RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

domingo, 31 de agosto de 2014

CÂMARA DE UMARIZAL SEDIARÁ O CURSO "LEGISLATIVO MUNICIPAL".

Dias 19 e 20 de setembro, a Câmara de Vereadores de Umarizal estará sediando o 1º CURSO "LEGISLATIVO MUNICIPAL", que terá o Ex-Juiz do Tribunal Regional Eleitoral do RN e Mestre em Direito Eleitoral, Nilo Ferreira Pinto Júnior como ministrante.
O objetivo geral é proporcionar o conhecimento dos legisladores municipais sobre os procedimentos, funções, processos e técnicas legislativas no âmbito local e aprimorar sua atuação política.
Os objetivos específicos: 
Apresentar um programa que visa capacitar o vereador na sua atuação parlamentar e a melhoria da relação entre o cidadão e o seu representante; 
Incentivar a discussão crítica e reflexiva sobre a atuação legislativa no âmbito da municipalidade;
Aperfeiçoar o exercício da democracia, cidadania e participação
Metodologia:
O curso será ministrado em módulos através de aulas expositivas/interativas, possibilitando a participação, criação e construção de diálogos no campo de atuação legislativa além do estímulo à pesquisa bibliográfica e de incentivo à leitura para uma reflexão sobre a cidadania e o exercício das funções públicas na atualidade.

UMA EXCELENTE OPORTUNIDADE DE APRIMORAR SEUS CONHECIMENTOS.
MATERIAL DE TODO O CURSO INCLUSO NA INSCRIÇÃO.

INSCRIÇÕES PODEM SER FEITAS PELO E-MAIL: logosassessoriaepesquisadegestao@hotmail.com
ou pelos telefones: (84) 96094668 - 94164719
VALOR DA INSCRIÇÃO: R$ 170,00

DATAFOLHA REGISTRA PESQUISAS SOBRE SUCESSÃO PRESIDENCIAL E NOS ESTADOS.

O instituto Datafolha registrou na sexta-feira (29) nova pesquisa eleitoral sobre a sucessão presidencial. A sondagem foi contratada pela Folha e pela TV Globo e a coleta de dados será realizada desta segunda-feira (1º) até a quarta-feira (3). Além das intenções de voto para a disputa presidencial, a pesquisa irá medir a aprovação ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT). O questionário completo da sondagem do instituto, registrada sob o protocolo BR-00517/2014, está disponível no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).
O Datafolha também registrou pesquisas sobre o cenário eleitoral nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Ceará e no Distrito Federal. Os levantamentos irão medir as intenções de voto tanto para as eleições aos governos estaduais como para as disputas ao Senado Federal. A coleta dos dados será realizada nesta terça-feira (2) e na quarta-feira (3). No Ceará, ela será promovida entre a segunda-feira (1º) e a terça-feira (2).


ATAQUES AFETAM SITE DA CAMPANHA DE MARINA SILVA.

O site da campanha de Marina Silva e Beto Albuquerque, candidatos à Presidência da República pela Coligação Unidos pelo Brasil, sofreu dois ataques virtuais, o primeiro no sábado (30) e o segundo neste domingo. Os ataques deixaram o site fora da rede por uma hora no sábado (entre 21h e 22h) e por cerca de 20 minutos neste domingo, no começo da tarde.
Nos dois episódios, a equipe técnica ligada à coordenação da campanha restabeleceu a normalidade das conexões, tomou as medidas necessárias para que o site reaja aos ataques e reforçou os sistemas de segurança. Novas instabilidades, porém, podem voltar a ocorrer. Medidas judiciais também estão sendo providenciadas para apurar a origem desta ação criminosa e antidemocrática.
Enquanto isso, pedimos a compreensão de todos os apoiadores da campanha de Marina e Beto Albuquerque. Práticas criminosas não impedirão que o desejo de mudança do povo brasileiro prevaleça. Não vamos desistir do Brasil.

Fonte: http://marinasilva.org.br/

THAÍSA GALVÃO ANALISA A PESQUISA SETA E MICRORREGIÃO DE UMARIZAL.

O mapa da pesquisa Seta e a "microrregião de Umarizal"

Qual o segredo da leitura de uma pesquisa?
Os números.
Não apenas.
De onde vem os números?
Acerta quem diz que o segredo da leitura de uma pesquisa está no mapa.
Quantas entrevistas feitas em cada área do Estado.
Vendo aqui os detalhes da pesquisa do instituto Seta, divulgada neste domingo de carreatas, eis que me deparo com um mapa que…
Você entende?
Veja aí:
O mapa é divulgado por microrregião e com percentuais, e não com números.
Ao contrário de outros institutos de pesquisas que revelam as cidades por região.
No mapa da Seta, o que significa microrregião?
Umarizal é microrregião?
E Pau dos Ferros?
Natal é?
Se Natal é, pode até ser justificada como Grande Natal…mas por que Macaíba separada, cistada isolada?
Se Umarizal é, por que é que São Gonçalo e Ceará-Mirim, por exemplo, grandes colégios eleitorais do Rio Grande do Norte, não são?
Os dois municípios, pela sua importância eleitoral, são citados na pesquisa do Ibope.
Que especifica as cidades pesquisadas.
Na Geografia do instituto Seta…entendi nadinha.
Mas…a Justiça Eleitoral não exige o detalhamento das pesquisas?
Detalhamento…como?

PROGRAMA DE MARINA TRARÁ GASTOS DE R$ 95 BILHÕES AO ANO.

Analistas avaliam propostas da candidata do PSB.

As propostas apresentadas na sexta-feira pela candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, vão provocar gastos adicionais de cerca de R$ 95 bilhões ao ano. O maior impacto será na área da Saúde, com a intenção de destinar 10% da receita corrente bruta da União para o setor: de R$ 54 bilhões em 2015, segundo o próprio Ministério do Planejamento. Pela regra proposta por Marina, deveria ser aplicado em Saúde um valor de R$ 153,4 bilhões (10% da receita corrente bruta de 1,533 trilhão). O valor da receita corrente bruta foi informado pela Comissão Mista de Orçamento (CMO) e depois pelo Planejamento. O piso constitucional da Saúde para 2015 foi calculado em R$ 99,4 bilhões.
Na área das políticas sociais, Marina Silva propõe transformar o Bolsa Família em política pública permanente e oferecer o benefício a mais 10 milhões de famílias no programa. Hoje, são 14 milhões de famílias a um custo de R$ 27,1 bilhões. Há ainda a defesa de uma “terceira geração de programas sociais”, que assegurem acesso a serviços públicos de qualidade e a plena emancipação das famílias beneficiadas (a chamada porta de saída dos programas sociais).
A professora Margarida Gutierrez, do Coppead da Universidade Federal do Rio (UFRJ), argumenta que é preciso dizer de onde virão os recursos:
— O Bolsa Família não é um programa caro, foram cerca de R$ 25 bilhões no ano passado. Com mais dez milhões, dobraria quase o gasto. Já aumentar em R$ 54 bilhões em Saúde é muito. Seria muito bom, mas isso implica redução de gasto em custeio. Parece que ela está trabalhando com um Orçamento que não tem de fato. É louvável, mas não é fácil.

VEJA MATÉRIA COMPLETA, CLICANDO AQUI

Fonte: Cristiane Jungblut; Renato Onofre; Tiago Dantas; Thiago Herdy; Germano Oliveira e Cleide Carvalho/http://oglobo.globo.com/

AMERICANO CONCORRE A CARGO DE DEPUTADO ESTADUAL PELO PDT DO RIO GRANDE DO NORTE.

Charles de Macedo Phelan é norte-americano nascido em Nova Iorque, mas tem dupla nacionalidade, por ser filho de uma brasileira.
Ele é a primeira pessoa nascida em solo estrangeiro a tentar um mandato eletivo no Rio Grande do Norte. E por que esse cuidado em não classificá-lo como um estrangeiro no sentido literal do termo? O próprio candidato explica: "Se olharmos por esse ângulo, sou o primeiro candidato natural de outro país a buscar um pleito político no RN. É preciso esclarecer que tenho dupla cidadania, brasileira e americana, portanto, sou brasileiro nato".
Advogado pós-graduado e professor com atuação em Natal, Phelan é candidato a deputado estadual pelo PDT.
Fora o sobrenome Phelan, nada indica que ele seja uma pessoa nascida em outro país. O sotaque é de um legítimo potiguar e olhe que ele se mudou para o Rio Grande do Norte já adolescente. "Vim ao Brasil visitar minha mãe há 16 anos, gostei e fiquei. Minha relação com o Brasil e o RN é de cidadão como qualquer outro, embora tenha passado metade da minha vida entre os dois países. Além de uma relação de amor com nosso Estado, tenho um profundo sentimento de preocupação de como as coisas andam. Há um descontrole inaceitável da gestão pública e seus setores mais significativos", relatou.
O candidato compara os sistemas políticos do Brasil e dos EUA. "Os sistemas políticos dos dois países são distintos no sentido da autonomia de cada ente estadual. No plano nacional é similar, tendo o mesmo sistema bicameral: Senado e Câmara dos Deputados (este último chamado de House of Representatives)", frisou.
Questionado se traria algumas ideias da política estadunidense ao Brasil, Phelan ponderou que existem diferenças culturais. "Difícil instilar formatos específicos de política noutra cultura. Mas tenho ideias diferentes a serem planejadas como projetos de lei dentro da competência legislativa estadual se tiver o privilégio de representar a população do RN", explicou.
O candidato citou algumas propostas que pretende sugerir ao eleitorado. A lista conta com a criação do primeiro Juizado Especial Cível da Saúde do RN ", para ajudar todos aqueles que se deparem com a negativa de serviços por planos de saúde bem como aos que se virem largados nos corredores de hospitais sem dinheiro para contratar um advogado".
Ele também citou a criação de um Órgão de Controle Externo das Polícias do Estado, que ele diz ser a primeira do Brasil. "Seria nos moldes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ)", acrescentou.
Outra sugestão é modificar a forma de fazer boletim de ocorrência (BO). "Quem faria o BO seria a viatura que fez a diligência ao local do suposto crime, de modo que a vítima não sofra o ônus de ter de, além da violência contra ela, procurar uma delegacia de polícia", destacou.

Fonte: http://omossoroense.uol.com.br/

PESQUISA SETA: QUEM SERIAM OS FEDERAIS E ESTADUAIS MAIS VOTADOS NO RN SE AS ELEIÇÕES FOSSEM HOJE.





FRENTE NACIONAL DOS PREFEITOS DIVULGA CARTA AOS CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA.

Prefeitos da Diretoria Executiva da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) apresentarão amanhã, 11h30, na Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC), em Brasília (DF), o conteúdo da carta que a entidade entregará aos candidatos à Presidência da República. O documento reúne os principais desafios das gestões municipais, com ponderações sobre as demandas urgentes das cidades. A distribuição do documento aos 11 candidatos será realizada no início da manhã do mesmo dia.
O envio da carta tem como finalidade explicitar os anseios dos prefeitos para que as demandas enumeradas possam nortear o planejamento e a implementação das futuras políticas públicas. A divulgação será realizada paralelamente ao dia de atividades de pré-lançamento do III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS), o maior evento sobre sustentabilidade do país, que é promovido pela FNP em parceria com o Sebrae.
A decisão de encaminhar a pauta de solicitações dos prefeitos aos candidatos foi aprovada na 65ª Reunião Geral da FNP, realizada em abril deste ano, na cidade de São Paulo (SP).


GASTOS DE VEREADORES DE FORTALEZA COM VOOS EQUIVALEM A 421 VOLTAS NA TERRA.

Entre os anos de 2011 e 2012, a Câmara de Vereadores de Fortaleza consumiu R$ 4,3 milhões dos cofres públicos para passagens aéreas.
Esses e outros gastos públicos chamaram a atenção da Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap), do Ministério Público (MP) do Ceará, que está investigando os valores desembolsados e nomeação de assessores parlamentares da capital cearense.

CLIQUE AQUI PARA LER A MATÉRIA COMPLETA.

Fonte: Carlos Madeiro/http://noticias.uol.com.br/

INSPEÇÃO, POR EUMANO SILVA.

O Ministério Público junto ao TCU propôs ao ministro José Múcio uma inspeção no Banco Central e na Secretaria do Tesouro Nacional para obter mais detalhes sobre a retenção de repasses do Bolsa Família e de outros benefícios sociais para inflar o resultado fiscal, conforme revelou ISTOÉ. Além do TCU, a Procuradoria da República no DF abriu procedimento para analisar operações atípicas do tesouro nacional.


FACULDADES DE DIREITO NO BRASIL...

SILVA, SANTOS E OLIVEIRA SÃO OS NOMES MAIS COMUNS DOS CANDIDATOS.

Silva, Santos e Oliveira são os sobrenomes mais comuns dos candidatos concorrendo nas eleições deste ano, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Das cerca de 26 mil pessoas concorrendo a cargos públicos em 2014, 3,9 mil têm Silva entre seus sobrenomes, o que corresponde a 15% do total. Já 2,2 mil candidatos têm Santos, e 1,6 mil, Oliveira.
As estatísticas foram feitas considerando todos os sobrenomes dos candidatos. Isso quer dizer que, se um candidato tem tanto Silva quanto Santos nos registros do TSE, ele foi contabilizado em ambos os sobrenomes.
No total, 8,4 mil sobrenomes foram identificados. Destes, 6 mil são únicos - ou seja, 71,1% foram encontrados apenas 1 vez nos registros. Entre eles estão: Werka, Marcovicchio, Dar'C e Zoppi.

Fonte: Clara Velasco/http://g1.globo.com/

NOVO PRESIDENTE DO TRE SERÁ EMPOSSADO AMANHÃ.

O próximo presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), desembargador Virgílio Macedo Júnior, será empossado amanhã, às 16h, no auditório do Centro de Operações da Justiça Eleitoral (COJE). Na mesma solenidade, será empossada a próxima vice-presidente e corregedora regional eleitoral, desembargadora Maria Zeneide Bezerra. Os dois estarão à frente da administração da instituição até agosto de 2016.
Virgílio Macêdo Júnior é natural de Natal. Foi nomeado juiz de direito em dezembro de 1986 atuando primeiramente na comarca de Augusto Severo. Em seguida, assumiu as comarcas de São José de Campestre, Areia Branca, Macaíba e Natal. Em março de 2010 foi nomeado desembargador do Tribunal de Justiça do Estado.
Maria Zeneide Bezerra nasceu em Parnamirim. Foi nomeada juíza de direito em setembro de 1980 e atuou nas comarcas de Touros, São Gonçalo do Amarante, Tangará e Ceará-Mirim, tendo sido nomeada desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte em setembro de 2010.

Fonte: http://blog.tribunadonorte.com.br/panoramapolitico/

INSTITUÍDO ESTADO DE EMERGÊNCIA E CALAMIDADE PÚBLICA EM JANDUÍS.

Cidade encravada na região do Oeste potiguar, Janduís está, legalmente desde o dia 1º deste mês, sob estado de emergência/calamidade pública. A medida foi definida no Decreto nº 07/2014, reconhecido pela prefeita Lígia de Souza Félix (PSDB), publicado no Diário Oficial dos Municípios, no portal eletrônico da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn).
Os aspectos considerados pela gestora para tal providência foram: a situação precária de falta d’água nos nossos reservatórios de água; o enfrentamento de três anos seguidos de estiagem na nossa região; a economia do município que é fundamentalmente a agricultura e pecuária; e, que é dever do administrador público primar pelos princípios constitucionais na defesa pelo povo.
A prefeita decretou o estado de emergência/calamidade pública em Janduís pelo prazo de 90 dias, esclarecendo no ato que o procedimento poderá ser prorrogado por mais 90 dias. O texto explica também que, durante o referido período, fica vedada a realização de quaisquer despesas no âmbito do Poder Executivo municipal sem a expressa autorização da prefeita.
Fica autorizada a administração pública municipal, “por força do artigo 24, inciso IV, da Lei nº 8.666/93”, a contratar serviços e adquirir materiais necessários à execução dos atos de gestão administrativos essenciais, bem como ao funcionamento dos serviços de saúde, educação, saneamento, infraestrutura básica, assistência social e agricultura, sem a necessidade de certame licitatório, uma vez constatada a indispensabilidade da contratação.
RETROATIVIDADE
Durante a vigência do estado de emergência/calamidade pública, serão realizados os devidos processos de licitação, bem como analisadas as dispensas e inexigibilidades, para as compras e serviços futuros.
O decreto entrou em vigor na sexta, 29, retroagindo os efeitos jurídicos advindos do mesmo à data de 1º de agosto corrente, uma vez que em tal momento já estava instaurada a situação de emergência vivenciada pela gestão municipal, mormente em virtude da estiagem enfrentada nos últimos três anos.

PRINCIPAL CABO ELEITORAL DE MARINA É O SACO CHEIO.

O ‘Plano A’ era declarar guerra à elite branca do PSDB, fingir que a ruína econômica tem causas externas, pintar o país de rosa na propaganda eleitoral e conquistar mais quatro anos de Poder. O ‘Plano B’ era, era, era… Não havia um ‘Plano B’. O generalato do PT não tinha considerado a hipótese de o ‘Plano A’ dar errado. Ninguém podia imaginar que a morte de Eduardo Campos ressuscitaria a cafuza Marina Silva.

CLIQUE AQUI PARA LER A MATÉRIA COMPLETA.


PREFEITURA DE MOSSORÓ DIFICULTA ACESSO DO CIDADÃO A DADOS SALARIAIS DE SERVIDORES.

O Portal da Transparência da Prefeitura de Mossoró não é mais o mesmo. A gestão de Francisco José Júnior (PSD) modificou os métodos para que o cidadão veja a lista de servidores e os respectivos salários conforme prevê a Lei de Acesso à Informação.
Se antes bastava chegar ao site e escolher as opções que lhe fossem mais convenientes (pesquisar por nome ou por repartição), agora o cidadão só pode pesquisar colocando o nome do servidor.
Ainda assim precisa preencher um cadastro que lhe tira a privacidade na consulta e fica sendo controlado pela administração municipal. Só após preencher o cadastro é que é possível saber quanto custa os pagamentos de cada servidor municipal.
Para ter acesso às informações é preciso entregar à Prefeitura dados como e-mail, endereço e Cadastro de Pessoa Física (CPF).
Esta semana a Câmara Municipal de Mossoró aprovou requerimento que pede explicações ao secretário municipal de Transparência Pública e Relações Institucionais, Luís Costa, sobre o motivo das mudanças ocorridas na consulta ao Portal da Transparência do município. A proposição é de autoria do vereador Genivan Vale (PROS).
O parlamentar entende que a iniciativa da administração municipal dificulta a aplicabilidade da lei. "O Município deve adotar medidas para facilitar a transparência e não o contrário, como está ocorrendo. Ter acesso à informação de como está sendo administrado o dinheiro público é um direito do cidadão", analisou.
A reportagem fez contato com o secretário Luiz Costa que explicou que o Portal está passando por modificações sugeridas pelo Ministério Público.
De antemão, ele garantiu que a exigência do cadastro será mantida. "O cadastro vai continuar para eu saber quem está mexendo no site", frisou.
Questionado se a medida não seria antidemocrática, Luiz Costa disse que não. Ele também negou que a medida tenha a finalidade de intimidar o cidadão. "É apenas um controle para saber o número de acessos", argumentou.
Após vários questionamentos, o secretário admitiu que pode modificar o sistema. "Estamos num projeto-piloto. Se a sociedade não se adaptar a gente pode mudar", garantiu.
O secretário disse que esta semana será feita uma reunião para tratar do assunto.

Fonte: Bruno Barreto/http://omossoroense.uol.com.br/

INSTITUTO PERFIL REGISTRA PESQUISA PARA DIVULGAR QUINTA-FEIRA.

E a semana começa com a expectativa de publicação de mais uma pesquisa.
A mais recente foi registrada (RN-00018/2014) ontem pelo instituto Perfil e tem como contratante o Jornal de Hoje.
A pesquisa que custou 10 mil reais, vai ouvir mil eleitores do Estado nesta segunda e terça, e será publicada na quinta, dia 4.
No questionário, perguntas sobre intenções de votos e rejeição para Governo, Senado e Presidência.

Fonte: http://www.thaisagalvao.com.br/

HOMEM MATA EX-ESPOSA NO ENCANTO - RN.

Conforme postagem de Cézar Alves via twitter, este homem matou a ex-mulher na cidade de Encanto, no Aloto Oeste potiguar.
Caso o veja, ligue para polícia pelo telefone 190.


SOBRE O CAOS E SEUS EFEITOS.

A dinâmica de sistemas caóticos impressiona até mesmo quem já se acostumou a olhá-los diariamente. As pessoas e suas ações interagem de uma maneira tal, que, o menor ruído é capaz de causar grande estrago, em uma sucessão em cascata avassaladora.
Ao pensar alto sobre isto, imediatamente me vem à mente o filme Efeito Borboleta e sua demonstração do encadeamento de ações, partindo de um simples bater de asas de uma borboleta na América do Sul, até as relações de causa e efeito decorrentes deste ato banal acarretarem uma tempestade no Japão.
Mas não precisamos ir tão longe, com tanta abstração, para entender o quanto a ausência de uma mínima ordem estabelecida pode gerar efeitos catastróficos a partir de intempéries cotidianas, que seriam facilmente resolvidas se a desordem não fosse generalizada.
E em matéria de caos, notadamente nas contas públicas, o Rio Grande do Norte dos últimos anos é um peculiar caso a ser estudado, a começar pelo fato de estar há anos em inércia estacionária no limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal para despesas com pessoal, sem que tenha havido maiores ajustes para adequar a relação preocupante entre receitas e despesas.
Ao revés, leis com aumentos vão sendo aprovadas com pouco ou nenhum critério, ao sabor da pressão caótica do momento. E vai-se mais uma benesse a impactar na folha de pagamentos, que de há muito já não cabe no PIB do Rio Grande do Norte.
Mas a lógica é: “farinha pouca, meu pirão primeiro!”. E, mais uma vez, adia-se a perspectiva de sair do limite prudencial e de evitar os entraves que a lei impõe toda vez que ele é ultrapassado. Sem perspectiva de sair do caos, passa-se a conviver com ele e seus efeitos cada dia mais agigantados.
E esta semana trouxe mais um exemplo concreto para o Ministério Público de Contas, com os efeitos já sentidos e em perspectiva deste estado de coisas. Em virtude da nossa duradoura e até aqui inquebrantável relação com o limite prudencial da LRF, há três anos não há progressão na carreira da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, com postos-chave sendo esvaziados porque os profissionais aptos da corporação não podem preencher os degraus subsequentes de sua hierarquia, barrados pelo gargalo financeiro ao qual insistimos em permanecer presos.
À evidência, os efeitos deste fato vão muito além dos valores mensais que deixam de ser gastos com as progressões não realizadas – embora isto seja uma ilusão, pois a fatura chegará na forma de indenização, mais dia ou menos dia. Claramente, esta circunstância não está dissociada de todos os dissabores que a população tem vivido em decorrência da insegurança pública atual.
Se não é causa única de tantos crimes e de seu crescimento alarmante, diante do caos generalizado da atual gestão pública, ainda assim, é plenamente possível estabelecer uma sucessão de fatos desde estas negativas de promoção até os arrastões e homicídios em patamares jamais vistos – basta ter ciência de que já há dificuldade para preencher até o posto de graduado responsável por uma viatura em atendimento a uma ocorrência.
Reconhecida esta correlação de fatos, com efeitos imediatos e outros mais distantes, a solução do problema não pode passar por uma intervenção pontual, como uma nova interpretação da Lei de Responsabilidade Fiscal, à luz das peculiaridades da hierarquia militar, tal qual nova consulta formulada ao Tribunal de Contas do Estado e ainda pendente de resposta, recém chegada no Ministério Público de Contas para análise.
Os problemas de um sistema caótico só são resolvidos com soluções amplas, em que as diversas variáveis são atacadas. Do abstrato ao concreto, sem buscar e enfrentar as origens do inchaço da folha de pagamentos, reinterpretar a LRF a cada problema novo gestado no caos, nada mais será do que o bater de asas de uma borboleta: quase nada, mas que pode gerar efeitos incalculáveis.

Fonte: Luciano Ramos - Procurador-Geral do Ministério Público de Contas/RN e Presidente do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais de Contas/http://tribunadonorte.com.br/

SERVIDORES DA SAÚDE ENTRAM EM GREVE A PARTIR DO PRÓXIMO DIA 8.

O Sindicato dos Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde-RN) decidiu fazer nova greve a partir do próximo dia 8 de setembro. A decisão foi tomada em votação durante assembleia geral realizada na manhã de ontem, 29. As principais reivindicações da categoria são: manutenção da atual jornada de trabalho, a garantia de abastecimento dos hospitais e a garantia de repasses para a saúde pública.
“Decidimos pela paralisação devido à confirmação da portaria 321, do dia 22 de agosto, pois, não vamos aceitar este novo pacote. Tivemos uma reunião com o secretário e não houve acerto”, declarou Rosália Fernandes, diretora do Sindsáude/RN. Cerca de 60 servidores participaram da assembleia. O Estado tem quase 15 mil servidores na rede pública de saúde.
A portaria 321 diz respeito à carga horária de trabalho para o pessoal administrativo, que vinha trabalhando em plantões de 6 e 12 horas. O secretário Luiz Roberto Fonseca confirmou que a partir do próximo 1º de setembro os novos efeitos seriam aplicados. O documento também altera o funcionamento dos plantões eventuais, diminuindo a possibilidade deste tipo de gratificação.
“A proposta da Sesap prejudica os profissionais. A partir de 1 setembro, trabalharemos 4h, folgamos duas e trabalhamos mais 4h. Porém, não haverá auxílio-alimentação e nem vale transporte. O trabalhador terá que tirar dinheiro do próprio bolso para bancar este intervalo. É inaceitável”, afirmou Rosália Fernandes.
Durante a assembleia, a diretoria do Sindsaúde também aprovou o calendário da paralisação. No dia 1º de setembro haverá ato para a entrega de compromissos com os candidatos ao governo do estado, seguido por manifesto na sede da Unicat, no dia 3, e protesto em hospital, a ser definido, no dia 5.
Em relação à Unicat - Unidade Central de Agentes Terapêuticos – o Sindsaúde promoveu um manifesto em frente à sede do instituto na última quarta-feira, 27. Na quinta, a Sesap sinalizou que denunciaria a categoria ao Ministério Público Estadual, cobrando o ressarcimento dos prejuízos causados.
O Sindsaúde se defendeu das acusações e afirmou que apenas expôs a situação precária na qual os funcionários e a população enfrentam. “Não houve isso. O secretário tem que se preocupar em repor os medicamentos e organizar a saúde pública no Estado. São mais de 52 itens em falta nos hospitais”, declarou Rosália Fernandes. De acordo com o Sindsaúde, uma nova reunião com a Sesap já foi pedida junto ao MPE e ao TCE e deve ocorrer durante a próxima semana.

Fonte: Fernando Domingo e Valdir Julião/Tribuna do Norte
Foto: Frankie Marcone

FILHO DE RENAN LIDERA PESQUISAS EM ALAGOAS, E O DE JADER BARBALHO, NO PARÁ.

Em dois estados, a força dos caciques políticos na eleição de herdeiros.

Além dos sete estados em que o atual governador ou seu grupo político corre o risco de ser desbancado por candidatos que já ocuparam o cargo anteriormente, em outros dois a possível mudança significaria a volta de dinastias políticas locais. Na primeira situação enquadram-se o Amapá, com Waldez Góes (PDT); o Amazonas, com Eduardo Braga (PMDB); o Piauí, com Wellington Dias (PT); Roraima, com Neudo Campos (PP); e Bahia, com Paulo Souto (DEM) — que governaram seus estados por dois mandatos. Também estão nesse cenário o Rio, com Anthony Garotinho (PR); e o Distrito Federal, com José Roberto Arruda (PR).
O segundo caso — o retorno de representantes de caciques políticos — é a realidade em Alagoas e no Pará. No primeiro deles, as pesquisas de intenção de voto dão o primeiro lugar para Renan Filho (PMDB), filho do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), e que tem em sua chapa o senador Fernando Collor (PTB) disputando a reeleição. No caso do Pará, o atual governador e candidato à reeleição, Simão Jatene (PSDB), está empatado com Helder Barbalho (PMDB), filho do senador Jader Barbalho (PMDB). No Amapá, Waldez Góes acumula as duas categorias: é ex-governador e pertence ao grupo político do senador José Sarney (PMDB-AP).
Em Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), que lidera as pesquisas, não é exatamente uma novidade, pelo menos para a população da capital, Belo Horizonte, onde foi prefeito. No início da campanha, a expectativa era a de que a candidatura de Aécio Neves (PSDB), ex-governador de Minas, à Presidência da República, alavancasse, em seu berço político, o candidato tucano ao governo do estado, Pimenta da Veiga. O candidato do PT a governador, no entanto, está com 37%, e Pimental da Veiga, com 23%.
Entre os governadores que nadam contra a corrente da mudança está o de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que lidera com folga as pesquisas. Segundo o Ibope da última terça-feira, o tucano tem 50%. Em segundo lugar, está Paulo Skaf (PMDB), com 20%. O PSDB comanda o estado de São Paulo há 20 anos.
Para o cientista político Claudio Couto, da FGV, esse fenômeno poderia ser explicado porque as manifestações de junho se concentraram na capital paulista e na Região Metropolitana, não atingindo o interior.
O Acre também está entre as exceções. Lá, o PT está no comando desde 1999, e o governador petista, Tião Viana, candidato à reeleição, lidera as pesquisas com 46%. O segundo colocado é Márcio Bittar (PSDB), com 19%.

Fonte: Fernanda Krakovics/http://oglobo.globo.com/

O CRITÉRIO "REJEIÇÃO" HENRIQUE TAMBÉM LIDERA.

O questionamento que refere-se a rejeição dos nomes expostos ao cargo de governador do estado do Rio Grande do Norte, reflete com fidelidade o que se sente em andanças pelo estado. Campanha em "Banho-Maria", onde adesivos e panfletos conta-se nos dedos e ainda sobra dedos.
O peso de 44 anos como deputados federal, é o preço que paga o candidato do PMDB, Henrique Alves. Pergunta-se: quais os grandes projetos de relevância de autoria do deputado-candidato?
Destes, dividindo pelo anos e anos que uma cadeira ocupa no congresso nacional, o credencia para responder por uma estado? Por uma população estimada em 3.408.510 habitantes?
Já da outra banda, temos o candidato do PSD, atual vice-governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria. Pergunto:
Qual o grande feito deste cidadão, durante sua história política?
Um filho deputado federal, que não sou sabedor de que mérito Fábio Faria tem como congressista. Em que, efetivamente, contribuiu para o desenvolvimento do RN, durante os anos que é deputado.
Estes dois nomes que ocupam desde o início da campanha as cabeças do embate, são fardos pesados. Somando os índices de Robinson e Henrique, obtemos 42% de rejeição. Claro, cada qual com seu percentual.
Os 3 restantes, meros coadjuvantes, que só aparecem nos comercias.
Uma pena.

Apenas o gráfico é de responsabilidade do Portal Nominuto.

GOVERNO DO ESTADO DO RN: PESQUISA CONSULT/NOMINUTO MOSTRA VITÓRIA DE HENRIQUE COM 17% DE VANTAGEM.

Com índice de 35,3% das intenções de voto, o candidato do PMDB, Henrique Eduardo Alves, venceria a eleição de outubro próximo. Robinson Faria teria 18,3% das indicações.
Os demais candidatos, juntos, somam 4%. 21,4 não sabem em quem votará e 21% escolheram nenhum/branco/nulo. Este último índice, vem confirmar o que facilmente se ver nas cidades do RN, diante da fragilidade dos nomes que concorrem a cadeira do executivo estadual.
Para se ter uma ideia mais clara, duas em cada 10 pessoas, simplesmente entendem que os nomes indicados pelos partidos e alianças, não são merecedores do cargo em disputa.

Apenas o gráfico abaixo foi extraído do portal Nominuto.


HENRIQUE ABRE VANTAGEM DE 15 PONTOS SOBRE ROBINSON EM TODO O RN, DIZ SETA.


O candidato Henrique Eduardo Alves (PMDB) abre vantagem de 15 pontos percentuais em relação a Robinson Faria (PSD) na corrida pelo governo, aponta a última pesquisa Seta/Nominuto divulgada neste domingo (31) com eleitores de todo o Estado.
Segundo o Instituto Seta, Henrique Alves tem 39,7% das intenções de voto, seguido por Robinson com 24,1% das preferências na estimulada. Robério Paulino (PSOL) tem 2,6%; Simone Dutra (PSTU) aparece com 1,4%; e Araken Farias (PSL) com 0,6%.
Ainda é alto o número de eleitores indecisos ou que vão votar em branco ou anular o voto. Brancos e nulos somam 20,4%, e não respondeu somou 11,2%.
A pesquisa Seta ouviu 1.700 eleitores entre os dias 26 e 28 de agosto. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%. O levantamento encontra-se devidamente registrado no TRE-RN pelo número RN-00017-2014.


Fonte: http://www.nominuto.com/

A FORÇA DO BOLSA.

O Bolsa Família transferiu em agosto 2,4 bilhões de reais a 13,9 milhões de famílias. De um lado, o governo oferece recessão ao país; e de outro, o Bolsa Família.

Fonte: Lauro Jardim/http://veja.abril.com.br/

MARINA GANHOU R$ 1,6 MI COM PALESTRAS EM TRÊS ANOS, DIZ JORNAL.

Candidata do PSB revela quantias a jornal, mas mantém identidade de clientes em segredo. Presidenciável criou empresa após deixar o Senado e transformou palestras em sua fonte de renda principal.

Sem cargo público, mas com um capital eleitoral de quase 20 milhões de votos depois de perder a eleição presidencial em 2010, a ex-ministra do Meio Ambiente e ex-senadora Marina Silva abriu em março de 2011 uma empresa para proferir palestras e faturou R$ 1,6 milhão com a atividade, até maio deste ano, segundo a edição do jornal Folha de S. Paulo deste domingo (31).
De acordo com a reportagem, Marina sempre manteve em segredo os detalhes sobre a atividade que virou sua principal fonte de renda desde que deixou o Senado. Mas agora, candidata à presidência da República pelo PSB, ela aceitou revelar o valor de seus rendimentos após questionamento do jornal.
A Folha diz que Marina informou ter assinado 65 contratos e feito 72 palestras remuneradas em pouco mais de três anos. Ela se recusou a identificar os nomes das empresas e das entidades que pagaram para ouvi-la, alegando que os contratos têm cláusulas de confidencialidade.
No ano passado, o jornal relatou que a própria Marina pediu a entidades que a tinham contratado para não divulgar seu cachê.
Por causa das eleições, Marina assinou neste ano só um contrato, de R$ 132,6 mil, para apresentações em quatro países da América do Sul. A quantia desse último contrato se aproxima do valor total dos bens que ela declarou à Justiça eleitoral: R$ 135 mil (uma casa e seis terrenos, a empresa aberta para proferir palestras e uma conta no Banco do Brasil).
Coalizão
Também em reportagem publicada hoje, o jornal O Estado de S. Paulo diz que, se eleita, Marina terá base pequena no Congresso e deverá negociar cada projeto, dependendo bastante do PSDB.
O Globo relata que, embora a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, tenha aumentado as críticas à candidata Marina Silva (PSB), a expectativa da campanha petista é que Aécio Neves (PSDB) parta para um confronto mais duro contra a pessebista para evitar a sangria de votos tucanos para a ex-senadora.


INSTITUTO SETA PREPARA NOVA PESQUISA.

O Instituto Seta está concluindo os trabalhos para divulgar sua próxima pesquisa. O anúncio pode acontecer na Gazeta do Oeste, mas o periódico não deu uma previsão de data.


ODEBRECHT FECHA A MÃO E NÃO DOA DINHEIRO A CAMPANHA DE PRESIDENCIÁVEIS.

A pouco mais de um mês das eleições, a Odebrecht não se mostra tão generosa com os candidatos quanto suas concorrentes OAS, Queiroz Galvão e Andrade e Gutierrez. A empreiteira ainda não pingou um centavo sequer nas campanhas presidenciais, de acordo com as prestações de contas dos partidos ao TSE.
Na segunda parcial das contas entregues à Justiça eleitoral, cinco candidatos a deputado estadual e dois a deputado federal, todos de Minas Gerais, registraram tímidos 160 000 reais em doações da construtora.
Tito Torres, do PSDB, Tiago Ulisses e Juarez Távora, ambos do PV, Tarcisio Caixeta, do PT, e Adalclever Ribeiro Lopes, do PMDB, que disputarão vagas na assembleia mineira, levaram 20 000 reais cada um. Já Gustavo Mitre e Marcelo Aro, candidatos à Câmara Federal pelo nanico PHS, receberam 30 000 cada da Odebrecht.
A propósito, está faltando dinheiro para praticamente todas as campanhas majoritárias do país.

Fonte: Lauro Jardim/http://veja.abril.com.br/

sábado, 30 de agosto de 2014

MORRE JORNALISTA SÔNIA BIONDO.

Morreu, no início da noite deste sábado, a jornalista e escritora Sonia Biondo. Autora de livros sobre comportamento, beleza e saúde da mulher, como “Mulher integral” e “Cabelo”, Sonia começou na profissão no jornalismo impresso, mas nos últimos estava se dedicando à TV: foi criadora — e diretora — do programa Superbonita, do canal GNT. O Superbonita estreou em 2000 e a empresa de Sonia, a Biondo Multimídia, produziu o programa até 2011. Nos últimos anos, ela era responsável pela produção de conteúdo. Sônia Biondo estava internada no Hospital Barra D’Or há cerca de 15 dias, por causa de problemas respiratórios.
No Jornal O GLOBO, ela trabalhou como repórter, redatora e editora nos anos 80. Foi editora na Veja Rio e na revista Marie Claire no Rio de Janeiro.
Ela será enterrada neste domingo, às 15h, no São João Batista. O velório será na capela 4.

Fonte: http://oglobo.globo.com/

PESQUISA DA NASSAU MOSTRA ARMANDO MONTEIRO COM 32% E PAULO CÂMARA COM 28% EM SITUAÇÃO DE EMPATE TÉCNICO.


A segunda rodada de pesquisas do Instituto Maurício de Nassau, para o Jornal do Commercio e o portal Leia Já, mostra um empate técnico entre os principais concorrentes ao Palácio do Campo das Princesas, a pouco mais de um mês das eleições em Pernambuco.
O candidato de oposição, o petebista Armando Monteiro Neto, continua na frente com 32% das intenções de voto, na pesquisa estimulada. Na edição anterior do levantamento, no começo de agosto, o petebista contava com 37% das intenções de voto.
Pelo lado da situação, o candidato socialista Paulo Câmara aparece com 28% das intenções de voto. No levantamento anterior, somava 10% das intenções de voto. Foram impressionantes 18 pontos percentuais em três semanas.
Os organizadores do estudo informam que a situação configura empate técnico porque a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais. Nesta situação, os candidatos podem ter dois pontos acima ou abaixo.
Os candidatos Miguel Anacleto (PCB), Jair Pedro (PSTU) e José Gomes (PSOL) registaram apenas 1% cada um nas intenções de voto.
A pesquisa é a primeira divulgada após duas semanas do início do guia eleitoral na TV, em que os candidatos apresentam suas propostas e, no caso dos menos conhecidos, tentam apresentar-se ao eleitor, como é o caso do estreante socialista.
Além do guia, o principal fato de relevância no curso da campanha até o momento foi a morte do ex-governador Eduardo Campos, aliado de Paulo Câmara, no dia 13 de agosto, em um acidente de avião em Santos, no litoral de São Paulo. Os petebistas apontam essa comoção como o motor do crescimento do socialista e alguns adversários chegaram a reclamar de uso eleitoreiro do velório e sepultamento do líder socialista. Houve até uma guerra pelo uso da imagem do ex-presidenciável no Tribunal Regional Eleitoral, após a morte, no guia da TV.
As entrevistas foram realizadas nos dias 25 e 26 de agosto.
O tamanho da amostra somou 2 mil 480 pessoas entrevistadas.
A pesquisa foi contratada pelo portal de Notícias Leia Já e tem margem de erro de 2 pontos percentuais. Na Justiça eleitoral, a pesquisa foi registrada sob o número PE-00018/2014, no dia 21 de agosto de 2014.
Briga por regiões
Um corte interessante de se observar no levantamento da Nassau é o das intenções de voto por região. Há seis sub-regiões pesquisadas.
Armando Monteiro Neto vence em três delas (Agreste, Sertão e São Francisco), empata em uma (Região Metropolitana do Recife) e perde em duas (Cidade do Recife e Zona da Mata) para Paulo Câmara.
O melhor desempenho de Armando Monteiro Neto se dá no Sertão, onde vence por 44% a 24%. depois, vem o Agreste (35% a 23%) e o São Francisco (32% para Armando e 27% para Paulo Câmara).
No caso do socialista, sua melhor performance ocorre na cidade do Recife (37% a 27%), possivelmente em função da boa gestão do prefeito do Recife, Geraldo Julio. Na Zona da Mata, o score é de 30% a 28% a seu favor.
O empate numérico, em 27% para cada lado, na Região Metropolitana do Recife, pode significar que a eleição virtualmente seria decidida no centro urbano, considerando que trata-se do maior colégio eleitoral entre todas as regiões.
A conferir, nos próximos capítulos.


CONJUNTO SANTARÉM É BENEFICIADO COM ACADEMIA AO AR LIVRE.

A noite desta sexta-feira (29) foi de festa para os moradores do conjunto Santarém, zona Norte. Isto porque a Prefeitura do Natal entregou mais uma Academia ao Ar Livre para a cidade. Desta vez, os equipamentos foram instalados na Praça Bandeirante. A solenidade contou com as presenças do prefeito Carlos Eduardo, do secretário municipal de Serviços Urbanos, Raniere Barbosa, e do vereador Felipe Alves, autor da emenda parlamentar no valor de R4 43 mil reais que possibilitou a realização do investimento.
Os novos aparelhos possuem a capacidade laboral de estimulação do sistema nervoso central, trabalho de flexibilidade, fortalecimento de membros superiores e inferiores e também o desenvolvimento da coordenação motora. Além da aquisição da nova academia, a praça recebeu serviços estruturais como limpeza, pavimentação, implantação de piso com grama sintética, poda, paisagismo, recuperação de alvenaria e iluminação. Neste mês foram inauguradas também as Praças Marcílio Dias e Manoel Leopoldo.
O prefeito Carlos Eduardo destacou a importância da instalação da Academia ao ar livre. Ele lembrou que o espaço vai atender os moradores do Conjunto Santarém, como também a população das comunidades adjacentes: “A inauguração dessas academias por toda a cidade são a prova de que a nossa gestão valoriza a saúde e a qualidade de vida dos cidadãos e cidadãs natalenses”, frisou. O chefe do executivo municipal parabenizou ainda o vereador Felipe Alves pela destinação dos recursos para a instalação da academia.
Raniere Barbosa reforçou a parceria que essa gestão vem tendo com o poder legislativo municipal. O secretário disse que nunca na história da cidade uma administração fez o que Carlos Eduardo está fazendo ao executar os serviços determinados através das emendas parlamentares dos vereadores de Natal.
Felipe Alves agradeceu a atenção recebida da atual administração municipal e recordou que havia assumido o compromisso de levar melhorias para os moradores do Conjunto Santarém ainda na campanha de 2012 e que estava muito feliz por voltar a comunidade com a promessa cumprida. O parlamentar disse ainda que as melhorias não irão parar só com a instalação da Academia ao Ar Livre: “ Destinamos outra emenda no valor de R$ 140 mil reais para a Semsur realizar a reforma completa da Praça Bandeirante e o prefeito o secretário me garantiram que esses serviços começam no próximo dia 5 de setembro”, informou.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação/http://companhiadanoticia.com.br/
Foto: Marco Polo/Secom PMN