-senadora Marina Silva, publicou na sua página do twitter, que será candidata a presidente da República, com o intento de unir a população. Marina, no ano de 2010, disputou a presidência do país pelo partido Verde (PV), ficando em 3º lugar, com mais de 19 milhões de votos. Já em 2014 alcançou novamente a terceira colocação, conseguindo mais de 22 milhões de votos. Desta feita, pelo PSB.
"Sou pré-candidata à presidência para unir os brasileiros a favor do Brasil", afirmou a integrante da REDE.

DECANTER: OPERAÇÃO DEFLAGRADA HOJE APURA SONEGAÇÃO DE IMPOSTOS EM NATAL E NO INTERIOR.

O Ministério Público do Rio Grande do Norte, a Secretaria Estadual de Tributação (SET), a Polícia Militar e a Receita Federal do Brasil deflagraram hoje a operação Decanter.
A ação é fruto de uma investigação que durou dois anos e apura indícios de sonegação de tributos, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.
No total o prejuízo aos cofres públicos pode chegar a 60 milhões.
A operação cumpre 26 mandados de busca e apreensão em Natal, Parnamirim, Currais Novos, São José de Mipibu, São Vicente e Lagoa de Pedras.
Participam da ação 22 promotores de Justiça, 50 servidores do MPRN, 40 auditores da SET, 95 policiais militares e 11 auditores da Receita Federal.
As investigações ainda correm em segredo de Justiça.

Fonte: Thaísa Galvão