RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

sábado, 22 de julho de 2017

MENINA DE 6 ANOS É MULTADA EM R$ 600 POR MONTAR BARRACA DE LIMONADA.

Caso aconteceu em Londres; após repercussão, penalidade foi retirada.

Para se divertir durante as férias de verão, a filha do professor universitário Andre Spicer, de apenas 5 anos, decidiu montar uma barraquinha para vender limonada perto de onde mora, em Mile End, Londres, durante um festival de música no fim de semana. A brincadeira durou pouco: autoridades do distrito Tower Hamlets multaram a menina em 150 libras, cerca de R$ 600, por manter atividade comercial sem licença.
— Eu fiquei chocado. Pensei que eles apenas diriam para a gente desmontar tudo e ir embora — contou Spicer, à BBC. — Minha filha se agarrou em mim gritando: “papai, papai, eu fiz algo errado!
O pai contou que a filha queria montar uma barraquinha para vender brinquedos ou roupas, mas decidiu pela limonada. “Era uma forma de entretenimento para um dia de verão”. Os dois montaram a barraquinha e começaram e vender a bebida para o público que estava a caminho do festival. Mas após uma hora e meia, os oficiais chegaram.
Para Spicer, faltou sensibilidade aos oficiais, pois, segundo ele, existe uma diferença entre uma barraquinha de limonada de uma criança e um vendedor de rua não licenciado
— Ela só queria colocar um sorriso no rosto das pessoas — disse o pai. — Ela estava muito orgulhosa.
Articulista em jornais britânicos, o professor escreveu uma coluna no “Telegraph” contando a história, além de ter reclamado à administração do distrito de Tower Hamlets. Um porta-voz do distrito informou que a multa foi retirada e um pedido de desculpas foi emitido.
— Nós lamentamos muito que isso tenha acontecido. Nós esperamos que nossos oficiais demonstrem bom senso e usem seus poderes com sensibilidade. Isso claramente não aconteceu — afirmou o porta-voz. — A multa será cancelada imediatamente e nós contatamos o professor Spicer e sua filha para pedirmos desculpas.

Fonte: O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIO SUJEITO A APROVAÇÃO DO MEDIADOR.