RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

terça-feira, 23 de agosto de 2016

JUSTIÇA AFASTA COMANDO DA CÂMARA LEGISLATIVA, QUE VIRA ALVO DE OPERAÇÃO DA POLÍCIA CIVIL.

Além da presidente Celina Leão, também foram afastados da Mesa os deputados Raimundo Ribeiro, Júlio César e Bispo Renato Andrade. Policiais fazem operação na Casa para investigar esquema de corrupção.

A Justiça determinou o afastamento cautelar da presidente da Câmara Legislativa, Celina Leão (PPS), e dos demais membros da Mesa Diretora da Casa para apurar suspeitas de pagamento de propina a deputados distritais. Desde o início da manhã, a Polícia Civil cumpre 14 mandados de busca e apreensão e oito de condução coercitiva na Câmara, na residência de parlamentares, funcionários e ex-servidores.
Além de Celina, também foram afastados da Mesa o primeiro-secretário, Raimundo Ribeiro (PPS), o segundo-secretário, Júlio César (PRB), e o terceiro-secretário, Bispo Renato Andrade (PR). A operação também mira o deputado Cristiano Araújo (PSD). Mesmo com o afastamento dos cargos de direção, eles mantêm o mandato parlamentar. Os investigados são suspeitos de participar de um esquema de pagamento de propina em contratos de UTI. As denúncias foram feitas pela ex-vice-presidente da Casa Liliane Roriz (PTB), que entregou ao Ministério Público gravações comprometendo seus colegas.
O afastamento foi determinado a pedido dos procuradores pelo desembargador Humberto Adjuto Ulhoa e vale até o fim das investigações. Entre os assessores investigados estão Valério Neves Campos, ex-secretário-geral da Câmara Legislativa, o ex-presidente do Fundo de Saúde do DF Ricardo Cardoso e o servidor Alexandre Braga Cerqueira. Valério chegou a ser preso na Operação Lava Jato acusado de ser operador do esquema envolvendo o ex-senador Gim Argello (PTB).
Segundo o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), o objetivo da operação, denominada Drácon, é buscar provas dos crimes de corrupção ativa, passiva ou concussão envolvendo os distritais e servidores.
Eleito nesta segunda (22) para a vaga de Liliane Roriz na vice-presidência da Mesa Diretora, o distrital Juarezão (PSB) não é alvo da operação. Portanto, vai assumir o comando da Casa temporariamente.
Afastamento
Em nota divulgada semana passada, entidades da sociedade civil cobraram o afastamento de Celina Leão da presidência da Câmara até que as apurações fossem concluídas. A deputada disse que não se licenciaria do cargo. Na quinta-feira, Celina chamou Liliane de “mau-caráter” e “invejosa”.
“As gravações são uma armação de uma parlamentar da base do governo que responde a um processo por quebra de decoro e está prestes a ter o mandato cassado”, disse a presidente da Câmara Legislativa. “A emenda da acusação foi feita pela própria Liliane Roriz. E esta não foi a única emenda dela para a saúde”, rebateu em entrevista coletiva.

Fonte: Edson Sardinha/Congresso em Foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIO SUJEITO A APROVAÇÃO DO MEDIADOR.