RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

quarta-feira, 10 de maio de 2017

"QUE ELES FUMEM O CACHIMBO DA PAZ", DIZ MARCO AURÉLIO SOBRE JANOT E GILMAR.

Marco Aurélio Mello comentou sobre o clima de inimizade entre o colega do Supremo Tribunal Federal (STF) e o procurador-geral da República.

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta terça-feira que é “constrangedor” o desentendimento entre o colega Gilmar Mendes e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Ontem, o procurador apresentou uma ação pedindo para a corte declarar o impedimento de Gilmar para julgar o habeas corpus do empresário Eike Batista, que o ministro libertou há duas semanas. Segundo a ação, a mulher de Gilmar, Guiomar Mendes, atua no escritório do advogado de Eike, Sérgio Bermudes, o que seria proibido pela legislação.
-É algo indesejável. Estou há 38 anos no Judiciário e nunca enfrentei uma exceção de suspeição, de impedimento de colega. É constrangedor e ruim para o Judiciário como um todo- disse Marco Aurélio sobre o pedido do procurador-geral da República.
Recentemente, Gilmar acusou a Procuradoria-geral da República (PGR) de vazar informações de investigações sigilosas. Em resposta, Janot disse que o ministro sofria de “disenteria verbal”. O episódio de ontem só reforça o clima de inimizade entre os dois. Para ele, esse tipo de ação é “muito sério”.
-Já estava uma situação delicada quanto ao deslocamento do habeas corpus do Palocci. Agora então... Vamos ver. Que eles fumem o cachimbo da paz- desejou Marco Aurélio.
O ministro disse que caberá à presidente, ministra Cármen Lúcia, a decisão de levar a julgamento em plenário a ação de Janot contra Gilmar. Ele lembrou que nunca houve esse tipo de processo no STF.
-Temos que aguardar. A hora é de temperança e serenidade. Vamos esperar os próximos capítulos da novela. Por enquanto, só estou na plateia- disse.

Fonte: Carolina Brígido/O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIO SUJEITO A APROVAÇÃO DO MEDIADOR.