RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

GOVERNO ANUNCIA UNIDADES DO MINHA CASA E R$ 3,8 BI PARA RENDA MENOR.

Mais de 10 mil unidades do programa estão sendo retomadas, diz governo.
Para a faixa a nova faixa 1,5, haverá R$ 1,4 bilhão em subsídios e crédito.

O Ministério das Cidades anunciou nesta quinta-feira (11), durante cerimônia no Palácio do Planalto, a retomada de mais de 10 mil unidades da faixa 1, ou seja, para a população de baixa renda, do Minha Casa Minha Vida - programa habitacional que concede subsídios para população, de acordo com a faixa de renda, com recursos principalmente do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).
Segundo o governo, a contração de unidades da nova faixa 1,5 do programa, contemplando famílias com renda mensal bruta líquida de até R$ 2.350,00, e que possuem capacidade de comprometimento de renda, também está sendo liberada. Não foi informado, até o momento, quando os recursos poderão ser buscados na Caixa Econômica Federal.
Na nova modalidade do Minha Casa Minha Vida, informou o governo, a família poderá contar com subsídios de até R$ 45 mil - bancados quase totalmente pelo FGTS - conforme a renda e a localização do imóvel, além de juros reduzidos para financiamento, também com recursos do Fundo de Garantia.
Para esta faixa de renda, acrescentou o Ministério das Cidades, estão sendo destinados R$ 3,8 bilhões, sendo R$ 1,4 bilhão em subsídios (R$ 1,26 bilhão do FGTS e R$ 140 milhões do Tesouro Nacional), além de R$ 2,4 bilhões em financiamentos com recursos do FGTS. A expectativa é que sejam construídas 40 mil unidades habitacionais.
O governo federal também informou que a estimativa é de contratação, em 2016, de 400 mil unidades do Minha Casa Minha Vida dentro das faixas 2 e 3, ou seja, para famílias com renda um pouco mais alta. Nesse caso, há menos subsídios envolvidos.
Lançado em 2009, no segundo mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Minha Casa, Minha Vida se tornou uma das principais bandeiras políticas do governo Dilma Rousseff. O governo do presidente em exercício, Michel Temer, informou que é "prioridade" a manutenção e a continuidade do programa - que opera principalmente com recursos do FGTS.
Terceira fase do Minha Casa Minha Vida
Em março deste ano, na gestão Dilma Rousseff, o governo federal lançou nesta quarta-feira (30), em uma cerimônia no Palácio do Planalto, a terceira fase do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, que terá a meta de entregar 2 milhões de moradias populares até 2018. A previsão do governo era de investir cerca de R$ 210 bilhões nesta nova etapa do programa.

Fonte: Alexandro Martello e Filipe Matoso/G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIO SUJEITO A APROVAÇÃO DO MEDIADOR.