RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

terça-feira, 25 de julho de 2017

MARCELINO VIEIRA: UM "DEBATE" DE MUITAS ARGUMENTAÇÕES, ENTRE VEREADOR X SUBTENENTE PM APOSENTADO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA.

Na noite de ontem, quem estava atento na página do facebook de Carlos Alberto, usuário que o segue na rede social, presenciou um embate curioso e que mostra ideias de como melhorar a segurança pública da cidade de Marcelino Vieira. De um lado, o presidente da câmara de vereadores, Aurivones Alves. Do outro, o subtenente aposentado da Polícia Militar do RN, Gilvan Melo. O facebokeano Carlos Alberto, ainda fez alguma inserções. Mas o "duelo" de ideias ficou mesmo polarizado entre os dois.
O parlamentar buscou explicar seu pensamento, que visa aumentar o número de policiais no destacamento de Marcelino Vieira, mesmo que tenham que haver uma contrapartida do legislativo e/ou executivo, para ajudar a diminuir a intranquilidade no município. O policial, pretendeu mostrar que alguns pontos não seria de grande valia, como por exemplo a elevação na quantidade de policiais e a ausência de denúncias por parte da população.
EIS O TEOR, NA ÍNTEGRA
Aurivones Nascimento
Essa é uma situação preocupante em nossa cidade, estou pronto para contribuir para segurança do cidadão vienense, o primeiro passo foi a criação da lei da Guarda Municipal, estou vendo a possibilidade da criação de uma lei, para pagar diárias a policiais militares nos seus dias de folga, com isso aumentaria o efetivo em nossa cidade. Ainda estou vendo a questão da legalidade, alguns municípios já criarão esse lei, que autoriza o Município a fazer pareceria como estado para aumentar o efetivo local, vou precisar do apoio dos meus colegas vereadores.
Carlos Alberto:
Mas por lei isso é constitucional? Será que isso é permitido por lei? Duas perguntas basicamente em uma. Dá pra entender né?
Aurivones Nascimento
Entendi, sim,estou estudando justamente a constitucionalidade, e minha tese é o seguinte, os policiais de folgas, ele prestam segurança empresas, a residenciais, a particulares....sem nenhum intervenção do estado, as vezes de folga dos colegas, e no período ele não são obrigados a prestar serviços ao estado..dai pode se abri a possibilidade de fazermos uma parceira com a Secretaria de Segurança do Estado.
Carlos Alberto
No meu conhecimento aqui em São Paulo eu conheço PMs que fazem bicos em dias de folgas em empresas privadas.
Aurivones Nascimento
O Art. 144 da CF/88, assevera que a Segurança Pública é dever do Estado, direito e responsabilidade de todos. A segurança do cidadão é um direito indisponível e inadiável, cabendo a todos os entes federados, através de suas instituições propiciarem à população segurança pública de qualidade, com vistas a redução dos números da criminalidade, em especial os crimes de roubos, furtos, homicídios e tráfico de drogas, os que mais causam indignação e prejuízos a sociedade.
Gilvan Alves de Melo
Todos clamam por segurança, mas não adianta aumentar o números de PMs se a população não colaborar, jogando a culpa nas autoridades e cobrando não vai resolver, o problema da falta de segurança não se resume na falta de estrutura e efetivo policial, são inúmeros fatores que contribuem para essa falta de segurança, cito alguns: falta de incentivo ao esporte, a cultura e politicas sociais que afastem os jovens das drogas, acabar o apadreamento politico em infrações ou crimes cometidos por correligionários, quando politicos pagam suas fianças e gastam com advogados, mas remunerar um PM que arriscam sua vida na sua folga com pouco recursos, não geram votos. e muitos outros fatores , pais que não cuidam de seus filhos. E o mais importante de todos a falta de informações pela população dificulta o trabalho policial, Todos sabem e afirmo com certeza e conhecimento Marcelino Vieira tem policiais compromissados em defesa do povo vieirense Dr Paulo Cesario e sargento Araujo teem competência de sobra, mas ta faltando o principal. colaboração da população.
Aurivones Nascimento
Compreendo preocupação e concordo em parte com os seus posicionamento Gilvan Alves, mas no momento a preocupação não é voto, é aumentar o efetivo na nossa cidade, não sei de certo o efetivo de Marcelino Vieira, mas vejo apenas dois policiais na cidade, quanto a mim o trabalho e a lutar por melhor segurança é incondicional, trabalho para coletividade, e exercício o mandato independente do resultado político futuro, o mal do nosso país é só pensar em política 24 horas.
Gilvan Alves de Melo
Quanto aos votos, Não se referi apenas a Marcelino Vieira, até mesmo nunca vi e nem ouvi, o nobre edil interferir no trabalho da PM, mas isso ocorre por ai e outros lugares. A falta de segurança Não se resolve só com o aumento do efetivo.
Aurivones Nascimento
Compreendi...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIO SUJEITO A APROVAÇÃO DO MEDIADOR.