RNPOLITICAEMDIA2012.BLOGSPOT.COM

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

JUÍZA DECRETA PRISÃO DE ADVOGADO E AUTORIZA BUSCA E APREENSÃO EM ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA

A juíza da Vara dos Feitos Relativos a Organizações Criminosas de Lavagem de Dinheiro, Placidina Pires, decretou a prisão de um advogado acusado de integrar organização criminosa que atuava há anos no Estado e era responsável por trazer grandes quantidades de cocaína pura para Goiás utilizando aeronaves. Também foi autorizada a busca e apreensão de documentos em um escritório de outro advogado. Os dois profissionais estão sendo investigados por policiais da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) que deflagraram, em agosto passado, a Operação Puro Sangue.
No dia 4 de agosto, foram presos sete integrantes da quadrilha, dentre os quais uma boliviana que, juntamente com o marido, acusado de chefiar o grupo criminoso, além de dois pilotos. Mais de dois meses após a operação, a juíza, por entender que foram apresentados fatos novos, optou por decretar também a prisão de Carlos Antônio Marques Oliveira e do advogado Mário Marques Pereira. Ela também autorizou a realização de busca e apreensão no escritório do advogado Danilo dos Santos Vasconcelos “de objetos relacionados aos delitos perpetrados pela organização criminosa em apuração”. Procurado pelo Rota Jurídica, este último não estava no escritório na tarde desta quarta-feira (30). Mas o espaço está aberto para a defesa.
Conforme denúncia oferecida pelo Ministério Público, Mário teria auxiliado no transporte de mais de 500 quilos de cocaína apreendidos pela Polícia Civil. Segundo investigações, Carlos Antônio dirigia uma veículo Toyota Etios, que dava cobertura, exercendo a função de “batedor”, a uma caminhonete Hillux que transportava a meia tonelada de drogas. O percurso percorrido pelo Etios nos dias 02 e 03 agosto seria compatível com o local em que os entorpecentes foram apreendidos.
É apontado na peça acusatória que a relação do advogado Mário Marques com Dion Luiz Marques, outro investigado no caso, ultrapassaria a mera assistência jurídica, atingindo contornos que demonstram o suposto envolvimento direto do referido profissional com as atividades ilícitas praticadas pela organização criminosa.
LEIA MATÉRIA COMPLETA AQUI

Fonte: Rota Jurídica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIO SUJEITO A APROVAÇÃO DO MEDIADOR.