RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

quarta-feira, 5 de julho de 2017

MPGO PEDE DEVOLUÇÃO IMEDIATA DE TORNOZELEIRA CONCEDIDA PELO ESTADO A ROCHA LOURES.

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) enviou uma recomendação à Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado para que peça a devolução imediata da tornozeleira eletrônica concedida ao ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PSDB-PR), conhecido como “homem da mala”. O documento é assinado pelo promotor Fernando Aurvalle Krebs, que argumenta, entre outras coisas, o deficit de tornozeleiras no estado. “Causa espanto o fornecimento pelo Estado de Goiás de equipamento de monitoramento eletrônico para detento de outra unidade da Federação, sendo que as tornozeleiras estão em falta em Goiás”, diz o promotor.
No pedido, o MPGO cita dados da própria Secretaria de Segurança Pública sobre deficit de mais de mil tornozeleiras em Goiás. “Mesmo diante da escassez de equipamentos de monitoramento eletrônico no Estado de Goiás, foi amplamente divulgado pela imprensa que um servidor público do Estado de Goiás forneceu tornozeleira eletrônica que compõe o estoque deste estado para beneficiar Rodrigo Rocha Loures, ex-deputado federal, que faz parte do sistema penitenciário do Distrito Federal”, diz trecho do documento.
Conforme mostrou o site Metrópoles, em reportagem do último domingo, Loures furou fila e passou à frente de cerca de 100 presos que aguardavam a tornozeleira em Goiás. Além da recomendação, entregue nessa terça-feira (4), também foi instaurado inquérito para investigar se Rocha Loures foi beneficiado na concessão da tornozeleira. O pedido concede um prazo de dez dias para que a Secretaria de Segurança Pública do estado apresente manifestação sobre o cumprimento da recomendação e, além disso, comunique a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cámem Lúcia.
Preso há mais de um mês na carceragem da Polícia Federal (PF), em Brasília, o ex-deputado esteve em Goiânia no sábado (1º) para colocar uma tornozeleira eletrônica. Em seguida, voltou a Brasília e foi para casa. Na sexta-feira (30), o ministro do Supremo Edson Fachin, relator das ações da Operação Lava Jato na Corte, mandou soltar Loures e determinou a medida alternativa.
Em nota, a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária de Goiás (Seap) diz que cedeu a tornozeleira por solicitação do Departamento Penitenciário Nacional. “Ele [Rocha Loures] foi conduzido a Goiânia pela Polícia Federal. Em face da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), de que cumpra recolhimento domiciliar, o monitoramento será feito pela Seap”, diz a nota.
O ex-deputado, que também é conhecido por ser o homem de confiança de Temer, foi flagrado pela PF recebendo uma mala com R$ 500 mil na Operação Patmos, investigação baseada na delação premiada dos executivos da JBS. O ex-parlamentar foi denunciado no mesmo processo que Michel Temer.

Fonte: Joelma Pereira/Congresso em Foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIO SUJEITO A APROVAÇÃO DO MEDIADOR.