RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

quinta-feira, 18 de julho de 2019

BANNER PROMOCIONAL.

CASAL CAI DE VARANDA AO FAZER SEXO E MULHER MORRE.

Uma mulher morreu após cair de uma varanda enquanto fazia sexo em São Petersburgo, na Rússia. A vítima, de 30 anos, foi esmagada pelo parceiro, de 29, que sobreviveu a queda. De acordo com testemunhas, os dois caíram do nono andar do prédio enquanto acontecia uma festa no apartamento.
Segundo o jornal inglês Daily Mail, a mulher foi encontrada nua na rua, na noite do dia 5 de julho. Inicialmente, a polícia suspeitou que o caso se tratava de um homicídio com tentativa de estupro. Depois, a corporação imaginou que a vítima teria sido esmagada por uma televisão, que também foi arremessada pela janela do prédio. No entanto, a hipótese não explicava a falta de roupas da mulher.
De acordo com a investigação, testemunhas do acidente disseram que um homem seminu foi visto deitado com a mulher e depois fugindo. O parceiro teria voltado à festa. A polícia instaurou um inquérito para entender o caso.

Fonte: Extra
Foto: Pixabay

MP ABRE INQUÉRITO PARA INVESTIGAR O PROGRAMA DO LEITE.

O Ministério Público, por meio da 49ª Promotoria de Justiça, abriu inquérito civil objetivando apurar possíveis irregularidades no Programa do Leite Potiguar – PLP, notadamente quanto às falhas no controle da salubridade dos pontos de distribuição, bem como quanto à regularidade, frequência e observância do local de entrega do Leite Potiguar pelos laticínios contratados para a sua pasteurização, envasamento e distribuição.
A Secretaria de Estado, da Habitação e da Assistência Social (SETHAS) é a responsável pelo Programa.

Fonte: Heitor Gregório

POLÍCIA CIVIL DO AMAPÁ COM APOIO DA POLÍCIA CIVIL DO RN, PRENDEU UM DOS MAIS PERIGOSOS PISTOLEIROS DO VALE DO ASSU QUE ESTAVA FORAGIDO A ANOS.

Na manhã de hoje, a equipe de policiais civis do CIOSP PACOVAL (7ª Delegacia da capital), na cidade de Macapá/AP, após troca de informações com a equipe de policiais civis da Delegacia de Macaíba/RN, prendeu em flagrante o foragido TEÓFILO DANTAS FONSECA, vulgo “TEOFINHO FONSECA”, condenado a 28 (vinte e oito) anos de prisão, por homicídio qualificado, além de ser considerado um dos pistoleiros mais perigosos da região do Vale do Assú.
As unidades da policia civil do Rio Grande do Norte e do Amapá estavam trocando informações sobre o suspeito já há um tempo, para uma ação mais precisa, sendo realizada uma operação, na manhã de hoje, na cidade de Macapá, que culminou na prisão em flagrante do foragido que, quando da abordagem, apresentou um falso documento de identidade (em nome do irmão), além de ser flagrado com uma arma de fogo do tipo REVÓLVER, calibre .38, com numeração suprimida. TEÓFILO DANTAS FONSECA está sendo autuado em flagrante e foi cumprido a ordem de prisão da comarca de Ipanguacu/RN. Ele ficará custodiado à disposição da justiça.

Fonte: Passando na Hora

FESTA DE SANTANA SERÁ ABERTA OFICIALMENTE NESTA QUINTA-FEIRA.

A Festa de Santana será aberta oficialmente nesta quinta-feira (18) quando acontece a solene passeata e o hasteamento do estandarte da festa. Hoje também é dia do tradicional Jantar de Santana








Fonte: Robson Pires

PATU SEDIARÁ RAPEL NA SERRA DO LIMA.

NOVOS DIÁLOGOS MOSTRAM QUE MORO INTERFERIU NA NEGOCIAÇÃO DE DELAÇÕES.

Em mensagens divulgadas pela Folha de S. Paulo, Deltan Dallagnol pede consulta ao ex-juiz antes que Lava Jato interrogasse delatores da Camargo Corrêa.

Hoje ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro, Sergio Moro, quando juiz da Lava Jato, interferiu nas negociações de delações de dois executivos da construtora Camargo Corrêa para admitir práticas de corrupção, em 2015. Os indícios constam em mensagens de membros da força-tarefa da operação, trocadas pelo aplicativo Telegram e obtidas pelo site The Intercept. O jornal Folha de S. Paulo examinou os diálogos e os divulgou nesta quinta-feira.
Pela legislação, juízes não devem participar de negociações para acordos de colaboração premiada e apenas verificar a legalidade dos tratados após sua assinatura, como forma a garantir sua imparcialidade para julgar as informações fornecidas.
Os diálogos mostram que, em 23 de fevereiro de 2015, o procurador Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava Jato, escreveu ao advogado Carlos Fernando de Lima, que conduzia as negociações com a construtora Camargo Corrêa, para sugerir que Moro fosse consultado sobre a delação.
“A título de sugestão, seria bom sondar Moro quanto aos patamares estabelecidos”, disse Deltan, se referindo às penas que seriam impostas aos delatores. Carlos Fernando contestou: “O procedimento de delação virou um caos”. Para ele, tal procedimento representava “um tipo de barganha onde se quer jogar para a plateia, dobrar demasiado o colaborador, submeter o advogado, sem realmente ir em frente.”
O advogado disse a Deltan que não sabia “fazer negociação como um turco” e negociar com Moro seria “contrário à boa-fé que um negociador deve ter”. Deltan considerava arriscado não consultar o então juiz e disse: “Você quer fazer os acordos da Camargo mesmo com pena de que o Moro discorde? Acho perigoso pro relacionamento fazer sem ir falar com ele, o que não significa que seguiremos.”
“Podemos até fazer fora do que ele colocou (quer que todos tenham pena de prisão de um ano), mas tem que falar com ele sob pena de ele dizer que ignoramos o que ele disse”, complementou Dallagnol. A delação ocorreu, na primeira vez que executivos de uma grande empreiteira admitiram a prática de corrupção – relatando um cartel de empresas para fraudas licitações da Petrobras, com pagamento de propinas a políticos -, antes que representantes de construtoras como a Odebrecht e a Andrade Gutierrez fizessem delações.
Procurado pelo jornal, o ministro da Justiça, Sergio Moro, negou ter participado das negociações de acordos de colaboração premiada quando juiz.
“Cabe ao juiz, pela lei, homologar ou não acordos de colaboração”, diz a nota. “Pela lei, o juiz pode recusar homologação a acordos que não se justifiquem, sendo possível considerar a desproporcionalidade entre colaboração e benefícios.”
Moro não reconhece a autenticidade do material obtido pelo Intercept. Em parceria om site, VEJA é um dos veículos que examinam mensagens da força-tarefa da Lava Jato. Em reportagem são divulgados diálogos que mostram a colaboração entre o Ministério Público Federal, a Polícia Federal e Moro. Na prática, o hoje ministro atuava como o chefe da força-tarefa, desequilibrando a balança da Justiça em favor da acusação.

Fonte: Veja
Foto: Adriano Machado/Reuters

GOVERNO VAI NOMEAR 57 NOVOS AGENTES PENITENCIÁRIOS CONCURSADOS.

O Governo do Estado vai nomear até o final deste mês 57 novos agentes penitenciários concursados. Eles concluíram o curso de formação e estão aptos a assumir as funções. Nesta quarta-feira, 17, eles foram recepcionados pela governadora Fátima Bezerra que deu boas vindas e ressaltou a importância que a administração estadual dá ao sistema de segurança pública.
“Nosso governo não mede esforços para enfrentar a violência e a criminalidade. Nos primeiros seis meses alcançamos resultados altamente positivos. Reduzimos a violência em 30%. Saímos da posição de estado mais violento do país em 2018 e hoje estamos entre os quatro estados que mais reduziram a violência em todo o Brasil”, afirmou a governadora.
Fátima Bezerra destacou aos novos agentes o modelo de governança da atual gestão que criou a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária para tratar exclusivamente deste setor e está contratando os servidores aprovados em concurso público. “Nossa gestão tem foco, determinação e seriedade. Vocês escolheram o caminho do serviço público e quem escolhe este caminho escolhe atender bem a população e promover a cidadania”.
Ainda em seu discurso a governadora pontuou: “Não tenho dúvidas que cada um de vocês chega movido pelo espírito público e senso de responsabilidade. E quero afirmar: esse é o governo do diálogo, da transparência e do zelo pelo interesse público. Governo que dialoga com todos os setores da sociedade e segue os preceitos da Lei de Execuções Penais que prevê o exercício da autoridade, a hierarquia e o controle com respeito aos presos, familiares e aos agentes penitenciários”.
Ao encerrar o discurso no auditório da Escola de Governo em Natal, Fátima Bezerra afirmou: “Vocês chegam para fazer com que o sistema penitenciário do RN seja um dos melhores do país e continue sendo referência para o Brasil”.
Outra turma de aprovados no concurso público iniciou o treinamento para assumir as funções. A previsão é que mais 65 sejam nomeados nos próximos meses.
O secretário de estado da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio disse que “o momento é de conquista e avanço na política de segurança pública. A nomeação fortalecerá a segurança nas unidades prisionais”, afirmou e destacou ainda “estamos promovendo ampliação e renovação do quadro de agentes, levando em conta que a atual gestão tem como prioridade a promoção de tratamento digno ao preso, familiares, e aos próprios servidores”.

Fonte: O Câmera

EUA: PAI É ACUSADO DE AFOGAR FILHOS AUTISTAS PARA RECEBER O SEGURO.

Egípcio residente na Califórnia é acusado de dirigir o carro onde as crianças estavam por um pier até cair no mar.

Um egípcio que vive no estado americano da Califórnia foi acusado, nesta quarta-feira 17, pelo assassinato de seus dois filhos autistas em 2015, que morreram afogados após ele dirigir o carro onde as crianças estavam por um pier até cair no mar.
O objetivo de Ali Elmezayen, segundo as autoridades, era receber o dinheiro da apólice de seguro dos filhos de 13 e 8 anos, que estavam presos aos cintos de segurança do banco traseiro do veículo que guiava, que caiu no mar após cruzar o pier de San Pedro, ao sul de Los Angeles.
O homem de 44 anos foi acusado também de tentar assassinar sua esposa Raba Diab, que se salvou graças à ajuda de um pescador que jogou para ela um salva-vidas, enquanto o acusado nadava até o porto.
O terceiro filho do casal, mais velho que os outros dois e que possui uma forma leve de autismo, estava num acampamento no momento do incidente.
Elmezayen, que foi detido em novembro passado sem direito a fiança, também é acusado por fraude de seguros em relação ao incidente.
Ao ser interrogado pelo, o homem disse aos policiais que não sabia o motivo de ter caído do pier, quepode ter sido o fato de ter pisado por engano no acelerador ao invés do freio ou que poderia ter algo de “mau dentro dele que o levou a fazer isso”.
O cidadão egípcio recebeu mais de 260 mil dólares de duas seguradoras, apesar de ter informado aos investigadores que seus filhos não tinham seguro de vida.
As autoridades informaram que Elmezayen transferiu a maior parte do dinheiro para o Egito e deixou cerca de 80 mil nos Estados Unidos, que foram confiscados.
O julgamento do egípcio, no qual enfrenta cerca de 20 acusações federais, incluindo fraude, está previsto para começar em 3 de setembro.
Em seguida será julgado novamente por uma corte do estado da Califórnia por homicídio e tentativa de homicídio, crimes pelos quais os promotores podem pedir a pena de morte.

Fonte: AFP
Foto: Twitter 48 Hours/Reprodução

TRABALHADOR QUE FICAR 3 MESES SEM RECEBER SALÁRIO PODERÁ RESCINDIR O CONTRATO E RECEBER INDENIZAÇÃO.

Tramita na Câmara dos Deputados um projeto de lei que determina que o trabalhador poderá rescindir o contrato de trabalho após três meses de atraso salarial. Neste caso, bastará ele notificar extrajudicialmente o empregador para receber a indenização equivalente à demissão sem justa causa: verbas rescisórias, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e seguro-desemprego.
De autoria da deputada Alê Silva (PSL-MG), o projeto altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Atualmente, o empregado pode considerar rescindido o vínculo com a empresa quando o empregador não cumprir com as obrigações contratuais. Mas ele precisa recorrer à justiça trabalhista para ter acesso à indenização, além dos documentos.
Para a deputada, essa situação prejudica o trabalhador. “Nossa intenção, com este projeto de lei, é fazer valer a letra da lei. Para tanto, a rescisão dependerá de simples notificação extrajudicial do empregado”, disse Alê Silva.
Segundo a proposta, a entrega dos documentos que comprovam a dissolução contratual aos órgãos competentes e o pagamento das verbas rescisórias devem ser feitos no prazo de 10 dias.
O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Extra
Foto: Roberto Moreyra/Agência O Globo

quarta-feira, 17 de julho de 2019

DEPUTADO BERNARDO AMORIM RECEBE AMIGOS EM SEU SÍTIO.

O Sítio São Bernardo, no município de Apodi, de propriedade do médico Bernardo Amorim, foi palco no dia de hoje de novas conversações e visitas, de amigos e correligionários, ao parlamentar potiguar, que mais tem se destacado na condição de deputado estadual.
Dr. Bernardo, como foi o nome de campanha dialogou durante todo o dia, com lideranças políticas de inúmeras cidades oestanas.
Um dos grandes defensores do nome de Bernardo nas eleições de 2018, o vereador Francisco Raimundo de Araujo, "Raimundo do Poço", juntamente com também vereador e professor Marcos Antônio de Sousa;
As vereadoras Raimunda Josineide Sales Costa Solano, "Fifia" e Jailma Tavares de Oliveira, o ex-vereador Thiago Leite, o ex-prefeito Toinho Sales, amigos e amigas de Olho D'água do Borges; Paulinho Targino e esposa, Joaninha, ambos de Messias Targino; Os ex-vereadores Unilson Pereira de Oliveira Filho, "Bodin" e Edson Moraes, "Pelé", respectivamente dos municípios de Rafael Godeiro e Caraúbas; O prefeito Haroldo Ferreira de Morais, de Felipe Guerra, acompanhado dos conhecidíssimos, ex-vereador Djalma, vereador Djalminha, e outras lideranças felipenses.
Muita conversa, regada ao que mais gostam, que é a boa prática de fazer política.
"Nada como receber amigos e correligionários, para trocar ideias e traçar planos, metas para os embates que a carreira política se encarrega de nos oferecer. Para mim, é uma satisfação ímpar está na companhia de todos estes e os demais, que sempre estão nos visitando", disse o deputado estadual Bernardo Amorim.

JUSTIÇA POTIGUAR NEGA PEDIDO DE INDENIZAÇÃO A BANCÁRIO PRESO DURANTE OPERAÇÃO JUDAS.

O juiz Bruno Montenegro Ribeiro Dantas, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal, negou pedido de indenização por danos morais no montante de R$ 300 mil feito por um bancário preso durante a “Operação Judas”, na qual foram investigados desvios nos pagamentos dos precatórios pelo respectivo setor do Tribunal de Justiça do RN. Embora investigado, o bancário não foi denunciado pelo Ministério Público Estadual. O autor pretendia ser indenizado pelo Estado do Rio Grande do Norte em razão da suposta prisão ilegal e abusiva, além de sua exposição na mídia.
O bancário alegou que não possuía vinculação com o caso e seus demais suspeitos, mas que mesmo assim teve sua casa invadida por agentes policiais durante a madrugada, enquanto encontrava-se em recuperação de cirurgia bariátrica. Afirma que a invasão teria sido perpetrada de forma violenta, psicológica e fisicamente, culminando em sua prisão, diante de seus familiares e no seu delicado estado de saúde.
Afirmou ainda que passou todo o dia preso na Delegacia do Centro Administrativo, sem acesso à sua medicação, somente sendo liberado por volta de 17h, após desgastante interrogatório.
Aponta que foi alvo do escárnio público, dada a ampla divulgação de seu suposto envolvimento no ilícito, vindo a sofrer, ainda, constrangimentos financeiros, sendo, pois, obrigado a fazer tratamento psicológico e a tirar licença do banco no qual trabalha. Assinalou que toda essa situação abusiva causou-lhe profundos prejuízos morais.
Em sede de contestação, o Estado do Rio Grande do Norte defendeu que o autor foi sujeito às medidas policiais e judiciais em razão do aparato de provas indicarem sua participação no ilícito perpetrado pelos demais investigados na “Operação Judas”. Em razão disso, teve sua prisão temporária decretada. Defendeu que os agentes policiais atuaram no estrito cumprimento do dever legal, não havendo, pois, ilegalidades ultimadas contra o autor que ensejem a responsabilização do Poder Público.
Decisão
Ao analisar o caso, o juiz Bruno Montenegro aponta que a Constituição Federal prevê a responsabilidade objetiva do Estado, pelos danos que seus agentes, nessa qualidade, causarem a terceiros. “Sob essa perspectiva, a ação administrativa danosa consistiria na ilegalidade que supostamente revestiu a prisão temporária do autor”.
O magistrado observa que a obrigação de indenizar será reconhecida mediante a comprovação cumulativa da ação administrativa danosa, do nexo causal e do dano suportado pela vítima.
“Consoante se denota das provas coligidas aos autos, veementes indícios apontavam para a participação do demandante no esquema ilícito investigado pela chamada ‘Operação Judas’. Por esta razão, e em prol de uma eficiente investigação, pesou em desfavor do autor a imposição de medidas criminais, igualmente necessárias para a comprovação de sua inocência”, destaca Bruno Montenegro.
O juiz transcreveu trechos das informações prestadas pelo Ministério Público Estadual, as quais motivaram a investigação do autor. “Consoante se denota do cenário acima explicitado, os elementos colhidos pelos órgãos de investigação estadual realçavam uma possível ligação entre o autor desta demanda e àquela que, talvez, seja o maior expoente das infrações penais em desenvolvimento [a ex-servidora do TJRN Carla Ubarana]. Logo, a apuração acerca do envolvimento do demandante havia de ser ultimada, para o alcance da verdade e o deslinde do caso. Nesse ínterim, o investigado torna-se sujeito às medidas judiciais e criminais que se fizerem necessárias ao resguardo da persecução criminal”, observa o julgador.
Neste sentido, o juiz Bruno Montenegro decidiu que as medidas processuais criminais que recaíram sobre o demandante foram executadas com lastro em ordem judicial e que os agentes estatais atuaram no exercício regular de seu direito, não havendo ilegalidade perpetrada por àqueles, o que rechaça a existência de ação administrativa danosa ou ilicitude perpetrada em desfavor do autor.
(Processo nº 0805319-61.2012.8.20.0001)

Fonte: Juri News, com informações do TJRN

VEREADOR MUDA DE PARTIDO E ASSUME DIRETÓRIO DO PV EM MOSSORÓ.

Uma disputa pelo Partido Verde mossoroense teve como vencedor o vereador Alex do Frango. O parlamentar retorna ao PV de Mossoró para reestruturar os verdes.
Alex, que deixa o PMB, teve seu primeiro mandato eleito pelo PV, à época numa bancada de três vereadores. Agora ele tem uma missão: renovar os quadros do partido na cidade. “Continuo integrando a bancada de oposição na Câmara de Mossoró”, afirmou o vereador.
Nesse processo de renovação o PV no RN está recebendo vários quadros militantes de outros partidos do campo ideológico.
O presidente estadual professor Rivaldo Fernandes acompanhou todas as conversas sempre ao lado do dirigente da juventude verde do RN Renan Nogueira, ex-coordenador da sala verde (diretório) de Mossoró.

Fonte: Diário Político
Foto: Cedida

SÃO FERNANDO: ESTAREMOS JUNTOS, INDEPENDENTE DE QUAL FATO", DIZ POLION MAIA..

Após a matéria (VER AQUI) sobre a possibilidade de Terezinha Maia, esposa do ex-prefeito de São Fernando, Paulo Emído, que hoje administra a cidade de São Gonçalo do Amarante, entrar no embate de outubro do ano vindouro, defendendo sua candidatura a prefeita, conversamos com o gestor são-fernandense.
Em contato com o blog, o prefeito de São Fernando, Polion Medeiros Maia, assegurou que independe de quem seja o candidato a prefeito do grupo da situação, estarão juntos, Paulinho, Terezinha, Genilson e ele, além de todos aqueles que querem o bem de São Fernando.
"Sou de grupo. Se preciso for, pelo bem do sistema e da continuidade das bem sucedidas gestões, eu não serei empecilho. Estaremos juntos, independente de quem for representar o sistema político na eleição/2020", afirmou o prefeito Polion Maia.
Polion é defensor da unidade no grupo. Bom gestor e extremamente capaz de administrar São Fernando por mais 4 anos, com a mesma desenvoltura com que gere os destinos do município, neste mandato atual.

PROFESSORA DE NOVA CRUZ GANHA PRÊMIO EDUCADOR 10.

Seu projeto ensinou alunos apontarem soluções para problemas da cidade aprendendo a argumentar.

A professora Patrícia Barreto , do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) de Nova Cruz, é uma das dez vencedoras do Prêmio Educador Nota 10 com o projeto Argument(ação): protagonismo juvenil.
O Prêmio Educador Nota 10, maior e mais importante prêmio da Educação Básica Brasileira. Patrícia ganha um vale-presente no valor de R$ 15 mil, além de todas as despesas pagas para participar de uma semana de imersão e da cerimônia de premiação, marcadas para setembro, em São Paulo, onde vai concorrer ao título de Educadora do Ano.
A educadora potiguar conquistou os Selecionadores com o projeto de Língua Portuguesa Argument(ação): protagonismo juvenil, trabalhado com os alunos do 3º ano do Ensino Médio. No projeto, ela pediu aos estudantes que registrassem, por meio de uma foto, um problema social da cidade onde vivem. Em paralelo, trouxe para a sala de aula imagens que representavam denúncias de questões sociais. Pediu ainda aos alunos para observá-las, identificando temas e apresentando justificativas para os diferentes pontos de vista que vinham à tona. Percebeu que os jovens falavam dos temas de forma genérica e superficial e, por isso, planejou estratégias que tinham como foco a argumentação e a produção de um artigo de opinião.
Por meio de um jogo criado pela professora, o Argument(ação), as turmas aprenderam diferentes tipos de argumentos e pensaram em soluções para os problemas sociais apontados. Também foram lidos e analisados artigos de opinião escritos por estudantes para a Olimpíada de Língua Portuguesa de 2016. Terminada a produção escrita, os alunos prepararam um podcast para divulgar suas ideias e evidenciar o protagonismo juvenil.
Além de Patrícia, outros nove educadores que desenvolveram experiências pedagógicas de destaque nas escolas em que trabalham foram escolhidos entre quase 5 mil inscritos pela Academia de Selecionadores. A Academia é formada por grandes especialistas em didáticas específicas, pesquisadores das principais universidades do país, orientadores de graduação e pós-graduação, além de formadores de gestores e de professores em suas respectivas disciplinas. Os vencedores são dos estados de Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina e São Paulo.
Dos 10 projetos campeões, quatro são trabalhos realizados com alunos do Ensino Fundamental I (sendo um também EJA), três com turmas do Ensino Médio, dois de gestão e outro com o Ensino Fundamental II. As disciplinas são variadas, indo de Educação Física à Matemática.
Lista dos vencedores AQUI

Fonte: Portal no Ar
Foto: Reprodução/Prêmio Educador Nota 10