RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

quinta-feira, 8 de junho de 2017

HERMAN BENJAMIN X GILMAR MENDES: OS MELHORES MOMENTOS DO EMBATE.

O processo quase não caminhou nestes dois primeiros dias, mas os diálogos dos ministros do TSE foram afiados. Veja os destaques.

O julgamento que pode definir a cassação de Michel Temer e Dilma Rousseff no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não teve grandes avanços práticos nos dois primeiros dias, mas foi preenchido por alguns momentos embaraçosos, descontraídos e acalorados.
O principal embate foi travado entre o relator da proposta, Herman Benjamin, e o presidente do TSE, Gilmar Mendes.
Benjamin adotou uma estratégia inusitada: passou um longo tempo lendo votos antigos de outros ministros, sobre este e sobre outros casos, para constrangê-los a não se contradizerem nesta votação.
Desde o início do processo, o quadro político já se alterou completamente: a presidente eleita na época foi deposta em um impeachment; o vice agora é presidente; o partido que propôs a ação após a eleição faz parte do governo do ex-vice e não está mais tão interessado assim na cassação.
A defesa de Temer não quer a cassação por motivos óbvios; a de Dilma, para que não haja uma admissão pública da corrupção do PT; e o PSDB, que ainda não se decidiu se continua no governo ou abandona o barco, também se veria em maus lençóis com a condenação. Os próprios ministros estão mais reticentes em cravar um voto definitivo pela cassação, pelo clima geral do debate até agora.
Herman Benjamin, que é notadamente a favor da condenação da chapa, tem se empenhado então, praticamente sozinho, em sustentar argumentos para explicitar a mudança de posicionamento dos juízes ao sabor dos acontecimentos políticos – especialmente de Gilmar Mendes, que parecia muito mais inclinado à cassação quando Dilma Rousseff ainda era presidente.
VEJA MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI

Fonte: Luíza Calegari/Exame.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIO SUJEITO A APROVAÇÃO DO MEDIADOR.