RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM
RIO GRANDE DO NORTE

domingo, 21 de agosto de 2016

MENOS QUE O ENÉAS: CANDIDATA DO PSTU Á PREFEITURA DE BH TERÁ 5 SEGUNDOS DE TV.

Somente quatro dos onze candidatos à prefeitura de Belo Horizonte (MG) terão mais de um minuto de tempo de rádio e TV para propaganda eleitoral.
A candidata do PSTU, Vanessa Portugal, que disputa o cargo pela quarta vez, terá 5 segundos em 26 inserções nessas mídias, tempo três vezes inferior ao que teve nas eleições presidenciais de 1989 o ex-deputado Enéas Carneiro (1938-2007).
O candidato ficou famoso à época com o bordão "Meu nome é Enéas", que encerrava seus 15 segundos de rádio e TV. A eleição para presidente em 1989 teve 22 candidatos.
O candidato João Leite (PSDB) terá o maior tempo: 2 minutos e 39 segundos, com 780 inserções. O tucano reuniu uma coligação, que além do PSDB, tem o PPS, DEM, PRTB, PRB e PP.
Na sequência, o peemedebista Rodrigo Pacheco terá 1 minuto e 33 segundos (459 inserções), o petista Reginaldo Lopes terá 1 minuto e 23 segundos (412 inserções) e o candidato do PSD, Délio Malheiros, terá 1 minuto e 19 segundos (390 inserções).
Os outros sete candidatos terão menos de um minuto.
O pedetista Sargento Rodrigues (52 segundos e 255 inserções), o candidato do PR, Marcelo Álvaro Antonio (43 segundos e 214 inserções), do PTdoB, Luis Tibé (31 segundos e 157 inserções), Alexandre Kalil, do PHS (23 segundos e 116 inserções); Eros Biondini, do PROS (16 segundos e 79 inserções) e Maria da Consolação, do PSOL, (10 segundos e 52 inserções), além de Vanessa Portugal, do PSTU, (5 segundos e 26 inserções).
De acordo com o TRE-MG (Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais), que definiu o tempo das inserções nesta sexta-feira (19), a legislação determina que 10% do tempo total seja dividido igualitariamente entre os partidos e as coligações. Os 90% restantes obedecem à regra de proporcionalidade, de acordo com o número de representantes na Câmara dos Deputados.
Ainda de acordo com o TRE-MG, o tempo de rádio e TV na capital mineira pode ser alterado por conta da disputa envolvendo o partido Solidariedade, registrado tanto na chapa de Délio Malheiros (PSD) quanto na de Luis Tibé (PTdoB). Há uma indefinição sobre quem ficará com o tempo de rádio e TV da legenda, já que uma liminar deu decisão favorável a Tibé, porém, o mérito da ação ainda não foi julgado pela corte.
As exibições dos programas eleitorais no rádio e na TV, que acontecem até a quinta-feira (29 de setembro), terão dois blocos televisivos de 10 minutos diários, de 13h às 13h10 e de 20h30 às 20h40, com os programas dos candidatos a prefeito. O restante, 70 minutos de inserções na programação, será dividido entre candidatos a prefeito e a vereador.

Fonte: Carlos Eduardo Cherem - UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIO SUJEITO A APROVAÇÃO DO MEDIADOR.